Páginas

quinta-feira, 2 de fevereiro de 2012

O Crente menino. Como saber se você é ou não um


Paulo diz que existem crentes meninos. Meninos na fé. Como a gente reconhece crente menino?

Crente menino não pode ser elogiado. Elogie um menino e você verá como ele se mostra.

Crente menino tem os nervos à flor da pele. Qualquer contrariedade, o crente menino se desvia, fica amuado, esfria na fé, some das reuniões.

O crente menino tem uma dieta de festa. Só gosta de coisa doce, crocante, gelada. Nem tente alimentar ele com verdadeiro alimento espiritual. Ele não gosta de Bíblia, Escola Dominical, Palavra e Deus. Gosta só de dar pulinhos, bater palminhas e pedir mais sorvete com chantily.

O crente menino faz birra. Quando contrariado, faz beicinho. Fica amuadinho.

O crente menino gosta de ser o centro das atenções. Se ela não brilhar via precisar de psicólogo e terapia. Se ele não for o centro não aceita ser cantor.

O crente menino vive de modismos. Adorou a onda dos dentes de ouro, ama os cultos dos Gideões Missionários, vive na casa da irmã ungida de oração, crê em catimbó evangélico, acredita que nascido de novo pode ficar endemoninhado.

O crente menino nunca vai ser crente maduro. O tempo não o afeta positivamente. O tempo passa e ele continua na fase Benjamim Button: quanto mais velho, mais novato.

O crente menino não é brincadeira...


Fonte: Pr. Geraldo Magela em seu blog, via Libertos do Opressor

Um comentário:

  1. Poxa e o pior de tudo, que é igual coca-cola, onde menos se espera, tem! Gostei do texto!

    ResponderExcluir