Páginas

sábado, 13 de outubro de 2012

Cortador, Migrador, Devorador e Destruidor - Doutrina de Deus ou dos demônios?





"MAS o Espírito expressamente diz que nos últimos tempos apostatarão alguns da fé, dando ouvidos a espíritos enganadores, e a doutrinas de demônios;"  
(I Timóteo 4 : 1)

Nunca a igreja de Cristo foi tão assolada por ensinos controversos, heréticos e nocivos quanto a sua missão de libertar vidas e preparar-se para o dia do encontro com seu esposo nas nuvens, como nos dias atuais. Não há dúvidas que a igreja vive os últimos dias que antecedem a volta do Filho de Deus para arrebatá-la. Sabendo disso, nosso inimigo não poupa esforços para desvirtuar alguns do caminho. Paulo ensina aos tessalonicenses que a apostasia seria um grande sinal da vinda do Senhor e da presença do anticristo, que reinará por um período de tempo neste mundo, após Cristo levar sua igreja (2Tessalonicensses 2:3). Tal apostasia está claramente evidenciada, mas muitos ainda não se deram conta que a estão vivenciando em seu meio. É a dracma perdida dentro da própria casa (Lucas 15:9). Apostasia esta que se caracteriza por substituir a verdade pela mentira, supervalorizando os costumes e as tradições em detrimento da sã doutrina.

Em outro artigo intitulado “Pregar a Palavra com verdade é nossa responsabilidade”, enfatizei a respeito do cuidado que nós pregadores precisamos ter ao expor as Escrituras analisando o texto e contexto para não corrermos o risco de ensinarmos aquilo que não é a verdade ou irmos além do que está escrito (1Corintios 4:6).

Neste artigo, quero tratar de um assunto que é muito ensinado nas igrejas, onde a imaginação humana tem tomado o lugar da hermenêutica no que diz respeito a interpretação de alguns textos. É o caso dos gafanhotos que está registrado em Joel 1:4, que diz: O que ficou da lagarta, o gafanhoto o comeu, e o que ficou do gafanhoto, a locusta  o comeu, e o que ficou da locusta , o pulgão o comeu". Em algumas traduções os termos lagarta, gafanhoto, locusta e pulgão são substituídos por: cortador, migrador, devorador e destruidor. Estes insetos, na interpretação de alguns teólogos da prosperidade passam por uma espécie de metamorfose diabólica, onde os mesmos acabam por se transformam em terríveis demônios e que só existe um meio de combatê-los, como veremos a seguir.
É comum ouvirmos nas igrejas orações no momento de recolherem as contribuições da seguinte forma: “...Senhor repreenda o cortador, o migrador, o devorador e o destruidor das vidas dê seus filhos que vão ofertar e dizimar para tua obra, amém!

Seria cômico se não fosse trágico, pois a ideia que se tem hoje em muitas igrejas é que não existem seres mais poderosos e terríveis do que estes quatro tipos de gafanhotos. São mais terríveis até mesmo do que os quatro cavaleiros do Apocalipse.

Estes quatro gafanhotos quando transformados em demônios, recebem tanto poder (dos homens) para agirem na vida do cristão infiel nas suas contribuições, que nem mesmo Deus, ou o Nome de Jesus tem poder para deter as suas ações. E, infelizmente não são poucos os que acreditam nessa estória, de forma que estes são coagidos a  contribuír em suas igrejas, às vezes doando até tudo o que possuem por medo destes “demônios”, em lugar do temor que se deve ao Senhor.

O Espírito Santo fala-nos por intermédio de Paulo em 1Timóteo 4:1: "Mas o Espírito expressamente diz que nos últimos tempos apostatarão alguns da fé, dando ouvidos a espíritos enganadores, e a doutrinas de demônios.". É triste vermos que a maioria dos cristãos por não terem uma percepção exata das coisas divinas, acabam por abraçar doutrinas de demônios em seus círculos, sem usarem a razão, questionando se o que fazem está de acordo com a vontade de Deus ou não. Mas, isso se dá em consequência da falta de um ensinamento sadio, que possa gerar no crente uma fé genuína a ponto de estruturá-lo e fortalecê-lo para uma vida vitoriosa e que possa verdadeiramente agradar a Deus, porque sem fé é impossível agradar a Deus (Hebreus 11.5).

Contribuindo para o estabelecimento dessas heresias nas igrejas, vemos o descaso de muitos crentes em relação ao estudo da Palavra, o que os torna fracos e suscetíveis a qualquer vento de doutrina, principalmente quando tais ensinos procedem de pessoas com formação teológica (Efésios 4:14). Mas o Espírito Santo já nos advertia que viria o tempo em que muitos não suportariam a sã doutrina; mas, tendo comichão nos ouvidos, amontoariam para si doutores conforme as suas próprias concupiscências; os quais desviando os ouvidos da verdade voltar-se-iam às fábulas (1Timóteo 4:3,4).

Sã doutrina, quer dizer uma doutrina sadia que não é fundamentada em tradições humanas e muito menos em fábulas engenhosamente inventadas (2Pedro 1:16). É o ensino coerente e santo contido nas Escrituras sem contradições.

As fábulas, segundo sabemos são estórias ou uma aglomeração de composições literárias em que os personagens são objetos, homens e animais que apresentam características humanas, tais como a fala, os costumes, etc. A estas, se dá tanta ênfase que os incautos passam a acreditar que seja uma verdade divinamente inspirada e que chegam a considerarem como uma doutrina sagrada e que a mesma não pode ser contestada.

Acreditando nisso, muitos chegam ao ridículo de ensinarem tais aberrações em suas congregações, a ponto de classificarem de hereges os que discordam, não tendo eles a visão que estão vivendo uma grande heresia e que poderão pagar um alto preço por também ensinarem aos outros. O Espírito Santo também nos diz que "o deus deste século cegou os entendimentos dos incrédulos, para que lhes não resplandeça a luz do evangelho da glória de Cristo, que é a imagem de Deus."  (2Coríntios 4:4).

E, essa falta de entendimento tem levado uma grande maioria de crentes a aceitar determinados modismos e desvios doutrinários, como sendo santos e inspirados. Como exemplo, temos essa estória dos quatro terríveis gafanhotos de Joel 1:4. É uma heresia que traz um ensino demoníaco  sagaz e blasfemo em relação à pessoa de Deus e de Cristo, quando se crê e se defende que estes gafanhotos são demônios que não poupam o crente, quando por algum motivo, este não contribue com seu dizimo a sua organização religiosa e também que não existe oração, jejum e nem mesmo o Nome de Jesus seja capaz de repreender tais demônios. Tal heresia é declaradamente uma doutrina de demônios dentro das igrejas cristãs, pois acreditando-se nestas fábulas, ridicularizam a pessoa de Jesus a quem deveriam honrar, pondo-o como impotente diante do deus "mamom", que segundo a crença, só quem tem o poder de expulsar esses demônios da vida do infeliz é o ato de dizimar e ofertar, que no caso seria dar dinheiro para aplacar a ira desses “demônios cruéis”.
Como um abismo chama outro abismo, essa heresia também ensina que Deus poderia ter um exército de demônios a seu serviço para agir destruindo sem misericórdia a vida do infiel, pois Joel 2:25 diz que estes gafanhotos é um grande exército do Senhor que Ele enviou contra o povo de Israel com o fim de prová-los, quanto sua infidelidade. Levando este texto ao pé da letra, de acordo com que ensinam distorcidamente, o povo é levado a cre que Deus teria demônios a seu serviço infiltrado nas fileiras de santos anjos, o que seria uma contradição.

O perigo de se fazer tais interpretações é que tais ensinos levam o crente a apostatar da fé, justamente pelo motivo que o mesmo passa a rejeitar a soberania de Deus, não levando em conta o amor, a justiça e a misericórdia de Deus. Partindo desse ponto, tais crentes começam a exumar leis e preceitos que por Cristo foram abolidos na cruz, negando que o sacrifício de Cristo tenha sido suficiente para salvá-los. Dessa forma, passam a ensinar um “outro evangelho” onde o amor e a graça de Deus não são suficientes (2Cor 11:4; Gl 1;6-9). E, inconscientemente, começam a atrair maldições, visto que procuram complementar a obra de Cristo com seus próprios esforços e que não são mais que obras da carne, quais são preceitos humanos e/ou tradições meramente humanas (Gl 3:10).

A igreja de Cristo precisa lutar contra essa ameaça e nunca esquecer que pela falta de fé, uma geração pereceu no deserto (Hb 3:17). Quando o Senhor voltar para buscá-la, espera encontrar fé na terra e por isso, é nosso dever batalhar pela fé que uma vez foi dada aos santos, rejeitando esses modismos, ainda que com prejuízos (Jd 3).

Quando porém vier o Filho do homem, porventura achará fé na terra?"  (Lucas 18:8).

Em Cristo,

Reginaldo Barbosa
Santa Bárbara do Pará.

159 comentários:

  1. Irmão Reginaldo lendo este artigo fico maravilhado pelo esclarecimento real da palavara de Deus, e o que me vem na memoria é um dos hinos da nossa harpa cristã que diz: Com ouro e com prata não pude chegar-me diante de Deus e o perdão obter, mas foi com sangue de cristo manado na cruz do calvário onde a vida raiou; por prata e ouro não fui remido nem po tezouro de mui valor....É verdade os nossos arraiais estão minados de pessoas que se dizem ovelhas mas são lobos pregando a palavra e invertendo o seu sentido real par satisfazer seus próprios intersses, esquece o que escreveu o apóstolo Paulo que diz: tudo aquilo que era contra nós nas suas ordenanças cristo cravou na cruz; e que a lei serviu como tutor e curador até que veio a plenitude dos tempos cristo se manifestou, ou seja cristo se manifestou para regatar todos os oprimido do diabo, essas pessoas esquecem o poder miraculoso do sacrifício de jesus e negam a eficácia do perdão. Os texto da bíblia usado por essas pessoas é apenas para aterrorizar em especial este de Joel, dizem eles que para afugentar esses "migrador, devorador, cortador, é só o dinheiro; ou seja dízimo e oferta e com resalva a tua oferta tem que ser maior que o dízimo. a essas pessoas SANGUE DE JESUS!!!.

    ResponderExcluir
  2. A Paz amado, esse artigo é muito esclarecedor, essa heresia é pregada na denominação que eu congreguei, eu comecei a ter medo do ''devorador'' e dar o dízimo, o grande problema é que essa barganha religiosa me fez ter uma preocupação material tão grande que nem quando eu era mundano isso existia. Mas Graças ao Senhor Yeshua eu pude abrir meus olhos espirituais e entender a verdade contida nos evangelhos. Que o Senhor Yeshua possa levantar mais homens como o irmão para libertar os cativos da teia do sistema religioso. Fique na Paz

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Este comentário foi removido pelo autor.

      Excluir
  3. Joel 2:25 diz que estes gafanhotos é um grande exército do Senhor que Ele enviou contra o povo de Israel com o fim de prová-los, quanto sua infidelidade. Levando este texto ao pé da letra, então, Deus teria demônios em suas fileiras de santos anjos, o que seria uma contradição.
    Contradições, demônios, dois Jesus Cristos, isso é sinal de quê?
    Resposta: Esta Bíblia adulterada e escrita e traduzida de uma religião pagã, contem somente meias verdades e algumas delas super nocivas, como a troca dos NOMES SAGRADOS, DO CRIADOR E SEU FILHO...
    São preceitos humanos e/ou tradições meramente humanas (Gl 3:10), inspirados por demônios!
    É nosso dever batalhar pela fé que uma vez foi dada aos santos, rejeitando esses modismos, ainda que com prejuízos (Jd 3).
    Fico muito feliz Regi, em perceber que você não é mais um fã, alguém que vai pela emoção, a emoção ja me deu muitos tropeços e por isso aprendi, que tudo relacionado ao Criador, repito, TUDO é rasão!!!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Pelo motivo de eu haver acreditado por muito tempo nestes ensinos contraditórios e, somente agora haver aberto os olhos para a Verdade, muitos se recusam a aceitar o que eu defendo hoje, julgando-me herege e apostata, por haver me desvencilhado desses engodos.

      Mas, o que importa pra mim é que sei que Deus não leva em conta o tempo da nossa ignorância.

      Ele me libertou e hoje sou mais que feliz.

      Excluir
    2. ...Deus o faz por permissão, como o fez com Jó,não por ordem de envio.

      Excluir
    3. w.teixalm23, você então acredita que Jó sofreu a ação desses supostos demônios por permissão de Deus? Se é assim, então sua crença joga por terra a teoria da infidelidade que os teólogos da teologia da prosperidade pregam.

      A bíblia diz que Jó era fiel a Deus, sendo que o próprio Deus deu testemunho de Jó perante Satanás. Então, qual foi a infidelidade de Jó para sofrer a ação desses supostos demônios?

      Excluir
  4. A palavra dizimo, em si mesma, quer dizer dez por cento.10% Se você olhar num dicionário verá que este é o significado. Etimologicamente o dízimo (latim decimus), significa a décima parte de algo. Portando algo Qualquer coisa; alguma coisa; um tanto que é 10% Na graça(Rm4:16) pode ser em dinheiro ? SIM PODE ! (Tg5:12) (Mt5:37) Entrego o dízimo em dinheiro porque Deus me prospera em dinheiro na graça e o dinheiro é meu.(Ecl5:19) (Jo3:27) (Tg1:9) (Tg1:17) (Lc10:7) (Rm4:4) (2Cor8:12) Entrego o dízimo em dinheiro por livre e espontânea vontade e porque a fé é independente da lei, creio em Deus não preciso ser circuncidado e vivo na graça pela fé.(Rm2:10-11) (Rm2:14-15) (Rm2:29) (Rm3:30)(Rm4:13) (Rm4:6-12) (Rm4:16) (Gl3:7) Entrego o dízimo em dinheiro porque o Sacerdote Eterno continua vivo e ele é o cabeça da igreja e ele quer sua noiva bem cuidada.(Hb7:8) (Ef5:25-32) (1Cor14:33) Entrego o dízimo porque Amo a Deus "sobre todas as coisas" e creio na sua obra.(Mt22:37) (Ef4:11-13) (Tt2:14) (Jo14:12) (1Cor9:14) (Rm8:28) (1Tm5:17) Ora, onde está escrito na bíblia que na graça Deus fala que não podemos entregar por livre e espontânea vontade 10% em dinheiro na Igreja ? (Fl4:13) (2Cor3:17) (Ef1:22-23) (2Cor8:12) Onde consta na bíblia Jesus ou os apóstolos afirmando que o dízimo foi abolido e os cristãos não deveriam dizimar? EM NENHUM LUGAR ! É lamentável que as pessoas querem achar pelo em ovo na bíblia por causa da palavra "dízimo" pois a letra mata.(2Cor3:6) "DAR - VOS - EI PASTORES SEGUNDO O MEU CORAÇÃO".(Jr3:15) Confiem no SENHOR,seu Deus,e estarão seguros; confiem nos profetas dele,e tudo o que vocês fizerem dará certo.(2Cr20:20) Cuidem de vocês mesmos e de todo o rebanho que o Espírito Santo entregou aos seus cuidados,como pastores da Igreja de Deus,que ele comprou por meio do sangue do seu próprio Filho.(At20:28) Não aceite nenhuma acusação contra qualquer presbítero, a não ser que ela seja feita por duas testemunhas, pelo menos.(1Tm5:19) Devem ser considerados merecedores de pagamento em dobro os presbíteros que presidem bem,com especialidade os que se afadigam na palavra e no ensino."(1Tm5:17) Assim ordenou também o Senhor aos que anunciam o evangelho, que vivam do evangelho.(1Cor9:13-14) Todo trabalhador é digno do seu salário(Lc1:7) (Rm4:4) O irmão que é pobre deve ficar contente quando Deus faz com que melhore de vida;(Tg1:9) A bíblia ensina que devemos ser bons administradores e planejar com antecedência e sabedoria. (Lc14:28-30) (Tg3:13) Não estejas entre os que se comprometem, e entre os que ficam por fiadores de dívidas,Pois se não tens com que pagar, deixarias que te tirassem até a tua cama de debaixo de ti?(Pv22:26-27) Portanto, dai a cada um o que deveis: a quem tributo, tributo; a quem imposto, imposto; a quem temor, temor; a quem honra, honra. A ninguém devais coisa alguma.(Rm13:7-8) Vocês não sabem que dentre todos os que correm no estádio, apenas um ganha o prêmio? Corram de tal modo que alcancem o prêmio.(1Cor9:24) Qualquer pessoa que gastar mais do que ganha e administra mal os seus bens sempre terá prejuízo.(Is55:2) Satanás, entretanto, desafia a integridade de Jó, e então Deus permite que Satanás interfira na vida de Jó, resultando na tragédia de Jó: a perda de seus bens, de seus filhos e de sua saúde.(Jó1:8-22) O ladrão(Satanás) não vem senão a roubar, a matar, e a destruir; eu vim para que tenham vida, e a tenham com abundância.(Jo10:10) (1Pe5:8) Temos que estar sempre preparados mesmo nas perdas, e não colocar a culpa em Deus, ao contrário devemos colocar Deus em primeiro lugar usando a nossa FÉ e uma boa consciência mesmo nos piores momentos de nossas vidas.(1Pe1:7) (Jó42:10) Pois sabemos que todas as coisas trabalham juntas para o bem daqueles que amam a Deus,daqueles a quem ele chamou de acordo com o seu plano.(Rm8:28)

    ResponderExcluir
  5. Ora, onde consta na bíblia que na graça Deus fala que não podemos ou é "proibido" entregar por livre e espontânea vontade o dízimo 10% em dinheiro na Igreja ? Ora, onde consta na bíblia que na graça quem pratica o dízimo 10% em dinheiro por livre e espontânea vontade é pecado ? Ora, onde consta na bíblia que na graça quem pratica o dízimo 10% em dinheiro por livre e espontânea vontade vai para o Inferno ? Ora , onde consta na bíblia que na graça quem pratica o dízimo 10% em dinheiro por livre e espontânea vontade vai para o Lago de fogo ? Ora , onde consta na bíblia que na graça quem pratica o dízimo 10% em dinheiro por livre e espontânea vontade não vai herdar o reino de Deus ? Ora, onde consta na bíblia Jesus ou os apóstolos afirmando que o dízimo foi abolido e os cristãos não deveriam dizimar? EM NENHUM LUGAR ! (Fl4:13) (2Cor3:17) (Ef1:22-23) (2Cor8:12) É lamentável que as pessoas querem achar pelo em ovo na bíblia por causa da palavra "dízimo" pois a letra mata.(2Cor3:6)

    ResponderExcluir
  6. MEU DEUS ESTA PESSOU QUE ESCREVEL ISSO NAO ENTENDE NADA DO QUE DEUS ESTA ENSINANDO A SEUS DICIPULOS CARO REGINALDO VC AINDA NAO OUVIL A VOZ DE DEUS

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Olá caro Leandro,

      Se você acha que eu não sei nada do que escrevi, então, lhe aconselho a estudar a bíblia e não ficar apenas engolindo aquilo que os falsos profetas ensinam em grande parte das igrejas.

      Sinto muito por você que ainda continua como presa desses lobos devoradores. Aliás, preciso lhe alertar que o GAFANHOTO DEVORADOR, nada pode contra sua vida nem a minha, mas o LOBO DEVORADOR, ou melhor, OS LOBOS DEVORADORES vão acabar com tudo que você tem se você não abrir os olhos a tempo como eu.

      Quer ouvir a voz de Deus? Leia a Bíblia, pois a vontade dele está contida nela. A bíblia é a voz de Deus para nós hoje.

      Abraços.

      Excluir
    2. Este comentário foi removido pelo autor.

      Excluir
    3. Este comentário foi removido pelo autor.

      Excluir
    4. Este comentário foi removido pelo autor.

      Excluir
    5. Parabens irmao Marcelo concordo com você DEUS não muda . Tanto no velho como no Novo Testamento ; Oque muda é que nós gentios não tinha-mos direito a salvação , mas pela morte de Jesus em nosso lugar Ele se ofereceu sendo Ele Criador Sumo sacerdote , como sumo sacerdote fazia uma vez por ano , Ele se ofereceu uma vez , para que nós gentios como o resto do mundo podesse-mos ter salvaçao . A Paz irmao

      Excluir
    6. Sr Osmar, permita-me enriquecer seu comentário.

      Nem gentios e nem judeus tinham direito a Salvação, pois esta só se consegue por intermédio de Jesus, seja judeu, seja grego (Romanos 1.16). O judeu tinha direito as promessas feitas a Abraão (gn 12), mas somente se eles se circuncidassem conforme o mandamento de Deus (Gn 17). Se nesse tempo algum gentio também quisesse participar das promessas de Deus, era obrigatório circuncidar-se e guardar toda a lei (Gl 5.3). No antigo concerto não houve salvação pela lei e nem sem ela, pois se a lei que foi dada aos judeus no antigo testamento pudesse salvá-los, porque razão Deus enviaria seu filho a este mundo? Ele veio para os judeus (João 1.11).

      E quando Malaquias fala que Deus não muda, está se referindo as promessas feitas a Israel (povo judeu), tanto no sentido de bênçãos como de maldição. A maldição no caso aos judeus era no tocante ao roubo aos dízimos. E o roubo era desviar essa bênção do levita, do órfão, da viúva e do estrangeiro, pois o dizimo era para eles e não para o sacerdote. Mas, uma vez que os sacerdotes se apossaram do dizimo e deixaram os levitas e os necessitados sem o seu quinhão, Deus se sentiu roubado. Por isso, veio a maldição contra eles, testemunhando assim que Deus não muda em relação a aliança que ele fez com os judeus e não comigo e nem com você que somos gentios.

      Veja a lei que fazia parte da promessa que foi violada pelos sacerdotes e o povo. "Maldito aquele que perverter o direito do estrangeiro, do órfão e da viúva. E todo o povo dirá: Amém." (Deuteronômio 27 : 19).

      Agora veja a advertência de Deus aos judeus não querendo que eles fossem amaldiçoados: "E chegar-me-ei a vós para juízo; e serei uma testemunha veloz contra os feiticeiros, contra os adúlteros, contra os que juram falsamente, contra os que defraudam o diarista em seu salário, e a viúva, e o órfão, e que pervertem o direito do estrangeiro, e não me temem, diz o SENHOR dos Exércitos." (Malaquias 3 : 5)

      Mas como eles não deram ouvidos a advertência divina, sobreveio-lhes a maldição dantes anunciada: "Com maldição sois amaldiçoados, porque a mim me roubais, sim, toda esta nação." (Malaquias 3 : 9).

      Obrigado pela visita e comentário.

      Excluir
    7. Irmão Reginaldo concordo com o irmão nesse sentido, mas meu intento é outro .Deus não muda em relação a sua lei sua palavra existe uma questão sobre este assunto muito além . Não quero que isso vire debata sem proveito . Por isso não sitei passagens bíblicas , Deus nos ensinou toda a trajetória da sua lei como o irmão descreveu . Mais poucos sabem o real sentido de tudo isso . Existe um poder maior que procura nos tirar dos propósitos Divinos , então tudo que falamos é o meio pêlo qual Deus manifestou o plano Divino .Sem a observação exata da palavra de Deus revelada através do Espírito santo , não conseguimos entender o real propósito de Deus . Deus através da Bíblia sua palavra no revela que assim como foi no céu aconteceu está acontecendo mais vai ter um fim definitivo não vai mais aver uma descordia da lei de Deus a qual conhecemos por parte . Me perdoe irmão se de alguma maneira demonstrei uma interpretação errônea sobre o assunto . Mas eu não tenho intenções de contenda . Um abraço a Paz do senhor Jesus

      Excluir
    8. Este comentário foi removido pelo autor.

      Excluir
  7. Pode um homem roubar de Deus? Contudo vocês estão me roubando. E ainda perguntam: “Como é que te roubamos?” Nos dízimos e nas ofertas.
    9 Vocês estão debaixo de grande maldição porque estão me roubando; a nação toda está me roubando.
    10 Tragam o dízimo todo ao depósito do templo, para que haja alimento em minha casa. Ponham-me à prova”, diz o Senhor dos Exércitos, “e vejam se não vou abrir as comportas dos céus e derra­mar sobre vocês tantas bênçãos que nem terão onde guardá-las.
    11 Impedirei que pragas devorem suas colheitas, e as videiras nos campos não perderão o seu fruto, diz o Senhor dos Exércitos.
    12 “Então todas as nações os chamarão felizes, porque a terra de vocês será maravi­lhosa”, diz o Senhor dos Exércitos.
    13 “Vocês têm dito palavras duras contra mim”, diz o Senhor. “Ainda assim perguntam: “O que temos falado contra ti?”
    14 Vocês dizem: “É inútil servir a Deus. O que ganhamos quando obedecemos aos seus preceitos e ficamos nos lamentando diante do Senhor dos Exércitos?
    15 Por isso, agora consi­deramos felizes os arrogantes, pois tanto pros­peram os que praticam o mal como escapam ilesos os que desafiam a Deus!”
    16 Depois, aqueles que temiam o Senhor conversaram uns com os outros, e o Senhor os ouviu com atenção. Foi escrito um livro como memorial na sua presença acerca dos que temiam o Senhor e honravam o seu nome.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Este comentário foi removido pelo autor.

      Excluir
  8. irmão , Deus fez tudo por nós lá na cruz , salvou - levou as doenças em fim nos deu vit´roria em tudo . e tbm deu poder pra pisar escopião e farças de todo mal , .. mas tbm disse se abrir a boca e falar monte sai daqui e lança-te no mar e não duvidar em seu coração isso se fará..........vai ficar com a boca fechada , cuidado é pra nós agir a fé , mostra a sua fé com obras e atos . e não seremos salvos só por Jesus ter morrido por nós na cruz , não seja covarde ,,, demostre a Jesus que valeu a pena a sua morte por mim por vc ;;;;;;;;;Pode um homem roubar de Deus? Contudo vocês estão me roubando. E ainda perguntam: “Como é que te roubamos?” Nos dízimos e nas ofertas.
    9 Vocês estão debaixo de grande maldição porque estão me roubando; a nação toda está me roubando.
    10 Tragam o dízimo todo ao depósito do templo, para que haja alimento em minha casa. Ponham-me à prova”, diz o Senhor dos Exércitos, “e vejam se não vou abrir as comportas dos céus e derra­mar sobre vocês tantas bênçãos que;;;;;;;;;;Deus já deu 90 % ?

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Paz seja contigo Jota Morarares,

      Pode um homem roubar a Deus? Entenda como se procedeu o roubo a Deus na época de Malaquias.

      O grande problema dos defensores da lei do dízimo é que eles só conhecem Malaquias 3:8-10 e não se preocupam em conhecer as 34 referencias de dízimo na Bíblia, sendo 25 no AT e 09 no NT. Alías, nem conhecem o livro inteiro de Malaquias, pois se o conhecessem descobririam com quem Deus estava falando e a quem Ele estava chamando de ladrão de dízimos.

      O dizimo de Deus foi dado aos levitas pelo serviço pesado que executavam no santuário. Os sacerdotes só tinham direito a décima parte dos dízimos que lhes eram dados pelos levitas, quando os recebessem do povo. Mas, chegou um tempo em que os sacerdotes se desviaram de Deus e, por suas ações fizeram o povo também se desviar. Os sacerdotes quebraram a aliança levítica, abandonaram suas esposas e recasaram com mulheres pagãs; também trocavam os animais sadios que eram ofertados pelos judeus por animais doentes, quais sacrificavam-no a Deus. O roubo nas ofertas começou aí. Depois passaram a se apropriar dos dízimos que não lhes pertenciam, pois eram dos levitas, fazendo com que estes abandonassem a Casa do Senhor para irem procurar emprego para não morrerem de fome com suas famílias, pois os dízimos estavam sendo extorquidos pelos sacerdotes. E além do mais, os órfãos e as viúvas também não encontraram mais MANTIMENTO na casa do Senhor, pois, por direito, parte dos dízimos lhes pertenciam. Uma vez que os sacerdotes estavam ficando com TUDO, Deus se sentiu ROUBADO e ordenou Malaquias falar isso para os SACERDOTES.

      O erro dos sacerdotes fez com que toda a nação deixasse de levar seus dízimos, pois o povo viu a má administração deles. E, além do mais o dizimo nunca foi DINHEIRO. Era ALIMENTO para MANTIMENTO na casa do Senhor e isso acabou na cruz, quando Cristo cumpriu TODA A LEI. Se existe alguém que rouba a Deus hoje, não sou eu, mas aquele que mente pedindo em nome de Deus um dízimo que não existe, pois Deus nunca autorizou ninguém a pedir dízimo em dinheiro para o povo.

      Mas, se você acha que não deve roubar a Deus, então guarde também o sábado e circuncide-se como Abarão se circuncidou, pois o sábado, a circuncisão e o dízimo eram leis praticada antes de Moisés. Não pague somente o dizimo, obedeça toda a Lei, senão sua situação vai se complicar perante Deus:

      "Todos aqueles, pois, que são das obras da lei estão debaixo da maldição; porque está escrito: Maldito todo aquele que não permanecer em todas as coisas que estão escritas no livro da lei, para fazê-las." (Gálatas 3:10). "Porque qualquer que guardar toda a lei, e tropeçar em um só ponto, tornou-se culpado de todos." (Tiago 2:10).

      Estude mais sobre o assunto e volte a comentar aqui.

      Abraços.

      Excluir
    2. Enquanto se diz: Hoje, se ouvirdes a sua voz, Não endureçais os vossos corações, como na provocação. (Hebreus 3 : 15) Não ajunteis tesouros na terra, onde a traça e a ferrugem tudo consomem, e onde os ladrões minam e roubam;
      Mas ajuntai tesouros no céu, onde nem a traça nem a ferrugem consomem, e onde os ladrões não minam nem roubam.
      Porque onde estiver o vosso tesouro, aí estará também o vosso coração. Porque o amor ao dinheiro é a raiz de toda a espécie de males; e nessa cobiça alguns se desviaram da fé, e se traspassaram a si mesmos com muitas dores. (I Timóteo 6 : 10)
      para de ser pão duro, irmão!

      Excluir
    3. Pois, se nas riquezas injustas não fostes fiéis, quem vos confiará as verdadeiras riquezas? (Lucas 16 : 11) por isso Deus nunca vai confia nas suas mãos as verdadeiras riquezas, pois nem no pouco que é os 10%. você é fiel. imagina se você tivesse muito? aliás , Deus só da muito pra quem semeia.

      Excluir
    4. Paz seja contigo Lucio,

      Citou bem 1Tm 6:10, mas fora do contexto. Esse texto se aplica muito bem àqueles que deturpam a Palavra para seus próprios interesses. O dizimo bíblico (não esse que se cobra hoje nas igrejas) NUNCA FOI DINHEIRO. Ao instituí-lo como regra, Deus se preocupou em exortar o povo a não aumentar e nem diminuir o que Ele próprio estabeleceu em Sua Palavra, principalmente no quesito DIZIMO (Deut. 12:32). Nem Jesus mudou isso, quando esteve aqui e porque razão eu e você deveríamos mudar? Quando me refiro a Jesus não haver mudado esta regra, cito Mateus 23:23, onde depois de censurar os fariseus por não cumprirem o principal da lei que é a prática da justiça, misericórdia e fé, exorta-os a continuarem praticando a entrega dos dízimos, naquilo que Seu Pai havia determinado que era o produto da terra. Veja que Jesus ordenou os fariseus continuarem entregando a HORTELÃ, ENDRO e COMINHO e porque não falou para dizimarem em dinheiro?

      É fácil dizer que sou "pão duro", mas quero ver se tem coragem de falar pra seu pastor que ele é um mentiroso e avarento, quando deixa de ensinar a verdade da Palavra, para sustentar uma heresia com o único fim de engordar sua conta bancária, inventando que se você não der a ele parte de seu suado salário, o devorador vai te pegar. Então, quem é o pão duro e o desviado da verdade nisso tudo?

      "Deus só dá muito pra quem semeia". Correto! Mas semeia onde? No bolso do pastor? É isso que se ensina, mas a bíblia ensina que a semeadura deve ser feita na vida do irmão carente e necessitado. Essa é a razão da contribuição ensinada pelos apóstolos no Novo Testamento. É só ler o livro de Atos e as cartas de Paulo para entender isso. Nenhum dos apóstolos fala de dízimos, mas de contribuição voluntária com a finalidade de atender a necessidade o irmão carente, pois esse é o solo onde devemos semear. Você alguma vez foi ensinado sobre essa verdade? Creio que não, pois não é de interesse daqueles que querem dominar sobre o rebanho do Senhor.

      Medite bem nesse texto que muitas vezes é distorcido pelos cães gulosos:
      (2Corintios 9:7-12)

      7 Cada um contribua segundo propôs no seu coração; não com tristeza, ou por necessidade; porque Deus ama ao que dá com alegria.
      8 E Deus é poderoso para fazer abundar em vós toda a graça, a fim de que tendo sempre, em tudo, toda a suficiência, abundeis em toda a boa obra;
      9 Conforme está escrito: Espalhou, deu aos pobres; A sua justiça permanece para sempre.
      10 Ora, aquele que dá a semente ao que semeia, também vos dê pão para comer, e multiplique a vossa sementeira, e aumente os frutos da vossa justiça;
      11 Para que em tudo enriqueçais para toda a beneficência, a qual faz que por nós se dêem graças a Deus.
      12 Porque a administração deste serviço, não só supre as necessidades dos santos, mas também é abundante em muitas graças, que se dão a Deus.

      Que O Senhor esclareça sua mente e coração para fazer realmente a sua vontade.

      Excluir
    5. Este comentário foi removido pelo autor.

      Excluir
    6. Mas se eu n contribuir na casa de Deus...como eu usufruindo de tudo na casa de Deus,,,n seria injusto?
      mas se minha vontade for dar sempre 20 centavos por mês? e todos na igreja fazerem a mesma coisa q eu? como pagarão aaaaa agua, luz, faxineira, papel toalha, papael higienico.. e muitas outras coisas?

      Excluir
  9. Este comentário foi removido pelo autor.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Paz seja contigo Marcelo,

      Agradeço sua visita e colaboração neste blog. Gostei de sua colocação, mas me permita enriquecê-la, separando por sua ordem dízimo, oferta e contribuição. Primeiramente, quero que saiba que não sou contra o ministro ser sustentado pela igreja. Sou contra o salário que eles mesmos fazem não considerando a vontade da igreja que é a coluna e apoio da verdade. E, diga-se de passagem que não são salários baixos, pois conheço obreiros que não dirigem igrejas por menos de $ 15.000,00, sendo que o trabalho de evangelização, visitas e até braçal, quando é preciso é realizado pelo crente comum como eu muitas vezes fiz, onde até templos construí, mas nunca recebi nada por isso.

      Quanto ao sustento digno do obreiro, vou iniciar minha resposta, citando uma colocação do Apóstolo Pedro sobre os escritos Paulo: “E tende por salvação a longanimidade de nosso Senhor; como também o nosso amado irmão Paulo vos escreveu, segundo a sabedoria que lhe foi dada; Falando disto, como em todas as suas epístolas, entre as quais há pontos difíceis de entender, que os indoutos e inconstantes torcem, e igualmente as outras Escrituras, para sua própria perdição” (2Pedro 3: 15,16).

      Nenhum outro escrito de Paulo é tão deturpado, como essa passagem de 1Corintios 9. Quando lemos atentamente, veremos que em nenhum momento Paulo está requerendo direitos de receber salários das igrejas. É certo que houve algumas exceções, pois quando ele esteve preso por causa da Palavra, precisou sim receber ajuda das igrejas que o consideravam, como a de Filipos (2Corintios 11:8), mas a nenhuma delas exigiu esse direito. O que acontecia em 1Corintios 9 é que Paulo estava defendendo sua autoridade apostólica, pois havia os obreiros fraudulentos que o acusavam de não ser apóstolo, justamente por não receber pagamento pelo trabalho. Todo o argumento que alega que Paulo estava exigindo pagamento pelo trabalho de pregar o evangelho, cai por terra quando ele mesmo afirma no versos 15 e 16: “Mas eu de nenhuma destas coisas usei, e não escrevi isto para que ASSIM SE FAÇA COMIGO; porque melhor me fora morrer, do que alguém fazer vã esta minha glória. Porque, se anuncio o evangelho, não tenho de que me gloriar, pois me é imposta essa obrigação; e ai de mim, se não anunciar o evangelho”! Que exemplo para os ministros atuais não?

      O Apóstolo Pedro também ensina aos ministros de hoje que o trabalho de pastorear o rebanho deva ser sobretudo por VOLUNTARIEDADE e não por TORPE GANANCIA (1Pedro 5:1-4). Paulo concorda com Pedro, pois ele orientando os ministros da igreja em Éfeso diz: “Porque nunca deixei de vos anunciar todo o conselho de Deus. Olhai, pois, por vós, e por todo o rebanho sobre que o Espírito Santo vos constituiu bispos, para apascentardes a igreja de Deus, que ele resgatou com seu próprio sangue... De ninguém cobicei a prata, nem o ouro, nem o vestuário. Sim, vós mesmos sabeis que para o que me era necessário a mim, e aos que estão comigo, estas mãos me serviram. Tenho-vos mostrado em tudo que, trabalhando assim, é necessário auxiliar os enfermos, e recordar as palavras do Senhor Jesus, que disse: Mais bem-aventurada coisa é dar do que receber” (Atos 20: 27,28 ; 33-35). Aos tessalonicenses, Paulo aconselha a igreja a observar aquele que entre eles não quer trabalhar (2Tessalonicenses 3:6-10).

      Continua....

      Excluir
    2. Continuação...

      Quando Paulo diz que o que prega o evangelho que viva do evangelho, como ordenou o Senhor, ele está se referindo ao que Jesus pediu aos apóstolos quando saíram para levar as boas novas: “Curai os enfermos, limpai os leprosos, ressuscitai os mortos, expulsai os demônios; de graça recebestes, de graça dai. Não possuais ouro, nem prata, nem cobre, em vossos cintos, Nem alforjes para o caminho, nem duas túnicas, nem alparcas, nem bordão; porque digno é o operário do seu alimento” (Mateus 7:8-10). “E ficai na mesma casa, comendo e bebendo do que eles tiverem, pois digno é o obreiro de seu salário. Não andeis de casa em casa. E, em qualquer cidade em que entrardes, e vos receberem, comei do que vos for oferecido” (Lucas 10:6,7). Não vejo aqui Jesus mandando os apóstolos cobrarem dízimos, pelo contrário, Ele ordena-os a darem de graça o que de graça receberam, mas se alguém quiser dar-lhes alimento que recebam, pois este era o salário daqueles obreiros. Por isso que hoje ainda os obreiros são poucos né?


      E, se Paulo estivesse de fato ensinando que os ministros da nova aliança devam ser sustentados pelos dízimos como o foi o sacerdote da antiga aliança ele estaria numa tremenda contradição, pois os sacerdotes que ministravam no altar não viviam dos dízimos, mas do que era sacrificado no altar. O dízimo era para os levitas e necessitados de Israel e os sacerdotes recebiam apenas a décima parte desses dízimos que os levitas davam como oferta alçada. Ora, Deus deu mandamento para o dízimo ser levado a CASA DO TESOURO do templo e não no ALTAR. No ALTAR eram levadas as ofertas que substituíam o ofertante no ato do sacrifício, ou seja: ao entregar a oferta o ofertante estava pagando para não morrer. Nenhum dízimo se levava sobre o altar, mas as ofertas sim. O próprio Jesus falou sobre isso: “Portanto, se trouxeres a tua oferta ao altar, e aí te lembrares de que teu irmão tem alguma coisa contra ti, Deixa ali diante do altar a tua oferta, e vai reconciliar-te primeiro com teu irmão e, depois, vem e apresenta a tua oferta” (Mateus 5:23,24). Mas hoje, não existe mas altar nas igrejas, pois o último altar foi a cruz onde Deus deu a maior OFERTA em troca do meu e do seu pecado. Alí, no altar da cruz Jesus pagou todas as minhas dívidas e nenhum ministro tem direito de me cobrar o que Jesus já pagou por mim. O altar hoje é a minha vida: "Temos um altar, de que não têm direito de comer os que servem ao tabernáculo." (Hebreus 13 : 10).

      E, quanto a contribuição, o texto que você postou diz respeito a ajuda que se deva dar ao irmão que esteja passando por necessidade, o que aliás, é o objetivo de todo ensino de Paulo sobre contribuição na igreja, assim comop a igreja primitiva contribua para ajudar os irmãos carentes (Atos 2 ; 4)

      Concluo afirmando pelas Escrituras que altar não existe na igreja, como também não existe casa do tesouro e muito menos levitas, pois somente a eles Deus autorizou entregarem os dízimos. Sacerdotes existem, mas não específicos, pois todos somos sacerdotes.

      Deus não quer o que eu tenho, mas alguns ministros querem.

      Abraços.

      Excluir
    3. Este comentário foi removido pelo autor.

      Excluir
  10. Este comentário foi removido pelo autor.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Pena que você não tentou ao menos refutar o assunto, mas copiou e colou aqui a mesma publicação de um outro tema que já lhe respondi.

      Abraços

      Excluir
    2. Este comentário foi removido pelo autor.

      Excluir
  11. Este comentário foi removido pelo autor.

    ResponderExcluir
  12. Este comentário foi removido pelo autor.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Impossível desassociar o dízimo da lei. É certo que Abraão e Jacó deram um dizimo antes da lei, mas quando a lei foi promulgada ele foi inserido nela, de sorte que o dízimo passou a ser parte inerente dela e será até que o céu e a terra passem (Mateus 5:19). Quando foi inserido na lei, o dizimo passou a ser parte da lei levitica que por sua vez estava atrelado ao templo. Uma vez que o templo foi destruído e assim desfeito o sacerdócio levítico, a lei precisou ser mudada (Hebreus 7:12). Preste atenção que a lei foi mudada por Jesus e não abolida. Quando o terceiro templo judeu (que não é o do Edir Macedo) for construído, o dizimo como as demais leis voltarão a serem praticados. Mas creio que eu como igreja não estarei mais aqui.

      O dizimo não faz parte do novo concerto. Somos instados a CONTRIBUIR e não DIZIMAR.

      Um grande abraço.

      Excluir
    2. Este comentário foi removido pelo autor.

      Excluir
    3. Vixi. Assim você assassina a hermenêutica irmão.

      Onde está escrito que a viúva deu o seu dizimo alí no gazofilácio? Ela levou uma OFERTA! Vou repetir OFERTA! E aquela oferta não era para o sacerdote e sim para a manutenção do templo, conforme foi estabelecido em lei, que deveria ser entregue UMA VEZ AO ANO e não todos os cultos.

      Sendo UMA VEZ AO ANO ela deu naquele dia TUDO O QUE TINHA, pois naquele tempo a lei ainda estava em vigor, pois o Novo testamento só começou depois da morte de Jesus (Heb 9:17).

      Pastor não é sacerdote. E, mesmo se fosse, não tinha direitos a dízimos e nem as ofertas que eram para a manutenção do templo.

      É cada uma que aparece.

      Excluir
    4. Este comentário foi removido pelo autor.

      Excluir
  13. Este comentário foi removido pelo autor.

    ResponderExcluir
  14. Este comentário foi removido pelo autor.

    ResponderExcluir
  15. Olá Marcelo,

    A Bíblia é mais que clara também que Abraão não deu dízimo de suas próprias riquezas. Ele deu o dízimo de um despojo de guerra, e, se você prestou atenção no que eu escrevi, o despojo de uma guerra não era somente mantimentos e fazendas, mas pessoas como:: homens, mulheres e crianças. Quando Abraão trouxe os despojos da guerra na qual ele matou 5 (cinco) homens, foi desse despojo que Abraão deu os 10% (dizimo de tudo) a Melquisedeque. Excetuando aquilo que seus 318 jovens comeram, mais a parte que era de direito dos seus confederados (Aner, Escol e Manre), Abraão devolveu todo o restante a Bera, rei de Sodoma.

    É bem certo que Melquisedeque era a figura de Cristo, mas Jesus ao assumir o sacerdócio não impôs condições de receber dízimos dos crentes no mesmo principio que Abraão praticou. Pelo contrário, Ele ensinou-nos a repartir com os necessitados, pois Ele se identifica com estes. A bíblia é mais que clara quanto a esse assunto. E, quanto ao sustento do ministro, a bíblia também é clara que eles são dignos de seus salários (alimento). Para ser digno disso, é preciso estar enquadrado nas 25 exigências que o Espírito Santo impôs para aqueles que almejam galgar uma posição eclesiástica (1Tm 3:1-13 ; 1Pe 5:1-4). Se formos analisar a vida de muitos dos que se dizem ministros do evangelho hoje, com base na Palavra de Deus, a maioria deles será reprovada por não se harmonizarem com os critérios estabelecidos.

    O próprio Paulo nos ensina quanto ao sustento do verdadeiro ministro: "E o que é instruído na palavra reparta de todos os seus bens com aquele que o instrui." (Gálatas 6 : 6). Seria maravilhoso se os tais ministros ensinassem o povo quanto a isso, mas não, eles usam a figura da lei, para tentarem igualar seus ministérios aos dos levitas. Eles só não ensinam que os levitas quando foram separados para o ministério foram vetados de possuírem qualquer tipo de herança não é mesmo?

    Mais uma vez repito que o que se levava no altar não era dízimo, mas OFERTA. Ambas as coisas se diferenciam. E hoje, não existe altar no ministério cristão e nem sacerdotes específicos como eram os filhos de Arão. Hoje TODOS somos SACERDOTES do ETERNO.

    Mas se alguém ainda continua achando que tem o direito de comer o que se põe no altar, o Espírito Santo diz para estes:"Temos um altar, de que não têm direito de comer os que servem ao tabernáculo." (Hebreus 13 : 10)

    Paz seja contigo.

    ResponderExcluir
  16. Este comentário foi removido pelo autor.

    ResponderExcluir
  17. A bíblia que eu uso nos meus estudos e a Almeida Corrigida Fiel ao texto Original (ACF), justamente por ser fiel aos escritos originais hebraico e grego, visto que as demais versões contém adulterações. Na minha bíblia existem 81 referências a despojos, sendo setenta e oito (78) no Antigo Testamento e apenas três (3) no Novo e em nenhuma delas contém essa idéia de "melhores despojos". Despojo era despojo que pertencia ao vencedor da batalha e era TUDO.

    Quando Quedorlaomer e mais quatro reis venceram os reis de Sodoma, Gomorra, Admá e Zeboim, ele levou todos os bens dessas cidades junto com os habitantes: "E tomaram todos os bens de Sodoma, e de Gomorra, e todo o seu mantimento e foram-se. Também tomaram a Ló, que habitava em Sodoma, filho do irmão de Abrão, e os seus bens, e foram-se" (Gênesis 14:11,12). Por Quedorlaomer haver vencido a batalha ele levou os despojos e entre eles Ló, sobrinho de Abraão como prêmio de guerra. Mas foi por Ló, seu sobrinho que Abraão empreendeu guerra contra esses cinco reis, quais o matou e assim, conquistou os despojos, onde repito mais uma vez estavam inclusos os bens e as almas (homens, mulheres e crianças). Foi desses despojos que Abraão deu TUDO a Melquisedeque, inclusive homens, mulheres e crianças. Por isso que Moisés fez questão de mencionar o TUDO, pois Melquisedeque como rei precisava de servos também.

    Agora, eu não sei de onde você tirou a idéia de que eu estou aceitando os versos que me convém e rejeitando outros. Eu não nego que Abraão era rico, afinal, Deus o abençoou em tudo. O que eu tenho mostrado e muitos se recusam a entender é que o dizimo que Abraão deu a Melquisedeque não foi de suas riquezas, mas dos despojos de guerra. Isso é a Bíblia quem diz amigo (Hebreus 7:1,2). Note que Melquisedeque, assim como o rei de Sodoma foram ao encontro de Abraão quando ele RETORNAVA da matança, tendo-o encontrando no vale de Savé (que é o vale do rei). Foi alí que Melquisedeque abençoou Abraão e foi alí mesmo que Abrão lhe deu o dízimo de TUDO (10% de todos os despojos) e entregou o restante que lhe pertencia ao outro rei (Bera) de Sodoma. Abraão por esse tempo habitava nos carvalhaes de Manre o amorreu, irmão de Escol e irmão de Aner (Genesis 13:18 ; 14:13). Como poderia Abraão dar os dízimos de suas riquezas que eram muitas como: ouro, prata, gado e outros se ele não estava em suas terras? Creio que ele não levou tudo isso para a guerra, até porque ele não sabia que Melquisedeque vinha encontrá-lo no meio do caminho né?

    Então amigo, veja que não sou eu que aceito uns versos em detrimento de outros. E, por falar nisso, se você acha que tem de dar dizimo como Abraão deu, se circuncide também, pois a circuncisão ao contrário do dizimo que foi voluntário é mandamento e antes da lei. Até Jesus se circuncidou (Lucas 2:21). E, se você acha que a circuncisão foi abolida, leia o livro de Atos e observe que Paulo circuncidou a Timóteo em plena Nova Aliança e porquê?.

    PS. Não faço parte de nenhuma seita, pois nenhuma delas me aceita por não pagar o imposto apelidado de dizimo.

    ResponderExcluir
  18. Este comentário foi removido pelo autor.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Olá Marcelo,

      Então você entendeu que o autor aos hebreus, quando escreveu: “E aqui certamente tomam dízimos homens que morrem”, estava se referindo aos levitas. Correto! Mas não entendeu que quando ele escreve: “ali, porém, aquele de quem se testifica que vive”, estava se referindo a Melquisedeque e não a Jesus. Não temos o direito de alterar as Escrituras, por isso que temos de nos valer da hermenêutica que é a ciência que interpreta a Bíblia pela bíblia. Há um adágio popular que diz: “texto sem contexto, pra heresia é um pretexto”. As seitas adoram fazer isso, que é pegar um texto isolado e estabelecer uma doutrina em cima dele e assim prender os incautos pela ignorância e medo.

      Mas o mistério da Bíblia é revelado àqueles que buscam sua sabedoria. Por isso, basta analisar a partir do verso 6 e ver de quem o autor fala. Vou desenhar pra você: Verso 6: “Mas aquele, cuja genealogia não é contada entre eles, tomou dízimos de Abraão, e abençoou o que tinha as promessas”. De quem se está falando aqui; de Melquisedeque ou de Jesus? Lógico que de Melquisedeque. Agora passemos para os versos posteriores: Versos 9 e 10: “E, por assim dizer, por meio de Abraão, até Levi, que recebe dízimos, pagou dízimos. Porque ainda ele estava nos lombos de seu pai quando Melquisedeque lhe saiu ao encontro”. Veja que é de Melquisedeque que o autor fala e não de Jesus. É depois do verso 11 que o autor se refere a Jesus, quando ele diz: “De sorte que, se a perfeição fosse pelo sacerdócio levítico (porque sob ele o povo recebeu a lei), que necessidade havia logo de que OUTRO sacerdote se levantasse, segundo a ordem de Melquisedeque, e não fosse chamado segundo a ordem de Arão?” Esse outro sacerdote é Jesus, que, aliás, quando assumiu o sumo sacerdócio segundo a ordem de Melquisedeque e não de Arão, mudou essa lei. Que lei era essa que Ele mudou? Aquela que dava direitos apenas aos sacerdotes descendentes de Arão de interceder pelo povo no templo e receber pagamento por isso na forma de OFERTAS e aos levitas de receberem os dízimos. Na mudança dessa lei, ele nos constituiu como seus sacerdotes, como o dever de intercedermos uns pelos outros sem a necessidade um sumo sacerdote ou de templos que precisasse dos serviços dos levitas, pois em qualquer lugar que nos reunirmos Ele se fará presente como prometeu.

      O termo IGREJA vem do grego ECKLESIA que significa CHAMADOS PARA FORA. Jesus não nos chamou para o adorarmos dentro de quatro paredes como era no antigo concerto, mas pra sairmos pra fora, principalmente para fora do sistema religioso corrompido e misturado com a política. “E por isso também Jesus, para santificar o povo pelo seu próprio sangue, padeceu fora da porta. Saiamos, pois, a ele fora do arraial, levando o seu vitupério” (Hebreus 13:12,13). Mas os que acham que ainda tem de ficar dentro, estes precisam mesmo cobrar pra manter o sistema com seus gastos. Eu to fora. Não porque eu quis, mas porque fui expulso por não pagar mais o imposto compulsório criado pela igreja católica Romana no século VII ao qual ela apelidou de dízimo.

      Excluir
    2. Continuação....

      E, quanto a circuncisão você está certo que nós cristãos não precisamos nos circuncidar. Não, precisamos nos circuncidar, nem guardar o sábado ou praticar alguma outra obra da lei comno o dízimo, pois somos cristãos e não judeus. Eles sim ainda precisam cumprir esses ritos, principalmente os que não reconhecem o sacrifício do Senhor Jesus que na cruz pagou todas as nossas dívidas (Colossenses 2:14-17). Jesus nos constituiu seus ministros (ministros de uma nova aliança), como um dom e não como profissão. Sendo um dom, nenhum ministro tem o direito de cobrar por isso. Mas como já citei, a ordem de Jesus para seus ministros é comerem daquilo que se lhes for oferecido, quando na obra missionária, pois digno é o obreiro de seu salário (alimento). Foi este principio que Paulo também ensinou em suas epístolas, onde ele próprio deu o exemplo trabalhando para não ser pesado a igreja. “Mandamo-vos, porém, irmãos, em nome de nosso Senhor Jesus Cristo, que vos aparteis de todo o irmão que anda desordenadamente, e não segundo a tradição que de nós recebeu. Porque vós mesmos sabeis como convém imitar-nos, pois que não nos houvemos desordenadamente entre vós, Nem de graça comemos o pão de homem algum, mas com trabalho e fadiga, trabalhando noite e dia, para não sermos pesados a nenhum de vós. Não porque não tivéssemos autoridade, mas para vos dar em nós mesmos exemplo, para nos imitardes. Porque, quando ainda estávamos convosco, vos mandamos isto, que, se alguém não quiser trabalhar, não coma também” (1Tessalonicenses 3:6-10).

      Hoje, muitos tem a visão que a obra de Deus é construção de templos, reformas e manutenção de outros, congressos, festas de departamentos, uniformes de conjuntos, vigílias e salário de obreiros. Mas se esquecem que a verdadeira obra é visitar os necessitados, representados por órfãos e viúvas (Tiago 1:27). Os ensinos de Paulo referentes a contribuição sempre foram voltados ao atendimento dos menos favorecidos e nunca em causa própria como fazem os ministros modernos. Sou contribuinte e desejo sim que a verdadeira obra de Deus avance vitoriosa, pois, conforme disse Jesus: As portas do inferno jamais prevalecerão contra a Sua igreja. A propósito, foi muito bem colocado o exemplo de Teudas, mas eu não me enquadro nesse exemplo, pois não combato contra a igreja do Senhor, até porque hoje vivemos os tempos profetizados por Daniel, onde o conhecimento se multiplicaria, inclusive o da Palavra. E esse conhecimento é que está libertando o povo da ignorância e da prisão religiosa, como libertou a mim e ainda vai libertar muitas outras, pois esta é a vontade soberana de Jesus em relação aqueles que Ele comprou com o seu próprio sangue.

      Abraços,

      Excluir
  19. Este comentário foi removido pelo autor.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi Marcelo,

      Nem mesmo as crianças acreditam mais na estória do BICHO PAPÃO. Mas muitos crentes ainda acreditam na fábula do terrível DEVORADOR.

      Lamentável.

      Excluir
    2. Este comentário foi removido pelo autor.

      Excluir
  20. Este comentário foi removido pelo autor.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Olá Marcelo,

      Eu conheço muito bem a história de sua denominação e quem são os verdadeiros fundadores. Eu também entendo que toda organização humana precisa de recursos financeiros para se manter. Mas que o façam pelos meios legais sem adulterar a bíblia para conseguirem seus intentos ou que sejam transparentes com as doações de pessoas que o fazem de boa fé como você.

      E, quanto a ser taxado de louco, eu já o sou. E não é só de louco, mas de ladrão, apóstata, ovelha negra, herege, anticristo, filho do demônio e tudo de ruim que você possa imaginar. E sabe quem me trata assim? Os próprios membros das igrejas; aqueles mesmos que antes me chamava de irmão e me davam a paz do Senhor. Sim, esses mesmos que andam com a bíblia debaixo do braço, mas não no coração. Falam de amar ao próximo, de não fazer acepção de pessoas, mas excluem aqueles que encontram a verdadeira liberdade em Jesus.

      O que acontece nessas igrejas não é novidade, pois no meio do povo de Israel também era assim:
      "Assim diz o SENHOR acerca dos profetas que fazem errar o meu povo, que mordem com os seus dentes, e clamam paz; mas contra aquele que nada lhes dá na boca preparam guerra." (Miquéias 3 : 5).

      Se esse verso pudesse ser reescrito nos dias de hoje, poderia ser assim: "Assim diz o SENHOR acerca dos PASTORES que fazem errar o meu povo, que mordem com os seus dentes, e clamam paz; mas contra aquele que NADA LHES METE NO BOLSO preparam guerra."

      Eu não preciso enviar e-mail pra ninguém, pois esta falácia de dízimos está com os dias contados. Deus tem prometido julgar a prostituta que criou essa doutrina, juntamente com aqueles que aderiram a ela. Deixe um pouco a teologia da prosperidade e procure conhecer sobre escatologia para entender o que estou falando. Se Jesus não voltar logo para por um fim nessa farra, o Governo Federal com certeza vai, pois a Receita Federal está de olho nos milhões de dízimos que são arrecadados anualmente, mas que não são prestados contas com o leão. Já se cogita acabar com as isenções das igrejas, pois elas não tem feito nada na área social com o dizimo arrecadado, como reza o estatuto das igrejas. Pelo contrário, os fundadores destas seitas apelidadas de igreja acumulam riquezas e aumentam ainda mais seus patrimônios. Sei o que estou falando e não minha opinião pessoal, pois a sociedade conhece isso. Me desminta se puder.

      E, uma vez que essas igrejas também possuem CNPJ, também não deixam de ser uma empresa.

      E, quanto a mostrar a abolição dos dízimos, considero algo inútil, pois muitos só enxergam aquilo que querem enxergar.

      Lamento e me compadeço de você, pois também já fui escravo do sistema denominacional religioso.

      Excluir
    2. Este comentário foi removido pelo autor.

      Excluir
  21. Este comentário foi removido pelo autor.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Bom dia Marcelo,

      Eu até poderia pedir que você também me provasse, citando que fosse um pequeno verso da Bíblia, mostrando que dízimo é dinheiro, ou que em algum momento ele foi entregue em dinheiro por alguém. Não vai me mostrar, nem você e nem ningué, pois como já mostrei aqui em várias referências que o dízimo bíblico que foi estabelecido pelo próprio Deus em momento algum foi dinheiro. O dízimo era MANTIMENTO (Comida), e por ser MANTIMENTO era para ser COMIDO até mesmo pelo próprio dizimista (Deut. 12:17,18 ; 14:22,23 ; 26:12).

      "E, perante o SENHOR teu Deus, no lugar que escolher para ali fazer habitar o seu nome, COMERÁS OS DÍZIMOS do teu grão, do teu MOSTO e do teu AZEITE, e os primogênitos das tuas vacas e das tuas ovelhas; para que aprendas a temer ao SENHOR teu Deus todos os dias." (Deuteronômio 14 : 23).

      "Ao fim de três anos tirarás todos os dízimos da tua colheita no mesmo ano, e os recolherás dentro das tuas portas; Então virá o levita (pois nem parte nem herança tem contigo), e o estrangeiro, e o órfão, e a viúva, que estão dentro das tuas portas, e COMERÃO, e FARTAR-SE-ÃO; para que o SENHOR teu Deus te abençoe em toda a obra que as tuas mãos fizerem" (Deut. 14:28,29).

      "E os filhos de Israel e de Judá, que habitavam nas cidades de Judá, também trouxeram dízimos dos bois e das ovelhas, e dízimos das coisas dedicadas que foram consagradas ao SENHOR seu Deus; e fizeram muitos montões...vindo, pois, Ezequias e os príncipes, e vendo aqueles montões, bendisseram ao SENHOR e ao seu povo Israel. E perguntou Ezequias aos sacerdotes e aos levitas acerca daqueles montões. E Azarias, o sumo sacerdote da casa de Zadoque, lhe respondeu, dizendo: Desde que se começou a trazer estas ofertas à casa do SENHOR, temos COMIDO e TEMOS FARTADO, e ainda sobejou em abundância; porque o SENHOR abençoou ao seu povo, e sobejou esta abastança" (2Crôn.31:6-10)

      Como podes notar, o dízimo era COMIDA e BEBIDA, pois, caso não saibas, o mosto era o vinho que fazia parte do dízimo, bem como o azeite. Por isso, que em Malaquias 3:8-10 que é o texto preferido dos cobradores de dízimo fala que é MANTIMENTO e não DINHEIRO.

      Agora, vamos ao Novo Testamento:

      "Portanto, ninguém vos julgue pelo COMER, ou pelo BEBER, ou por causa dos dias de festa, ou da lua nova, ou dos sábados,Que são sombras das coisas futuras, mas o corpo é de Cristo. Ninguém vos domine a seu bel-prazer com pretexto de humildade e culto dos anjos, envolvendo-se em coisas que não viu; estando debalde inchado na sua carnal compreensão, E não ligado à cabeça, da qual todo o corpo, provido e organizado pelas juntas e ligaduras, vai crescendo em aumento de Deus" (Colossenses 2:17-19).

      Sei que você não vai aceitar isso, pois na sua mente já inculcaram que dízimo é dinheiro e não vai ser fácil tirar isso da sua compreensão carnal.

      Continua...>

      Excluir
    2. Continuação ...>

      Agora, atente bem para o que escrito no capítulo 7 de Hebreus que fala sobre o dízimo:

      "E os que dentre os filhos de Levi recebem o sacerdócio têm ordem, segundo a lei, de tomar o dízimo do povo, isto é, de seus irmãos, ainda que tenham saído dos lombos de Abraão. E aqui certamente tomam dízimos homens que morrem; ali, porém, aquele de quem se testifica que vive. E, por assim dizer, por meio de Abraão, até Levi, que recebe dízimos, pagou dízimos. Porque ainda ele estava nos lombos de seu pai quando Melquisedeque lhe saiu ao encontro. De sorte que, se a perfeição fosse pelo sacerdócio levítico (porque sob ele o povo recebeu a lei), que necessidade havia logo de que outro sacerdote se levantasse, segundo a ordem de Melquisedeque, e não fosse chamado segundo a ordem de Arão? Porque, mudando-se o sacerdócio, necessariamente se faz também mudança da lei...Porque o PRECEDENTE MANDAMENTO é AB-ROGADO (abolido) por causa da sua fraqueza e inutilidade" (Hebreus 7:5;7-10 ; 12;18). De que mandamento o capítulo 7 de hebreus trata?

      E Paulo ensina que a lição do antigo testamento onde era praticado o dizimo e outras obras da lei, foi por Cristo ABOLIDO. Atente que não foi o velho testamento, mas a lição dele:

      "Mas os seus sentidos foram endurecidos; porque até hoje o mesmo véu está por levantar na lição do velho testamento, o qual foi por CRISTO ABOLIDO;" (II Coríntios 3 : 14).

      Somente aqueles que não tem mais os sentidos endurecidos podem compreender isto.

      Abraços.

      Excluir
    3. Este comentário foi removido pelo autor.

      Excluir
  22. Este comentário foi removido pelo autor.

    ResponderExcluir
  23. Fico impressionado com sua ousadia em atacar ungidos de Deus e a Igreja de Cristo ( Deus tenha misericórdia de sua alma )
    Se eu estiver enganado me corrija, mas segundo consta em seu testemunho você foi curado de uma diabetes digamos cronica quando ainda congregava em uma igreja "Templo" , a pessoa que orou por vc tambem e que inclusive pertenciam a um templo que pagavam dízimos o que segundo vc é uma doutrina de demônios. Como pode alguem receber tão grande milagre em um lugar que se prega doutrinas de demônios ? Teria o satanás poder de curar em nome de Jesus ? Claro que não. O impressionante é que a biblia diz que Deus não tem parte com as trevas, como ele operaria em meio a endemoniados que congregam em lugares que Ele não se agrada ? DOUTRINA DE DEMÔNIO É PREGAR CONTRA OS DIZIMOS E A IGREJA DE CRISTO. Não cuspa no prato que vc comeu e foi abençoado por tanto tempo. Vigia homem.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Paz do Senhor amado pastor,

      Tenho a impressão que você não leu atentamente a exposição do assunto. Eu agradeço sua preocupação em relação a minha pessoa, mas em nenhum momento eu ataquei algum ungido do Senhor. Em primeiro lugar, quero salientar que hoje, na Nova Aliança que foi inaugurada pelo sangue de Jesus no Calvário todos os que creem e andam numa vida de retidão e santificação são ungidos por Deus. Não existe uma classe específica de ungidos como o era na antiga aliança, onde somente reis, sacerdotes e profetas tinham a unção. A igreja do Senhor é a portadora da unção a qual o Senhor enviou para capacitá-la no obra da pregação do Evangelho e manifestação do reino de Deus com sinais, curas e maravilhas.

      "E vós tendes a unção do Santo, e sabeis tudo." (I João 2 : 20).."E a unção que vós recebestes dele, fica em vós, e não tendes necessidade de que alguém vos ensine; mas, como a sua unção vos ensina todas as coisas, e é verdadeira, e não é mentira, como ela vos ensinou, assim nele permanecereis." (I João 2 : 27).

      E, quanto a minha cura, sim, eu estava construindo um templo, por sinal, o maior aqui no campo quando descobri que estava com essa enfermidade em grau elevado. Eu não pude ver a conclusão da obra, pois fiquei cego em decorrência desta enfermidade. Mas, num culto que eu dirigia num dia de sábado às margens de uma rodovia eu fui revelado que o Senhor me curaria, como o fez. Aleluia.

      Continua...

      Excluir
    2. Este comentário foi removido pelo autor.

      Excluir
    3. Mas, quanto a doutrina de demônios, observe que eu me referí àqueles que adulteram a Palavra de Deus ensinando o que não contém nela. Quando a Bíblia fala de CORTADOR, MIGRADOR, DEVORADOR e DESTRUIDOR ela está falando de GAFANHOTOS apenas GAFANHOTOS. Em nenhum momento a bíblia se refere a eles como DEMÔNIOS, mas a GAFANHOTOS. E, esses GAFANHOTOS, segundo o profeta Joel era um GRANDE EXÉRCITO que o próprio Deus enviou contra o seu povo de Judá (Joel 2:25). Ora, Deus se aliaria a Satanás e usaria um exército de DEMÔNIOS a seu favor para castigar seus filhos? Eu não aceito tal interpretação.

      Mas, aqueles que querem justificar a doutrina do dízimo em DINHEIRO, cuja doutrina também foi mudada pelos homens; estes alegam que esses GAFANHOTOS se transformaram em DEMÔNIOS e que atacam e destroem tudo na vida de quem não paga o dito dízimo. Esse é apenas um exemplo que eu cito de doutrinas de demônios dentro da igreja, para deixar entendido que toda doutrina que não se harmoniza com aquilo que Deus estabeleceu em Sua Santa Palavra se constituí em doutrina de Demônio.

      Lembre-se que o próprio Satanás usou a Palavra de Deus de forma distorcida e fora de seu contexto para tentar a Jesus a se jogar do pináculo do templo (Mateus 4:5); como também a usa atualmente para enganar com falsos milagres àqueles que, embora advertidos, insistem em resistir à verdade:

      "Porque já o mistério da injustiça opera; somente há um que agora resiste até que do meio seja tirado;..A esse cuja vinda é segundo a eficácia de Satanás, com todo o poder, e sinais e prodígios de mentira, E com todo o engano da injustiça para os que perecem, porque não receberam o amor da verdade para se salvarem. E por isso Deus lhes enviará a operação do erro, para que creiam a mentira; Para que sejam julgados todos os que não creram a verdade, antes tiveram prazer na iniqüidade" (2Tess. 2:7;9-12).

      "Porque tais falsos apóstolos são obreiros fraudulentos, transfigurando-se em apóstolos de Cristo. E não é maravilha, porque o próprio Satanás se transfigura em anjo de luz. Não é muito, pois, que os seus ministros se transfigurem em ministros da justiça; o fim dos quais será conforme as suas obras". (2Coríntios 11:13-15).

      Deus o abençoe.

      Excluir
    4. Amado irmão, vejo que vc entende pouco do mundo espiritual ou talvez entenda nada do mundo espiritual. Claro que são gafanhotos, mas o problema é o que eles representam ou personificam no mundo espiritual. Aliás porque o texto diz que é Deus que os repreende, bastaria ter os cuidados necessários de lavradores. O fato é que nós sabemos que o diabo não é dragão e muito menos uma cobra, porem no mundo espiritual ele esta personificado neles ( Apocalipse 20.02 ) Jesus o chamou de ladrão no entanto nós não o vemos assaltando bancos ou pessoas porem a atitude é a mesma, matar, roubar e destruir ( João 10.10 ; 8.44 ) Então podiam ser sim gafanhotos, mas ação deles era tão do inferno que só Deus os repreendia através dos dizimos. Por isso estamos vendo uma serie de crentes que dizem isso ou aquilo não tem problema, usam ate mesmo enfeites demoniacos nas roupas e no corpo. Volto a te dizer, VIGIA e ore mais pregue contra o pecado e contra as armadilhas do diabo que tem invadido as casas dos crentes. O diabo tem uma fúria tão grande contra os dizimos que tem usado vc pra tirar o dizimo da mente das pessoas. se vc teve algum desafeto no passado aprenda a conviver com isso e vencer. Veja que uma grande parte de suas postagens é contra os dizimos e isso de forma repetitiva ja parou pra pensar porque ? Eu sei o inimigo achou uma porta em vc.
      Isso é doutrina da sua igreja pregue contra o pecado.
      Um abraço.

      Excluir
    5. Então amado irmão, eu prefiro ficar sem entender mesmo essa questão de mundo espiritual, do que me arriscar a interpretar e ensinar uma doutrina que venha por em descrédito a Palavra de nosso Deus. Meu maior medo é ir além do que está escrito, pois “Toda Palavra de Deus é pura, escudo é para que nele confia; nada acrescentes à Sua Palavra para que não te repreendas e sejas achado mentiroso” (Prov. 30:5,6). E o próprio Cristo nos tem advertido que: "Qualquer, pois, que violar um destes mandamentos, por menor que seja, e assim ensinar aos homens, será chamado o menor no reino dos céus; aquele, porém, que os cumprir e ensinar será chamado grande no reino dos céus." (Mateus 5 : 19).

      Por isso, eu repito: não vou me arriscar a contextualizar ou interpretar a bíblia num sentido espiritual fora da hermenêutica, pois eu corro o risco de formar uma doutrina em cima de um erro que poderá me custar a salvação. Cito como exemplo o texto de João 10:10 que você postou afirmando que Jesus chamou de ladrão para o diabo. Não é só você que diz isso, mas muitos crentes, inclusive pastores renomados e grandes pregadores afirmam a mesma coisa. Já ouvi, inclusive alguns quando se referem a este texto nas pregações, falarem sem titubear; “JESUS DISSE QUE O DIABO VEIO PARA ROUBAR, MATAR E DESTRUIR”.

      Mas eu questiono: Onde Jesus disse isso, ou onde está escrito tal afirmação?
      Tal erro já se difundiu entre os crentes de tal forma, que por causa disso eu perdi um amigo, quando lhe mostrei pelas Escrituras que tal entendimento é uma heresia. Ele chegou a me tratar como “advogado do diabo”. Porém, não querendo defender o diabo, mas em momento algum Jesus se referiu a ele como ladrão, quando disse que “O ladrão não vem senão a roubar, a matar, e a destruir; eu vim para que tenham vida, e a tenham com abundância” (João 10 : 10).

      Se você prestar atenção em todo o capítulo 10 de João, onde Jesus se apresenta como o bom pastor, vai entender que ele fala dessa forma manifestando o seu caráter em comparação aos que se dizem pastores e não o são.

      Veja como inicia o cap. 10: “NA verdade, na verdade vos digo que aquele que não entra pela porta no curral das ovelhas, mas sobe por outra parte, é ladrão e salteador” (João 10:1). Agora veja o que Jesus diz a partir dos verso 11: “11 Eu sou o bom Pastor; o bom Pastor dá a sua vida pelas ovelhas. 12 Mas o MERCENÁRIO, e o que NÃO É PASTOR, de quem não são as ovelhas, vê vir o lobo, e deixa as ovelhas, e foge; e o lobo as arrebata e dispersa as ovelhas. 13 Ora, o MERCENÁRIO foge, porque é MERCENÁRIO, e não tem cuidado das ovelhas”.

      O dicionário define mercenário como: Mercenário (do latim mercenariu, de merce = comércio, escambo monetário e/ou dinheiro) é o nome pelo qual é chamado aquele que trabalha por soldo (dinheiro) ou pagamento (recursos que se podem transformar em dinheiro).

      Continua...>

      Excluir
    6. Continuação...

      Talvez seja duro para você ouvir isso, mas o mercenário qual Jesus claramente falou é o falso pastor ou aquele que usurpa um título de pastor, não tendo a chamada divina e é separado por homens com o fim de se beneficiar da boa vontade das ovelhas, que na maioria das vezes ignoram as Escrituras, pois confiam nos seus pastores, aceitando tudo o que eles dizem. Aconteceu o mesmo no tempo do profeta Ezequiel (34). Estes são aqueles que sem nenhum escrúpulo ou temor não hesitam em chamar de ladrão ou declarar guerra aqueles que se libertaram desse engodo chamado dizimo. Já disse o Senhor por intermédio de Miquéias:

      "Assim diz o SENHOR acerca dos profetas que fazem errar o meu povo, que mordem com os seus dentes, e clamam paz; mas contra aquele que nada lhes dá na boca preparam guerra." (Miquéias 3 : 5).

      Como o dízimo era COMIDA, aqueles profetas declaravam guerra a quem não os metia na boca deles. Hoje, como transformaram em DINHEIRO, declaram guerra àqueles que nada lhes metem no BOLSO.

      Você também não é o primeiro a afirmar que eu estou sendo usado pelo diabo pra tirar o ensino do dízimo das mentes das pessoas. Quero que saiba que eu o compreendo perfeitamente e o perdôo por isso, pois antes, quando ainda era escravo do sistema religioso, eu também chamei de ladrão aquele que entendia que não devia pagar esse imposto religioso chamado dízimo. Somente me permita alertá-lo que Jesus nos ensinou:

      "Eu, porém, vos digo que qualquer que, sem motivo, se encolerizar contra seu irmão, será réu de juízo; e qualquer que disser a seu irmão: Raca, será réu do sinédrio; e qualquer que lhe disser: Louco, será réu do fogo do inferno." (Mateus 5 : 22). E o mais grave: “Qualquer, porém, que blasfemar contra o Espírito Santo, nunca obterá perdão, mas será réu do eterno juízo. (Porque diziam: Tem espírito imundo)” (Marcos 3:29,30).

      E eu tenho o Espírito Santo quem me convenceu do pecado, da justiça e do juízo; e é Ele quem me guia em toda a verdade e justiça. (João 16:13 ; 18).

      Deus o abençoe e o esclareça.

      Excluir
  24. Este comentário foi removido pelo autor.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Este comentário foi removido pelo autor.

      Excluir
    2. De fato Marcelo, Abraão deu o dízimo de TUDO. Mas você sabe qual foi esse TUDO? Talvez, não tenha lido ou entendido que Abraão voltava de uma guerra, onde ele havia matado cinco homens. Desses homens que ele matou, tirou deles os despojos (riquezas) que eram em bens, fazendas, animais, homens, mulheres e crianças. O despojo de uma guerra era isso, e foi desse despojo que Abrão deu TUDO a Melquisedeque, inclusive mulheres e crianças e não apenas bens materiais. Quem sabe também, você não leu que depois que Abraão deu os 10% de TUDO desses despojos a Melquisedeque, entregou o restante ao rei de Sodoma e não ficou com NADA.

      E, quanto a citação do escritor aos Hebreus que menciona o verbo no presente, talvez também não tenha entendido que quando a epístola foi escrita o templo ainda estava de pé e, conseqüentemente ainda vigorava o sistema levítico com seus ritos e cerimoniais. E quando o escrito afirma: “E aqui certamente tomam dízimos homens que morrem”, estava ele se referindo aos LEVITAS que foram os únicos autorizados por Deus a receberem os dízimos do povo. “ali, porém, aquele de quem se testifica que vive”, era uma referência a pessoa de Melquisedeque que havia vivido milênios de anos antes de Cristo, mas que sendo uma prefiguração de Cristo, se dizia que ele vivia para sempre.

      Quanto ao resto, nem vou refutar por ser perda de tempo.

      Excluir
    3. Este comentário foi removido pelo autor.

      Excluir
    4. Pois é!

      Com todas essas suas afirmações, também FICA PROVADO que Abraão recebeu mandamento de Deus para se circuncidar com toda sua descendência, onde até o próprio Jesus se circuncidou. E você já obedeceu esse mandamento?

      Continue estudando a Bíblia, mas deixe o Espírito Santo trabalhar no teu entendimento.

      Abraços.

      Excluir
    5. Este comentário foi removido pelo autor.

      Excluir
    6. Ohhh!

      Alguém precisava avisar Paulo quando circuncidou a Timóteo em plena vigência do Novo Testamento.

      Excluir
    7. Este comentário foi removido pelo autor.

      Excluir
    8. Aprendeu a usar o Google e as teclas ctrl C e crtl V:

      http://desafioscristao.blogspot.com.br/2011/11/por-que-paulo-fez-com-que-timoteo-fosse.html

      Pois bem,

      Paulo não errou em circuncidar Timóteo. Ele o fez por Timóteo ser judeu e a circuncisão é uma lei que até hoje os judeus a praticam por não haverem aceitado a graça salvadora. Simples assim. Não há contradição alguma quanto a isso. Ao contrário do dízimo, a circuncisão foi um mandamento direto de Deus antes da lei e que quando a lei foi promulgada no Sinai, foi incorporada a ela, tornando-se dai por diante uma obra da lei, como o sábado e o dízimo.

      Mas, como não sou judeu, não tenho obrigações para com estes ritos que Jesus os cumpriu por mim na cruz.

      Excluir
    9. Este comentário foi removido pelo autor.

      Excluir
    10. O único que está com conversa fiada aqui é você, repetindo as mesmas coisas igual a papagaio treinado.

      Excluir
    11. Este comentário foi removido pelo autor.

      Excluir
  25. Este comentário foi removido pelo autor.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Olá Marcelo,

      Fico feliz que tenhas atendido meu conselho em estudar as Escrituras. Não vou refutar suas idéias, ou melhor, idéias de terceiros, pois isso não saiu de sua cabeça, pois você copiou esses pontos de algum site de uma seita que segue os princípios judaizantes. Cuidado!

      Só me responda uma coisa: Onde na Bíblia eu encontro essa DIVISÃO NA LEI em MORAL, CERIMONIAL, CÍVICA, RELIGIOSA, ALIMENTÍCIA, ETC, pois, em 28 anos de estudo das Escrituras ainda não descobri essa divisão.

      Ah, também me diga, já que você mostrou essa divisão da lei, em que classe o dízimo está inserido.

      Fico no aguardo.

      Excluir
    2. Este comentário foi removido pelo autor.

      Excluir
    3. Kkkkkk

      Sua resposta bem elaborada e com subsídios me fez lembrar um desenho animado de minha infância. Era o Leão da Montanha que quando se metia num assunto que não podia resolver, simplesmente dizia: SAÍDA PELA DIREITA.

      Se saiu bonitinho com essa resposta.

      Ah, aqui está o link do desenho animado, pra não dizer que estou inventando
      https://www.youtube.com/watch?v=gztBA9bCk8E

      Excluir
    4. Este comentário foi removido pelo autor.

      Excluir
    5. Mas eu não sou contra pastores, igreja e nem dizimo.

      Sou contra a má fé de alguns que se intitulam pastores e usam a Bíblia para explorar a boa fé de pessoas bem intecionadas como você e muitos outros.

      O verdadeiro pastor é aquele que segue o exemplo do maior pastor Jesus que ama as ovelhas sem esperar nada em troca. A verdadeira igreja é aquela que não faz acepção de pessoas e nem ama os irmãos por interesse.

      E o dizimo era alimento e não dinheiro. Eu congrego mas não dizimo, contribuo com amor, conforme me ensina o novo testamento.

      Meu blog está ajudando muita gente a alcançar a verdadeira liberdade. Saiba que tem até pastores que me escrevem agradecendo meus estudos e outros pedem autorização para republicá-los.

      Excluir
    6. Isso tá mais que explicado, demonstrado e comprovado.E façamos como os de beréia... vamos as escrituras, examinemos, peçamos ao espirito santo que nos ajude a revelar a verdade. Outrora julgávamos tanto outras denominações por serem tradicionalistas, e de pôr a tradição além da verdade. Hoje nos comportamos pior. Há uma pressão psicológica tão grande, que muitos cristãos estão reconstruindo o véu do templo. e parece que só tem acesso a DEUS se for pelo que o homem fala, ignorando assim ao próprio JESUS, que nos convida a trocar com ele nosso peso, nosso jugo pelo dEle que é leve e suave. Porque a graça nos alcança. Não para continuarmos pecando , mas para aceitar o que o espirito nos instrui sempre. a nos arrepender, e nos colocar no nosso verdadeiro lugar. que é o de filhos (adotados), mas filhos somente!

      Excluir
    7. Este comentário foi removido pelo autor.

      Excluir
  26. Trabalho e estudo o comportamento humano. Assim como ESTUDO as técnicas de oratória, PNL programação neuro linguística e hipinose. Li todo o bombardeio xiita e tuas respostas demonstram o quão és preocupado em conhecer a verdade. E contribuir para que outros também conheçam.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Este comentário foi removido pelo autor.

      Excluir
  27. dizimo é fé,,alguns se justificam com versiculos biblicos o fato de serem apegados ao valor,,,não adianta discutir com não dizimista ele só vai acreditar quando ver e acontecer com ele,,,,,,,

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Dízimo não e de fé, faz parte da lei e a lei não é da fé (Gl 3:12). Outrossim, dízimo nunca foi dinheiro, logo, valores não poderia ser questionado nesse quesito. Mas, como os homens mudaram essa lei, convertendo o dizimo alimento em dinheiro para benefício próprio, justifica usar a figura do devorador como um demônio para intimidar os incautos a encherem os bolsos deles.

      Excluir
    2. Este comentário foi removido pelo autor.

      Excluir
    3. Este comentário foi removido pelo autor.

      Excluir
  28. Desculpe me interferir em tanta discussão sobre " se pode ou pode, se deve ou deve dar o dízimo", A Bíblia diz: "Acolhei o que é débil na fé, não porém para discutir opiniões", então irmão Reginaldo e irmão Marcelo, vcs mais parecem "Um da Ccdb e o outro da Iurd", usem este espaço abençoado para pregar o evangelho e ganhar almas para Cristo. Eu creio que ninguém vai para o Céu, muito menos pro inferno, por dar ou deixar de dar o dízimo". No amor de Cristo, Deus vos abençoe, e irmão Reginaldo use este instrumento que o Senhor lhe deu para pregar mais e mais o evangelho de Jesus cristo. Deus te abençoe!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. eu vejo que os evangélicos que não concordam com dízimos e ofertas, é porque eles são apegados ao dinheiro.ele pede só dez por cento você fica com 90.
      ele é quem te deu esse emprego onde você leva o sustento para sua família. reflita olha para as si as condições.

      Excluir
    2. Este comentário foi removido pelo autor.

      Excluir
    3. Resumindo ainda mais, o dizimo que era de Deus, Ele os deu TODOS aos levitas, por causa do serviço que executavam no santuário (Num 18.21). Depois Ele os mandou dar aos necessitados, como órfãos, viúvas e estrangeiros (Deut. 14.29,29). Deixar de fazer o que Ele mandou é ROUBÁ-LO!

      Excluir
    4. Este comentário foi removido pelo autor.

      Excluir
    5. Você é ruim de exegese mesmo ou se faz de desentendido Marcelo? Quantas vezes vou ter de te mostrar isso?

      Quem está fazendo salada aqui é você, pois Hebreus 7, mostra a superioridade do sacerdócio de Cristo sobre o sacerdócio Araonico que foi abolido. Hebreus 7.12 está bem claro quanto a isso. "Mudando se o sacerdócio, necessariamente se faz mudança na lei". Que lei era essa que foi mudada? Toda a lei referente ao sacerdócio Araônico no qual todas as tribos de Israel eram obrigadas a dar seu dizimo. Até mesmo, Levi tinha de pagar seu dizimo, mas como, Deus o isentou, Abrão pagou antecipadamente por Ele a Melquisedeque. E nós gentios, ainda não estávamos nesse projeto de pagar dízimos e nunca estivemos. Principalmente agora que toda a lei foi cumprida.

      "E aqui certamente recebem dízimos homens que morrem; ali, porém, os recebe "está no verbo presente" aquele de quem se testifica que "vive."

      "AQUI" é uma clara referencia aos Levitas, que por ocasião da escrita da carta aos hebreus, eles ainda ministravam, pois o templo ainda não havia sido derrubado pelas tropas romanas do general Tito, que aconteceu no ano 70dC.
      "ALI", está se referindo a Melquisedeque que recebeu dizimos de Abrão.

      Porém, é sabido que o escritor aos hebreus esteja de fato se referindo a Cristo como sacerdote superior e perpétuo. No entanto, o sacerdócio de Cristo não foi feito de acordo com as regras humanas, devendo ser sustentado por coisas perecíveis deste mundo.

      Hebreus 7.14-17:

      14 porquanto, é bem sabido que o nosso Senhor descende de Judá, tribo da qual Moisés nada fala quanto a sacerdócio.
      15 E este fato torna-se ainda mais claro com o surgimento de outro sacerdote à semelhança de Melquisedeque,
      16 não constituído segundo o decreto de um mandamento humano relativo à linhagem, mas de acordo com o poder de uma vida inextinguível.
      17 Porque sobre Ele está escrito: “Tu és sacerdote para sempre, conforme a ordem de Melquisedeque”.

      Suponhamos que a ordem do sacerdócio esteja em vigor, mas quem foi autorizado a receber dízimos em nome do sacerdote perpétuo - Cristo? Em que parte das Escrituras existe uma indicação direta de Cristo ou mesmo dos apóstolos ordenando dar dízimos a homens no Nome dEle? E ainda mais em dinheiro, pois se Ele é dono de tudo? Quais sacerdotes terrenos teriam a responsabilidade de receber dízimos e administrá-los no nome de Deus? Seriam os milhões de pastores das mais variadas denominações, onde um não é reconhecido como pastor em outra?

      Quer um conselho? Seja um imitador de Paulo. Trabalhe como Ele e Cristo trabalharam.

      Excluir
    6. Este comentário foi removido pelo autor.

      Excluir
    7. Nenhuma lei do antigo testamento foi abolido Marcelo. Nem dizimo, nem circuncisão e nem sábado, como as demais que compõe o conjunto de 613 leis.Porém, se Cristo aprovasse o dizimom porque não pediu ao jovem rico quando o questionou o que deveria fazer para herdar a vida eterna?Não deveria Ele dizer, vai, vende tudo o que tens, TIRA O MEU DIZIMO e depois da o que restou aos pobres? Ou então, porque não orientou Zaqueu a fazer o mesmo quando este decidiu doar metade dos seus bens aos pobres e restituir 4 vezes mais o que roubou dos outros, como mandava a lei? Porque, só depois de morto e ressuscitado viria nos impor esse imposto? Desiste meu caro, ninguém é mais tão bobo como imaginas. Saibas que meus escritos tem ajudado centenas de pessoas a se libertarem dessa maldição do dizimo. Recebo mensagens em meu e-mail de pessoas agradecidas por terem sido libertas pelo conhecimento da verdade. Até pastores elogiam meus escritos.

      Mas, suponhamos que Jesus aprovasse dízimos, Ele com certeza mandaria aplicar nos pobres, como bem ensinou em Mateus 25.31-46. É assim que faço e sou grandemente abençoado.

      Excluir
    8. Este comentário foi removido pelo autor.

      Excluir
    9. Este comentário foi removido pelo autor.

      Excluir
    10. "Vc erra novamente , as leis: circuncisão , sábado e sacrifício os cristãos não precisam ser praticadas pelos cristãos."

      Sabe me explicar porque Paulo se viu obrigado a circuncidar Timóteo em plena Nova Aliança? (Atos 16.,1-3).

      Poupe seu folego na defesa do dizimo católico Marcelo. Esse não vale para o crente salvo. Só para quem é avarento e gosta de ganhar sem trabalhar.

      Excluir
    11. Este comentário foi removido pelo autor.

      Excluir
    12. Este comentário foi removido pelo autor.

      Excluir
    13. "Não tem como comparar ou fazer analogia entre a circuncisão e o dízimo , nada haver".

      Tem sim. Dizimo, Circuncisão, sábado são partes de uma mesma lei que não foi abolida. Uma lei dada aos judeus. Eu citei essas três, porque já eram praticadas antes da lei ser estabelecida, e contudo forma incluídas na lei, sendo hoje obras desta.

      A circuncisão nada é não vale para eu que NÃO SOU JUDEU. Eis o motivo que Paulo não foi constrangido a circuncidar Tito como se viu na obrigação de circuncidar Timóteo. Tito era Grego, gentio igual a nós, mas Timóteo era judeu e submisso a lei de Moisés que não foi abolida. Por isso, até hoje, judeus e árabes se circuncidam conforme o costume das religiões deles. Judeus se circuncidam aos oito dias de nascidos, enquanto árabes são circuncidados aos treze anos como foi Ismael, filho de Abraão.

      "Onde está escrito que a origem do dízimo de tudo é católico?" Onde está escrito que dizimo era dinheiro?
      "Onde está escrito que o dízimo não vale para crente salvo?" Onde está escrito que crente salvo tem que estar debaixo da Lei de Moisés?
      "Onde está escrito que o dízimo é para avarento?" Onde está escrito que era dinheiro?
      "Onde está escrito que o dízimo é para quem gosta de ganhar sem trabalhar?" Onde está escrito que é para pastor?
      "Onde está escrito que o dízimo não é de Deus?" Onde está escrito que Deus pediu dizimo para mim, gentio, que não pertenço a nenhuma das doze tribos de Israel e nem trabalho com terras ou gado?

      "leia estude pesquise" É só que tenho feito. Faça o mesmo.

      Excluir
    14. marcelo que a paz de nosso senhor e salvador jesus cristo esteja sempre com a vossa pessoa. Pelo que entendi na sua interpretação da palavra você e os irmãos do ministério que vocês frequentam praticam o dízimo na ordem sacerdotal de melquisedeque. Essa explicação é bem elaborada sobre hebreus7 e faz todo sentido.Mas não com sentido da lei mas com sentido antes da lei e que se manteve após a lei que se manteve pelo sacerdócio de melquisedeque. É obviu se o sacerdócio de melquisedeque se mantém, o dízimo também se mantém Mutuamente. parabéns pelo estudo e continue nessa sua fé. vejo sinceridade e sabedoria de Deus em suas palavras.Deus o abençoe irmão!

      Excluir
    15. Este comentário foi removido pelo autor.

      Excluir
    16. Olá Jorge A. Almeida. Obrigado por sua visita. Pelo que notei, você está acompanhando o comentário e não a postagem que fala sobre a heresia do cortador, migrador, devorador e destruidor que nas igrejas se ensina serem demônios, quando na verdade não passavam de insetos que acabavam com lavouras. Isso, pra meter medo nos incautos e levá-los a dizimarem por medo desses pseudos-demônios. Você também acredita nessas heresias?

      Quanto a questão do dizimo em dinheiro que você também acredita igual ao Marcelo, lamento terem sidos enganados como eu fui.

      Excluir
    17. Me deixa intrigado que alguns aqui comentam, mas não se permitem ver o perfil. Tem medo de que afinal?

      Excluir
    18. Ah tá. Tá explicado Marcelo. Rastreei o IP. Kkkkkk

      Excluir
    19. A partir de agora, qualquer comentário, cujo perfil do comentarista não estiver disponível será excluído.
      Estou saindo por hoje, portanto, comentem o que quiserem. Amanhã excluirei. Só comentários de pessoas honestas e sinceras que não tem medo de mostrar a face, permanecerão aqui.

      Excluir
  29. Falou mas ainda não sanou minha duvida

    ResponderExcluir
  30. Falou mas ainda não sanou minha duvida

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Este comentário foi removido pelo autor.

      Excluir
  31. luiz
    Irmao Reginaldo todos ai tentam mais ninguém consegue ti rebater, o pastor eloi mario veio com fracos argumentos e ate desistiu.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Este comentário foi removido pelo autor.

      Excluir
    2. Este comentário foi removido pelo autor.

      Excluir
    3. Kkkkkk.

      Paulo tinha argumentos, mas você não tem pastor Marcelo.

      Se Paulo seguia a lei era porque era judeu.

      "Circuncidado ao oitavo dia, da linhagem de Israel, da tribo de Benjamim, hebreu de hebreus; segundo a lei, fui fariseu;" (Filipenses 3 : 5)

      Excluir
    4. Este comentário foi removido pelo autor.

      Excluir
    5. Depende do ponto de vista. Se alguém prega segundo os ritos do antigo pacto, para ele pode ser. Mas o verso 12 de 1Cor 9, Paulo diz tudo. "Se outros participam deste poder sobre vós, por que não, e mais justamente, nós? Mas nós não usamos deste direito; antes suportamos tudo, para não pormos impedimento algum ao evangelho de Cristo".

      1Ped 1.16 "Porquanto está escrito: Sede santos, porque eu sou santo".

      A santificação é uma obrigação de todo crente, seja judeu, seja gentio, pois sem ela ninguém verá a Deus.

      Excluir
    6. Este comentário foi removido pelo autor.

      Excluir
    7. Tsc, tsc. Então, só porque aparece escrito no novo testamento então vale né?

      Agora te pergunto. Na tua a mulher fica calada?

      "As vossas mulheres estejam caladas nas igrejas; porque não lhes é permitido falar; mas estejam sujeitas, como também ordena a lei." (I Coríntios 14 : 34)

      Tá escrito não está?

      Excluir
    8. Este comentário foi removido pelo autor.

      Excluir
    9. Kkkk. Então você~e tem uma explicação né? Mas tá escrito não tá? E por duas vezes.

      "Não permito, porém, que a mulher ensine, nem use de autoridade sobre o marido, mas que esteja em silêncio." (I Timóteo 2 : 12)

      Aqui Paulo não está falando de mulheres que praticam desordem.

      Excluir
    10. Este comentário foi removido pelo autor.

      Excluir
    11. Hooooooooooo. Tá usando aprendendo usar a exegese. Use também no assunto dízimo.

      A propósito, o tema de estudo aqui é: CORTADOR, MIGRADOR, DEVORADOR e DESTRUIDOR - DOUTRINA DE DEUS OU DOS DEMÔNIOS?

      Excluir
    12. Este comentário foi removido pelo autor.

      Excluir
    13. Este comentário foi removido pelo autor.

      Excluir
    14. Este comentário foi removido pelo autor.

      Excluir
    15. Com certeza a medida continua sendo de Deus. Mas pra quem?

      Excluir
    16. Este comentário foi removido pelo autor.

      Excluir
    17. Este comentário foi removido pelo autor.

      Excluir
    18. Tá bom. Só porque você quer.

      Abraços.

      Excluir
    19. Este comentário foi removido pelo autor.

      Excluir
    20. Realmente. Pecado é se utilizar do dinheiro dos irmãos enganando-os como se fosse dízimo. Os ministros não eram sustentados por dizimo e sim por ofertas.

      "Não sabeis vós que os que administram o que é sagrado comem do que é do templo? E que os que de contínuo estão junto ao altar, participam do altar?" (I Coríntios 9 : 13)

      Leia a bíblia e entenda que o que se levava no altar não era dizimo, e sim ofertas.

      Excluir
    21. Este comentário foi removido pelo autor.

      Excluir
    22. Exatamente. Mas hoje não existe templo e nem altar. Só nas igrejas fundadas por homens.

      "Temos um altar, de que não têm direito de comer os que servem ao tabernáculo." (Hebreus 13 : 10)

      Excluir
    23. Este comentário foi removido pelo autor.

      Excluir
    24. Exatamente. Mas onde estão os levitas e onde está o templo?

      Excluir
    25. Este comentário foi removido pelo autor.

      Excluir
    26. Eu perguntei onde estão os levitas e onde está o templo?

      A casa de Deus não é de tijolos, cimento e ferro ou madeira.

      Atos 17 : 24: "O Deus que fez o mundo e tudo que nele há, sendo Senhor do céu e da terra, não habita em templos feitos por mãos de homens;"

      1Corintios 3 : 16 , 17: "Não sabeis vós que sois o templo de Deus e que o Espírito de Deus habita em vós? Se alguém destruir o templo de Deus, Deus o destruirá; porque o templo de Deus, que sois vós, é santo.

      Hebreus 8 : 1 ,2 : "ORA, a suma do que temos dito é que temos um sumo sacerdote tal, que está assentado nos céus à destra do trono da majestade, Ministro do santuário, e do verdadeiro tabernáculo, o qual o Senhor fundou, e não o homem".

      Preciso desenhar?

      Excluir
    27. Este comentário foi removido pelo autor.

      Excluir
    28. Misericórdia. Paciência Senhor.

      Acho que tenho sido um tolo todo esse tempo jogando pérolas aos porcos e coisas santas aos cães.

      Excluir
    29. Este comentário foi removido pelo autor.

      Excluir
    30. Este comentário foi removido pelo autor.

      Excluir
    31. Aff.

      "E Salomão lhe edificou casa; Mas o Altíssimo não habita em templos feitos por mãos de homens, como diz o profeta: O céu é o meu trono, E a terra o estrado dos meus pés. Que casa me edificareis? diz o Senhor, Ou qual é o lugar do meu repouso? Porventura não fez a minha mão todas estas coisas? Homens de dura cerviz, e incircuncisos de coração e ouvido, vós sempre resistis ao Espírito Santo; assim vós sois como vossos pais" (Atos 7.47-51).
      .
      Por causa dessa verdade que Estevão falou aos religiosos que idolatravam o templo, foi morto apedrejado. Ele falou que alí se adorava ídolos? Não! ele falou uma verdade que muitos até hoje resistem e porque? Se saírem das quatro paredes não tem como pedir dizimos e ofertas dos ignorantes. Os templos hoje são como gaiolas para os fundadores de igrejas como diz o profeta Jeremias. Veja como essa verdade se cumpre nos dias atuais.

      Jeremias 5.27-31.
      27 Como uma gaiola está cheia de pássaros, assim as suas casas estão cheias de engano; por isso se engrandeceram, e enriqueceram;
      28 Engordam-se, estão nédios, e ultrapassam até os feitos dos malignos; não julgam a causa do órfão; todavia prosperam; nem julgam o direito dos necessitados.
      29 Porventura não castigaria eu por causa destas coisas? diz o SENHOR; não me vingaria eu de uma nação como esta?
      30 Coisa espantosa e horrenda se anda fazendo na terra.
      31 Os profetas profetizam falsamente, e os sacerdotes dominam pelas mãos deles, e o meu povo assim o deseja; mas que fareis ao fim disto?

      Excluir
    32. Este comentário foi removido pelo autor.

      Excluir
    33. Este comentário foi removido pelo autor.

      Excluir
    34. Este comentário foi removido pelo autor.

      Excluir
    35. Você pode ir a qualquer lugar onde as pessoas se reúnem para adorar a Deus. Seja numa casa, num templo ou mesmo em baixo de uma árvore. Só não pode e nem deve classificar essas casas ou lugares como casa de Deus. Se fizer isso, estarás resistindo ao Espírito Santo que já revelou não habitar nesses lugares. Insistir nisso é rebeldia.

      Excluir
  32. Este comentário foi removido pelo autor.

    ResponderExcluir
  33. A Paz do senhor irmãos!
    Tenho estudado um pouco sobre este assunto nesses últimos dias e tenho aprendido bastante com este blog; assim, eu gostaria de saber do irmão Marcelo onde está escrito na bíblia que não devemos oferecer sacrifício de animais pelo perdão dos pecados? que não devemos guardar sábado? que não devemos apedrejar os adúlteros? Ou seja, onde está escrito que não devemos seguir os cerimoniais religiosos judaicos?

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Este comentário foi removido pelo autor.

      Excluir
    2. Este comentário foi removido pelo autor.

      Excluir
    3. Este comentário foi removido pelo autor.

      Excluir
  34. AVISO.

    Qualquer comentário, cujo perfil de quem comenta não estiver disponivel, será excluído.

    ResponderExcluir

Os comentários serão avaliados e posteriormente publicados, desde que o usuário possua uma conta no Google e seu perfil seja acessivel.