Páginas

quinta-feira, 10 de dezembro de 2015

O dízimo de Abraão - Um Ato Profético


INTRODUÇÃO

Abrão aparece na bíblia como o primeiro homem a dar o dízimo. Isto aconteceu cerca de 400 anos antes da lei ser estabelecida, na qual o dízimo foi incorporado, tornando-se assim obrigatório a nação israelita obedecer este mandamento. Justamente por Abrão haver dado o dízimo antes da lei, muitos defensores dessa doutrina se valem desse fato para justificar a continuidade dessa lei em plena era da graça. Mas, será que devemos ser dizimistas olhando para o exemplo de Abrão? Qual foi o dízimo que Abrão deu a Melquisedeque e do que foi? A bíblia diz que Abrão deu o dízimo dos despojos de guerra (Hebreus 7 : 4). Mas alguns defendem que não. No post anterior, abordei sobre um ponto da lição da Escola Dominical (CPAD) que será ensinada no próximo domingo, dia 13 de dezembro de 2015, onde o comentário sobre o assunto diz que Abrão deu dízimos de seus “bens pessoais e não dos despojos de guerra, já que se recusou a recebê-los” (Gn 14.20). Na verdade, Abrão se recusou a ficar com o que sobrou depois que entregou a décima parte dos despojos à Melquisedeque, testemunhando que aquilo não lhe pertencia (Gênesis 14 : 22 , 23).

Nesse pequeno estudo tentarei explicar o motivo pelo qual Abrão, apesar de ser muito rico (Gênesis 13 : 2), não pagou dízimos de suas riquezas. Houve uma razão especial pelo qual ele deu o dizimo de tudo o que trouxe como despojo da guerra, e não daquilo que tinha. O dízimo de Abraão foi um ato profético relacionado aos gentios e a Israel. Afinal, Abrão deu o dizimo de algo que não lhe pertencia. Abordarei alguns pontos e você leitor tire suas conclusões. "As quais também falamos, não com palavras de sabedoria humana, mas com as que o Espírito Santo ensina, comparando as coisas espirituais com as espirituais."  (1Coríntios 2 : 13 ACF).

O CONTEXTO DOS FATOS

A história é narrada no capítulo 14 de Gênesis e, para uma melhor compreensão dos fatos, se faz necessário conhecer todo o capítulo e os acontecimentos que nele se desenrolam. O capítulo inicia falando de quatro reis ímpios que aterrorizavam aqueles povos cobrando abusivos impostos. Eles eram: Anrafel, rei de Sinar, Arioque, rei de Elasar, Quedorlaomer, rei de Elão, e Tidal, rei de Goim. Os povos de Sodoma, Gomorra, Admá, Zeboim e Zoar haviam sido explorados por estes reis por doze anos. Ao décimo terceiro ano os reis destas cidades decidiram resistir e não pagarem mais os impostos. Então, ao décimo quarto ano os quatro reis declararam guerra aos reis das cinco cidades, sendo estes derrotados. Eles agiram iguais aos profetas do tempo de Jeremias (Miquéias 3 : 5). Os quatro reis vitoriosos retornam aos seus países levando cativo o povo com todos os seus bens. No meio deles vai Ló, sobrinho de Abrão que habitava em uma das cidades derrotadas. Abrão tem conhecimento do ocorrido e então, treina 318 de seus empregados, nascidos em sua propriedade e empreende uma campanha para libertar Ló, que além de sobrinho era seu filho adotivo.

O exército que Abrão formou era insignificante perto do exército de quatro reinos, mas sua fé no Deus altíssimo foi o diferencial que lhe garantiu magnifica e histórica vitória. Abrão e seu pequeno exército matam os quatro reis e parte de seus exércitos pondo em fuga os demais. Vitorioso, Abrão retorna trazendo consigo a Ló, seu sobrinho e tudo o quanto lhe pertencia, bem como aos despojos que foram saqueados de Sodoma e as demais cidades que consistia em mantimentos, bens e pessoas. (Gênesis 14 : 16).

MELQUISEDEQUE ENTRA EM CENA COM UMA AÇÃO PROFÉTICA

A notícia da vitória de Abrão sobre os inimigos percorreu toda a região. No retorno da batalha, Abrão entra em território que estava sob o domínio de Melquisedeque. No vale de Savé que é o vale do rei vão ao encontro de Abrão dois reis, Bera de Sodoma e Melquisedeque de Salém. Melquisedeque além de rei da Salém era sacerdote do Deus altíssimo. Melquisedeque a encontrar-se com Abrão lhe dá Pão e vinho: “E Melquisedeque, rei de Salém, trouxe pão) e vinho; e era este sacerdote do Deus Altíssimo” (Gênesis 14 : 18 ACF). Moisés faz questão de enfatizar que ele era sacerdote do Deus altíssimo pelo motivo de em Canaã haver muitos sacerdotes que serviam a deuses estranhos. Como sacerdote do Deus altíssimo, Melquisedeque também tipificava a Cristo. E como uma representação de Cristo, Melquisedeque realiza uma ação profética ao dar a Abrão pão e vinho, símbolos do corpo e do sangue que o Senhor na plenitude dos tempos entregaria em favor do resgate dos homens (Lucas 22 : 19 , 20). Em seguida Melquisedeque abençoa a Abrão: “E abençoou-o, e disse: Bendito seja Abrão pelo Deus Altíssimo, o Possuidor dos céus e da terra; E bendito seja o Deus Altíssimo, que entregou os teus inimigos nas tuas mãos. E Abrão deu-lhe o dízimo de tudo” (Gênesis 14 : 19 , 20 ACF). Melquisedeque como figura do Senhor Jesus e um representante de Deus entre os homens, abençoa a Abrão e reconhece que a vitória de Abrão se deu mediante a intervenção divina, pois, pelos esforços meramente humanos, tal feito não seria possível.

Depois de ser abençoado, Abrão então dá o dizimo a Melquisedeque. Convém mais uma vez salientar que o dizimo dado por Abrão foi dos despojos que ele trouxe da guerra e não dos seus bens pessoais (Hebreus 7 : 4). Se Abrão reconheceu que Melquisedeque era um representante de Deus entre os homens, porque deu-lhe um dizimo de algo que não lhe pertencia? Para entendermos isso, é preciso saber o que era o despojo que Abrão trouxe. Em linhas gerais, despojo era um prêmio de guerra que tinha direito aquele que vencia uma batalha, derrotando seus inimigos. Ao derrotar matando o oponente, tudo o que dantes era do derrotado ficava em posse do vencedor. Mas, além de prêmio de guerra, o despojo na bíblia tem outros significados, como: a) lançar fora, desfazer (Êxodo 33 : 6 ; Colossenses 2 : 11 ; 3 : 8); b) roubar, saquear (2Crônicas 28 : 21 ; Isaías 42 : 22 ; Naum 2 : 2 ; Lucas 10 : 30); c) resgatar (Gênesis 14 : 16 : Colossenses 2 : 15). No capítulo 14 de Gênesis, o episódio envolve roubo e resgate. Roubo por parte dos quatro reis comandados por Querdolaomer, rei de Elão e resgate por parte de Abrão que os trouxe de volta. Volto a repetir que os despojos trazidos por Abrão era de bens materiais, mantimentos, gado e pessoas. Tudo o que foi roubado (saqueado) pelo bando de Quedorlaomer.

ABRAÃO, UM TIPO DA IGREJA

Se Melquisedeque era um tipo de Cristo, sem dúvida Abrão era um tipo da igreja, pois recebeu o pão e o vinho, símbolos do corpo e do sangue do Senhor que celebramos na ceia. O despojo que Abrão trouxe, era o resgate daquilo que os reis tiranos haviam saqueado. Ao encontrar-se com Melquisedeque e ser por ele abençoado, Abrão dá-lhe o dizimo desses despojos. Alguns até reconhecem que os despojos eram compostos por pessoas, mas defendem que o dizimo que Abrão deu a Melquisedeque foi somente dos bens materiais. Mas Moisés ao escrever a história teve o cuidado de dizer que foi de TUDO, isto é, tanto dos bens materiais, mantimentos, gado e pessoas, pois este foi o despojo que Abrão trouxe. “E tornou a trazer todos os seus bens, e tornou a trazer também a Ló, seu irmão, e os seus bens, e também as mulheres, e o povo” (Gênesis 14 : 16). Qual a lição que isso nos trás?

A AÇÃO PROFÉTICA DE ABRÃO

Sendo Abrão não somente o pai dos crentes, mas uma fiel representação da igreja, ele foi em busca de resgatar seu sobrinho Ló, mas sua ação ocasionou em trazer as demais pessoas com seus bens. Esse é o papel que Jesus entregou a igreja a ir ao mundo em busca das almas perdidas que foram saqueadas e aprisionadas pelas potestades malignas. A igreja como corpo de Cristo vive uma constante batalha contra as forças do mal (Efésios 6 : 10 – 12). Sua principal missão enquanto no mundo estiver é resgatar vidas para o Senhor Jesus. O próprio Jesus que o cabeça da igreja deu o exemplo disso, pois Ele entrou em guerra contra os principados e potestades para resgatar os que crêem em sua obra redentora. "O qual nos tirou da potestade das trevas, e nos transportou para o reino do Filho do seu amor;" (Colossenses 1 : 13 ACF). Triunfando sobre o maligno, Jesus nos trouxe como despojo para sí. "E, despojando os principados e potestades, os expôs publicamente e deles triunfou em si mesmo." (Colossenses 2 : 15 ACF). 

Não esquecendo que no contexto desta história, Quedorlaomer e seus aliados são uma representação dos principados e das potestades do mal, além da figura de Bera, rei de Sodoma que quando quis barganhar as almas com Abrão em troca de ouro e prata, demonstrou ser uma representação de Satanás e daqueles que estão a seu serviço que são os mercenários e falsos profetas, ."E o rei de Sodoma disse a Abrão: Dá-me a mim as pessoas, e os bens toma para ti."  (Gênesis 14 : 21). Pedro fala sobre eles agindo na igreja: "E por avareza farão de vós negócio com palavras fingidas; sobre os quais já de largo tempo não será tardia a sentença, e a sua perdição não dormita."  (2Pedro 2 : 3).

ABRAÃO, O PAI DOS HEBREUS E DOS  GENTIOS

Abrão também é o pai dos hebreus, povo o qual Deus estabeleceu um concerto no Sinai dando-lhes a lei para segui-la. Ao dar a Melquisedeque o dizimo de tudo, vemos nesse ato uma ação profética relacionada tanto a judeus como a gentios.

Sendo parte do despojo mantimento, dele Abrão deu o dizimo representando Levi que ainda não havia nascido. Pela instauração da lei muito tempo depois, o dizimo deveria ser dado a Levi em forma de mantimento (Malaquias 3 : 10). A nação de Israel era formada de doze tribos, sendo que pela lei, todas elas tinham de dar o dízimo que era do Senhor (Levítico 27 : 30). Mas a tribo de Levi foi separada para o sacerdócio e a essa tribo foi ordenada as demais onze tribos entregarem o dízimo que era do Senhor. "Porque os dízimos dos filhos de Israel, que oferecerem ao SENHOR em oferta alçada, tenho dado por herança aos levitas; porquanto eu lhes disse: No meio dos filhos de Israel nenhuma herança terão."  (Números 18 : 24 ACF). Como Levi ao receber os dízimos não tinha alguém maior que ele para também os entregar, Abrão os entregou antecipadamente numa ação profética a Melquisedeque, sacerdote do Deus Altíssimo. Não é assim que diz as escrituras? “E, por assim dizer, por meio de Abraão, até Levi, que recebe dízimos, pagou dízimos. Porque ainda ele estava nos lombos de seu pai quando Melquisedeque lhe saiu ao encontro” (Hebreus 7 : 9 , 10 ACF).

E quanto a nós gentios? De nós gentios Deus não cobra dízimos e não autorizou ninguém a cobrá-los! Mas as almas (pessoas) que faziam parte dos despojos que Abrão deu a Melquisedeque era um ato profético da ação da igreja resgatando almas para entrega-las ao Senhor Jesus, nosso sumo-sacerdote segundo a ordem de Melquisedeque. Afinal, todas as almas pertencem ao Senhor. "Eis que todas as almas são minhas; como o é a alma do pai, assim também a alma do filho é minha: a alma que pecar, essa morrerá."  (Ezequiel 18 : 4 ACF).

Essa é a razão pela qual Abrão não deu dízimos de seus bens pessoais, mas de despojos de algo que não lhe pertencia e Melquisedeque como representante de Cristo os aceitou. Quando Abrão entregou o restante para Bera, rei de Sodoma testemunhou com esse ato que nada lhe pertencia. Isso também é uma alusão de que nem todos aqueles que são chamados irão ser salvos. Isaías profetizou disso quando falou do sofrimento do Messias pelas almas humanas. “Ele verá o fruto do trabalho da sua alma, e ficará satisfeito; com o seu conhecimento o meu servo, o justo, justificará a muitos; porque as iniqüidades deles levará sobre si.  Por isso lhe darei a parte de muitos, e com os poderosos repartirá ele o despojo; porquanto derramou a sua alma na morte, e foi contado com os transgressores; mas ele levou sobre si o pecado de muitos, e intercedeu pelos transgressores” (Isaías 53 : 11 , 12 ACF). Vejam que Isaías profetizou que Ele (Jesus) levaria sobre sí o pecado de MUITOS e não de TODOS.

CONCLUSÃO

Assim, concluo que o dizimo que Abrão deu a Melquisedeque foi único e singular. Não houve repetição deste ato e nem jamais haverá. Nem mesmo na lei, pois nela o dízimo era resultado do trabalho do povo hebreu que cada ano era recolhido e entregue aos levitas em forma de mantimento. E o dizimo dado a Levi na lei, expirou junto com o sacerdócio levítico e a destruição do templo. O dizimo que Abraão deu não nos serve de exemplo, como muitos defendem, porém, nos mostra uma grande lição teológica de como Deus trabalha, sendo conhecedor do passado, do presente e do futuro.

Muitos têm dificuldades em entender a doutrina do dízimo por associarem-no a finanças e dinheiro. Mas dizimo nunca foi dinheiro!

Igreja do Senhor, que dar o dizimo a Jesus? Ganhe e resgate almas para o seu reino, pois essa é a lição que o dízimo de Abraão nos dá!

Em Cristo,

Reginaldo Barbosa
Santa Bárbara do Pará.

142 comentários:

  1. 1Cronicas 26.27: "Dos despojos das guerras dedicaram ofertas para repararem a casa do SENHOR".

    Acho que fui bastante claro sobre o que era despojo e qual foi o despojo que Abrão trouxe da guerra, do qual deu o dizimo a Melquisedeque. O texto por você mencionado está num tempo muito distante de Abrão. Nesse tempo já havia o templo e o dízimo era obrigatório em lei, sendo ele MANTIMENTO.

    Abraços.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Onde foi consagrado o dízimo recebido por Melquisedeque ?

      Excluir
    2. Consagrado o que? Onde?

      Não entendi!

      Excluir
    3. Melquisedeque fez o que com os 10% dos despojos ?

      Excluir
    4. AS bíblia não diz. Mas, segundo Flávio Josefo, renomado historiador judeu, Melquisedeque como era justo levou Abrão e todos os 318 soldados para seu palácio e os alimentou antes de seguirem jornada para Canaã. Vai ver ele usou parte desse mantimento que compunha o dízimo para os alimentar.

      Ressalto que isso é uma suposição da minha parte,pois nada há registrado.

      Excluir
    5. incluem no dizimo dos despojos ouro ,prata , dinheiro , armas etc...

      Excluir
    6. Exatamente. No caso em questão, os despojos eram tudo o que pertenciam aos habitantes de Sodoma, Gomorra, Admá, Zeboim e Zoar. Dessas cinco cidades, Quadorlaomer e seu bando levou tudo o que eles tinham e as pessoas como prisioneiros. Abrão resgatou esse despjo e dele deu 10% a Melquisedeque. O restante deu-os a Bera rei de Sodoma e não ficou com nada.

      Como você pode ver, o dizimo de Abrão foi único e não é um exemplo para voce ser dizimista.

      Excluir
    7. Em Hb 7:8 verbo presete basta nao é necessario outro

      Excluir
    8. Vamos a um pouquinho de hermenêutica.

      A carta aos hebreus foi escrita aos judeus que haviam aceitado a nova fé - a fé cristã. O escritor precisou fazer um comparativo de como era a antiga aliança com seus ritos com a nova aliança que não precisa nada do que eles faziam no passado. Vamos ao texto por você mencionado:

      Hebreus 7:8 "E aqui certamente tomam dízimos homens que morrem; ali, porém, aquele de quem se testifica que vive".

      Vamos a interpretação:

      "E aqui certamente tomam dízimos homens que morrem;" Certamente que o verbo está no presente, mas de quem o escritor está falando? Dos Levitas que pela lei foram ordenados receber dízimos. Vale salientar que quando a carta aos hebreus foi escrita o templo ainda não havia sido destruído e por isso, o ministério Levítico ainda vigorava.

      "ali, porém, aquele de quem se testifica que vive". De quem o escritor está falando? De Melquisedeque que recebeu o dizimo de Abrão, que inclusive pagou por Levi e também por mim.

      Excluir
    9. Ou você pensa que Hebreus 7:8 se refere aos atuais pastores?

      Excluir
    10. Ola reginaldo!
      Porque Jacó fez um voto com Deus do Dízimo???

      Excluir
    11. Boa noite reginaldo barbosa ! a paz do eterno,desculpe eu discordar da sua pessoa,mas não tem como aceitar a sua conclusão que o dízimo não é permitido na nova aliança não encontrei mensagem alguma com essa proibição.no ministério que participo não há proibição do dízimo.li também o seu artigo sobre o voto do dízimo de jacó, não entendi da onde tirou essa conclusão de como jacó deu o dízimo como presente a seu irmão.já li as escrituras muitas vezes e não achei alguma mensagem do dizimo ser dado como presente a alguém e nem vi a proibição dele no novo testamento.acho que isso é sua interpretação pessoal.

      Excluir
  2. Se refere que esse dízimo foi entregue por um gentio a um sacerdocio indestrutivel Hb7;16-17

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Exatamente. Tá começando a entender. O dizimo FOI entregue. Abrão o entregou pelos gentios (a igreja) e também por Levi que nem nascido era, mas na lei deveria receber dízimos. E como Levi ao receber não tinha outro maior que ele para dar o dizimo, Abrão o pagou antes, isentando-o dessa responsabilidade. Da mesma forma ele o fez por nós gentios, pois sendo nosso pai na fé, nos justificou neste ato, antes de havermos sido formados."Ora, tendo a Escritura previsto que Deus havia de justificar pela fé os gentios, anunciou primeiro o evangelho a Abraão, dizendo: Todas as nações serão benditas em ti." (Gálatas 3 : 8).

      Isto quer dizer que não necessitamos mais entregar dízimos, pois Abrão o fez em nosso lugar.

      Abraços.

      Excluir
    2. Dízimo é contribuiçao e pertence a Deus , esse meio de sustento quem ministra na igreja tem direito

      Excluir
    3. Dízimo nunca foi contribuição. Melquisedeque era rei e não precisava de dízimos de despojos de homens ímpios. Como citei, aquilo foi um ato profético com seus respectivos significados.

      Na lei quando o dizimo foi instituído, Deus o fez como principio de justiça. O dizimo deveria ser tirado da produção das terras de Israel e do rebanho alí criado. A finalidade única era sustentar os levitas e também os necessitados como órfãos, viúvas e estrangeiros. Por não ser dinheiro, o dízimo não servia para custos de despesas com templos ou sacerdotes. A manutenção do templo se dava mediante uma oferta estabelecida em lei que cada ano todo hebreu, fosse pobre ou rico deveria levar. Vide o caso da viúva que deu todo o seu sustento. Ela, por ser viúva estava isenta de dizimar, mas, por depender dos sacrifícios em favor de seus pecados que eram realizados no altar do templo, precisou levar todo o dinheiro que tinha como a lei ordenava.

      Hoje, o templo não mais existe e muito menos o sacerdócio levítico que faziam os sacrifícios, pois mudou-se o sacerdócio e com ele a lei (Hebreus 7:12).

      Excluir
    4. engano 1-Nao existe sustento sem contribuição

      Excluir
    5. engano 2- a casa de Deus continua1tm3;15 , ef1;23

      Excluir
    6. engano 3- o dízimo não era suficiente aos pobres mt6;3, at10;31 , 24;17 , rm12;8

      Excluir
    7. Se assim fosse não existiria esmolas !!!

      Excluir
    8. engano 3- o dízimo não era suficiente aos pobres mt6;3, at10;31 , 24;17 , rm12;8

      Excluir
    9. É lógico que a Casa de Deus continua. E muito melhor da que foi feita por Salomão, pois a Casa de Deus hoje é aquela que ele mesmo fez com suas mãos. Eu, você e todos aqueles que aceitam o sacrifício vicário de Cristo.

      "Mas Cristo, como Filho, sobre a sua própria casa; a qual casa somos nós, se tão somente conservarmos firme a confiança e a glória da esperança até ao fim." (Hebreus 3 : 6)

      "O Deus que fez o mundo e tudo que nele há, sendo Senhor do céu e da terra, não habita em templos feitos por mãos de homens;" (Atos 17 : 24)

      "Não sabeis vós que sois o templo de Deus e que o Espírito de Deus habita em vós?" (I Coríntios 3 : 16)

      Mas pode ter certeza que a sua contribuição ou seu "dizimo" como preferir, nunca foi para a verdadeira casa de Deus.

      Excluir
    10. esmolas e caridade ja era praticado além do dizimo

      Excluir
    11. E nenhuma dessas praticas foram abolidas !!!

      Excluir
    12. Não misture as coisas Marcelo. Não sei se você entende, ou se faz de desentendido. Vou repetir o que coloquei no final dessa postagem:

      "Muitos têm dificuldades em entender a doutrina do dízimo por associarem-no a finanças e dinheiro. Mas dizimo nunca foi dinheiro!"

      Esmola é esmola e sempre será esmola. Caridade é uma ação de quem ama e pode ser realizada com bens ou até mesmo com atitudes. Mas dizimo NUNCA FOI DINHEIRO.

      Excluir
    13. 1cor9;11-12 , Paulo era solteiro e ele jamais ensinou alguem abrir mão desse direito

      Excluir
    14. bens materiais incluem dinheiro

      Excluir
    15. http://crentefeliz.blogspot.com.br/2015/10/digno-e-obreiro-de-seu-salario-mas-qual.html

      Excluir
    16. 1cor9;11-12 , Paulo era solteiro e ele jamais ensinou alguem abrir mão desse direito

      Excluir
    17. Sintetizando. Os sacerdotes comiam das OFERTAS (não dizimo) que se punha no altar. Paulo não faz a menor alusão a dizimo em seu ensino, mas às ofertas.

      Mas uma vez repito. Não misture as coisas.

      "Muitos têm dificuldades em entender a doutrina do dízimo por associarem-no a finanças e dinheiro. Mas dizimo nunca foi dinheiro!"

      Excluir
    18. dízio de tudo é tudo bens e valores quantidade proporcional

      Excluir
    19. O de hoje que foi criado pelos pastores é sim. é de tudo mesmo. De sua casa, do seu carro, dos seus bens e principalmente do seu suado dinheiro que você rala pra ganhar com o suor do seu rosto.

      Mas o dizimo estabelecido por Deus na Bíblia NUNCA FOI DINHEIRO.

      Excluir
    20. ENTÃO NÃO ENTREGUE O DÍZIMO !!! SIGA O EXEMPLO DO LEVITA DE CHIPRE. José, um levita de Chipre a quem os apóstolos deram o nome de Barnabé, que significa encorajador, vendeu um campo que possuía, trouxe o dinheiro e o colocou aos pés dos apóstolos.(Atos 4:36,37)

      Excluir
    21. Mas onde está escrito que José deu dizimo?

      Ele vendeu uma propriedade e entregou o dinheiro aos apóstolos, pois sabia da transparência dos mesmos na administração dos recursos dos irmãos. Ele sabia também que aquele dinheiro serviria para matar a fome de muitos necessitados.

      Mas tenho certeza que ele não faria o mesmo se conhecesse as igrejas de hoje com seus administradores.

      Excluir
    22. Onde eu disse que José deu o dízimo ? Nem precisava estar registrado porque ele deu muito mais que o dízimo só não vê quem não quer!!! Outro exemplo é o de Jacó e que muitos ainda não entendem e com o pensamento pequeno acham que Jacó não entregou o dízimo !!! Engano !!! Jacó disse: "De TUDO que me concederes certamente te darei o dízimo" (Gn28:22) Jacó cumpriu o voto que Deus seria o seu Deus e que ele daria o dízimo por 3 razões a primeira porque ele prometeu , a segunda porque ele deu certeza que daria "certamente te darei o dízimo"(Gn28:21-22) (Ex3:6) E a terceira porque Deus não se esqueceu do voto que Jacó fez e Deus respondeu ao seu voto.(Gn31:5) (Gn35:5) (Gn35:2-3) Jacó disse: "De TUDO que me concederes certamente te darei o dízimo" (Gn28:22) O que era o Fruto do trabalho de Jacó(Gn31:42) Dinheiro (Gn33:18:19) Bens (Gn31:17-18) gerou Riqueza (Gn30:43)

      Excluir
    23. Não foi somente José, muitos outros também deram mais que 10%, inclusive Ananias e Safira que deram parte do que haviam prometido. Mas as doações que aconteceram no inicio da igreja nada tinha a ver com dizimo, pois os irmãos doavam o que tinham sem constrangimento e não por força de uma lei. E como eu bem frisei, tanto José, como os demais irmãos contribuíam pois viam a integridade e idoneidade dos apóstolos na administração daqueles bens. Os apóstolos não se aproveitavam da bondade dos irmãos, mas repartiam as contribuições com os que tinham necessidade. Isso foi notório que a atitude deles agradou a Deus que fez com que a igreja caísse na graça do povo, onde todos os dias eram acrescidos novos membros a igreja.

      Mas repito: Tenho certeza que nem José ou algum outro irmão, nem mesmo Ananias e Safira seriam loucos de venderem suas propriedades e entregarem nas mãos dos lobos que hoje falsamente se dizem ser apóstolos, bispos, pastores, etc.

      Agora, quanto a Jacó, você citou algo interessante. Jacó barganhou com Deus e prometeu dar o dizimo de tudo. E Jacó cumpriu o que prometeu. E o mais interessante é que você vai mais além, dizendo que Jacó deu dinheiro como dizimo. Onde você achou isso? A bíblia mostra Jacó dando o seu dízimo, mas não fala em dinheiro.

      Vou escrever um artigo sobre isso, intitulado O DIZIMO DE JACÓ. Mas por enquanto não vou revelar. Se ficou curioso, vai lá, estuda a bíblia e achará que Jacó deu sim o dizimo de TUDO, conforme prometeu.

      Excluir
    24. Onde eu disse que Jacó deu dízimo como dinheiro ? Tenha sinceridade !!! Apenas eu disse "O que era o Fruto do trabalho de Jacó(Gn31:42) Dinheiro (Gn33:18:19) Bens (Gn31:17-18) gerou Riqueza" (Gn30:43) Há uma diferença muito grande do que eu afirmo e as suas acusações levianas , seja sincero nas suas palavras , vc erra colocando palavras que eu não disse!!! E declara coisas coisas como verdade absoluta e que não está escrito , Felizmente não sou eu e não sei fazer isso(Dt29:29)

      Excluir
    25. Porque ninguém pode pôr outro fundamento além do que já está posto, o qual é Jesus Cristo. E, se alguém sobre este fundamento formar um edifício de ouro, prata, pedras preciosas, madeira, feno, palha, A obra de cada um se manifestará; na verdade o dia a declarará, porque pelo fogo será descoberta; e o fogo provará qual seja a obra de cada um. Se a obra que alguém edificou nessa parte permanecer, esse receberá galardão.(1 Cor3:11-14) Portanto, quer comais quer bebais, ou façais outra qualquer coisa, fazei tudo para glória de Deus.Portai-vos de modo que não deis escândalo nem aos judeus, nem aos gregos, nem à igreja de Deus.(1 Cor 10:31,32)

      Excluir
    26. "De TUDO que me concederes certamente te darei o dízimo" (Gn28:22) O que era o Fruto do trabalho de Jacó(Gn31:42) Dinheiro (Gn33:18:19) Bens (Gn31:17-18) gerou Riqueza (Gn30:43)". Não foi o que disse?

      O dinheiro poderia ser fruto do trabalho de Jacó, como por exemplo, resultado da venda de parte de seu rebanho que conquistou quando trabalhou com Labão, o que é mais provável, pois a referencia citada por você está muito longe do que aconteceu com Jacó na casa de Labão, quando Deus o abençoou.

      Então, sou eu que sou leviano?

      Abraços.

      Excluir
    27. E quanto ao dizimo que Jacó deu está escrito sim. Procure na bíblia, pois está tudo lá.

      Excluir
    28. O seu problema é que quando a bíblia cita vários versículos sobre o dízimo de TUDO vc sempre questiona e diz que esse TUDO era só alimentos o que não é verdade , quero resaltar que a amplitude do dízimo de TUDO pode significar muitas coisas como já disse proporção justa 10% algo de valor , bens etc... etc... Porque ninguém pode pôr outro fundamento além do que já está posto, o qual é Jesus Cristo. E, se alguém sobre este fundamento formar um edifício de ouro, prata, pedras preciosas, madeira, feno, palha, A obra de cada um se manifestará; na verdade o dia a declarará, porque pelo fogo será descoberta; e o fogo provará qual seja a obra de cada um. Se a obra que alguém edificou nessa parte permanecer, esse receberá galardão.(1 Cor3:11-14) Portanto, quer comais quer bebais, ou façais outra qualquer coisa, fazei tudo para glória de Deus.Portai-vos de modo que não deis escândalo nem aos judeus, nem aos gregos, nem à igreja de Deus.(1 Cor 10:31,32)

      Excluir
    29. E você precisa entender que que Abrão e Jacó deram um dizimo de TUDO, não foi porque Deus os cobrou deles. Eles foram voluntários em o fazer. No caso de Jacó foi por pura barganha e falta de fé. Mas quando o dizimo foi estabelecido conforme a vontade de Deus, este não foi de tudo, mas de mantimentos e produtos da terra de Israel exclusivamente. O dizimo estabelecido como mandamento na lei visava o atendimento do levita, da viúva do órfão e do estrangeiro, ou seja, Deus estabeleceu o dizimo como produto da terra como uma causa justa. O que não acontece com o dinheiro que você dá enganado pensando ser dizimo.

      Mas você está correto quando diz:"Porque ninguém pode pôr outro fundamento além do que já está posto, o qual é Jesus Cristo". Embora, haja esse aconselhamento nas escrituras, contudo a igreja católica foi contra e mudo o que Deus havia estabelecido. O dizimo que era alimento ela transformou em dinheiro e as suas filhas adotaram esse costume até hoje.

      Mas a hora dela está vindo e de todos aqueles que seguem seus ensinos:

      Apocalipse 17.1,2:
      "1 E VEIO um dos sete anjos que tinham as sete taças, e falou comigo, dizendo-me: Vem, mostrar-te-ei a condenação da grande prostituta que está assentada sobre muitas águas;
      2 Com a qual se prostituíram os reis da terra; e os que habitam na terra se embebedaram com o vinho da sua prostituição".

      Apocalipse 19.2,3:
      "2 Porque verdadeiros e justos são os seus juízos, pois julgou a grande prostituta, que havia corrompido a terra com a sua prostituição, e das mãos dela vingou o sangue dos seus servos.
      3 E outra vez disseram: Aleluia! E a fumaça dela sobe para todo o sempre".

      Excluir
  3. Este comentário foi removido pelo autor.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Aí está Marcelo o estudo sobre o dizimo de Jacó. Leia com bastante cuidado analisando, se possível as referências.

      http://crentefeliz.blogspot.com.br/2015/12/o-dizimo-de-jaco-para-quem-ele-entregou.html

      Fico no aguardo das refutações.

      Excluir
    2. AS NECESSIDADES SÃO EM EM ESCALA MUNDIAL.

      Excluir
  4. Melquisedeque era a preexistência de Jesus Cristo

    http://portugues.ucg.org/estudos/quem-e-deus/um-misterio-solucionado-a-identidade-de-melquisedeque

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Não acredito na teologia que Melquisedeque era Deus encarnado "Teofania" , e também não acredito que era Jesus Cristo encarnado "Cristofania" , Acredito que o Sacerdócio da ordem de Melquisedeque é uma ordem de Sacerdócio eterna e indestrutível(Hb7:16-17) e Melquisedeque um homem de fé maior que Abraão(Hb7:7) e recebeu o dízimo de Abraão(Hb7:8)(Hb7:1) No primeiro caso, quem recebe o dízimo são homens mortais;que morrem(QUEM PERTENCE AO Sacerdócio de Arão Levítico MINISTROS LEVITAS) no outro caso é aquele de quem se declara que vive.(Hb7:8) nesse caso quem recebe o dízimo é : (QUEM PERTENCE AO Sacerdócio da ordem de "Melquisedeque" JESUS CRISTO) Note que são 2 ordens de Sacerdócios diferentes e a Ordem de Sacerdócio de Melquisedeque é superior (Hb7:17) E nesse caso não há suspensão ou abolição do dízimo dessa ordem de sacerdócio como alguns "abolicionistas do dízimo" querem fazer. Porque toda ordem de Sacerdócio "Levítica ou de Melquisedeque" designada por Deus na bíblia existe o dízimo. Melquisedeque não era Hebreu nem da terra de Ur dos Caldeus(Hb7:6) A cidade de Jerusalém(Salém) se encontra praticamente na região central do antigo Canaã, nas montanhas com uma altitude de 800 metros. A terra de Canaã, se encontrava a cidade de Jerusalém, onde habitavam os Jebuseus. Que somente mais tarde Davi com uma estratégia de guerra conquista Jerusalém, tornando-a capital, política e religiosa com a construção do Templo de Jerusalém. Conclusão: Abraão depois que foi chamado por Deus obedecia o Torá oral , o Torá oral originalmente foram transmitidos de maneira oral de geração a geração (Gn26:5) (Gn12:1) Assim como Melquisedeque também obedecia o Torá oral se não fosse assim o próprio Melquisedeque não seria Sacerdote do Deus altíssimo.(Hb7:1) (Hb7:6) ou seja alguém abaixo de Deus subordinado a ele Deus.

      Excluir
    2. Olá Marcelo,

      Eu não falei em momento algum que Melquisedeque fosse a encarnação de Deus ou de Cristo. Falei sobre TIPOLOGIA. Sabes o que é isso?

      Agora, se Jesus na ordem de Melquisedeque recebe dizimos, por quem é que os recebe se em momento algum Ele falou sobre isso ou autorizou alguém a recebê-lo em seu Nome como os levitas o eram no pacto que foi superado?

      Será que Ele autorizou Edir Macedo, RR Soares, Silas Malafafia, Agenor Duque para isso? Se foi quero a cópia da autorização reconhecida em cartório.

      Excluir
    3. Reginaldo Ramos , ler com atenção e se vc notar a minha resposta foi bem legível para o Anônimo e a postagem que fiz foi uma refutação referente a esse link que ele postou http://portugues.ucg.org/estudos/quem-e-deus/um-misterio-solucionado-a-identidade-de-melquisedeque Não fiz menção ao assunto dízimo , Melquisedeque , Edir Macedo, RR Soares, Silas Malafafia, Agenor Duque me referindo a vc ou a sua pessoa. Porque já sei muito bem que vc pensa sobre isso. Mas tenho o direito de ter o meu ponto de vista com outras pessoas ou a maioria das pessoas com o assunto dízimo. A liberdade de expressão com outras pessoas não é crime.

      Excluir
  5. Este comentário foi removido pelo autor.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Este comentário foi removido pelo autor.

      Excluir
    2. Parte 1) Anônimo , O QUE CONTÉM O DÍZIMO "DE" TUDO DOS DESPOJOS ? armas de guerra , bens , carros , cavalos , carruagens , jumentos , dinheiro , objetos preciosos , riquezas , jóias , equipamentos , objeto , utensílio , terras , servos , cidade , ouro , prata , bronze , (1Cr26:27) (Js6:19) (Js22:8) (Jz8:24-26) (Jz5:29) (Jz9:45) (Hb7:4) Porventura não tomas posse daquilo que o teu deus Camos te concede? Ora, do mesmo modo tomaremos posse "de" tudo o que o nosso Deus, nos deu.(Jz11:24) A bênção do SENHOR produz riqueza e não provoca sofrimento algum.(Pv10:22)
      O QUE CONTÉM O DÍZIMO "DE" TUDO ? "Tudo" significado É a maior quantidade possível "de coisas" o que é importante, essencial; o que "de" fato conta. "Quanto" pode ser quantidade "de": dinheiro "Quanto" pode ser o valor "de": dinheiro "Possuo ou tenho" o valor "de": dinheiro , produtos da lavoura , fruto das árvores , todo o rebanho , vinho , azeite , mel , ouro , prata , bronze , objeto , utencílio , ou "de"bens(Lc18:12) (Lv27:30)
      O QUE CONTÉM O DÍZIMO "DE" TUDO "DAS" COISAS CONSAGRADAS AO SENHOR ? Os filhos de Israel e de Judá que habitavam nas cidades de Judá também trouxeram o dízimo "de" bois e "de" ovelhas, "e o dízimo "das" coisas dedicadas que foram consagradas ao Senhor seu Deus," e depositaram-nos em montões.(2Cr31:6) Todavia, nenhuma "coisa consagrada ao Senhor por alguém, daquilo que possui," seja homem, ou animal, ou campo da sua possessão, será vendida nem será remida; toda coisa consagrada será santíssima ao Senhor. (Lv27:28)
      O QUE CONTÉM O DÍZIMO (DÉCIMA PARTE) DA CIDADE QUE DESABOU NESSE TERREMOTO ? Naquele momento, houve um grande terremoto e desabou a décima parte "da" cidade. Sete mil pessoas morreram nesse terremoto, e os sobreviventes ficaram aterrorizados e expressaram glória ao Deus dos céus. (Ap11:13) Exemplo: Ora , 10% "da" cidade desabou e 7000 pessoas morreram , 90% da cidade não desabou e restaram 63.000 sobreviventes que ficaram aterrorizados em um total de 70.000 pessoas que moravam ou estavam na cidade. Consequentemente 10% das pessoas morreram.
      A preposição "de" , "das" é um desses conectivos e se presta a ligar palavras entre si num processo de subordinação denominado regência.
      1) relaciona palavras por subordinação e expressa os sentidos:
      2) ligando dois substantivos (ou equivalentes), diretamente ou com auxílio de verbos de ligação, adquire os sentidos: Exemplo: O dízimo "de" dinheiro ou "em" dinheiro não é pecado. O dízimo "de" tudo não é pecado. O dízimo "das" coisas consagradas ao Senhor também não é pecado. Observe que o dízimo de "TUDO" não é só alimento e não é só mantimento , concordo que o dízimo não é e nunca foi dinheiro porque o dízimo é "uma medida de cálculo" mas o dízimo é e pode ser "de" dinheiro ou pode ser "em" dinheiro e não é pecado.

      Excluir
    3. Parte 2 final) Anônimo , Paulo abriu mão do seu direito de ser sustentado pela igreja de livre e espontânea vontade porque alguns não reconheciam Paulo como apóstolo e ele não queria causar nenhum tipo de impedimento ao evangelho(1Co9:2-3) (1Co9:12) (1Co9:18) (1Co10:29) (At9:15) (2Tm1:11) Mas veja que ele depois precisou recebeu auxílio de igrejas ,(Fp4:18) sem contar com as viagens de navio e outras viagens em favor do evangelho.(At13:4) Paulo e Barnabé eram solteiros (1Co9:5) e eles também nunca ensinaram nenhum Ministro casado e com família constituída a abrir mão do seu direito de serem sustentados pela igreja.(At13:2) Não sabeis vós que os que prestam serviços sagrados se alimentam com o que pertence ao templo, e que os que servem diante do altar participam do que é oferecido no altar? Assim, o Senhor também ordenou aos que proclamam o evangelho, que igualmente vivam do evangelho.(1Co9:13-14) Note que Paulo faz uma analogia dos que administravam no templo se alimentavam do que pertencia ao templo(Note que os Levitas recebiam dízimos que pertencia ao templo Ne10:38-39 Ne13:10-11) e dos que serviam diante do altar(Os Sacerdotes Levitas participam do que é oferecido no altar.) Se "outros" têm o direito de ser sustentados por vós,(povo de Deus no templo) não o temos nós(Ministros do Evangelho) em maior medida? Quem são os "outros" que Paulo declara aqui ? Seguramente são os Sacerdotes e os Levitas pois eles ministravam e eram sustentados pelo (povo de Deus no templo) E qual é a "medida" que Paulo diz ? Seguramente a "medida" é o dízimo , pois tanto os levitas recebia a medida do dízimo e os Sacerdotes também recebiam a sua medida de sustento e o dízimo dos dízimos.(Lv27:32) (Nm18:26) (Nm10:38) O Ministro que vive do evangelho tem que ter direito ao sustento , tem que ter medida de sustento e receber a parte que lhe é devida(1Co9:9-10) e pode receber bens materiais(1Co9:11) Perceba que Paulo já era discípulo(cristão) quando citou a Lei(1Co9:9-10) (At18:9) (Rm1:1) E ele enfatiza que é o próprio Deus é quem se preocupa com o sustento dos Ministros do evangelho.(Tt1:7) (1Co4:2) Quando Silas e Timóteo desceram da Macedônia, "Paulo dedicou- se inteiramente à palavra," testificando aos judeus que Jesus era o Cristo. (At18:5) (At20:21) Paulo é chamado apóstolos dos gentios porque levou a mensagem de Cristo sobretudo às populações fora de Israel, aos pagãos, aos gregos e romanos, a não-judeus. Abraço !

      Excluir
  6. quando paulo fala a respeito de melquisedeque ele não tem informação da genealogia de melquisedeque nem era sabido o seu dia de nascimento nem quando morreu nem seus pais, por isso o sacerdoçio de jesus é comparado ao de melquisedeque isto é para sempre, se pregam que melquisedeque era um anjo ou Deus ta errado pq ele era um homem e morreu, só que paulo não tinha informação sobre a sua genealogia nem começo nem final de sua vida por isso é comparado os dois tipos de sacerdotes, pq assim também nosso Senhor Jesus CRISTO permanece sacerdote para sempre,quem guarda qualquer pratica da LEI assim como os Adventistas guardam o sabado essas pessoas estão negando a cristo e novamente o crucificando, pq Jesus viveu debaixo da LEI para resgatar aqueles que estavam debaixo da lei, alei acabou com o sacrificio de jesus, pq ta escrito que aquele que for pendurado em uma cruz esse seja amaldiçoado,, jesus levou sobre si toda a maldição que era imposta pela lei, jeus aboliu a lei juntamente com os seus mandamentos e ordenançias, o dizimo era uma ordenança,quem paga dizimo ta negando a cristo, pq Deus se alegra com aquele que da de coração, dizimo era obrigação.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. jonaildo , A) Sabemos que as leis cerimoniais e os sacrifícios foram abolidos (Ef2:15) (Cl2:14) (Hb7:18-19) (Gl5:3-4) Os mandamentos morais e os vários preceitos de Deus do A.T foram adotados e mantidos no N.T. e estão em vigor. O dízimo (décima parte) pertence a Deus é uma mensagem profética e um preceito oral e moral (Gn26:5) (Gn14:18-20) (Hb7:8) (Ml3:8-10) (2Pe2:17) (Ap11:13) Abraão depois que foi chamado por Deus obedecia o Torá oral , o Torá oral originalmente foram transmitidos de maneira oral de geração a geração (Gn26:5) (Gn12:1) Assim como Melquisedeque também obedecia o Torá oral se não fosse assim o próprio Melquisedeque não seria Sacerdote do Deus altíssimo.(Hb7:1) (Hb7:6)
      O mandamento do sábado não consta no N.T. como mandamento(Mc2:27) (Jo5:18) (Rm14:5-6) (Cl2:16) A justiça , misericórdia , fé e o dízimo são preceitos de Deus confirmados no Ministério de Jesus.(Lc3:23) (Lc11:42) (Lc18:12) Assim como a prática da caridade também é um preceito de Deus confirmado no ministério de Jesus(Mt6:3-4) (Tg2:15-17) (Dt10:18) O evangelho de Mateus Provavelmente foi escrito depois da morte de Jesus (31 d.C.) entre os anos 50-65 d.C. Portanto dentro da nova aliança. A pratica da caridade e ajuda ao próximo entre os "santos" e a quem necessitasse era normal nessa época 41 d.C. até porque no MUNDO TODO houve 13 anos de grande fome em escala mundial(At11:28-30) O imperador Cláudio governou de 24 de janeiro de 41 d.C. até a sua morte em 54 d.C , por isso no livro de Atos é dado tanta ênfase nessa época aos necessitados. Os pobres E NECESSITADOS após o pecado de Adão e Eva sempre existiram nesse mundo (Dt 15:11) (Mt56:11) (1Jo3:17) E ainda que distribuísse toda a minha fortuna para sustento dos pobres, e ainda que entregasse o meu corpo para ser queimado, e não tivesse amor, nada disso me aproveitaria.(1 Cor13:3)
      Vc obedece o está Escrito do A.T. que também consta no N.T. ? (At23:5) (Rm1:17) (Rm2:24) (Rm3:4) (Rm3:10) (Rm4:17) (1Co9:9-10) (2Co8:15) (1Tm5:18-19) (1Pe1:16) “Porque eu, o Senhor, não mudo” (Ml3:6) (Tg1:17) Um mesmo estatuto haja para vós, ó congregação, e para o estrangeiro que entre vós peregrina, por estatuto perpétuo nas vossas gerações; como vós, assim será o peregrino perante o Senhor. Uma mesma lei e um mesmo direito haverá para vós e para o estrangeiro que peregrina convosco.(Nm 15:15-16) “Saberás, pois, que o SENHOR, teu Deus, é Deus, o Deus fiel, que guarda a aliança e a misericórdia até mil (1000) gerações aos que o amam e cumprem os seus mandamentos;”.(Dt7:9) Mas a misericórdia do Senhor é desde a eternidade e até a eternidade sobre aqueles que o temem, e a sua justiça sobre os filhos dos filhos;Sobre aqueles que guardam a sua aliança, e sobre os que se lembram dos seus mandamentos para os cumprir.(Sl103:17-18) Porquanto, nisto consiste o amor a Deus: em que pratiquemos os seus mandamentos. E os seus mandamentos não são penosos. (1Jo5:3) Cont...

      Excluir
    2. B) Quem não me ama não guarda as minhas palavras; ora, a palavra que ouvistes não é minha, mas do Pai que me enviou.(Jo14:23-24) Aqui está a paciência dos santos; aqui estão os que guardam os mandamentos de Deus e a fé em Jesus.(Ap14:12) “Está escrito: ‘Nem só de pão viverá o homem, mas de toda a palavra que sai da boca de Deus’”. (Mt4:4) A profecia não é sinal para os infiéis, mas para os fiéis.(1Cor14:22) Portanto, amados, se o nosso coração não nos condena, temos coragem diante de Deus;e recebemos dele tudo o que rogamos, porque obedecemos aos seus mandamentos e fazemos o que lhe agrada.(1Jo3:21-22) o que realmente importa é obedecer aos mandamentos de Deus. (1Co7:19) Sendo assim, amados, estando bem informados, guardaivos para que não sejais conduzidos pelo erro e sedução dos que não têm princípios morais, vindo a perder a vossa segurança e cair.(2Pe2:17)Porquanto tudo o que foi escrito no passado, foi escrito para nos ensinar(cristãos), de forma que, por meio da perseverança e do bom ânimo provenientes das Escrituras, mantenhamos firme a nossa esperança. (Rm15:4) Toda a Escritura é divinamente inspirada, e proveitosa para ensinar, para redargüir, para corrigir, para instruir em justiça; Para que o homem de Deus seja perfeito, e perfeitamente instruído para toda a boa obra.(2Tm3:16-17)Deus é Deus apenas dos judeus? Ora, não é Ele igualmente Deus de todos os povos? Evidente que sim, dos gentios também,(Rm3:29) Deus não faz acepção de pessoas;(At10:34) (Dt1:17) Rm2:11) E não somente por aquela nação,(Israel) mas também para congregar em um só povo os filhos de Deus que andam espalhados pelo mundo.(Jo11:52) Em outras palavras, não são os filhos naturais que são filhos de Deus, mas os filhos da promessa é que são considerados como descendentes de Abraão.(Rm9:8) No N.T. não existe manifestações contraria ao dízimo. Os ministros do evangelho tem todo direito de receber o seu sustento da igreja (1Co9:13-14) Os presbíteros que administram bem a igreja são dignos de dobrados honorários, principalmente os que se dedicam ao ministério da pregação e do ensino.(1Tm5:17) Mas vocês serão chamados sacerdotes do Senhor, ministros do nosso Deus. Vocês se alimentarão das riquezas das nações, e no que era o orgulho delas vocês se orgulharão.(Is 61:6) Um homem não pode receber coisa alguma, a não ser que lhe tenha sido dada do céu. (Jo3:27) No primeiro caso, quem recebe o dízimo são homens mortais;que morrem(QUEM PERTENCE A ORDEM do Sacerdócio de Arão Levítas MINISTROS LEVITAS) no outro caso é aquele de quem se declara que vive.(Hb7:8) nesse caso quem recebe o dízimo é : (QUEM PERTENCE A ORDEM do Sacerdócio de "Melquisedeque" JESUS CRISTO Ministros do Evangelho)(1Co4:1-2) Note que são 2 ordens de Sacerdócios diferentes e a Ordem de Sacerdócio de Melquisedeque é superior (Hb7:17) Jesus é o rei dos reis (1 Tm 6:15) Jesus é o magnífico sacerdote sobre a Casa de Deus.(Hb10:21) (Ef1:23)(1Tm3;15) (At11:25-26) (At25:9-11) (Ef4:11) (At20:28) (Cl1:18) Digno é o Cordeiro, QUE FOI MORTO , de receber o poder, e riquezas, e sabedoria, e força, e honra, e glória, e ações de graças.(Ap5:12) E aqui certamente recebem dízimos homens que morrem; ali, porém, os recebe aquele de quem se testifica que "vive." está no verbo presente (Hb7:8) (Hb6:20) (1Co9:13-14) Portanto dele, por Ele e para Ele são todas as coisas. A Ele seja a glória perpetuamente! (Rm11:36)

      Excluir
    3. C) Para finalizar , com todo respeito Tu tá por fora , não sabe de nada inocente , o livro de Hebreus foi escrito por volta de 65 dC portanto dentro da nova aliança. E quanto ao autor cristão de Hebreus ele está anonimo e indica que estava ligado à cultura e tradição judaica isso não quer dizer que Hebreus foi escrito por Paulo. Se vc tivesse dito que foi algum judeu convertido amigo ou irmão em Cristo de Paulo eu poderia lhe dar algum crédito mas como vc errou feio , sem comentários!!! O livro de Hebreus é usado como um argumento final em defesa do Cristianismo e em momento algum não há abolição ou cancelamento do dízimo aqui. Onde está escrito na bíblia que Melquisedeque morreu ? kkk Se tu vive em uma terra sem lei e sem mandamento siga pelo teu caminho eu continuo com a bíblia.(Mt7:13) Leia a bíblia inocente !!!

      Excluir
  7. Melquisedeque ou Melquisedec não é um nome próprio, mas um título dado segundo as virtudes que ele praticava. Em hebraico מַלְכִּי־צֶדֶק / מַלְכִּי־צָדֶק, transliterado é: Malkiy-Tzadeq, significando: "meu rei é justiça"

    Em Salmo 110, um salmo messiânico escrito por Davi (Mateus 22:43), Melquisedeque é visto como um tipo de Cristo (modelo ou figura de Cristo). O tema é repetido no livro de Hebreus, onde Melquisedeque e Cristo são considerados reis da justiça e da paz. Ao citar Melquisedeque e seu sacerdócio especial como um tipo, o autor mostra que o novo sacerdócio de Cristo é superior à ordem levítica e ao sacerdócio de Arão (Hebreus 7:1-10).

    Ora, se Melquisedeque como um tipo de Cristo recebeu o dizimo de Abraão uma única vez, isso não quer dizer que eu tenha de pagá-lo repetidamente como querem os cães gulosos travestidos de pastores. Se fosse assim, Cristo quando aqui esteve reinvidicaria para sí esta honra, oq ue não fez.

    Meu conselho a quem cobra dízimos. Vão trabalhar como Paulo ordenou e ensinou na prática de vida diária.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. 1) O tema aqui não é se Melquisedeque é nome próprio ou não , em momento algum afirmei que Melquisedeque é nome próprio. 2)O Sacerdócio de Melquisedeque não é novo existia antes da lei e nunca dependeu da lei de moisés para existir. 3) A bíblia ensina onde há ordem de sacerdócio há o dízimo. 4) Não está escrito na bíblia que Melquisedeque recebeu o dízimo de Abraão uma única vez , isso é vc quem diz. Vamos ler a bíblia ? Considerai, pois, quão grande era este, a quem até o patriarca Abraão deu o dízimo dentre os melhores despojos. "Até o patriarca Abraão deu o dízimo" É um advérbio
      de modo inclusivo isso significa que Não era só Abraão que entregava dízimo a Melquisedeque outros que reconheciam que ele era Sacerdote de Deus e tinham fé nesse mesmo Deus também. Nessa mesma época já existiam pessoas de fé que acreditavam no Deus único após o diluvio porque obedeciam o torá oral. 5) Dízimo não se paga se devolve aquilo que pertence a Deus em reconhecimento e obediência a palavra dele , dízimo é uma medida de cálculo , é um mandamento oral e moral não foi extinto do N.T. e a prática não é pecado. 6) O dízimo é sistemático é a proporção estabelecida por Deus nas duas ordens de Sacerdócio. Quem não aceita o dízimo como doutrina , então que contribua "com a mesma proporção que Deus tem lhe dado" ou seja a mesma proporção que Deus dá queira ou não é o dízimo.(2Co8:12-13) (1Co9:9-10) No N.T. muitos cristãos contribuíam com a igreja com mais que a medida do dízimo. 7) Paulo também ensinou que não devem deixar de contribuir com os ministros da igreja. Quando Silas e Timóteo desceram da Macedônia, Paulo dedicou- se inteiramente à palavra, testificando aos judeus que Jesus era o Cristo.(At18:5) Para vc entender melhor Sr. Reginaldo , Depois que Silas e Timóteo chegaram da Macedônia, Paulo começou a consagrar todo o seu tempo ao ensino da Palavra, explicando aos judeus que Jesus é o Messias.(At18:5) Vemos aqui que Paulo não tinha mais tempo para trabalhar e sim para se dedicar todo o seu tempo ao evangelho. Sabe o que isso significa ? Provavelmente a igreja era quem sustentava Paulo quando ele deixou de trabalhar para se dedicar ao trabalho mais importante do mundo ministrar a palavra. Ministro do evangelho tem direito de receber o dízimo e também as contribuições , Leia a bíblia !!!

      Excluir
    2. Que é isso Marcelo? Não estupre as Escrituras.

      Onde você encontrou isso na bíblia que onde há ordem de sacerdócio também há o dizimo? Nem na lei de Moisés onde o dizimo passou a ser obrigatório, o dizimo era do sacerdote, mas sim dos seus auxiliares - OS LEVITAS, a quem Deus deu TODOS OS DÍZIMOS EM ISRAEL COMO HERANÇA.

      "E eis que aos filhos de Levi tenho dado todos os dízimos em Israel por herança, pelo ministério que executam, o ministério da tenda da congregação." (Números 18 : 21)

      Você sabe o significado de herança? Pois deveria saber. Meter a mão na herança alheia é roubo e foi por isso que Deus condenou os sacerdotes em Malaquias acusando-os de roubaram a Ele nos dízimos e nas ofertas. E a contribuição no novo testamento nada tem a ver com dízimos e muito menos para sustento de ministros.

      Mas, se entende que onde há ordem de sacerdócio, tem que haver dízimos, com certeza Jetro (Reuel), sogro de Moisés também recebia dizimos né?

      Excluir
    3. Este comentário foi removido pelo autor.

      Excluir
    4. 1) Cuidado com esses seus termos sem nexo e sem fundamento , É bem claro e visível que vc não tem respeito pelas escrituras , e bem claro e visível que não mencionei Jetro sogro de Moisés recebendo dízimo e ele não pertencia a ordem de sacerdócio Sacerdócio levítico e nem a ordem de sacerdócio Sacerdócio de melquisedeque. Jetro era um sacerdote de midiã um homem respeitado em sua região e depois se tornou temente a Deus , Jetro, o sogro de Moisés, ofereceu a Deus um holocausto e sacrifícios. Vieram Arão e todos os anciãos de Israel, para comerem pão com o sogro de Moisés, na presença de Deus.(Ex18:12) (Ex18:1) Não há menção na bíblia que Jetro era sacerdote do Deus altíssimo como Melquisedeque era. 2) Desde que me entendo por gente existem 2 ordem de Sacerdócio(Hb7:11) e essa ordem de Sacerdócio que é a de Melquisedeque também recebe dízimo.(Hb7:6) (Hb7:8) 3) Não eram só os sacerdotes que desobedecia a Deus , mas sim todo o povo(Ml3:9) Não eram só levitas que recebiam o dízimo. A ordem do sacerdócio de Melquisedeque é indestrutível e superior a levítica e é esta que está em vigor por isso praticamos o dízimo. Para praticar o dízimo na ordem do Sacerdócio de Melquisedeque que é o mesmo de Cristo não depende da lei e nem de herança levítica é independente de lei(Hb7:5) e de ordem do sacerdócio Levítico. Leia a Bíblia e não misture as coisas !!!

      Excluir
    5. Resposta excluida:

      "1) Cuidado com esses seus termos sem nexo e sem fundamento , É bem claro e visível que vc não tem respeito pelas escrituras , e bem claro e visível que não mencionei Jetro sogro de Moisés recebendo dízimo e ele não pertencia a ordem de sacerdócio Sacerdócio levítico e nem a ordem de sacerdócio Sacerdócio de melquisedeque. Jetro era um sacerdote de midiã um homem respeitado em sua região e depois se tornou temente a Deus , Jetro, o sogro de Moisés, ofereceu a Deus um holocausto e sacrifícios. Vieram Arão e todos os anciãos de Israel, para comerem pão com o sogro de Moisés, na presença de Deus. 2) Desde que me entendo por gente existem 2 ordem de Sacerdócio(Hb7:11) e essa ordem de Sacerdócio que é a de Melquisedeque também recebe dízimo.(Hb7:6) (Hb7:8) 3) Não eram só os sacerdotes que desobedecia a Deus , mas sim todo o povo(Ml3:9) Não eram só levitas que recebiam o dízimo. A ordem do sacerdócio de Melquisedeque é indestrutível e superior a levítica e é esta que está em vigor por isso praticamos o dízimo. Para praticar o dízimo na ordem do Sacerdócio de Melquisedeque que é o mesmo de Cristo não depende da lei e nem de herança levítica é independente de lei(Hb7:5) e de ordem do sacerdócio Levítico. Leia a Bíblia !!!"

      Excluir
    6. É notório que você copiou esse texto de algum lugar e colou aqui.

      Seja mais criativo ou tenha sua própria opinião. Não pegue argumentos de terceiros que ainda apoderá responder por isso.

      Quanto ao que foi afirmado: "A ordem do sacerdócio de Melquisedeque é indestrutível". É claro que é. Eu também sou sacerdote segundo essa ordem. Mas não cobro dizimos.

      "Vós também, como pedras vivas, sois edificados casa espiritual e sacerdócio santo, para oferecer sacrifícios espirituais agradáveis a Deus por Jesus Cristo." (I Pedro 2 : 5)

      "E nos fez reis e sacerdotes para Deus e seu Pai; a ele glória e poder para todo o sempre. Amém." (Apocalipse 1 : 6)

      Excluir
    7. Mas responda então, a que ordem de sacerdócio pertencia Jetro, visto que você mesmo afirma que ele ofereceu a Deus holocaustos e sacrifícios?

      Excluir
    8. Vc acusa e levanta falsos testemunhos sem provas , lógico que eu copiei e colei sim exclusivamente da bíblia. Outros copiam falsos testemunhos e inventam textos fora de contexto dando pretextos a heresias. Só Ministros da ordem do Sacerdócio de melquisedeque dessa pode receber e eles ministram a quem tem direito a receber(1Co4:1) (At11:29-30) , leia a bíblia !!!

      Excluir
    9. Opa,

      Então, não perca tempo. Me entregue logo seu dizimo, pois sou um ministro dessa ordem também.

      "Que os homens nos considerem como ministros de Cristo, e despenseiros dos mistérios de Deus." (I Coríntios 4 : 1). "O qual nos fez também capazes de ser ministros de um novo testamento, não da letra, mas do espírito; porque a letra mata e o espírito vivifica." (II Coríntios 3 : 6)

      Excluir
    10. Este comentário foi removido pelo autor.

      Excluir
    11. Jetro era um sacerdote de midiã um homem respeitado em sua região e depois se tornou temente a Deus , Jetro, o sogro de Moisés, ofereceu a Deus um holocausto e sacrifícios. Vieram Arão e todos os anciãos de Israel, para comerem pão com o sogro de Moisés, na presença de Deus.(Ex18:12) (Ex18:1) Um mesmo estatuto haja para vós, ó congregação, e para o estrangeiro que entre vós peregrina, por estatuto perpétuo nas vossas gerações; como vós, assim será o peregrino perante o Senhor. Uma mesma lei e um mesmo direito haverá para vós e para o estrangeiro que peregrina convosco.(Nm 15:15-16) Ora se Jetro ofereceu a Deus holocausto e sacrifícios era porque acreditava e tinha fé e também no Deus de Israel isso é óbvio. Ninguém vai praticar algo em que não acredita. E quanto a vc querer receber dízimo , essa doutrina eu pratico onde eu congrego se vc acredita nessa doutrina deixe ciente a aqueles onde vc congrega onde vc congrega ou seja na igreja local. Se vc for Ministro da igreja local e se dedica ao ministério tem direito de receber e administrar. Agora se vc for ministro da igreja local e não acredita na doutrina do dízimo ou de contribuir com a igreja local com dinheiro converse com eles (igreja constituída por de pessoas) Como vamos manter a obra sistemática da pregação do evangelho pelo mundo sem o dízimo e sem dinheiro sistemático.(Mc16:15) Resolva essa equação com a igreja constituída por pessoas ou dentro de sua casa ou dentro de casas onde vc é líder e ministro.

      Excluir
    12. Este comentário foi removido pelo autor.

      Excluir
    13. 1)Jetro quando morava em midiã antes de conhecer moisés não sabia quem era o Deus verdadeiro , portanto ele não era sacerdote de Deus. Agora sei que o Senhor é maior que todos os deuses; até naquilo em que se houveram arrogantemente contra o povo.(Ex18:11) Moisés era estrangeiro na terra de midiã(Ex18;3) 2)Portanto Jetro sogro de Moisés era estrangeiro para o povo de israel , mas ele reconheceu o Deus todo poderoso e tinha direito também de oferecer holocausto e sacrifícios a Deus segundo a lei(Nm 15:15-16) e tinha direito também de praticar os mandamentos do Deus altíssimo segundo a lei.(Nm 15:15-16)

      Excluir
    14. Sei disso "mestre". Mas seja qual for sua tentativa de aprovar a prática do dizimo na nova aliança é inútil. Dizimo acabou.

      Quem quiser ganhar dinheiro trabalhe, como eu. E ainda arranjo tempo para fazer a obra de Deus de levar o evangelho e libertar vida.

      Isso é Nova Aliança, onde a antiga não tem lugar.

      Excluir
    15. Ora , se vc sabe porque me pergunta ? Não esqueça de perguntar na igreja constituída por pessoas , casa ou nas casas onde vc congrega , Como vamos manter a obra sistemática da pregação do evangelho pelo mundo(Mc16:15) sem o dízimo e sem dinheiro sistemático. Será que para manter a pregação do evangelho pelo mundo é com alimento ? Creio que não.

      Excluir
    16. https://www.renatocorumba.com/single-post/2016/09/23/PASTOR-TEM-DIREITO-DE-RECEBER-SAL%C3%81RIO-DA-IGREJA


      https://www.renatocorumba.com/single-post/2016/09/23/POR-QUE-AS-PESSOAS-SAEM-DA-IGREJA

      Excluir
    17. "Será que para manter a pregação do evangelho pelo mundo é com alimento ? Creio que não."

      Mateus 10.7-10:
      7 E, indo, pregai, dizendo: É chegado o reino dos céus.
      8 Curai os enfermos, limpai os leprosos, ressuscitai os mortos, expulsai os demônios; de graça recebestes, de graça dai.
      9 Não possuais ouro, nem prata, nem cobre, em vossos cintos,
      10 Nem alforjes para o caminho, nem duas túnicas, nem alparcas, nem bordão; porque digno é o operário do seu ALIMENTO.

      lucas 3.10,11:
      10 E a multidão o interrogava, dizendo: Que faremos, pois?
      11 E, respondendo ele, disse-lhes: Quem tiver duas túnicas, reparta com o que não tem, e quem tiver ALIMENTOS, faça da mesma maneira.

      "Porque, quando ainda estávamos convosco, vos mandamos isto, que, se alguém não quiser trabalhar, não coma também." (II Tessalonicenses 3 : 10)

      Mas essa parte das Escrituras pra você não interessa, né?

      Excluir
    18. Não confunda uma missão dos 12 e local(mt10:6) Com o que todas as igrejas já fazem(1jo3:17)(Tg2:15-17) Não confunda uma missão dos 12 e local com a missão em escala mundial que a igreja e que todos os cristãos já fazem(Mc16:15-20) Conta outra , leia a bíblia !!!

      Excluir
    19. DIREITO DO PASTOR DE RECEBER SALÁRIO: https://www.renatocorumba.com/single-post/2016/09/23/PASTOR-TEM-DIREITO-DE-RECEBER-SAL%C3%81RIO-DA-IGREJA


      PORQUE AS PESSOAS SAEM DA IGREJA:
      https://www.renatocorumba.com/single-post/2016/09/23/POR-QUE-AS-PESSOAS-SAEM-DA-IGREJA

      Excluir
    20. Conheço o Renato Corumbá e já pude refutá-lo em outras ocasiões. Lí os artigos e até copiei os argumentos para mostrar o equívoco de muitos crentes em relação a estes assuntos.

      Excluir
    21. Todas as suas refutações foram sem fundamento bíblico e não tiveram exito cujo o objetivo é de causar dúvidas nos incautos desavisados e meninos na fé.(Tito 1:10-16) (Tito 3:10-11) (2Co6:14) Todo aquele que qeur refutar pastor na igreja não deve congregar nela e aquele que não congrega nela e não sabe o que acontece dentro das igrejas não tem direito de refutar Pastor.

      Excluir
    22. Como a "obra" das Testemunhas de Jeová é financiada?


      Nossa obra de pregação é financiada principalmente por donativos(Dinheiro recolhido da caixa de coleta) feitos pelas Testemunhas de Jeová. Nenhuma coleta(de dinheiro) é feita em nossas reuniões,(nas casas) e nossos membros não têm de pagar o dízimo. referência deles(Mateus 10:7, 8) Em vez disso, nossos locais de adoração(Salões do reino construído por mãos humanas) contêm caixas de donativos disponíveis para pessoas que desejam fazer um donativo. Os donativos(Dinheiro recolhido na caixa de coleta ) são feitos anonimamente.

      Um motivo de conseguirmos cobrir nossas despesas é que não temos um clero(conjunto de sacerdotes) remunerado. Além disso, as Testemunhas de Jeová não são pagas para pregar de casa em casa, e nossos locais de adoração são simples.(Salões onde fazem suas reuniões construído por mãos humanas)

      .
      Cada um decide se quer fazer um donativo para cobrir as despesas locais,(contribuir entre eles com dinheiro em suas missões locais) para nossa obra mundial ou então para os dois.(contribuir em dinheiro em escala mundial) Cada congregação (Salão construído por mãos humanas onde tem a pregação deles) disponibiliza com regularidade relatórios financeiros para informar os membros sobre os valores recebidos e os gastos.(Prestação de contas periódicas) Tem que ter vários contadores e/ou tesoureiros faixa salarial mínima de cada um R$6.000,00 a R$10.000


      Resumo e contradição: todo dinheiro que é recolhido é para "cobrir gastos de missões locais e obra mundial" "o dinheiro é enviado a escritórios das testemunhas de Jeová" todo escritório tem despesa não é ? Sabemos que um contador e/ou tesoureiro de um escritório tem que ter um salário no mínimo é de R$ 6.000,00 a R$10.000,00 imaginem vários escritórios com vários tesoureiros e/ou contadores disponibilizando com regularidade esses relatórios ? Os donativos(Dinheiro recolhido da caixa de coleta) enviados aos escritórios das Testemunhas de Jeová são usados para apoiar nossos missionários e ministros viajantes, ajudar a construir nossos locais de adoração em países em desenvolvimento e imprimir e despachar (vender)Bíblias com dinheiro e/ou outras publicações cristãs livros revistas , viagens dos "seus missionários e viagens dos seus cleros sacerdotes" , ajudar vítimas de desastres naturais.


      As T.J. alegam não serem pagas para ir de casa em casa e ter um conjunto de Sacerdotes remuredado com dinheiro para sustentar e porque "recolhem" dinheiro para "cobrir gastos de missões locais , obra mundial , abrir e manter escritórios , construir salões(templos) construído por mãos humanas" "o dinheiro é enviado a escritórios das (T.J.)testemunhas de Jeová" Palavras minhas: Nem relógio trabalha de graça tem que dar corda e/ou trocar a bateria e quando quebra tem que comprar outro gerando despesa não é verdade ? Alguns entram em contradição e são contra o dízimo mas geram despesas além do que deveria sem o dízimo.

      Excluir
    23. A OBRA É GRANDE MUITO GRANDE E A COLETA TAMBÉM É GRANDE é muito MAIOR QUE O DÍZIMO https://www.jw.org/pt/publicacoes/revistas/a-sentinela-estudo-novembro-2016/a-obra-e-grande/

      https://www.jw.org/pt/publicacoes/revistas/w20151115/doacoes-obra-mundial/

      Excluir
    24. Vc é pastor?

      se sim não adianta irmão Reginaldo Ramos

      Se não, Tem que ler as escrituras sem pressupostos e não ser tndencioso a religião!

      Excluir
    25. Este comentário foi removido pelo autor.

      Excluir
    26. "Anônimo" , eu sou um cristão , não precisa ser pastor para saber que os os preceitos orais e morais de Deus estão desaparecendo (2Pe2:17) (2Tm3:1-4) O sol se tornará em trevas e a lua em sangue, antes que venha o grande e glorioso Dia do Senhor. (At2:20) Mostrarei maravilhas em cima, no céu, e sinais embaixo, na terra: sangue, fogo e nuvens de fumaça. (At2:19) (Joel 2:30) Imediatamente, ocorreram relâmpagos, vozes, trovões e um colossal terremoto. Nunca havia irrompido um terremoto de tão devastadoras proporções quanto esse, desde que o ser humano existe sobre a terra. (Ap16:18) Aqui está a paciência dos santos; aqui estão os que guardam os mandamentos de Deus e a fé em Jesus.
      (Ap14:12) Não adianta ler as escrituras e não guardar os seus mandamentos e ser desobediente aos seus preceitos. O Arrebatamento é depois dos dias da "GT"Grande tribulação (que serão encurtados por causa dos escolhidos) e antes que a ira de Deus comece a ser derramada sobre a terra. Esta é a interpretação mais bíblica possível e coerente com as escrituras. Eu creio no Arrebatamento Pré Ira de Deus que ocorrerá em algum momento da segunda metade da 70ª Semana de Daniel "o dia hora que ninguém sabe" mas depois de todos os sinais que incluem (Joel 2:10-31) Is 2; ap 6; 2 Ts 2.1-4: e Mt 24 e em nenhuma dessas passagens nos diz:
      1ºQue a Igreja não verá o Anticristo
      2ºQue a Igreja escapará da Tribulação.
      Os dias de Ló não eram dias normais mas sim de Grande Aflição (Tribulação) histórica pois todos os homens daquela cidade era homosexuais e as crianças também. Por isso vemos que Ló passou sim por uma GT histórica e apenas foi livre da ira de Deus e de igual modo a Igreja de Jesus Cristo dos últimos dias passará sim pela GT mas escapará da Ira de Deus. Ora , Anônimo se vc está "atento aos sinais" obedece aos preceitos e mandamentos de Deus não se preocupe , agora se vc não crê nos preceitos de Deus e não é obediente a Deus tem muito com o que se preocupar , Jesus está voltando !!!

      Excluir
  8. Caro Marcelo,

    A igreja de Cristo não é uma empresa e sim um organismo vivo. Quer investir na obra de Deus com dinheiro, faça como eu e muitos outros. Ajude os irmãos necessitados, começando de dentro de sua própria igreja, onde muitos deles sacrificam parte de seu suado salário para financiar obras de homens e seus altos salários.

    Bom dia

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. A igreja onde congrego entregam o dízimo e além do dízimo e estamos cientes de no mínimo devolver aquilo que é de Deus(o dízimo) é bem administrado ou seja como ordenou o Senhor a mesma medida que era no Templo. No templo o sustento também vinha do dízimo quem prega o evangelho e vive do evangelho tem direito a esse sustento vindo do dízimo e com contribuições espontâneas além do dízimo. (1Co9:13-14)(1Co9:9-10) (1Tm5:17) (Rm12:8) (Rm16:2) O lavrador que trabalha arduamente deve ser o primeiro a participar dos frutos da colheita.(2Tm2:6) Além disso todos "pessoas de carne e osso" na igreja onde eu congrego construída por mãos humanas praticamos caridade dentro e fora da igreja ou seja a todos que necessitam. Até a OCA , T.J. , CCB , Igreja mormóm , fazem caridade isso não é meio de salvação e não salva ninguém. Antes bem-aventurados os que ouvem a palavra de Deus, e a observam. (Lc11:28)

      Excluir
    2. Em nenhuma igreja se entrega dizimo Marcelo. Entregam-se 10% das rendas que não é dizimo. É um imposto criado pela igreja-mãe (Católica Romana) no seculo V com o fim de financiar o império papal.

      O Novo Testamento não ensina a prática veterotestamentária de dizimar, mas de CONTRIBUIR de conformidade com que cada um propor no coração e para uma finalidade específica que é o bem estar do irmão carente. Nada mais que isso.

      E mais, a CONTRIBUIÇÃO no Novo testamento não é para assegurar a salvação de quem o dá, mas uma maneira de praticar a justiça que também era exigida na lei pelo judeu que tinha a obrigação de entregar seu dizimo (Deuteronômio 14.28,29, Mateus 23.23).

      "Cada um contribua segundo propôs no seu coração; não com tristeza, ou por necessidade; porque Deus ama ao que dá com alegria. E Deus é poderoso para fazer abundar em vós toda a graça, a fim de que tendo sempre, em tudo, toda a suficiência, abundeis em toda a boa obra; Conforme está escrito: Espalhou, deu aos pobres; A sua justiça permanece para sempre" (2Corintios 9.7-9).

      "Antes bem-aventurados os que ouvem a palavra de Deus, e a observam. (Lc11:28)"

      Excluir
    3. O dízimo é de Tudo (Gn14:20)(2Cr31:6)(Lc18:12) (Lv27:30) (1Cr26:27)(Js6:19) (Js22:8) (Jz8:24-26) (Jz5:29) (Jz9:45) (Hb7:4) (Hb7:6) Quem é fiel no mínimo, também é fiel no muito; quem é injusto no mínimo, também é injusto no muito.(Lc16:10)

      Excluir
    4. Não faça confusão. No caso de Abraão foi de TUDO o que ele espoliou dos 4 reis que matou. Na Lei, era apenas do produto das terras e do gado. Na Nova Aliança acabou.

      Mas se é de tudo, como afirmas, então porque só se põe dízimos nos envelopes? Cade o dizimo dos animais, das plantações como era na lei. Ah, tá. Você vende e poe o valor no envelope né? Assim fica bom demais para o pastor.

      Quando eu era obreiro, uma vizinha deu uma galinha de dizimo e pediu para eu levar ao pastor. Levei, mas ele não aceitou. Pediu para eu vender e dar o dinheiro a ele. Como não consegui vender, ele pediu para minha esposa matar a galinha e levar para ele comer.

      Acho que quando voce leva o dizimo de tudo, deve fazer o mesmo né?

      Excluir
    5. Sr. Reginaldo , Os filhos de Judá também habitavam em cidades sabia ? "e o dízimo "das" coisas dedicadas que foram consagradas ao Senhor seu Deus," e depositaram-nos em montões.(2Cr31:6) Que coisas sagradas eram essas ? Será que eram camelos bodes ou cabras que ficavam em montões ? rsrsrs Não era de TUDO que possuíam e ganhavam. Até o próprio Jesus afirmou que o membro da seita dos fariseus não era agricultor entregava o dízimo de tudo que possuía e ganhava e não o condenou por isso.mas erravam porque não eram justo , não tinham misericórdia e fé (Mt23:23)(Mt23:28) Com todo respeito a sua desinformação é realmente avassaladora , não assassine as escrituras esse versículo citado por vc(2Co9:7) Não garante a PRONTIDÃO DE VONTADE , PROPORCIONALIDADE E GENEROSIDADE como manda o N.T.(2Cor8:2-7) (At4:36-37) (Lc 8:1-3) (2Cor 8:12) (2 Cor9:5) (1Co16:2) Não garante porque o coração é enganoso(Jr17:9)(Mc7:21) O ensino da proporção ,prontidão de vontade e generosidade é o mais correto e justo porque supre as necessidades da igreja. A proporção 1/10 Isso é o mínimo 10% de 800=80 ou seja o dízimo. Quanto ao dízimo de seus rebanhos, um de cada dez animais que passem debaixo da vara do pastor será dedicado ao SENHOR.(Lv27:32) (lc16:10) No antigo testamento o dízimo era proporcional e no N.T. também é e nunca deixou de ser , e a generosidade e a prontidão de vontade do N.T. só veio para complementar a proporcionalidade do A.T. mantida também no N.T. Não esqueça de avisar a sua vizinha para avisar para o pastor que era ela agricultora e o salário dela era galinha e o café da manhã dela era galinha , no almoço também era galinha , café da tarde era galinha e na janta também era galinha , porque ela não tinha como vender a galinha porque não tinha banco onde ela morava e não tinha dinheiro porque morava no meio do deserto. quanta hipocrisia , Que Deus tenha misericórdia de sua alma , leia a bíblia !!!

      Excluir
    6. Sim, eu sei que eles habitavam em cidades, pois a terra de Canaã foi dada a eles como possessão. Mas leia com cuidado a referência que postaste:

      "Vindo, pois, Ezequias e os príncipes, e vendo aqueles montões, bendisseram ao SENHOR e ao seu povo Israel. E perguntou Ezequias aos sacerdotes e aos levitas acerca daqueles montões. E Azarias, o sumo sacerdote da casa de Zadoque, lhe respondeu, dizendo: Desde que se começou a trazer estas ofertas à casa do SENHOR, temos comido e temos fartado, e ainda sobejou em abundância; porque o SENHOR abençoou ao seu povo, e sobejou esta abastança" (2Crônicas 31.8-10).

      Observe o texto: "Desde que se começou a trazer estas ofertas à casa do SENHOR, temos COMIDO e temos fartado, e ainda sobejou em abundância"

      Teriam eles comido moedas, ouro ou prata?


      Excluir
    7. "O ensino da proporção ,prontidão de vontade e generosidade é o mais correto e justo porque supre as necessidades da igreja".

      Só refrescando sua memória que igreja não é instituição denominacional fundada por mercadores da fé, mas pessoas de corpo, alma e espírito com sentimentos e necessidades. A contribuição é para a manutenção da igreja (ecklesia) e não organizações e impérios com placas de igreja.

      Excluir
    8. Ah, minha vizinha faleceu e o pastor nem veio dar uma palavra de conforto a família. Eu sim fiz o cerimonial fúnebre.

      Excluir
    9. O dízimo de Tudo incluem tudo o que era conquistado pelo povo de Deus e eles também entregavam a parte que era devida em,
      reconhecimento que não eram somente eles que conseguiam as suas vitórias mas deus estava com eles na sua frente (2Cr31:6) (Lv27:30) (Lc18:12) (1Cr26:27) (Js6:19) (Js22:8) (Jz8:24-26) (Jz5:29) (Jz9:45) (Hb7:4) Porventura não tomas posse daquilo que o teu deus Camos te concede? Ora, do mesmo modo tomaremos posse "de" tudo o que o nosso Deus, nos deu.(Jz11:24) A bênção do SENHOR produz riqueza e não provoca sofrimento algum.(Pv10:22) Todavia, nenhuma "coisa consagrada ao Senhor por alguém, daquilo que possui," TUDO OU TODAS AS COISAS PODERIAM SER CONSAGRADOS DESDE QUE NÂO FOSSE PROIBIDO POR DEUS OU PECADO(ERRADO) BENS , OURO , PRATA , BRONZE , OBJETOS , DESPOJOS DE GUERRA, E DINHEIRO , INCLUSIVE O DÌZIMO DE TUDO ERA CONSAGRADO. seja homem, ou animal, ou campo da sua possessão, será vendida nem será remida; toda coisa(TUDO OU TODA COISA ATÉ DINHEIRO) consagrada será santíssima ao Senhor. (Lv27:28) O dízimo de tudo "Tudo" significado É a maior quantidade possível "de coisas" o que é importante, essencial; o que "de" fato conta. "Quanto" pode ser quantidade "de": dinheiro "Quanto" pode ser o valor "de": dinheiro "Possuo ou tenho" o valor "de": dinheiro , produtos da lavoura , fruto das árvores , todo o rebanho , vinho , azeite , mel , ouro , prata , bronze , objeto , utencílio , ou "de"bens. Fui informado também que a parte prescrita aos levitas não lhe era entregue e que por isso os levitas e os cantores responsáveis pelo culto tinham fugido cada um para as suas próprias terras.Então repreendi os oficiais e lhes indaguei: “Por que a Casa de Deus ficou abandonada?” (Ne13:10-11) Amparar os ministros e a casa de Deus com o dízimo de tudo inclusive o dízimo dos fariseus(Mt23:23)(Lc18:12) era dever oral e moral e quando isso não acontecia por direito eles não ministravam. porque ? Porque foi retirado esse direito. No jardim do Éden 9 partes das 10 partes das árvores que davam frutos do jardim do Éden poderia ser comido 1 parte não porque não pertencia a eles(Gn2:16-17) (Gn3:3) O preço dessa desobediência foi a morte espiritual e a morte corporal. Note que as duas árvores estavam no meio do jardim inclusive a árvore da vida que eles já comiam antes do pecado(Gn2:9)(Gn3:2) eles perderiam o direito da vida eterna, que até então antes do pecado ainda tinham. Mas depois não puderam mais participar desse privilégio de se alimentar da árvore da vida.(Gn3:22) O fruto da árvore do conhecimento do bem e do mal não pertencia a eles , e eles trocaram as 9 partes dos frutos das 9 partes das árvores do jardim pelo único fruto de uma(1) árvore que não lhes pertenciam(Gn3:6) Essa árvore simboliza a desobediência , dúvida , rebeldia , satanás , o mal e a árvore da vida simboliza Jesus cristo. Deus havia dado a Adão e Eva todas as árvores frutíferas para alimento, com exceção de uma: a árvore do conhecimento do bem e do mal. O Senhor deu tudo ao casal, mas, requereu para sim uma parte. Ao não tocar nesta parte que pertencia a Ele, nossos primeiros pais estariam reconhecendo que o Eterno é o dono de tudo (Sl24:1) e que aquilo que eram e tinham se devia a Sua bondade. Quando comeram da árvore proibida, fizeram o uso indevido daquilo que pertencia unicamente ao Criador. Todas as vezes que separo primeiramente o dízimo para entregar a ele Deus na igreja , não há como não lembrar: “Essa parte é do meu Senhor.”

      Excluir
    10. Reginaldo Barbosa , vc se queixa Ah, minha vizinha faleceu e o pastor nem veio dar uma palavra de conforto a família. Eu sim fiz o cerimonial fúnebre. Ela a sua vizinha ou vc foram chamar um pastor dentro da igreja construída por mãos humanas ou na casa do Pastor para orar pela sua a sua vizinha antes de ela morrer ? Acredito que não porque vc não acredita em pastores e nem em igrejas feita por mãos humanas(At20:28) É isso que Deus manda :Está doente algum de vós? Chame os anciãos da igreja, e estes orem sobre ele, ungido-o com óleo em nome do Senhor; (Jo11:25) (Tg5:14) (Jo6:39) sinagoga não significa pessoas , templo não significa só pessoas , igrejas não significa só pessoas , casas não significa pessoas , TÁ TUDO ESCRITO LEIA NA SUA BÍBLIA !!! (1Co14:33) (Ap3:18) (At13:1) (At11:25-26) (At25:9-11) (1Tm3:15) (1Cor10:32) (Hb10:21) (Ef1:23)(1Tm3;15) (At11:25-26) (At25:9-11) (Ef4:11) (At20:28) (Cl1:18)

      Excluir
    11. Nem vou refutar suas argumentações a respeito das obras da lei, como as coisas consagradas e que expiraram e não tem mais nenhum valor. Porém, a respeito da minha vizinha que faleceu, eu não tinha o porque ir chamar o pastor, afinal, ela era membro da igreja e seria a responsabilidade dele, saber como andam suas ovelhas. Mas, recentemente, a dois meses atrás, faleceu a mãe de um amigo de trabalho. Ela era presidente do círculo de oração da igreja local e dizimista fiel. A família velou o corpo no templo da congregação, porém o pastor não apareceu. Mandou um obreiro para representá-lo totalmente despreparado que em vez de confortar a família causou indignação aos presentes pela palavra que deu. Então, a família comunicou que queria que o pr presidente fosse fazer a cerimônia, afinal, a irmã deu sua vida em favor da igreja.

      Pela manhã, fui ao templo com minha esposa prestar minha homenagem. Cheguei lá, ví um ambiente de consternação e indignação da família, pois o cortejo fúnebre estava prestes a sair e o pastor e nenhum obreiro haviam ido fazer o cerimonial. Na casa pastoral a o lado do templo mora o irmão do pastor que é dirigente de uma congregação, e, como o presidente não chegara, a família pediu para que o mesmo fizesse o cerimonial antes da saída do cortejo. O mesmo se recusou, alegando que era obreiro obediente, mas só o faria se o pastor presidente lhe autorizasse.

      Resumindo: O cortejo saiu e nenhum "ungido" apareceu. Ao chegar ao cemitério, o filho dela, meu amigo e que também é membro, perguntou seu poderia fazer o cerimonial, pois estavam presentes várias pessoas, inclusive descrentes. Eu não me recusei. Fiz o cerimonial, confortando a família e ao mesmo tempo evangelizando os demais em pleno cemitério.

      Uma família que tinha uma visão errada de minha conduta como cristão, porque o pastor assim passou a eles, disse que vai a minha casa pedir perdão do que pensou errado a meu respeito e agradecer pela minha conduta de cristão ao fazer algo tão simples como um cerimonial fúnebre, mas que o seu pastor se recusou a fazer. E tem mais, outro membro da igreja que estava presente me procurou no cemitério após o cerimonial me falou o seguinte: -Agora vejo que para esses homens (pastores), nós só temos valor enquanto estamos vivos e pagando nossos dízimos. E ele tá certo.

      Excluir
    12. Sr. reginaldo , Dízimo não se originou na lei não é obra da lei , é independente da lei , existe antes da lei é proporção , mandamento oral e moral , é 1/10 , dízimo é do Senhor , e a prática não é pecado. É de Tudo ou seja de todos os lucros que chega a nossas mãos. Pastor não salva ninguém mas é instrumento de Deus para ajudar a salvar , igreja não salva ninguém mas também é um local de adoração e que cristo está completamente presente , obreiro despreparado não salva ninguém mas pode agir de acordo com a sua pequena fé em Deus(Jz6:15), homens de Deus são usados por Deus para levar a palavra e ministrar dentro da igreja e fora dela. Se o Pastor não apareceu teve os seu motivo pessoal , se o irmão do pastor não foi porque teve os seu motivo pessoal. Se for assim teremos que deixar pastores em cemitérios e velórios 24h por dia porque todo dia e toda hora morre milhões e milhões de pessoas dizimistas ou não.(At10:34) Chamar um pastor para participar de uma cerimonia funebre não era necessário porque até um membro que congrega dentro da igreja local e conhece as escrituras ministraria essa palavra que Paulo ensinou. Porquanto, se cremos que Jesus morreu e ressuscitou, da mesma maneira devemos crer que Deus, por intermédio de Jesus, trará juntamente com Ele os que nele faleceram.(1Ts4:14) Por seu poder, Deus ressuscitou o Senhor e, igualmente, nos ressuscitará.(1Co6:14) Declarou-lhe Jesus: Eu sou a ressurreição e a vida; quem crê em mim, ainda que morra, viverá;(Jo11:25) E quanto a finada ser dizimista fiel não tem nenhum problema , ela não pecou e nem vai ser condenada por isso. Não aceites acusação contra um presbítero, se não houver mais duas ou três testemunhas.(1Tm5:19) Não julgueis, e não sereis julgados; não condeneis, e não sereis condenados; perdoai, e sereis perdoados. (Lc6:37) E quanto alguns como vc só veem pontos negativos eu vejo também os pontos positivos dessa história é: 1) Alguém autorizou A família a velar o corpo no templo da congregação , Tive outros casos de pessoas que velaram seus parentes em igrejas , e depois de algumas semanas , eu notei a ausência nos cultos , fui informado por eles que , não estavam indo mais aos cultos na igreja, porque ficavam se lembrando com "um suposto trauma do falecido." Deus tenha misericórdia! Se o pastor se nega de velar na igreja, ficam revoltados, se libera, alguns depois até saem da igreja com essa desculpaque estão com trauma do falecido. Alugar uma capela é de R$ 80,00 a 150,00 , acho um valor bem acessível. uma boa contribuição para a família enlutada, liberando a igreja. Agora sabendo dessa facilidade, se alguém insistir em pedir para igreja velar o seu morto e a igreja não aceitar por não ser mandamento no N.T. , a minha sugestão é alugar uma capela. Você entrou em um templo da congregação e construído por mãos humanas e fez um cerimonial funebre e dentro de uma igreja que não é mandamento no N.T. (At9:37) Paticulamente não vejo base bíblica para essa prática. 2) O pastor mandou um obreiro despreparado de pouca fé que pelo menos tentou fazer a parte dele disponibilizando um lugar para velar seu morto e mandou alguém de boa vontade , 3) A finada era dizimista fiel e também estará para sempre com o Senhor (1Ts4:17) (Jo6:54) Leia a bíblia !!!

      Excluir
    13. Inútil tentar me convencer do contrário sr Marcelo. Já fui escravo deste engodo e hoje estou livre. Não voltarei a realizar a prática de pagar dízimos que não é bíblica. Não farei como o cão que volta a comer seu vômito.

      E, quanto ao ter realizado o cerimonial fúnebre, não o fiz no templo. Com certeza os donos de lá não me permitiriam, apesar de ter ajudado a construir este dito templo. E a família da falecida não abandonou a instituição. Continua lá, ofertando e dizimando como rege a lei dessas igrejas.

      A propósito, hoje mesmo um amigo meu me falou que precisou dizer umas boas para o pr presidente da igreja daqui. Seus pais são idosos e não vão mais ao templo devido a problemas de locomoção. Mas no final do mês que acabou agora, o pastor os visitou. Na cara de pau ele chegou logo dizendo: -Vim aqui para acertarmos nossas contas. O meu amigo perguntou ao pastor. -Que contas, meus pais tem como o senhor? Ele respondeu: -Vim buscar os dizimos. Ele disse umas boas para o pastor que saiu envergonhado.

      Mas, o mesmo não vai mudar e voltará no mes que vem para buscar aquilo que mentem dizer que é para Deus.

      Excluir
    14. Se a família da falecida continua lá é a melhor coisa que eles fazem , antes as ovelhas dentro do curral e guiadas por pastores do que perdida e afastada e sem pastores e fora do curral se perdendo e caindo no abismo. Se eu fosse membro dessa igreja onde morreu essa senhora eu iria oferecer tranquilamente a minha casa para velar um irmão em Cristo.(At9:37) Olha que coincidência , esses dias visitei uma senhora de outro ministério que fazia tempo que não a via e tinha muito mais tempo no evangelho do que eu , e ela estava morando em outro local e está andando de bengala e bem idosa. Perguntei a ela se ela continuava na fé ? Ela me respondeu que não sabia. Eu questionei , mas como a Senhora sempre foi firma na fé. Ela me confirmou que não estava mais indo a igreja e não estava mais praticando o dízimo e não estava mais praticando a ceia do Senhor. Eu disse a ela volte a ter com a sua comunhão com Deus enquanto é tempo congregando na igreja participando da ceia do Senhor e praticando o dízimo mostrei os versículos a ela (Jo6:54) (Ml3:8) (1co9:13-14) (1Co12:28) (At13:1) Ela disse estou morando nesse local a 15 dias e vou fazer isso o que vc está dizendo e sei que foi um erro meu. Ela mora com o filho , com o neto e com a nora e nenhum deles são convertidos , mas o filho mesmo não sendo um crente reconheceu que ela estava errada por ter se afastado de Deus e não estava mais congregando e não praticando o que Deus ordenou e se afastando de Deus. O filho naquele mesmo instante creu e se prontificou a leva-la na igreja próxima a sua casa que segue a doutrina da ceia do Senhor , dízimo e os mandamentos de Deus e de Cristo e assim continuar a comunhão com Deus. E recomendei a ela que quando ela não pudesse ir a igreja por algum motivo grave ou doença e esse período coincidir com a ceia do senhor ou com a entrega do dízimo é só pedir para o filho avisar ao Pastor e o mesmo trazer a ceia do senhor a ela , e o filho de boa e livre e espontânea vontade se encarregou de cumprir o que eu disse e disse ainda mais quando ela receber a sua aposentadoria "que é dela por direito e um lucro pessoal" reservar 10% a igreja entregar pessoalmente ou pedir para o pastor ou alguém responsável pela coleta vir buscar o dízimo em em sua residência. E o filho ouviu atentamente e concordou mostrei a ele que ela tinha direito de participar dos cultos religiosos e participar da doutrina que é pregada nesse local. Art. 5º Todos são iguais perante a lei, sem distinção de qualquer natureza, garantindo-se aos brasileiros e aos estrangeiros residentes no País a inviolabilidade do direito à vida, à liberdade, à igualdade, à segurança e à propriedade, nos termos seguintes:
      VI - e inviolável a liberdade de consciência e de crença, sendo assegurado o livre exercício dos cultos religiosos e garantida, na forma da lei, a proteção aos locais de culto e a suas liturgias; FONTE: https://www.jusbrasil.com.br/topicos/10730845/inciso-vi-do-artigo-5-da-constituicao-federal-de-1988 Pontos positivos 1)Ser idoso(a) não é motivo para deixar de entregar o dízimo , 2)Ser idoso(a) não é motivo de deixar de ir a igreja , 3)Ser idoso(a) não é motivo de deixar de participar da Ceia do Senhor.(Sl71:9) 4) Esse seu amigo que é filho dessa Senhora está errado se ele fosse um convertido nunca não faria isso "Filhos, obedecei a vossos pais no Senhor, pois isto é justo" (Efésios 6:1)


      Leia a bíblia e verá que o dízimo em dinheiro não é pecado e confira na constituição federal que o dízimo em dinheiro praticado dentro das igrejas também não é crime. Dois(2) motivos extremamente fortes para não deixar de entregar o dízimo.



      https://www.jusbrasil.com.br/topicos/10730845/inciso-vi-do-artigo-5-da-constituicao-federal-de-1988

      Excluir
    15. Sr. Reginaldo , existem pessoas que mesmo não serem convertidas não são contra o dízimo porque respeitam alei e sabem que não é contra a lei de Deus e nem contra a lei dos homens. Leia a bíblia !!!

      Excluir
    16. Um grande erro de muitas pessoas, é pensar que se afastando ou saindo das instituições religiosas estão desviadas de Deus. Isso, por causa da lavagem cerebral que se fazem nestes lugares usando o medo como arma de manipulação. E não venha me mandar ler a bíblia para aprender sobre dizimo que sei muito bem o que é, ou melhor, o que era. Esse dizimo que você defende com unhas e dentes é criação da igreja católica romana. Não é a toa que em Apocalipse essa besta se julga a mãe das abominações da terra.

      E, quanto a existirem pessoas não convertidas não serem contra o dizimo, é porque também não conhecem a vontade de Deus. Estas sim, se algum dia se converterem serão presas fáceis dos lobos devoradores. Por isso, meu papel é alertar o maior número possível de crentes e descrentes quanto a essa falácia que vai levar muita gente para o abismo. E louvo a Deus que um considerável número de pessoas abriram suas mentes, inclusive, dentro da própria denominação de onde saí. Se os pastores pudessem me matar, como fizeram com os profetas, apóstolos e até o Senhor, com certeza o fariam. Mas as leis do nosso país não o permitem fazê-lo.

      Excluir
    17. O curioso é que não encontro doutrina ou manifestações contrárias ao dízimo no N.T. Também não é pecado e pela lei dos homens também não é crime. https://www.jusbrasil.com.br/topicos/10730845/inciso-vi-do-artigo-5-da-constituicao-federal-de-1988

      Excluir
    18. Sr. Reginaldo ,

      COMO SABER SE DEUS DEU DIREITO AOS MINISTROS DA IGREJA A ADMINISTRAR OS DÍZIMOS?

      Interessante é quando Paulo em (1 Co9)
      Ao se referir ao levitas que administravam o que era sagrado, Paulo fala do DIREITO deles, que era uma ORDEM do senhor.

      Ou seja, sendo Paulo um assíduo estudante da Torah, ele estava realmente citando Nm 18:21 onde diz que o Senhor deu o seu dízimo aos levitas pelo ministério(serviço) que eles realizarão.

      Ou seja, os levitas eram alimentados pelos dízimos que ERAM DO SENHOR.

      13 Não sabeis vós que os que administram o que é sagrado comem do que é do templo*? E que os que de contínuo estão junto ao altar, participam do altar?

      14 Assim ordenou também o Senhor aos que anunciam o evangelho, que vivam do evangelho.

      Então, quando Deus destrona o serviço levitico; Deus não está abolindo seu dízimo por direito, pois o dízimo é do senhor.
      Mas Deus aboliu o direito dos levitas que era válido devido seu condicionamento ao ministério e sendo suspenso o ministério foi suspenso o direito deles ao dízimo do senhor.

      Os levitas detiveram direitos de algo que pertencia ao Senhor. (Lv 27:30) , (Nm 18:21) (Ml3;8)

      E na igreja?
      Paulo disse que os ministros do evangelho, igualmente receberam ORDEM, no ministério evangelho.

      Quando Paulo cita os ministros levitas no ministério da tenda, que recebiam direito ao ao que era do Senhor(Dízimo) no ministério da tenda; e em seguida Paulo diz que os ministros do Evangelho, igualmente foram ordenado pelo senhor a viverem do que era do Senhor.

      Pois o que seria viver do ministério Evangelho?

      É o mesmo que viver do que é do Senhor.

      O dízimo tanto em Melquisedeque e Arão, era do SENHOR, e isso procede no Evangelho.

      Ou o dízimo deixou de ser do Senhor ?

      Pois o dízimo era mandamento oral e moral antes de se tornar mandamento escrito, não devido a existência dos levitas e sim pelo motivo pelo qual o PRÓPRIO Deus o definiu como SENDO SEU. (Gn14;18-20) (Lv 27:30)

      Quando Jesus em Mateus 23.23 prosseguir orientando aqueles a continuar dando os dízimos.
      Não o faz simplesmente com o intuído de que eles deveriam dá algo que era DOS LEVITAS, e sim no sentido de dá aquilo que era do Senhor.

      Vamos ao episódio abaixo:
      MT 22

      22.17Dize-nos, pois, que te parece? É lícito pagar o tributo a César, ou não?

      22:18 Jesus, porém, conhecendo a sua malícia, disse: Por que me experimentais, hipócritas?

      22:19 Mostrai-me a moeda do tributo. E eles lhe apresentaram um dinheiro.

      22:20 E ele diz-lhes: De quem é esta efígie e esta inscrição?

      22.21 Dizem-lhe eles: De César. Então ele lhes disse: Dai pois a César o que é de César, E A DEUS O QUE É DE DEUS.

      22:22 E eles, ouvindo isto, maravilharam-se, e, deixando-o, se retiraram.

      Eles se maravilharam com a resposta de Jesus, então Obviamente que eles entenderam a expressão: E A DEUS O QUE É DE DEUS

      Mas o que realmente era?

      Se alguém não sabe o que se tratava, porém deve perceber o princípio de ERA DE DEUS.

      Ou seja, ISSO que deveria ser dado a Deus, deveria ser dado devido pertencer a Deus. (Gn2:17)(Ml3:8) (Lv27:30) (Ap11:13) (Gn14:18-20)

      Excluir
    19. Você sabe o que é exegese Marcelo? Se sabe, é bom usar para não falar besteira.

      DAR A CÉSAR O QUE É DE CÉSAR E A DEUS O QUE É DE DEUS.

      Outro texto citado pelos defensores do dizimo na Nova Aliança é sobre o que Jesus disse em Mateus, Marcos e Lucas a respeito dos impostos.

      "Disse-lhes então: Dai, pois, a César o que é de César, e a Deus o que é de Deus." (Lucas 20 : 25).

      Estaria Jesus ensinando nessa passagem a obrigatoriedade dos dízimos na Nova Aliança? De Jeito nenhum! O texto mostra os principais dos sacerdotes armando uma cilada para apanhar Jesus em contradição contra o estado e assim, criar um ambiente propício para o prenderem e entrega-lo às autoridades romanas (Lucas 20 : 19 , 20). Espias foram enviados pelos principais dos sacerdotes, os quais se fingindo de justo lançaram a pergunta: “É-nos lícito dar tributo a César ou não?” (Lucas 20 : 22). Jesus sabendo que eles o tentavam, pediu uma moeda romana que de um lado havia a efigie de César em alto relevo e do outro a inscrição em latim que dizia: “Ti Caesar Divi Aug F Aug.” Que significa: “Tibério César, filho do divino Augusto”. Jesus apresentou-a ao povo e fez a pergunta: “De quem tem a imagem e a inscrição?” (verso 24). Logo o povo respondeu: De César. Diante da resposta, Jesus concluiu: "Disse-lhes então: Dai, pois, a César o que é de César, e a Deus o que é de Deus." (Lucas 20 : 25). Jesus quis ensinar que a moeda romana, com a efigie e a inscrição honrando a César, foi criada por César e, portanto pertence a César. E sabemos que nesse texto Jesus estava ensinando o povo a cumprir com seus deveres para com o estado representado por César. E os “césares” eram uma dinastia de imperadores romanos que se auto divinizavam e assim, queriam ser honrados como deuses na terra. Por isso, Jesus ordenou dar-lhe o que lhe pertencia que era o dinheiro, mas dar a Deus o que a Ele pertence.

      O QUE PERTENCE A DEUS?


      Forçando uma interpretação, muitos dizem que a Deus, pertencem todos os dízimos (10%) dos ganhos que devem ser pagos às igrejas. Em momento algum Jesus quis dizer isso, pois Ele, como o filho de Deus sabe que ao Pai é devida a honra, a glória, o louvor, o poder para toda a eternidade. Foi exatamente isso que Jesus ordenou os principais dos sacerdotes darem a Deus, como antes profetizou Malaquias: “Agora, ó sacerdotes, este mandamento é para vós. Se não ouvirdes e se não propuserdes, no vosso coração, dar honra ao meu nome, diz o SENHOR dos Exércitos, enviarei a maldição contra vós, e amaldiçoarei as vossas bênçãos; e também já as tenho amaldiçoado, porque não aplicais a isso o coração” (Malaquias 2 : 1 , 2).

      E ainda, na Lei os dízimos não eram em dinheiro, como já foi dito. E nesse tempo a Lei ainda vigorava e Jesus a estava cumprindo e não podia violá-la. Como então ordenaria dar dízimo em dinheiro a Deus se a Lei não permitia assim?

      Excluir
    20. Este comentário foi removido pelo autor.

      Excluir
    21. Este comentário foi removido pelo autor.

      Excluir
    22. Sr. Reginaldo , vc sabe o que é não dever nada a ninguém ? O que é não dever aos homens e a ninguém ? Dai a cada um o que lhe é devido: a quem tributo, tributo; a quem imposto, imposto; a quem temor, temor; a quem honra, honra. A ninguém devais coisa alguma, a não ser o amor com que vos ameis uns aos outros;(Rm13:7-8) Sr. Reginaldo vc sabe o que é não dever nada a Deus e nem de se apropriar sem autorização do que pertence a ele ? (Gn2:17)(Ml3:8) (Lv27:30) (Ap11:13) (Gn14:18-20) (2Cr36:18) Aprenda que não eram só os sacerdotes que estavam se apropriando indevidamente do que era de Deus(ROUBANDO O QUE ERA DE DEUS)(Ml3:9) E aprenda que o dízimo é de Tudo"(Lc18:12) (Lv27:30)(2Cr31:6) (Gn14:18-20) Todavia, nenhuma "coisa consagrada ao Senhor por alguém, daquilo que possui," seja homem, ou animal, ou campo da sua possessão, será vendida nem será remida; toda coisa consagrada será santíssima ao Senhor. (Lv27:28) (2Cr31:6) "Tudo o que era consagrado o dízimo e as coisas consagradas ao Senhor aos montões ao Senhor lhe pertencia e era autorizado pelos ministros administrar Tudo o que pertencia a ele D'us" Tudo poderia ser consagrado ao Senhor ou seja aqui especificamente não proibia e não tem nem menção de isenção do dinheiro , ao contrário especificamente TUDO que não era proibido ou pecado "PODERIA SER CONSAGRADO" dízimo de tudo , bens dinheiro etc. etc. Digno é o Cordeiro, QUE FOI MORTO , de receber o poder, e riquezas, e sabedoria, e força, e honra, e glória, e ações de graças.(Ap5:12) Portanto dele, por Ele e para Ele são todas as coisas. A Ele seja a glória perpetuamente! (Rm11:36) Portanto Sr. Reginaldo , se apropriar de uma coisa que não nos pertence se iniciou no Éden(Gn2:16-17) e alguns por desinformação e/ou distorção das escrituras continuam nessa prática se apropriando indevidamente do que é de Deus . O dízimo antes da lei poderia ser de tudo "TUDO inclui dinheiro" e o dízimo em / ou de dinheiro não é pecado.

      Excluir
    23. "Sr. Reginaldo vc sabe o que é não dever nada a Deus e nem de se apropriar sem autorização do que pertence a ele?"

      Marcelo, voce está coberto de razão. E, em relação aos dizimos, a quem eles pertenciam mesmo?

      "E eis que aos filhos de Levi tenho dado todos os dízimos em Israel por herança, pelo ministério que executam, o ministério da tenda da congregação." (Números 18:21). Atente, que por mandamento de Deus, TODOS OS DÍZIMOS deveriam ser dados aos levitas (da tribo de Levi) como herança, pelo serviço sacerdotal que receberam diretamente de Deus. "E os que dentre os filhos de Levi recebem o sacerdócio têm ordem, segundo a lei, de tomar o dízimo do povo, isto é, de seus irmãos, ainda que tenham saído dos lombos de Abraão" (Hebreus 7.5). E saliento que não eram apenas uma parte, mas TODOS os dízimos.

      Mas, na nova aliança que superou a antiga, não há mandamento para que alguém cobre e receba dízimos do povo como os levitas recebiam por determinação de Deus. Por isso, quem não pertence a tribo de Levi e recebe dízimos do povo, está tomando posse de algo que não lhe pertence. Esses que assim fazem, são os verdadeiros ladrões que irão prestar contas a Deus por usurparem o que não lhes pertence.

      Se você faz isso Marcelo, lamento por você. Mas graças a Deus que não está mais inocente e Deus não requererá seu sangue de mim.

      Excluir
    24. Sr. Reginaldo , Se "outros" têm o direito de ser sustentados por vós,(povo de Deus no templo) não o temos nós(Ministros do Evangelho) em maior medida? Quem são os "outros" que Paulo declara aqui ? Seguramente são os Sacerdotes e os Levitas pois eles ministravam e eram sustentados pelo (povo de Deus no templo) E qual é a "medida" que Paulo diz ? Seguramente a "medida" é o dízimo , pois tanto os levitas recebia a medida do dízimo e os Sacerdotes também recebiam a sua medida de sustento e o dízimo dos dízimos.(Lv27:32) (Nm18:26) (Nm10:38)

      O Ministro que vive do evangelho tem que ter direito ao sustento , tem que ter medida de sustento e receber a parte que lhe é devida(1Co9:9-10) e pode receber bens materiais(1Co9:11) Perceba que Paulo já era discípulo(cristão) quando citou a Lei(1Co9:9-10) (At18:9) (Rm1:1) E ele enfatiza que é o próprio Deus é quem se preocupa com o sustento dos Ministros do evangelho.(Tt1:7) (1Co4:2) (1Co9:17) Quando Silas e Timóteo desceram da Macedônia, "Paulo dedicou- se inteiramente à palavra," testificando aos judeus que Jesus era o Cristo. (At18:5) (At20:21) Paulo é chamado apóstolos dos gentios porque levou a mensagem de Cristo sobretudo às populações fora de Israel, aos pagãos, aos gregos e romanos, a não-judeus.
      Não é só o Ministério levita que recebia dízimo (Hb7:6) Em Israel na época do profeta Malaquias , Deus disse: "esta nação toda" estava roubando a ele Deus.(Ml3:9) e não era só os sacerdotes. O dízimo "Não" era só alimentos também podia ser de "tudo" que alguém possuía ou ganhava(Lc18:12) dízimos das "coisas" consagradas ao Senhor. (2Cr31:6) O Dízimo de tudo antes da lei (Gn14:18-20) Resumindo , o dízimo antes da lei e depois da lei podia ser de "tudo" que a pessoa possuía ou ganhava. O direito de receber e administrar o dízimo passou para os ministros do evangelho. O dízimo é uma medida de cálculo e a prática do dízimo em dinheiro ou de dinheiro não é pecado.

      Excluir
    25. Já lhe disse Marcelo. Se sabes o que é exegese, procure fazer uso dela.

      "Se "outros" têm o direito de ser sustentados por vós". Quem seriam esses outros? Não eram outros senão os levitas. Os únicos autoizados por Deus a receberem sustento do povo de Israel. Sustento esse que convém salientar eram em MANTIMENTOS/COMIDA. Exatamente como também o Senhor ordenou aos discípulos e como Paulo ensinou, pois o salário do obreiro na bíblia é ALIMENTO e não pagamento em espécie, pois a chamada divina não é profissão.

      Porque você não cita as partes das Escrituras em que mostra Paulo, o grande apóstolo dos gentios, trabalhando como qualquer homem para ter seu próprio sustento e não sobrecarregando a igreja do Senhor? Ora me poupe Marcelo. Eu sou um ministro da nova aliança e sustento a mim e a minha família com o suor do meu rosto. Aqueles que estão comigo eu os ensino a investirem seus ganhos na obra de Deus, ajudando os irmãos carentes e o trabalhao vai indo muito bem.

      E mais uma vez reitero, DIZIMO NÃO EXISTE NA NOVA ALIANÇA.

      1Timóteo 6.3-5:

      3 Se alguém ensina alguma outra doutrina, e se não conforma com as sãs palavras de nosso Senhor Jesus Cristo, e com a doutrina que é segundo a piedade,
      4 É soberbo, e nada sabe, mas delira acerca de questões e contendas de palavras, das quais nascem invejas, porfias, blasfêmias, ruins suspeitas,
      5 Contendas de homens corruptos de entendimento, e privados da verdade, cuidando que a piedade seja causa de ganho; aparta-te dos tais.

      Excluir
    26. Este comentário foi removido pelo autor.

      Excluir
    27. Se nós semeamos entre vós verdades espirituais, seria pedir muito colhermos alguns de vossos bens materiais?(1Co9:11)Assim, o Senhor também ordenou aos que proclamam o evangelho, que igualmente vivam do evangelho! No N.T. O Senhor Jesus e nem Paulo não ordenou que os ministros do evangelho vivam 100 salário e 100 sustento e nem 100 o dízimo.(1co9:9-10) E seguiu ensinando: “Ponderai atentamente o que tendes ouvido! Pois com a medida com que tiverdes medido vos medirão igualmente a vós; e ainda mais vos será acrescentado!(Mc4:24) Dai, e ser-vos-á dado; boa medida, recalcada, sacudida e transbordando vos deitarão no regaço; porque com a mesma medida com que medis, vos medirão a vós.(Lc6:38) Tem 'supostos" ministros voluntariamente ou involuntariamente que ensinam como roubar a Deus ensinando a praticar uma medida desproporcional do que tem recebido de Deus e conduzindo os incautos a ficar fora do reino de Deus. Acaso não sabeis que os injustos não herdarão o reino de Deus? Não vos enganeis; nem fornicários, nem idólatras, nem adúlteros, nem efeminados,
      nem sodomitas, nem ladrões, nem avarentos, nem bêbedos, nem maldizentes, nem roubadores herdarão o reino de Deus.
      (1Co6:9-10) Sr. Reginaldo até agora eu não vi vc mostrar um único versículo , veja bem eu disse nem se que 1 versículo mostrando que DIZIMO NÃO EXISTE NA NOVA ALIANÇA. Só falácias essa eu pago pra ver. Se vc fizer as contas e praticar isso também a eles no N.T. de uma forma literal vc verá que é muito mais que o dízimo , rsrsrs. Não esqueça de praticar a PRONTIDÃO DE VONTADE , PROPORCIONALIDADE E GENEROSIDADE também para os Ministros do evangelho (2Cor8:2-7) (At4:36-37) (Lc 8:1-3) (2Cor 8:12) (2 Cor9:5) (Rm12:78) (1Co9:9-10) (1Tm5:17) Sr. Reginaldo , a sua credencial de Ministro "Eu sou um ministro da nova aliança e sustento a mim e a minha família com o suor do meu rosto. Aqueles que estão comigo eu os ensino a investirem seus ganhos na obra de Deus, ajudando os irmãos carentes e o trabalha vai indo muito bem." não dá o direito e nem tira o direito de outros ministros e tampouco ensinou outros ministros a fazerem o mesmo. Vou te poupar Sr. Reginaldo Não esqueça que Paulo mesmo estando na graça e sendo convertido confirmou o direito dos ministros citando a lei de Moisés.(1Co9:9-10) (1Co9:1) (1Co9:6-8) O N.T. não exclui o dízimo como princípio. 2) O N.T. não vemos manifestações contrárias ao dízimo e também não diz que a prática do dízimo no N.T. é pecado.

      Excluir
  9. Sr Marcelo,

    Pela insistência em defender uma heresia como a do dizimo em dinheiro criado pela igreja romana, levar a crer que você é um suposto "pastor" que aprendeu que como tal, deva ser sustentado pelos demais irmãos. Perdoe-me se tiver errado, mas é o sua atitude que me leva a pensar.

    Voce se apega muito a 1 Corintios 9, mas em partes que aprovem suas idéias. Com razão Pedro escreveu sobre o escrito de Paulo: "E tende por salvação a longanimidade de nosso Senhor; como também o nosso amado irmão Paulo vos escreveu, segundo a sabedoria que lhe foi dada; Falando disto, como em todas as suas epístolas, entre as quais há pontos difíceis de entender, que os indoutos e inconstantes torcem, e igualmente as outras Escrituras, para sua própria perdição" (2Pedro 3.15,16). Como dizia, voce interpreta 1Corintios 9 em partes isoladas que leva o incauto a entender que de fato Paulo estivesse a defender o direito de não trabalhar para viver às custas da igreja. Não é isso que Paulo ensina. O verso a seguir deixa bem claro que essa não é a intenção de Paulo: "Se outros participam deste poder sobre vós, por que não, e mais justamente, nós? Mas nós não usamos deste direito; antes suportamos tudo, para não pormos impedimento algum ao evangelho de Cristo." (1Coríntios 9.12). Vê-se que a preocupação de Paulo em relação ao progresso do evangelho não eram as perseguições e muito menos as ameaças de morte, mas sim, a possibilidade de ele ter de cobrar para entregar o que o Senhor ordenou dar de graça. Isto fica bem mais evidente no verso a seguir: "Logo, que prêmio tenho? Que, evangelizando, proponha de graça o evangelho de Cristo para não abusar do meu poder no evangelho" (1Corintios 9.18).

    Você quer prova da ilegalidade do dizimo na nova aliança, mas distorce os textos, expondo suas próprias ideias para tentar me convencer que Paulo aprova uma lei que ele mesmo disse que estava livre dela.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. O N.T. não exclui o dízimo como princípio. 2) O N.T. não vemos manifestações contrárias ao dízimo e também não diz que a prática do dízimo no N.T. é pecado. 3) Paulo nunca disse que o dízimo no N.T. é ilegal , mas um direito(1Co9:13-14) 4) No N.T. não díz que o dízimo é ilegal ou ilegalidade em receber o dízimo. 5) Também não diz que o dízimo em dinheiro é pecado. 6) No antigo testamento diz que era de tudo e poderia ser consagrado ao Senhor porque pertence ao Senhor, ora se era de tudo o que poderia ser mudado ? Mudou passando o direito aos ministros do evangelho por direito e cabe a eles administra-lo na igreja. 7) Quem é contra o dízimo , congregar dentro de igrejas que seguem os mandamentos de Deus e contra pastores se manter com dinheiro dos irmãos na igreja é rebelde e não segue os mandamentos de Deus.

      Excluir
    2. Já que falou sobre princípios. Deveria saber que no Novo testamento o método de aplicação das contribuições voluntárias obedece o mesmo principio. O dizimo na antiga aliança era MANTIMENTO e seu objetivo era atender a necessidade dos levitas, órfãos, viúvas e estrangeiros (Num 18.21 ; Deut. 14.28,29). Naquele tempo, havia um templo e os levitas que ministravam nele eram impedidos de fazerem outro negócio. Por isso, deveriam se alimentar nos dízimos que por herança Deus deu a eles. Por isso Paulo fala dos levitas: "Não sabeis vós que os que administram o que é sagrado comem do que é do templo?"(1Cor 9.13a).

      Mas em relação aos sacerdotes, deles eram as ofertas que se levavam sobre o altar. Dos sacerdotes não eram os dizimos, mas as ofertas, conforme Deus ordenou. Paulo fala do sustento dos sacerdotes: "E que os que de contínuo estão junto ao altar, participam do altar?"(1Cor 9.13b). Só refrescando sua memória: Noa altar que era lugar de sacrifícios não se levava dizimos, mas ofertas. E parte das ofertas eram para o sustento dos sacerdotes.

      Com a queda do templo no ano 70dC, o altar foi destruído e também a casa do tesouro. Assim, o ministerio sacerdotal levitico expirou e nasceu a nova aliança, sem templos de pedras, mas de templos vivos (pessoas). No entanto, o principio de sustento para o ministro era o mesmo estabelecido em lei como Paulo ensina: "Assim ordenou também o Senhor aos que anunciam o evangelho, que vivam do evangelho" (1Cor 9.14). E o que foi o Senhor ordenou? "E, indo, pregai, dizendo: É chegado o reino dos céus. Curai os enfermos, limpai os leprosos, ressuscitai os mortos, expulsai os demônios; de graça recebestes, de graça dai. Não possuais ouro, nem prata, nem cobre, em vossos cintos, Nem alforjes para o caminho, nem duas túnicas, nem alparcas, nem bordão; porque digno é o operário do seu ALIMENTO" (Mateus 10.7-10).

      Paulo usa o principio da Lei em seu ensino e concorda com o Senhor naquilo que Ele ensinou. Mas você insiste em dizer que o salário do obreiro é em especie, como se um ministro do evangelho fosse uma profissão rentável, com lucros e ganhos exarcebados.

      "Porque, quando ainda estávamos convosco, vos mandamos isto, que, se alguém não quiser trabalhar, não coma também." (II Tessalonicenses 3 : 10)


      Excluir
    3. Não esqueça de citar e complementar a tua exegese em relação ao sustento de Paulo quando ele deixou ao de trabalho de fazer tendas (At18:3) Quando Silas e Timóteo desceram da Macedônia, Paulo dedicou- se inteiramente à palavra, testificando aos judeus que Jesus era o Cristo.(At18:5) Com certeza ele usou do seu direito de receber da igreja o seu direito(1Co9:9-10)

      Excluir
    4. Logicamente que não. Mas em quais circunstancias Paulo recebeu ajuda da igreja?

      Primeiro, vamos analisar o dia em que Paulo testificava sobre a Cristo. Esse dia era o sábado, conforme o costume dele que era judeu (Atos 18.4). Isto quer dizer, que de domingo a sexta ele fazia tendas para seu sustento e também de seus companheiros, como ele mesmo testifica em Atos 20.33-35: "De ninguém cobicei a prata, nem o ouro, nem o vestuário. Sim, vós mesmos sabeis que para o que me era necessário a mim, e aos que estão comigo, estas mãos me serviram. Tenho-vos mostrado em tudo que, trabalhando assim, é necessário auxiliar os enfermos, e recordar as palavras do Senhor Jesus, que disse: Mais bem-aventurada coisa é dar do que receber". E

      E, quanto a 1Cor 9.10, em todo o contexto Paulo está apresentando sua defesa perante aqueles que duvidavam de sua chamada ministerial. E, na sua defesa ele cita que como um ministro, teria sim os mesmos direitos que tinham os levitas e sacerdotes do antigo pacto. Mas, para não escandalizar alguns, ele preferia abrir mão disso e trabalhar, para assim, dar o exemplo para outros que posteriormente seriam separados para o ministério. Mas infelizmente a igreja católica perverteu esse ensino e os demais crentes abraçaram com pés e mãos a doutrina romana, adotando e adorando dizimo "mamon" que ela criou.

      E, no tempo em que Paulo chegou a receber salário, foi quando estava em prisões, impedido de trabalhar para se manter. Estava preso, mas a Palavra de Deus não. E a igreja o ajudou em suas necessidades em prisão. "Outras igrejas despojei eu para vos servir, recebendo delas salário; e quando estava presente convosco, e tinha necessidade, a ninguém fui pesado." (II Coríntios 11 : 8)

      Excluir
    5. Este comentário foi removido pelo autor.

      Excluir
    6. Este comentário foi removido pelo autor.

      Excluir
    7. Sr. Reginaldo , O dizimo na antiga aliança era de tudo que a pessoa possuía e ganhava(2Cr31:6)(Lc18:12) (Lv27:30) (Gn14;18-20) A sua exegese sobre esse assunto e esse texto fora de contexto está equivocada. Esqueceu de citar "e o" "e o dízimo "das" coisas dedicadas que foram consagradas ao Senhor seu Deus,"(2Cr31:6) Ou seja "DÍZIMO DE TUDO QUE ERA CONSAGRADO AO SENHOR" Todavia, nenhuma "coisa consagrada ao Senhor por alguém, daquilo que possui," seja homem, ou animal, ou campo da sua possessão, será vendida nem será remida; toda coisa consagrada será santíssima ao Senhor.(Lv27:28) (2Cr31:6) O seu entendimento está equivocado a respeito do dízimo de TUDO e vc erra quando diz que o dízimo era só MANTIMENTO ou que o direito dos Ministros do evangelho é só ALIMENTO. Vc Deveria estudar mais a tua exegese e saber o que é " O DÍZIMO DE TUDO" E No Novo testamento o método de aplicação do dízimo e contribuições obedece o mesmo principio da PROPORCIONALIDADE , não se esquecendo PRONTIDÂO DE VONTADE E GENEROSIDADE. Somos ensinados na igreja a entregar o dízimo e as contribuíções no N.T. no N.T. com a mesma proporcionalidade que era no A.T. Felizmente não mudou o que temos recebidos de Deus e também não mudou a proporção para os Ministros do evangelho essa proporção não deve mudar (2Cor8:2-7) (At4:36-37) (Lc 8:1-3) (2Cor 8:12) (2 Cor9:5) (Rm12:78) (1Co9:9-10) (1Tm5:17) Até porque não tem como ser fiél e justo desproporcionalmente ao meu próximo e aos ministros.(Lc16:10) (Lc6:38) A fidelidade a justiça e a proporcionalidade deve ser praticado também de tudo que temos recebido de Deus e praticar aos ministros na igreja e não exclui o direito dos ministros. Você ainda continua confundindo uma missão local (Mateus 10.7-10) rsrsrsrs com o ministério em escala mundial. (Mc16:15) Em (At18:3) Paulo estava se dedicando integralmente(todo tempo ao evangelho) e não está dizendo que Paulo está preso e despojando igrejas(2Co11:8-9) Desigrejados e rebeldes quererem abdicar a proporção do dízimo que os ministros do evangelho administram e tem por direito é uma ousadia e tentativa de assassinato as escrituraras. Nos ensine e diga qual a sua receita de como pregar o evangelho PELO MUNDO sem dinheiro(Mc16:15) ???????????????????????????? Acaso não sabeis que os injustos não herdarão o reino de Deus? Não vos enganeis; nem fornicários, nem idólatras, nem adúlteros, nem efeminados,
      nem sodomitas, nem ladrões, nem avarentos, nem bêbedos, nem maldizentes, nem roubadores herdarão o reino de Deus.(1 Co6:9,10) Deus tenha misericórdia da sua alma !!!

      Excluir
  10. O que você entende por consagrar Marcelo? Consagrar era o ato de separar algo para uso exclusivo de Deus. Poderiam se consagrar animais, objetos, mantimentos, propriedades e até pessoas como o foi o caso de Samuel que Ana prometeu dá-lo para serviço exclusivo do Senhor. Isso foi uma prática costumeira no antigo pacto e você precisa inculcar que não estamos vivendo no antigo pacto, cuja lição foi por Cristo Abolida. Por favor, deixe que o véu que lhe impede de ver a glória da Nova Aliança caia da sua face. "Mas os seus sentidos foram endurecidos; porque até hoje o mesmo véu está por levantar na lição do velho testamento, o qual foi por Cristo abolido;" (2Coríntios 3.14)

    Não misture Levitico com 2Crônicas que são casos diferentes. Em Levíticos está bem claro sobre a pessoa decidir consagrar alguma coisa para Deus se quisesse. Poderia ser um filho, um animal, seu campo ou outra coisa qualquer. Porém, uma vez consagrado (separado para o Senhor), não teria volta. Mas não é o caso dos dízimos, pois estes já pertenciam a Deus por natureza, como diz Levitico 27.30 e não tinham porque ser consagrados, pois já eram de Deus: "Todos os dízimos da terra, tanto dos produtos das lavouras como dos frutos das árvores, pertencem ao SENHOR; são, portanto, dedicados a Yahweh". E, diferente daquilo que a pessoa consagrasse (dedicasse a Deus), os dízimos poderiam ser resgatados pelo dizimista, caso este precisasse dele. (Lev 27.31). Interessante que vocês pregam que não se pode tocar no dizimo né? O que me diz desse texto, onde o próprio Deus dá liberdade ao dizimista de usar resgatar para sí o dizimo?

    E o que aconteceu em 2Crônicas, foi que o povo obedeceu a ordem do rei e trouxe os dizimos, conforme ordenava a lei e as coisas consagradas, como Deus já havia ordenado em Levitico 27. O povo de Judá não consagrou os dízimos para Deus, pois estes já de Deus e Deus havia designado TODOS os dízimos para uso dos levitas.

    "Os filhos de Israel e de Judá que habitavam nas cidades de Judá também trouxeram com alegria o dízimo de todos os seus rebanhos, e de todos os utensílios e objetos consagrados e dedicados ao SENHOR seu Deus; e depositaram tudo ali, formando muitas e muitas pilhas. No terceiro mês, começaram a organizar as primeiras pilhas de doações; e no sétimo mês, concluíram a coleta" (2Cronicas 31.5-7).

    Repito: Os judeus não consagraram os dízimos, pois não poderiam, visto que não lhes pertenciam, como a lei ordenava. As coisas consagradas que levararam, foi algo que fizeram em gratidão a Deus.

    Mas não vivemos mais na Lei amigo.

    "Ficarão de fora os cães e os feiticeiros, e os que se prostituem, e os homicidas, e os idólatras, e qualquer que ama e comete a mentira." (Apocalipse 22 : 15)

    Cães: Obreiros fraudulentos que cobram para pregar. Feiticeiros: Os que mudam a Palavra. Se Prostituem: Os que se vendem e exploram a noiva do cordeiro. Homicidas: Matam os homens com palavras de falsidade. Idolátras: Servem ao dinheiro (mamom). Ama e comete a mentira: Os que ensinam a mentira do dizimo em dinheiro e os que pagam.

    Pronto falei.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Sr. Reginaldo , O QUE CONTÉM O DÍZIMO "DAS" COISAS CONSAGRADAS AO SENHOR ? Os filhos de Israel e de Judá que habitavam nas cidades de Judá também trouxeram o dízimo "de" bois e "de" ovelhas, "e o dízimo "das" coisas dedicadas que foram consagradas ao Senhor seu Deus," e depositaram-nos em montões.(2Cr31:6) Todavia, nenhuma "coisa consagrada ao Senhor" por alguém, daquilo que possui," seja homem, ou animal, ou campo da sua possessão, será vendida nem será remida; toda coisa consagrada será santíssima ao Senhor. (Lv27:28) Fica claro que os filhos de israel também consagravam o dízimo ao Senhor. Todos os dízimos da terra, tanto dos produtos das lavouras como dos frutos das árvores, pertencem ao SENHOR; são, portanto, dedicados a Yahweh. Se alguém quiser resgatar uma parte do seu dízimo, deverá pagar o preço avaliado, mais um quinto desse valor. Quanto ao dízimo de seus rebanhos, um de cada dez animais que passem debaixo da vara do pastor será dedicado ao SENHOR(Lv27:30-32) Vamos fazer as contas ? É DIVIDIR ESTE Nº POR 5(CINCO) 1/5 De 10 é 2 meu "amigo" e 1/5 De 100 é 20 meu "amigo". Você erra novamente a sua interpretação e exegese dizendo "O que me diz desse texto, onde o próprio Deus dá liberdade ao dizimista de usar resgatar para sí o dizimo?" LEIA o TEXTO CORRETAMENTE e aperfeiçoe a sua "exegese" aqui não tem menção de resgate do dizimo TODO "em sua totalidade" ou seja 10% e sim autorizado a "resgatar uma parte" e não o resgate de TODO o dízimo(Lv27:31) "uma parte do dízimo" não significa "todo" o dízimo. E não há diferença do dízimo das coisas dedicadas que foram consagradas ao Senhor seu Deus e nenhuma "coisa que consagrada ao Senhor" Pois o dízimo é de TUDO o que a pessoa possui assim como a consagração das coisas que possuí poderia ser de tudo sem restrições. (Lv27:28) (2Cr31:6) E tudo quanto fizerdes, fazei-o de coração, como ao Senhor, e não aos homens,Cl3:23) Posso todas as coisas naquele que me fortalece.(Fl4:13) Está escrito Nem só de pão viverá o homem, mas de toda palavra que sai da boca de Deus. (Mt4:4)

      Excluir
    2. Boa tarde Marcelo,

      Não respondi logo, pois estava viajando a trabalho pela empresa onde sou gerente. Porém, quanto ao que escrevi, acho que você não entendeu e fez a maior confusão. Você diz que eu erro na interpretação, quando lhe fiz a pergunta sobre o texto onde o dizimista tinha a liberdade de resgatar o dizimo, caso quisesse. E ainda diz que "Fica claro que os filhos de israel também consagravam o dízimo ao Senhor". É você quem diz isto sem base bíblica. E eu, continuo no meu "exegético erro" afirmando que os judeus não consagravam os dízimos, pois não poderiam, visto que não lhes pertenciam. Aqui, não é nem questão de exegese amigo, mas sim de inteligencia. Como se consagrar ou dedicar algo para Deus se aquilo já é de Deus? Estranho não?

      Veja o exemplo dos primogênitos dos animais puros que já pertenciam ao Senhor e por isso, não poderiam ser CONSAGRADOS e nem RESGATADOS, conforme consta no verso 26: "Ninguém poderá consagrar o primogênito de um animal, visto que já pertence a Yahweh; quer seja cria de vaca, de cabra ou de ovelha; toda primeira cria pertence ao SENHOR". Entendeu a ordem divina? NINGUÉM PODERÁ CONSAGRAR...O verso 28 corrobora esta posição, que não é uma interpretação particular minha, mas está bem claro: "Contudo, NADA DO QUE UMA PESSOA CONSAGRA A YAHWEH, seja ser humano, seja animal, sejam terras de sua propriedade, poderá ser vendido ou resgatado; tudo o que for dessa forma dedicado ao SENHOR é considerado santíssimo!

      Sobre a questão de pagar o resgate com a quinta parte, eu conheço muito bem essa matemática, e até confesso que fui infeliz ao mencionar os dizimos e não apenas uma parte dele, como voce fez bem em lembrar. Mas o que estou frisando aqui é o fato de que o dizimo pertencia a Deus, e como sendo já dEle, ninguém poderia consagrar para Ele.

      Mas existe um problema, quando você diz: "E não há diferença do dízimo das coisas dedicadas que foram consagradas ao Senhor seu Deus e nenhuma "coisa que consagrada ao Senhor" Pois o dízimo é de TUDO o que a pessoa possui assim como a consagração das coisas que possuí poderia ser de tudo sem restrições". E qual é o problema aqui. Está justamente no verso 28 citado por você, onde fala que seres humanos são consagrados a Deus. Deus recebe seres humanos como dizimos? Só Melquisedeque recebeu de Abraão, quando deu a ele o dizimo de tudo o que trouxe como despojos.

      Excluir
    3. Sr. reginaldo , Bíblia joão ferreira de almeida atualizada: Os filhos de Israel e de Judá que habitavam nas cidades de Judá também trouxeram o dízimo de bois e de ovelhas, e o dízimo das coisas dedicadas que foram consagradas ao Senhor seu Deus, e depositaram-nos em montões.(2cr31:6) Vamos conferir ???????? "e o dízimo das coisas dedicadas que foram consagradas ao Senhor seu Deus" O dízimo de TUDO que troxeram , rebanhos , coisas dedicadas , foram consagradas ao Senhor.


      Bíblia King james: Os filhos de Israel e de Judá que habitavam nas cidades de Judá também trouxeram com alegria o dízimo de todos os seus rebanhos, e de todos os utensílios e objetos consagrados e dedicados ao SENHOR seu Deus; e depositaram tudo ali, formando muitas e muitas pilhas.(2cr31:6) Vamos conferir ??????? "o dízimo de todos os seus rebanhos, e de todos os utensílios e objetos consagrados e dedicados ao SENHOR seu Deus; e depositaram tudo ali" O dízimo de TUDO que troxeram , rebanhos , objetos , utencílios , foram consagrados e dedicados ao Senhor. Consagrar a Deus o que é de Deus não é pecado. Consagrar a Deus o que é de Deus não era pecado. SÓ É proíbido na visão dos religiosos.


      NÃO CITEI PRIMOGÊNITO NESSE SEU TEXTO FORA DE CONTEXTO: "Contudo o primogênito dum animal, que por ser primogênito já pertence ao senhor, ninguém o santificará; seja boi ou gado miúdo, pertence ao Senhor." (Lv27:26) Esse seu texto está fora de contexto e não tem nada haver com os dois textos que eu mencionei em (Lv27:28) (2Cr31:6) Consagrar a Deus o que é de Deus não era pecado. SÓ É proíbido na "visão" dos religiosos. E a quanto vc dizer: "Mas o que estou frisando aqui é o fato de que o dizimo pertencia a Deus, e como sendo já dEle, ninguém poderia consagrar para Ele." lembre-se , conforme os textos mencionadospor mim não foram só o dízimo que era consagrado nesses textos(2cr31:6)(Lv27:28) incluíam também todos os utensílios , coisas dedicadas e objetos consagrados estão no plural e é Além do dízimo. Aqui eu não incluí os primogênitos e nem os próprios vers. ousou a faze-lo e foi citado por vc fora de contexto. Cont...

      Excluir
    4. Todavia, nenhuma coisa consagrada ao Senhor por alguém, daquilo que possui, seja homem, ou animal, ou campo da sua possessão, será vendida nem será remida; toda coisa consagrada será santíssima ao Senhor. (Lv27:28) "nenhuma coisa consagrada ao Senhor" Aqui em momento algum cita primogênitos. Ainda bem que reconheceu que fui infeliz ao mencionar os dizimos e não apenas uma parte dele. Essa palavra que vc disse fui infeliz é muito dura pra vc eu diria que vc errou e reconheceu o erro somente isso. 1 Ponto positivo pra vc. E sobre o que Eu disse: "Pois o dízimo é de TUDO o que a pessoa possui assim como a consagração das coisas que possuí poderia ser de tudo sem restrições". Isso foi mencionado por mim no contexto de coisas que foram consagradas ao senhor além do dízimo(Lv27:28) (2Cr31:6) E sobre o dízimo de tudo que Melquisedeque recebeu de forma alguma indica que Melquisedeque recebeu pessoas como dízimo.(Gn14:18-20) (Hb7:6) (Hb7:8) Até porque Abrão já havia entregue a Melquisedeque o dízimo quando Bera o rei de Sodoma pediu (as pessoas no plural)(Gn14:21) Com certeza os parentes de Ló (pessoas) e nem os seus bens foram entregue a Melquisedeque. Porque não Porque estes não era inimigos ou adversários de Abrão(Gn14:16)(Gn14:20)

      0-Não cometa o equívoco e não faça proveito em benefício próprio de textos fora de contexto.
      1- O Sustento do Ministério Pastoral. (Lc. 10:7) (1Co 9:13-14)
      2- Sustento de Missões.
      3- Sustento da Evangelização.
      4- Sustento da Beneficência.
      5- Outras necessidades onde os recursos são usados.

      É com muita tristeza, que ainda em nossos dias, encontramos crentes infiéis em suas participações diretas com a igreja no aspecto financeiro. A verdade é que esses crentes ainda não se entregaram por completo ao Senhor em primeiro lugar. Quando nos entregamos a Deus por completo, argumentos mesquinhos e contrários à Sua Palavra não nos impedem de sermos fiéis como Servos do Senhor.(Lc16:10) (Lc6:38)

      Excluir
  11. Caro Marcelo, sei que humanamente é impossível demovê-lo desse engodo sobre o dizimo ser legal na nova aliança. Somente uma obra extraordinária do Espirito Santo poderá fazer isso com você, como fez comigo, depois de ser engando por 25 anos. E espera que isso aconteça antes do juízo.

    Não vou tentar argumentar mais sobre a questão de coisas consagradas. Você tem sua opinião formada e eu fico com as Escrituras, que aliás me ensinam que esse rito praticado pelos judeus não me diz respeito. Contudo, você alega que fujo do contexto por citar os primogênitos dos animais. Ora, eu quando estudo as Escrituras, o faço lendo todo o texto e não apenas as partes que me interessam. Se prestar atenção, o assunto sobre as coisas consagradas estão em todo o capítulo 27 de Levítico e, para entender um texto, é necessário ler todo o contexto que não está fora desse assunto. Mas, deixa pra lá isso, pois não me interessa, visto que tais ritos foram cumpridos na Cruz e eu faço parte de um novo concerto firmado com o sangue de Cristo que na cruz pagou TODAS as minhas dividas. Eu não devo nada a ninguém.

    Fique com sua opinião e eu com as Escrituras.

    Abraços.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Sr. Reginaldo , 1) O dízimo não é ilegal no Brasil e também não é pecado na nova aliança. https://www.jusbrasil.com.br/topicos/10730845/inciso-vi-do-artigo-5-da-constituicao-federal-de-1988


      2) O Espírito Santo não é contra o dízimo , e o Espírito Santo não vai fazer nenhuma obra extraordinária contra o dízimo.(Rm11:36)


      3) A prática dos mandamentos orais e morais de Deus e o dízimo já era praticada a mais do que os seus 25 anos pelo povo de Deus incluíndo os estrangeiros .(Jo11:52) (At10:34) (Dt1:17) Rm2:11) .(1Jo3:21-22) (1Co7:19) Abraão obedeceu à minha voz, e guardou o meu mandado, os meus preceitos, os meus estatutos e as minhas leis.(Gn26:5) "Aproximadamente" 1.705 a.C.-Deus chama Abrão aos 75 anos, para a terra de Canaã (Gên 12.1-3) Mesmo não tendo um texto direto que mostre que Abraão praticou o dízimo mais de uma vez não podemos afirmar que ele não o tenha feito mais de uma vez . Porque ? Ora se o dízimo já era um mandamento oral e moral antes da lei escrita(Gn26:5) e já existia um Sacerdote de Deus que estava sujeito a essas leis e preceitos , podemos concluir que outras pessoas seguiam a essas leis e mandamentos orais e já conheciam o Deus todo poderoso e não haveria o porque de existir um Sacerdote que também obedecia os preceitos de Deus. (Gn14:18-20) (Is61:6) (Gn26:5) A dois indicativos aqui que os preceitos de Deus (estão no Plural) incluíndo o dízimo sendo um mandamento oral e moral e esses preceitos já eram bem mais antigo que Abraão e do que Melquisedeque e antes da lei escrita porque se não haveria o porque de ter obediência a esses preceitos. Lógicamente que uma pessoa mortal não pode ser mais antiga do que os preceitos orais e morais existirem.(Gn2:16-17) Note que "Até" o Patriarca Abraão entregou o dízimo(Hb7:4) (Gn2:16-17) (Gn18:25) O texto indica que além de Abraão "Até" outros também entregavam o dízimo e outros antes mesmo de Abraão conheciam os preceitos de Deus e esses preceitos já existiam antes de Abraão e de Melquisedeque.(Gn26:5)


      4) Não se preocupe com o Juízo não vai ter condenação para quem pratica o dízimo porque não é pecado.

      Excluir
    2. 5) Sr. Reginaldo , Havia dois centros de culto no reino do norte – um em Betel e o outro em Gilgal. Sem dúvida, eram centros de idolatria, mas em seus sermões, o ataque principal de Amós era contra o pecado de formalismo religioso – a execução de atos religiosos que não produziam impacto prático na vida do indivíduo. O povo e seus líderes tinham separado a religião da moralidade e da justiça. Amós descreveu o zelo religioso do povo como pecaminoso, e com sarcasmo o convidou a continuar realizando seus rituais para que aumentasse sua pecaminosidade: “Ide a Betel e pecai; ide a Gilgal e pecai ainda mais. Trazei vosso sacrifício cada manhã, vosso dízimo a cada três dias.”(Amós4:4)
      Fazendo uma analogia com os fariseus Religião ou religiosos sem ética , moralidade e justiça (Mt23:23) (Mt23:3) é um ato de rebelião e rebeldia contra o Senhor.(Sl103:17-18) (Dt7:9)
      (Nm 15:15-16) (1Jo3:21-22) (1Jo5:3)(2Pe2:17) (1Co7:19)(Rm3:29) (Jo11:52) (Rm9:8) (At10:34) (Dt1:17) (Rm2:11)(Mt4:4) (Ap14:12) “Porque eu, o Senhor, não mudo” (Ml3:6) (Tg1:17)

      Excluir
    3. Que fique bem claro. NÃO SOU CONTRA O DÍZIMO e nem contra nenhuma prática bíblica.

      O que eu não aceito e nem tolero é a extorsão cometida por pseudos-ministros cobrando um imposto compulsório sob o apelido de dizimo, pois fui bem claro que o dizimo atualmente cobrado não é bíblico.

      E quanto aos ritos veterotestamnetários, conforme consta nas escrituras do antigo testamento, também já fui claro que nada tem a ver comigo que não sou judeu, mas gentio.

      Excluir
    4. Sr. Reginaldo vc diz que NÃO SOU CONTRA O DÍZIMO , mas não encontrei uma postagem sua a favor do dízimo no N.T., absolutamente nenhuma. Também não encontrei nenhuma postagem afirmando com versículos bíblicos que o dízimo não é mais válido no N.T. dízimo não é "apelido" e sim a parte a parte que pertence a Deus. O dízimo não é ritual cerimonial. A pratica do dízimo não é só para judeu((Gn14:18-20) Deus é Deus apenas dos judeus? Ora, não é Ele igualmente Deus de todos os povos? Evidente que sim, dos gentios também,(Rm3:29) Deus não faz acepção de pessoas;(At10:34) (Dt1:17) (Rm2:11) (Jo11:52) (1Co7:19) (1Jo3:21-22) (Ap14:12)

      Excluir
    5. Vou ser mais claro. Não sou contra o dizimo bíblico. Mas em relação a esse dizimo católico romano estabelecido por força de lei no ano 785 pelo rei católico Carlos Magno, sou sim.

      Assim como não sou contra o dizimo bíblico que não era para mim, também não sou contra a circuncisão e nem a guarda do dia de sábado. Mas nem por isso, vou observá-los, pois não sou judeu.

      Mas, fique a vontade. Continue pagando seu "dizimo" em dinheiro se achas que assim estás fazendo a vontade de Deus. Paulo já dizia que a fé não é de todos.

      Excluir
    6. Este comentário foi removido pelo autor.

      Excluir
    7. Abraão obedeceu à minha voz, e guardou o meu mandado, os meus preceitos, os meus estatutos e as minhas leis.(Gn26:5) "Aproximadamente" 1.705 a.C.-Deus chama Abrão aos 75 anos, para a terra de Canaã (Gên 12:1-3) Então vemos o dízimo sendo praticado por Abrão muito antes do rei católico Carlos Magno estabelecer no ano 785. o dízimo já era uma pratica antes de Carlos magno pensar em nascer. A bíblia não ensina e nem recomenda no N.T. que a prática do dízimo "Não" seja praticada pelos cristãos ou estrangeiros convertidos. O curioso é que não encontro doutrina ou manifestações contrárias ao dízimo no N.T. Também não é pecado e pela lei dos homens também não é crime. https://www.jusbrasil.com.br/topicos/10730845/inciso-vi-do-artigo-5-da-constituicao-federal-de-1988


      Enigmaticamente o dízimo foi estabelecido antes da lei e em (Gn14:18-20) (Gn26:5) é praticado na promessa na ordem do Sacerdócio de Melquisedeque. A (décima parte) também se encontra em (Ap11:13)

      Excluir
    8. Atente para o que eu afirmei Marcelo. Carlos Magno, no ano 785 estabeleceu por força de lei o dizimo em DINHEIRO. Vou repetir: DIZIMO EM DINHEIRO. Não estou falando do dizimo bíblico, mas de uma heresia firmada com o fim de financiar o Vaticano e seus comandantes.

      Abraão obedeceu à minha voz, e guardou o meu mandado, os meus preceitos, os meus estatutos e as minhas leis.(Gn26:5). Sim, com certeza. Mas não há nenhuma menção de Abraão haver dado o dizimo como um mandamento de Deus. Ele o fez de forma voluntária e, como um costume vigente da época, onde os reis cobravam dízimos como pedágio dos que passavam por seus territórios. No entanto, em Gênesis 17.10, vemos Deus dar diretamente a Abraão o rito da circuncisão. Deus deu a ele e seus descendentes como UM MANDAMENTO, onde até mesmo o próprio Cristo foi circuncidado em obediência a essa lei. Mas, circuncidar não gera receita né? Então, pra que obedecer?

      Excluir
    9. Sr. Reginaldo , Atente para o que vou afirmar , Carlos Magno, no ano 785 não estabeleceu por força de lei o dizimo em DINHEIRO porque o dízimo desde a sua existência já era de TUDO. Vou repetir: DIZIMO EM DINHEIRO antes de qualquer lei NÃO É E NUNCA FOI PECADO. Estou falando do dizimo de TUDO além de ser bíblico , o dízimo de TUDO pode ser praticado "em" dinheiro ou "de" dinheiro é o da ordem do Sacerdócio de Melquisedeque e não tem nada haver com o Vaticano e seus comandantes e NÃO HÁ E NUNCA HOUVE PROIBIÇÕES NA BÌBLIA DO DÍZIMO EM DINHEIRO OU DE DINHEIRO. A origem do dízimo é na promessa e no sacerdócio de Melquisedeque(Rm4:16) (Hb7:6) (Hb7:11) Abraão obedeceu à minha voz, e guardou o meu mandado, os meus preceitos, os meus estatutos e as minhas leis.(Gn26:5) Ora, se o dízimo teve uma origem antes da lei (Ordem do Sacerdócio de Melquisedeque) e depois foi praticado na lei (Ordem do Sacerdócio levítico) Melquisedeque sendo um homem(Hb7:4) não era da genealogia levítica (Hb7:6) Abençoarei os que te abençoarem(Gn12:3) Melquisedeque já era abençoado por Deus antes de abençoar Abraõ(Hb7:1) (Gn12:3) (Hb7:7) Abrão mesmo obedecendo aos preceitos orais e morais de Deus era inferior a Melquisedeque. Como pode alguém superior como Melquisedeque e sendo Sacerdote do Deus Altíssimo e ser subordinado a Deus ir ao encontro e abençoar alguém sem obedecer aos seus preceitos de Deus e sem a permissão de Deus?(Jo3:27) O primeiro dízimo foi entregue pelo pai da fé Abrão. O primeiro dízimo foi recebido por um Sacerdote de Deus que tinha fé e semelhante ao autor da fé (Hb12:2) , e que era maior que abrão(Hb7:4) e semelhantemente comparado com Jesus Rei de Justiça” “Rei da Paz”. Será que Melquisedeque vivia sem mandamento oral e moral antes da lei ?(Hb7:2-3) Na bíblia tanto na ordem do sacerdócio de Melquisedeque como na ordem do sacerdócio Levítico há preceitos orais e morais. No A.T. o dízimo era um princípio moral , calculado em uma décima parte. Dar menos que isso era desobediência a Deus. Aliás, equivalente ao pecado do roubo. (Ml3:8)(2Pe3:17) E bendito seja o Deus Altíssimo, que entregou os teus inimigos nas tuas mãos! E Abrão deu-lhe o dízimo de tudo.(Gn14:20)

      Excluir
    10. Abraão entregou o dízimo a Melquisedeque porque reconheceu que estava diante de um sacerdote de Deus(Ordem de sacerdócio de Melquisedeque é a mesma de Jesus) e reconheceu que a sua vitória e/ou vitórias não vinha dele próprio e sim com a benção de Deus. Ora , se existia o mandamento do dízimo na lei(Lv27:32-34) (Ml3:8) porque não existia e não era mandamento oral e moral para os que obedeciam a Deus antes da lei ? (Gn14:18-20) O voto de Jacó mostra que ele conhecia e sabia que o preceito oral e moral do dízimo era de Deus."CERTAMENTE TE DAREI O DÌZIMO"(Gn28:22) (Ordem do Sacerdócio de melquisedeque) Como ele sabia disso ? Com quem ele aprendeu que o dízimo era de Deus antes da lei escrita ? (Gn26:5) Jacó também aprendeu que o dízimo era de Deus(Gn28:22) sozinho ou que era um costume vigente ou pedágio para algum rei ? Ele sabia que o preceito do dízimo já era uma prática oral e moral antes da lei e que pertencia a Deus.(Gn28:22) Só existe 1(uma) ORDEM DE SACERDÓCIO NA BÍBLIA QUE PODE RECEBER DÍZIMO DE TUDO E ESTÁ EM VIGOR QUE É a ordem do Sacerdócio de Melquisedeque. Mas vocês serão chamados sacerdotes do Senhor, MINISTROS DO NOSSO DEUS.(PLURAL) Vocês se alimentarão das riquezas das nações, e no que era o orgulho delas vocês se orgulharão.(Is61:6)
      E os MINISTROS(PLURAL) DA NOVA ALIANÇA que são da ordem de sacerdócio de Melquisedeque é superior(1Co4:1-2) também tem direito de receberem.(1Co9:9-10) (1Co9:13-14) Não há menção na bíblia que Melquisedeque recebeu o dízimo somente na condição de Rei , até porque ele já era Rei e Sacerdote Deus.(Gn14:18-20) Se for assim vc terá que perguntar também a Jesus se ele recebe tudo o que tem direito na condição de rei ou Sacerdote ?(1 Tm 6:15) .(Hb10:21) (Ef1:23)(1Tm3;15) (At11:25-26) (At25:9-11) (Ef4:11) (At20:28) (Cl1:18) Note que Jesus foi Morto e como rei e sacerdote recebe Tudo o que tem direito (Ap5:12) (Hb8:4) assim como os ministros da sua Igreja. Sobre circuncisão Sr. reginaldo vamos ler abíblia ? A circuncisão nada é, e também a incircuncisão nada é, mas sim a observância dos mandamentos de Deus.(1Co7:19) (Ap14:12) Cuidado !!! vc erra nas suas interpretações pessoais !!!

      Excluir
    11. Deus ouve as orações e responde as oração dos obedientes aos seus preceitos(Gn25:21) (Gn26:2) (Gn26:5) (1Jo3:21-22) Abraão e Jacó entregaram o dízimo a Deus porque tinham consciência que o dízimo pertencia a Deus antes da lei.(Gn14:18-20)(Gn28:22) assim como tinham consciência dos outros preceitos orais e morais de Deus passado de geração a geração. (Gn2:16-17) (Gn4:7) (Gn6:9) (Gn6:22) (Gn18:32)

      Excluir
    12. Então, pelo fato de eu não pagar mais esse dízimo eu estou em obediência a Deus, uma vez que Ele tem atendido as minhas orações.

      Excluir
    13. A Bíblia nos diz que quando pedimos a Deus por qualquer coisa de acordo com a Sua vontade, Ele nos escuta e nos dá o que pedimos (1Jo5:14-15) Deus faz promessas que são aplicáveis a todos (crentes e descrentes)várias promessas que, de acordo com o contexto, são apenas para os crentes. Porque os Cristãos têm recebido a Cristo, somos encorajados a nos achegar confiadamente junto ao trono da graça, a fim de recebermos graça para socorro em ocasião oportuna.(Hb4:14-16) "Buscar-me-eis e me achareis quando me buscardes de todo o vosso coração."(Jr29:13) Há casos quando Deus não responde às orações de um descrente. Se um descrente fizer uma oração de acordo com a vontade Deus, nada impede que Deus responda a tal oração – de acordo com a Sua vontade.

      Excluir
    14. De todo o meu coração tenho te buscado; não me deixes desviar dos teus mandamentos.(Sl119:10)

      Excluir