Páginas

quinta-feira, 26 de março de 2009

DEUS DE MILAGRES

-->
O Deus a quem sirvo não mudou. Ele opera milagres verdadeiramente na vida daqueles que nEle crêem.
Testemunho isso, porque a minha vida e de minha família é um verdadeiro milagre das mãos de Deus.

Neste espaço, mencionarei alguns para a glória do Nome do Senhor:

1º MILAGRE – A RESSURREIÇÃO DA SUELLEN
Como anteriormente relatei Deus já tinha projetos para comigo e eu não o sabia.
Tudo começou quando eu conheci a minha esposa Marlene, a qual não tenho dúvidas, que foi Deus que a preparou para mim. Conhecemo-nos bem jovens e então, um grande amor nasceu entre nós.
Por não termos conhecimento de Deus e sua Palavra, nos ajuntamos sem a benção do casamento, e por isso, atravessamos algumas dificuldades.
Da nossa união veio a nossa filha Suellen, (foto à esquerda), que no momento de vir ao mundo, houve complicações no parto e ela foi dada como morta. Não me conformei em perder a minha filha, o primeiro fruto de nosso amor. Mesmo sem ter intimidade com Deus, roguei a Ele a sua misericórdfia pois sabia que Ele poderia devolver a vida de minha filha. A minha fé se deu em virtude de uma literatura que foi dada a minha esposa por um crente e ela por sua vez a colou no espelho de nossa cama. Todas às vezes que eu me deitava, meus olhos iam direto na mensagem contida naquele folheto que dizia: DEUS É QUEM DÁ A VIDA.

Naquele momento de aflição, lembrei-me dessas palavras e pedi o socorro dEle. E, nesse dia, 26 de março de 1985, Deus começou a revelar seu plano em nossas vidas restituindo a vida da Suellen milagrosamente.

Esse foi o primeiro milagre de Deus revelado em minha vida.

2º MILAGRE - A CURA DO ULYSSES

Dois anos depois nasce o Ulysses e foi aí que eu vi a mão de Deus operar maravilhosamente. Nessa época, o Brasil passava por uma recessão e os alimentos, inclusive o leite sumiu das prateleiras dos supermercados. Então, tive que enfrentar imensas filas para conseguir uma espécie de leite importado de má qualidade para alimentar o bebê. O resultado disso é que ele com apenas seis meses de vida contraiu infecção intestinal e após passar por dois hospitais públicos e uma clínica particular, foi sentenciado pelos médicos como sem solução, pois, na sua idade a infecção estava avançada e ele não tinha mais como resistir.Trazido de volta para casa, começou a ter ânsias de morte.
Quando tudo parecia perdido, Deus revela o seu infinito amor. Na tarde daquele dia, vieram até minha casa três senhoras que faziam parte do Círculo de Oração Lírio dos Vales da Congregação Betel. Ao tomarem conhecimento da situação, pediram-me permissão para orar pelo bebê, pois conheciam a minha forma de doutrina e respeitavam a minha posição religiosa. 

A princípio, pelo orgulho que tinha, não quis ceder, porém, vendo o meu filho moribundo e que não tinha nada a perder, permiti que orassem por ele. Elas perguntaram seu eu cria que Deus poderia restaurar a saúde dele. Fiquei calado. Então, perguntaram pela segunda vez se eu podia crer num milagre. E, como religioso que era disse que sim. Então, perguntaram se eu possuía um exemplar da Bíblia Sagrada. Eu afirmei que sim, pois minha posição na igreja exigia que assim fosse. Pediram-me para lê-la. Apanhei então minha Bíblia de tradição católica e a li. 

Perguntaram se eu sabia orar. Respondi que não. Então pediram para que eu acompanhasse-as enquanto elas oravam. Impondo as mãos sobre o bebê, começaram a suplicar com rogos e lágrimas e eu achei estranho tudo aquilo, pois na minha igreja não tinha nada daquilo. Por uns cinco minutos elas clamaram a Deus e então me pediram que anotasse o nome do bebê em um pedaço de papel o que o fiz. Então, elas saíram e disseram: vamos agora à igreja e ali vamos continuar a interceder por seu filho e creia que o milagre vai acontecer.

Era isso por volta das 14:00 hs. do dia 23 de julho de 1987. Uns quinze minutos depois que elas se retiraram, um ar de esperança encheu meu coração e eu pedi para que minha esposa fizesse um pouco de leite e o desse ao bebê. Ela estranhou aquilo e me disse: como? Ele não ingere nada há duas semanas. Nem soro seu corpo aceita mais. Mais eu insisti, como se algo me impulsionasse a fazer aquilo. 

Então, diante de minha insistência ela o fez e eu fui assentar-me debaixo de uma árvore que havia no quintal de casa. Minutos depois ouvi o seu chamado um pouco assustada e pensei que meu filho havia morrido. Então, ela me disse: Venha ver, ele tomou todo o leite. -Não acredito., eu disse. -Sim, é verdade venha ver. Ela pôs mais leite em um vasilhame e o colocou em sua boca e ele havidamente bebeu todo o leite. Assustado perguntei a minha esposa. Terá sido a oração das mulheres? Você ainda tem dúvidas? Ela me disse.

Milagrosamente meu filho se restabeleceu e eu muito alegre solicitei novamente a presença dos crentes em minha casa. O fato foi comunicado à igreja, e o dirigente local, irmão Waldemar Ribeiro, suspendeu o culto da quarta-feira e convocou a igreja a se reunir em meu Lar para prestar ação de graças ao Senhor pela cura de meu filho (foto à esquerda).
Quando chegou o dia de realizar o culto e estando meu filho completamente curado, arrependi-me de ter solicitado a presença dos crentes em minha casa, devido a minha posição religiosa.
Como não podia desmarcar, tentei fugir da responsabilidade. Peguei minha esposa e filhos e fui pra casa de minha mãe, pensando que, quando os crentes chegassem em minha casa e não vendo ninguém ali voltariam e não realizariam o culto e depois eu dava uma desculpa.
Porém, os planos de Deus não podem ser frustrados. O coração do homem faz planos, mas a resposta certa dos lábios vem do senhor.

3º MILAGRE - MINHA CONVERSÃO E NOVO NASCIMENTO.
"Jesus respondeu, e disse-lhe: Na verdade, na verdade te digo que aquele que não nascer de novo, não pode ver o reino de Deus"
(João 3 : 3).
O Novo nascimento é uma exigência divina para que tomemos posse do reino dos céus que Jesus preparou. Essa singular experiência aconteceu comigo no dia 29 de julho de 1987, justamente no dia em que tentei fugir da minha responsabilidade. Aquele dia estava marcado na agenda de Deus e eu não tinha pra onde escapar. Aleluia".

Creio que não há milagre maior do que uma vida transformada pelo poder do sangue que Jesus derramou na cruz
Era uma noite de quarta-feira quando isso aconteceu e, confesso, lutei para que isso não acontecesse, mas operando Deus quem impedirá?

E, ao retornar da casa de minha mãe, encontrei os crentes reunidos no alpendre de casa. Chovia naquela noite, mas eles estavam determinados e já haviam iniciado o culto. Pedi-lhes desculpas pelo que havia feito e acompanhei a celebração do culto. Lembro-me que no início do culto uma das senhoras que orou pelo Ulysses cantou um hino, cuja letra do refrão diziam assim:

"Meu amigo hoje tu tens a escolha / vida ou morte qual vais aceitar / amanhã pode ser muito tarde/ hoje Cristo te quer libertar".

Eu estava muito apreensivo, pois era a primeira vez que participava de uma reunião de crentes e, confesso que pedia a Deus para o tempo passasse rápido e acabasse logo o culto para eu me ver livre da obrigação.

Perto das 21:00hs, o dirigente convoca a igreja para orar pelo encerramento do culto e eu fiquei aliviado. Porém, nesta exata hora vai passando na frente de minha casa um jovem obreiro, hoje pastor Paulo Jackes. Ao ver que estavam realizando um culto parou alí, e como ele era conhecido do dirigente, este o chamou para orar finalizando o culto. Antes, porém, ele questiona o porque do culto alí naquele dia, já que era dia de culto na igreja. Disseram-lhe o motivo e, então ele se vira para mim e me lança o convite.

Naquele momento, travei a maior batalha de minha vida. Pensei em dizer um NÃO, que não estava preparado e que queria um tempo pra pensar. Foi então que o hino que a irmã havia cantado no início do culto ressoou nitidamente no meu coração. Era o Espírito Santo trabalhando e me convencendo da minha triste situação.

Tomei a decisão de dizer um SIM, mas naquele exato momento, ouvi uma vóz diferente me fazendo lembrar dos meus amigos, do pacto que fiz com minha mãe e das festas que eu realizava, pois até aí eu era DJ de aparelhagem de som, tendo inclusive projetado uma a qual denominei de Musi Star e que existe até hoje.

Diante disso, desistir e resolvi a continuar ser o que era. Mas, o amor de Deus é grande e infinita a sua misericórdia e novamente o Espírito Santo me faz ouvir aquele belo hino.
Reuni todas as minhas forças, segurei firme a mão de minha esposa e, de um salto me pus em pé e disse: SIM! EU QUERO ACEITAR A JESUS!

Foi como que um peso que saiu de sobre mim, então me prostrei e recebi a oração da igreja. Após o culto fui dormir e às 2:00 hs da manhã fui despertado pela voz diferente me acusando do mal que eu tinha feito. Fiquei perturbado e minha esposa acordou e perguntou o que eu tinha. Respondi-lhe que não iria mais continuar como um crente, pois tinha ido contra os meus princípios. Ela sabiamente me disse: Voce assumiu um compromisso com Deus e não com os homens, e com Deus não se brinca. 

O que devo fazer então? Perguntei-lhe. Ela disse: Não sei! Vai orar e pedir a Deus e Ele te dará a direção.

Dobrei meus joelhos e orei com todas as minhas forças e acabei adormecendo de joelhos. Pela manhã, tudo estava diferente. Levantei com uma indizível alegria e queria dizer a todo o mundo que era um crente em Jesus.
Hoje, sou obreiro, dirigente de congregação e muito mais que feliz, pois como Josué, Eu e minha casa servimos ao Senhor.

Um comentário:

  1. POSSO AFIRMAR QUE SUA FAMÍLIA TAM INFLUENCIA EM MINHA CONVERSÃO TAMBÉM POIS LEMBRO QUE DESDE QUANDO ERA MORMOM A MARLENE JÁ FALAVA DE CRISTO PARA MIM E COMECEI AME APAIXONAR PELOS HINOS EVANGÉLICOS QUE ELA ME FAZIA OUVIR.
    DOU GRAÇAS A DEUS POIS SEI QUE NADA ACONTECE POR ACASO E SEI QUE NOSSA MAIZADE DESDE AQUELA ÉPOCA JÁ FAZIA PARTE DO PLANO DE DEUS PARA MINHA VIDA!!!
    QUE DEUS CONTINUE VOS ABENÇOANDO GARANDEMENTE!!!
    PS: MEU BLOG ATÉ AGORA SÓ TEM POESIAS POIS ESTOU ME ACOSTUMANDO A USÁLO!

    ResponderExcluir