Páginas

quinta-feira, 14 de abril de 2016

A Lei e os Profetas dão testemunho da justiça de Deus


"Mas agora se manifestou sem a lei a justiça de Deus, tendo o testemunho da lei e dos profetas;" (Romanos 3 : 21).

A terceira lição da Escola Dominical (CPAD) tem como tema “Justificação, somente pela fé em Jesus”. O primeiro tópico da lição fala sobre a “Justificação manifestada” e o primeiro sub-tópico tem como assunto: “um culpado que é inocentado”. Resolvi escrever sobre este tópico da lição, pois me chamou atenção o verso 21 do capítulo 3 da carta aos Romanos que é a base do estudo deste trimestre, onde o verso diz: "Mas agora se manifestou sem a lei a justiça de Deus, tendo o testemunho da lei e dos profetas". O que seria essa justiça e como ela era aplicada; estaria ela ficado de alguma forma oculta e de que maneira a lei e os profetas testemunharam dessa justiça de Deus na nova aliança?

No primeiro capítulo da carta aos romanos, Paulo ensina que a justiça de Deus a todos os homens (judeus e gentios) é revelada pela crença no evangelho, como diz: “Porque não me envergonho do evangelho de Cristo, pois é o poder de Deus para salvação de todo aquele que crê; primeiro do judeu, e também do grego. Porque nele se descobre a justiça de Deus de fé em fé, como está escrito: Mas o justo viverá da fé” (Romanos 1 : 16 , 17).

Não é difícil de entender que essa Justiça de Deus foi manifestada por intermédio de seu próprio filho, Jesus Cristo quando veio ao mundo cumprir a vontade do Pai. Jesus não veio apenas cumprir a lei, mas toda a justiça de Deus (Mateus 3 : 15). Jesus é o início, o centro e o cumprimento das Escrituras. Certa vez Ele mesmo testificou assim. "E disse-lhes: São estas as palavras que vos disse estando ainda convosco: Que convinha que se cumprisse tudo o que de mim estava escrito na lei de Moisés, e nos profetas e nos Salmos." (Lucas 24 : 44). Cristo, como justiça de Deus é a redenção de todos os povos, do passado, do presente e do futuro, pois as Escrituras dizem que: "Jesus Cristo é o mesmo, ontem, e hoje, e eternamente." (Hebreus 13 : 8). Sendo a justiça de Deus, nem mesmo na morte Ele descansou, pois foi pregar aos espíritos em prisão (1Pedro 3 : 18 – 20).

Como a justiça de Deus operou no antigo testamento e de que maneira a Lei e os profetas deram testemunho?

O Testemunho dos Profetas.

No antigo testamento todos os profetas testemunharam de Cristo como a justiça de Deus; de Moisés até Malaquias. No antigo testamento não encontramos o termo evangelho, pois evangelho significa “boas novas”. Somente Paulo diz que a Abraão foi pregado o evangelho antes da lei como uma maneira de demonstrar que os gentios (não judeus) seriam justificados pela fé (Gálatas 3 : 8). Mas, pelo fato de os judeus serem o povo eleito para guardar os oráculos de Deus (a Lei), era inconcebível a este povo a ideia de que Deus pudesse se achegar a outro povo que não fosse eles. Mas por intermédio do profeta Jonas, vemos Deus manifestar a sua justiça quando Ele envia-o a Nínive a anunciar Sua Palavra. Jonas, como judeu não tinha afinidade pelos ninivitas sabendo serem gentios e, na visão humana e exclusivista dele, os ninivitas não seriam dignos da misericórdia de Deus. Por isso, Jonas decide desobedecer a Deus e desvia sua rota indo para Társis (Jonas 1 : 3). 

Mas os planos de Deus não podem ser frustrados e então, Ele usa sua criação para realizar seu intento. Um grande peixe engole Jonas e o leva a Nínive a cumprir sua vontade (Jonas 1 : 17). Jonas prega a justiça de Deus e mesmo contra a sua vontade aquele povo crê e se arrepende do mal. Do rei ao mais humilde criado, todos se humilham na presença de Deus (Jonas 3 : 5 – 8). “Deus viu as obras deles, como se converteram do seu mau caminho; e Deus se arrependeu do mal que tinha anunciado lhes faria, e não o fez” (Jonas 3 : 10). Vemos que a justiça de Deus operou mediante a pregação de Jonas, pois “que a fé é pelo ouvir, e o ouvir pela palavra de Deus”.  (Romanos 10 : 17). Ao ver Deus perdoar esse povo, Jonas entra em depressão desejando a própria morte. Mas Deus fê-lo entender que a sua misericórdia está além dos caprichos dos homens. Esse exclusivismo do povo judeu se viu até mesmo entre os discípulos de Jesus, quando Pedro é enviado a Jope a pregar o evangelho (justiça de Deus) a um homem que não era judeu, mas gentio – Cornélio. Mas ao ver como Deus havia se revelado a Cornélio, Pedro exclama: “Reconheço por verdade que Deus não faz acepção de pessoas; Mas que lhe é agradável aquele que, em qualquer nação, o teme e faz o que é justo” (Atos 10 : 34 , 35).

O testemunho da Lei.

Na sua justiça, Deus não faz acepção de pessoas. Ao estabelecer a lei para os hebreus, o Senhor teve o cuidado em orientar as lideranças quanto a Sua justiça ser vivenciada em relação ao povo. A Lei assim diz: "Pois o SENHOR vosso Deus é o Deus dos deuses, e o Senhor dos senhores, o Deus grande, poderoso e terrível, que não faz acepção de pessoas, nem aceita recompensas;" (Deuteronômio 10 : 17) ; "Não torcerás o juízo, não farás acepção de pessoas, nem receberás peitas; porquanto a peita cega os olhos dos sábios, e perverte as palavras dos justos."  (Deuteronômio 16 : 19). Aos sacerdotes no tempo de Malaquias, o Senhor repreende-os duramente por eles haverem transgredido a lei, sendo injustos com os próprios irmãos, com os necessitados até mesmo com seus cônjuges, quando eles trocaram suas esposas por mulheres estrangeiras, fazendo com que o altar do Senhor fosse coberto com lágrimas. "Por isso também eu vos fiz desprezíveis, e indignos diante de todo o povo, visto que não guardastes os meus caminhos, mas fizestes acepção de pessoas na lei." (Malaquias 2 : 9).

Na Lei, Deus manifestou a sua justiça a todas as classes de pessoas. Vemos isso quando Ele criou leis para proteger os órfãos, as viúvas e até os estrangeiros. Na distribuição dos dízimos que deveriam ser dados aos levitas por causa do trabalho que executavam no santuário; uma parte deveria ser repartida com os pobres como maneira de diminuir ou sanar a desigualdade social. Não cumprir essa lei em favor destas pessoas consistia em roubar a Deus e ser amaldiçoado (Malaquias 3 : 8 - 10). No novo testamento a igreja em seu início, seguiu o mesmo principio com as contribuições que a principio eram levadas aos pés dos apóstolos que distribuíam com os que tinham necessidades (Atos 4 ; 34). Jesus e os apóstolos ensinaram esse princípio com base na lei maior que é o amor, inclusive Paulo (2Corintios 9 : 1 – 15). Principio este que foi desvirtuado quando Roma institucionalizou a igreja e que infelizmente continua sendo até os dias de hoje, onde muitos já abandonaram o primeiro amor (Apocalipse 2 : 4).

Muitas igrejas que deveriam ser responsáveis em manifestar a justiça de Deus ao mundo, trilharam um caminho totalmente inverso à vontade Deus. Por amor ao dinheiro praticam a acepção de pessoas, recebendo e honrando em seus arraiais somente aqueles que contribuem conforme o desejo das lideranças, mas hostilizando e até expulsando os que não contribuem. Não levam em conta que seus pecados foram perdoados, mas o preço pago foi muito alto, para que pudessem ser justificados gratuitamente, isto é, sem terem que pagar nenhum preço, como diz: "Sendo justificados gratuitamente pela sua graça, pela redenção que há em Cristo Jesus." (Romanos 3 : 24).

A acepção de pessoas é um grave pecado como diz Thiago, o irmão do Senhor: "Mas, se fazeis acepção de pessoas, cometeis pecado, e sois redargüidos pela lei como transgressores."  (Tiago 2 : 9). Ela é também uma afronta a Deus que é justo que ama a todas as suas criaturas, indistintamente sem pedir nada em troca. Por isso que Paulo prega que no evangelho se revela a justiça de Deus, "Porque, para com Deus, não há acepção de pessoas." (Romanos 2 : 11).

Além da santidade, uma grande característica da igreja do Senhor é a justiça, qual deve praticar enquanto aqui entre os homens aguarda a vinda do noivo nas núvens para arrebatá-la.

"Seja a vossa eqüidade notória a todos os homens. Perto está o SENHOR." (Filipenses 4 : 5).

Em Cristo,

Reginaldo Barbosa
Santa Bárbara do Pará

16 comentários:

  1. Os irmãos e irmãs de Noé não foram salvos porque???

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Talvez não vivessem mais no tempo em que aconteceu o dilúvio, ou então, pelo mesmo motivo que os demais morreram e que muitos ainda irão morrer - a Incredulidade.

      Lembre que até na família de Jesus os irmãos dEle não lhe davam crédito (João 7.5)

      Excluir
    2. Os irmãos dele oravam no cenáculo at1;14

      Excluir
    3. Santa paciência.

      Não seja ridículo Marcelo. Todos os que acompanham esse blog percebem que não tens o saudável hábito de ler as escrituras. No episódio do cenáculo, Jesus já havia ido ao Pai. Os irmãos dele se converteram quando viram tudo se cumprir nele em sua morte.

      Excluir
    4. Os irmãos de Cristo se converteram.

      Excluir
    5. Sim, dois deles, inclusive, escreveram epístolas no NT. Tiago e Judas.

      Mas isso não é relevante. O assunto aqui é outro.

      Tchau

      Excluir
    6. Ora se o assunto é lei , mostre que a lei moral foi abolida !!! aguardo anciosamente , kkk

      Excluir
    7. Não poderei, pois ela não foi. Nenhum dos seus 613 mandamentos foram abolidos. Foram cumpridos, mas não abolidos. Por isso, o sábado está em vigor, a circuncisão também, as festas anuais etc. Você os guarda?

      Mas tem algumas leis que apesar de não haverem sido abolidas, não se pode praticar. Sabe quais? As que eram ligadas ao templo como dizimos, ofertas e primícias. Elas não podem ser praticadas pois o templo foi destruído no ano 70 Dc e junto com ele a casa do tesouro. Pela lei, esses mandamentos só deviam ser praticados naquele lugar. E só voltarão a ser quando o terceiro templo for construído.

      Mas incrivelmente desses todos, você só guarda do dizimo né? Então, não venha com hipocrisia me perguntar se eu guardo a lei, pois Cristo me libertou dela.

      Excluir
    8. Os insubordinados pregam um falso evangelho sem preceito at1;2 , 1jo3;4 , 1jo2;3-6

      Excluir
  2. Exatamente.

    Preciso colocar vos textos escritos para o leitor entender a posição.

    Atos 1.2: "Até ao dia em que foi recebido em cima, depois de ter dado mandamentos, pelo Espírito Santo, aos apóstolos que escolhera". Ora, quem foi mesmo que Jesus escolheu? Os Apóstolos! Eles não foram escolhidos por uma CONVENÇÃO, mas por Jesus. É insanidade comparar os apóstolos com pastores de hoje.

    1João 3.4: "Qualquer que comete pecado, também comete iniqüidade; porque o pecado é iniqüidade". O que é iniquidade? Iniquidade é o oposto da equidade que é a pratica da justiça. Logo, iniquidade é a injustiça sendo praticada. E quem comete iniquidade chama-se ímpio. E quem é o ímpio? É aquele que conhece a verdade mas foge dela. É aquele que diz: Senhor, Senhor mas não o obedece. Em resumo. É todo aquele que pratica a injustiça contra o semelhante, explorando-os na sua ignorância, usando para isso, textos isolados para lucrar em cima do incauto ou seja, muitos pastores atuais que usam desta manobra. Eu não faço isso, mas como se vê, eu combato essa prática. Logo,não sou eu que prego um falso evangelho.

    1João 2.3-6:
    3 E nisto sabemos que o conhecemos: se guardarmos os seus mandamentos.
    4 Aquele que diz: Eu conheço-o, e não guarda os seus mandamentos, é mentiroso, e nele não está a verdade.
    5 Mas qualquer que guarda a sua palavra, o amor de Deus está nele verdadeiramente aperfeiçoado; nisto conhecemos que estamos nele.
    6 Aquele que diz que está nele, também deve andar como ele andou.

    Que maravilha se os pastores obedecessem a bíblia né Marcelo?

    Bom dia!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. A Lei moral faz parte "Justiça de Deus" e todos que praticam essas coisas se não se arrependerem e se converterem já estão fora do reino de Deus !!! 1Co6:9-10

      Excluir
    2. Aff...

      Me mostre aqui onde a Lei de Deus se divide segundo o seu raciocínio. Se existe Lei moral, então deve ter a imoral né?

      Excluir
    3. Se existe ? kkk Que Deus tenha misericórdia da tua alma!!!O primeiro passo que vc tem que aprender é sobre a lei oral de Deus , depois a lei moral de deus que é o que interessa para os cristãos. está explícita em toda a bíblia A.T. e N.T. estude !!! Os imorais , injustos querem viver de seu próprio jeito enfim continuar no pecado , mas se deixarem essas praticas herdarão o reino de Deua.(1Tm1:8-11) (1Co6:9-10)

      Excluir
    4. Te desejo o mesmo Marcelo.

      PS. O Deus a quem sirvo se escreve com "D" maiúsculo.

      Excluir
    5. A ordem dos fatores não altera o produto vc sabe em quem eu creio no "DEUS" todo poderoso , escrevo muito rápido e faço outras tarefas no computador e também não sou perfeito. E ainda que distribuísse toda a minha fortuna para sustento dos pobres, e ainda que entregasse o meu corpo para ser queimado, e não tivesse amor, nada disso me aproveitaria. (1Co13:3) O amor deve ser completo até os inimigos devemos amar. (Lc6:27) , (Rm12:20)





      Excluir
    6. "Respondeste bem; faze isso, e viverás." (Lucas 10 : 28)

      Excluir