Páginas

quinta-feira, 21 de abril de 2016

A Lei, a Graça e as Três Obras




INTRODUÇÃO

As lições da escola dominical deste segundo trimestre de 2016 aborda o tema “Maravilhosa Graça”, com base na carta de Paulo aos Romanos. O tema é oportuno e extremamente importante, pois nesta carta o Apóstolo Paulo ensina a respeito da justiça de Deus que neste tempo da graça se manifestou a todos os povos(judeus e gentios), por intermédio da pregação do evangelho que é o poder de Deus para salvação de todo aquele que crer (Romanos 1 . 16).  Por isso, é necessário a todo mestre e aluno saber discernir entre Lei e Graça e conhecer o que a bíblia sobre as três obras, como: obras da Lei, obras da carne e as boas obras ou obras de justiça.

Sobre a Lei e a Graça. "Porque a lei foi dada por Moisés; a graça e a verdade vieram por Jesus Cristo."(João 1 : 17).

Muitos crentes têm dificuldades em entender a grande diferença entre Lei e Graça. Muitos, inclusive, defendem a observância da Lei em plena dispensação da Graça, levando em conta a expressão de Jesus em Mateus 5 :17, que diz: “Não cuideis que vim destruir a lei ou os profetas: não vim ab-rogar, mas cumprir”. O que Jesus quis dizer com essa palavra? Que Ele foi o único capacitado a cumprir a lei; o que nenhum ser humano foi capaz de fazê-lo. De seu nascimento até sua morte Jesus cumpriu toda a Lei; não somente a Lei, mas também toda a justiça de Deus (Mateus 3 : 15). Na sua infância, Jesus foi apresentado e circuncidado conforme a Lei (Lucas 2 : 21 , 23). Na sua vida, no seu ministério e na sua morte Ele cumpriu toda a Lei se oferecendo como perfeita oferta e derramando seu sangue para remir-nos, pois segundo a Lei sem derramamento de sangue não o haveria remissão (Hebreus 9 : 22).

Também é preciso levar em conta que para cumprir a Lei Jesus precisava ser judeu e Ele era um judeu. A Lei foi o concerto que Deus firmou com esse povo quando este peregrinava no deserto do Sinai em direção à terra prometida. Quando se fala em Lei, muitos pensam tratar-se apenas dos Dez Mandamentos. Mas Deus deu a Moisés um total de 613 leis, dez deles escritos por Deus em tábuas de pedras e 603 foram escritos por Moisés como se vê nos capítulos 19 a 31 de Êxodo. Alguns defendem a divisão da Lei em moral, cerimonial, civil, religiosa, de saúde, etc; onde estes mesmos acreditam e ensinam que as demais foram abolidas e que somente a Lei moral, que no caso é o decálogo continua em vigor. Mas a bíblia não faz essa divisão na Lei, como é defendida por algumas igrejas. Em relação a esta Lei, Jesus também disse: “Porque em verdade vos digo que, até que o céu e a terra passem, nem um jota ou um til se omitirá da lei, sem que tudo seja cumprido”. (Mateus 5 : 18). O que isso quer dizer? Quer a Lei - toda a Lei - continua vigorando, pois o céu e a terra ainda não passaram (2Pedro 3 : 10).

Mas, se está em vigor, então precisamos cumpri-la? Depende! Se você leitor for um judeu, então terá de cumpri-la, pois a Lei foi uma aliança entre Deus e o povo judeu (Êxodo 19 : 5). Porém, se você igual a mim é um gentio, então você não está debaixo da Lei, porque todos os que são guiados pelo Espírito, não estão debaixo da Lei (Gálatas 5 : 18).

Porém, se você sendo um gentio e entender que tem que seguir a Lei de Moisés, então você precisa primeiro se circuncidar. E após se circuncidar precisa guardar toda a Lei (Gálatas 5 : 3). Mas entenda que você não pode escolher entre os 613 mandamentos sobre quais deve e não deve observar. Ou guarda toda a Lei ou responderá em juízo por todos eles. "Porque qualquer que guardar toda a lei, e tropeçar em um só ponto, tornou-se culpado de todos." (Tiago 2 : 10).

Então, isto quer dizer que a graça anula a Lei? De maneira nenhuma! A graça é seguida mediante a fé e a fé é o único meio de justificação do crente (Romanos 3 : 24 ; 5 : 1). Mas de maneira alguma ela anula a Lei, pelo contrário, a confirma, com diz Paulo: "Anulamos, pois, a lei pela fé? De maneira nenhuma, antes estabelecemos a lei." (Romanos 3 : 31). Mas isto não quer dizer que devemos seguir a Lei? Como escrevi acima, isto vai depender da sua etnia. Se você for judeu, deverá sim observá-la, como Paulo diz: “Ora Moisés descreve a justiça que é pela lei, dizendo: O homem que fizer estas coisas viverá por elas” (Romanos 10 : 3). Mas se é gentio e crê no Senhor não, pois Cristo, como justiça de Deus cumpriu a lei por você. "Porque o fim da lei é Cristo para justiça de todo aquele que crê." (Romanos 10 : 4). Somos justificados pela fé e não pela Lei.

As três obras

Outra grande dificuldade que alguns crentes têm é sobre as obras que a bíblia cita. Nas escrituras encontramos três tipos de obras, que são: a) Obras da Lei; b) Obras da Carne e c) Boas Obras ou Obras de Justiça.

As obras da Lei: As obras da Lei se referem aos mandamentos, costumes e cerimoniais praticados pelos judeus, principalmente os que não aceitam a messianidade de Jesus. Paulo que foi um zeloso praticamente da Lei fala com muita propriedade sobre este assunto. Em Romanos 3 : 20 ele ensina: "Por isso nenhuma carne será justificada diante dele pelas obras da lei, porque pela lei vem o conhecimento do pecado. Concluímos, pois, que o homem é justificado pela fé sem as obras da lei."  (Romanos 3 : 20 , 28). O que seriam as obras da Lei? Se você leitor tiver paciência, leia no livro de Neemias no capítulo 10 dos versos 28 a 39, lá encontrará uma lista de algumas das obras que faziam parte da Lei. Naquele tempo os judeus haviam apostatado da Lei, mas pelo zelo de Neemias, toda a nação foi incentivada a assumir uma posição de observá-la, se comprometendo sob pena de maldição se não as cumprisse (Neemias 10 : 19).

A Lei exerceu a sua função até a chegada da fé, pela qual somos justificados (Gálatas 3 : 24). Como foi enfatizado na lição anterior pelo comentarista: “Qualquer tentativa de cumprir a Lei hoje é nula, além de ser uma afronta àquEle que se mostrou o único habilitado a fazê-lo — Jesus Cristo, nosso Senhor” (Pr Josué Gonçalves). Sim, nesse tempo da graça, cumprir qualquer obra da Lei se constitui num terrível agravo ao Espírito da graça, como diz: “Quebrantando alguém a lei de Moisés, morre sem misericórdia, só pela palavra de duas ou três testemunhas. De quanto maior castigo cuidais vós será julgado merecedor aquele que pisar o Filho de Deus, e tiver por profano o sangue da aliança com que foi santificado, e fizer agravo ao Espírito da graça?”(Hebreus 10 : 28 , 29).

Todos os que ainda tentam se justificar diante de Deus por alguma obra da Lei, além de pisarem no sangue de Jesus, atraem sobre sí grande maldição. "Todos aqueles, pois, que são das obras da lei estão debaixo da maldição; porque está escrito: Maldito todo aquele que não permanecer em todas as coisas que estão escritas no livro da lei, para fazê-las."  (Gálatas 3 : 10).

Obras da carne: As obras da carne são aquelas que deixarão muitos crentes de fora do reino de Deus. “Porque as obras da carne são manifestas, as quais são: adultério, prostituição, impureza, lascívia, Idolatria, feitiçaria, inimizades, porfias, emulações, iras, pelejas, dissensões, heresias,Invejas, homicídios, bebedices, glutonarias, e coisas semelhantes a estas, acerca das quais vos declaro, como já antes vos disse, que os que cometem tais coisas não herdarão o reino de Deus” (Gálatas 5 : 19 ; 21).

Boas Obras ou Obras de Justiça: As boas obras são aquelas que devemos fazer, não para sermos salvos, mas porque somos salvos. As boas obras também cooperam com a fé para justificação. "Porventura o nosso pai Abraão não foi justificado pelas obras, quando ofereceu sobre o altar o seu filho Isaque?Vedes então que o homem é justificado pelas obras, e não somente pela fé."(Tiago 2 : 21 ; 24). Muitos críticos da bíblia e até mesmo crentes fazem confusão sobre este assunto, deixando até mesmo a entender que Paulo e Tiago entraram em contradição sobre a prática das obras. Por isso, que mais uma vez afirmo que é necessário discernir sobre os três tipos de obras relatadas na bíblia. A obra pela qual Abraão foi justificado quando ofereceu Isaque foi a obra de justiça praticada pela fé que ele exercia em Deus.

Quando Paulo diz em Romanos 4 : 2 : “Porque, se Abraão foi justificado pelas obras, tem de que se gloriar, mas não diante de Deus”, Paulo está falando da circuncisão que a Abraão e à sua descendência carnal foi dado como mandamento. Mandamento este que na lei se tornou uma obra desta. Abraão viveu antes da lei e praticou algumas obras que mais tarde fizeram parte da lei. O dízimo e a circuncisão são exemplos dessas obras (Neemias 10 : 38 ; Gálatas 5 : 2). Mas Paulo é bem claro ao afirmar que não foi por essas obras que Abraão foi justificado e sim pela fé, isto é, por acreditar nas promessas de Deus, quando Ele o chamou para ser o pai de uma numerosa nação. Outro exemplo a ser tomado sobre esse assunto é sobre o que Paulo escreveu na carta aos Efésios 2 : 8 e 9 que diz: Porque pela graça sois salvos, por meio da fé; e isto não vem de vós, é dom de Deus. Não vem das obras, para que ninguém se glorie”. A obra que Paulo menciona nesses versos não é a respeito das boas obras que precisamos sim fazer. Nesses versos, Paulo faz um contraste entre a graça e a lei, ou às obras dessa quando diz que “não vem das obras, para que ninguém se glorie”. Quanto a respeito das boas obras que é uma ação natural na vida de quem já foi salvo e justificado pela fé, Paulo diz no verso seguinte:Porque somos feitura sua, criados em Cristo Jesus para as boas obras, as quais Deus preparou para que andássemos nelas” (Verso 10).

Por isso, como já expliquei acima, as boas obras cooperam com a fé para a justificação. Quanto as obras que ninguém deve se gloriar como meio de justificação são as obras da Lei, como Paulo fartamente ensinou em suas cartas como aos Gálatas: "Sabendo que o homem não é justificado pelas obras da lei, mas pela fé em Jesus Cristo, temos também crido em Jesus Cristo, para sermos justificados pela fé em Cristo, e não pelas obras da lei; porquanto pelas obras da lei nenhuma carne será justificada." (Gálatas 2 : 16). Por isso, não existe nenhuma contradição entre Paulo e Thiago em suas doutrinas sobre as obras. Ambos foram específicos e claros a respeito desse assunto. Paulo muito enfatizou sobre as obras da lei, enquanto que Tiago defendeu as boas obras que são as obras de justiça.

CONCLUSÃO

Infelizmente por ignorância e falta de discernimento entre o tempo da lei dado por Moisés e o da graça trazido por Jesus, muitos crentes ainda entendem que precisam praticam certas obras da lei, como meio de justificar-se perante Deus. Eles não somente as praticam como condenam aqueles que não andam segundo o entendimento deles, achando que os mesmos serão condenados por não a praticarem, assim como os judaizantes condenavam os crentes gentios no inicio da igreja (Atos 15 : 1). Mas Paulo condena as obras da Lei praticada pelos gentios e ainda diz que aqueles que as praticam estão se submetendo a maldição prescrita na lei. (Gálatas 3 : 10).

As obras da Lei que era uma dívida contra nós em suas ordenanças foi totalmente cumprida em Cristo que veio cumprir a lei e remir os que estavam debaixo da Lei (Mateus 5 : 17 – 19 ; Colossenses 2 : 14 : Gálatas 4 : 5). Que a Igreja de Cristo que foi comprada por Seu sangue possa ter o discernimento que: "Cristo nos resgatou da maldição da lei, fazendo-se maldição por nós; porque está escrito: Maldito todo aquele que for pendurado no madeiro;" (Gálatas 3 : 13).

Em Cristo,

Reginaldo Barbosa
Santa Bárbara do Pará



16 comentários:

  1. Está na lei vc pratica ??? ap2;14

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Se eu pratico Apocalipse 2.14? Não! Mas muitos pastores praticam, seguindo o mesmo caminho de Balaão que por amor ao dinheiro estão nem aí pra toda sorte de erros, corrupção e imoralidade que acontece no meio das igrejas.

      É isso que Apocalipse 2.14 diz: "Mas algumas poucas coisas tenho contra ti, porque tens lá os que seguem a doutrina de Balaão, o qual ensinava Balaque a lançar tropeços diante dos filhos de Israel, para que comessem dos sacrifícios da idolatria, e se prostituíssem.

      Excluir
    2. Ora ,Também Está no N.T. vc pratica ???!!!Agora se está na lei e vc diz que não pratica TUDO O QUE ESTÁ NA LEI E QUE FOI ABOLIDO ISSO NÃO INCLUI A LEI MORAL DE DEUS AMIGO , ATÉ BREVE !!!

      Excluir
    3. Pra começar Marcelo, o texto por você mencionado não é mandamento e sim um exemplo tomado da atitude de Balaão. Jesus utilizou esse exemplo assim para mostrar como muitos pseudos-pastores agiriam no meio da igreja. Isso é fato concreto e não me diz respeito praticar, até porque não está na lei.

      Excluir
    4. ez16;25 , gl5;19 , at21;25

      Excluir
    5. Por favor Marcelo, não me tire do sério.

      Antes de postar textos, analise todo o contexto pra não se tornar mais ridículo.

      Excluir
    6. Ainda bem que vc não é pastor , kkk

      Excluir
    7. Não posso usurpar esse honra, pois só conheço um - Jesus.

      Excluir
    8. Achei mais Ef4;11 estude!!!

      Excluir
  2. Reginaldo, excelente texto, ótima postagem!parabéns!

    ResponderExcluir
  3. Olá Reginaldo Barbosa! A Paz do Senhor esteja sempre contigo.

    Gostaria agradece-lo pelo trabalho e esforço de evangelizar-nos. Obrigadoooo!

    Antes que esqueça! O paragrafo onde faz referencia a MATEUS 5:19 esta incorreto o certo seria MATEUS 5:18

    Bom! Fiquei um pouco confuso (sem abalo da fé) na sua fala quando você diz se referindo a Antiga Aliança:

    ” Mas, se está em vigor, então precisamos cumpri-la? Depende! Se você leitor for um judeu, então terá de cumpri-la, pois a Lei foi uma aliança entre Deus e o povo judeu (Êxodo 19 : 5). Porém, se você igual a mim é um gentio, então você não está debaixo da Lei, porque todos os que são guiados pelo Espírito, não estão debaixo da Lei (Gálatas 5 : 18).”

    Pela sua fala no parágrafo acima citado, entendo – creio que alguns leitores também. - que está colocada uma segregação onde não existe, pois não há mais UM POVO (judeus), e sim O POVO (judeus e gentios) de DEUS EM CRISTO JESUS.

    Até que eu entenda a questão como um todo, não vou sair dizendo por aí que é correto um judeu viver ainda pela Antiga Lei sabendo que a remissão dos pecados não mais se dá pelo sangue de animais e que este seria ultimo ritual para compensar o não cumprimento da Lei(603).

    E quanto a Gálatas 3:10; Hebreus 10:28,29; Gálatas 5:4 e Gálatas 3:10 só serviria para nós os gentios? Creio que não.

    Por favor preciso e quero ser corrigido se o meu raciocino estiver errado.

    ResponderExcluir
  4. Reginaldo Barbosa
    Que Paz do Senhor esteja sempre contigo.

    Gostaria agradece-lo pelo trabalho e esforço de evangelizar-nos. Obrigadoooo!

    Antes que esqueça! O paragrafo onde faz referencia a MATEUS 5:19 esta incorreto o certo seria MATEUS 5:18

    Bom! Fiquei um pouco confuso (sem abalo da fé) na sua fala quando você diz se referindo a Antiga Aliança:

    ” Mas, se está em vigor, então precisamos cumpri-la? Depende! Se você leitor for um judeu, então terá de cumpri-la, pois a Lei foi uma aliança entre Deus e o povo judeu (Êxodo 19 : 5). Porém, se você igual a mim é um gentio, então você não está debaixo da Lei, porque todos os que são guiados pelo Espírito, não estão debaixo da Lei (Gálatas 5 : 18).”

    Pela sua fala no parágrafo citado acima, entendo – creio que alguns leitores também. - que está colocada uma segregação onde não existe, pois não há mais UM POVO (judeus), e sim O POVO (judeus e gentios) de DEUS EM CRISTO JESUS.

    Até que eu entenda a questão como um todo, não vou sair dizendo por aí que é correto um judeu viver ainda pela Antiga Lei sabendo que a remissão dos pecados não mais se dá pelo sangue de animais e que este seria ultimo ritual para compensar o não cumprimento da Lei(613).

    E quanto a Gálatas 3:10; Hebreus 10:28,29; Gálatas 5:4; Gálatas 3:10 , só serviria para nós os gentios? Creio que não.

    Por favor preciso e quero ser corrigido se o meu raciocino estiver errado.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. A Graça e a paz do Salvador seja contigo Ricardo Barros.

      Primeiramente agradeço sua visita e rica colaboração neste tema, uma vez que atentou para uma falha na referencia citada. Obrigado pela observação na qual pude fazer a correção.

      E quanto a sua dúvida, espero ser satisfatório na resposta no que diz respeito a haver um só povo formado de judeus e gentios. Sabemos que essa é a vontade de Deus, que sua igreja seja una, onde todos possam falar a mesma língua e lutar por um mesmo propósito. Foi por isso que Jesus se entregou para formar um só povo, como Paulo enfatizou aos Efésios. "Na sua carne desfez a inimizade, isto é, a lei dos mandamentos, que consistia em ordenanças, para criar em si mesmo dos dois um novo homem, fazendo a paz," (Efésios 2 : 15). Porém, também sabemos que isso ainda não se concretizou em sua plenitude, o que ocorrerá somente quando o Senhor estabelecer o seu reino milenial, momento em que os judeus em sua totalidade reconhecerão ao Senhor Jesus como o Messias. Então sim, neste tempo judeus e gentios serão um só povo.
      Mas no momento as coisas ainda não são assim, a não ser para aqueles que aceitaram o Salvador e entenderam verdadeiramente a plenitude da graça, como foi o caso de Paulo que era judeu e entendeu essa graça. Mas mesmo assim, o vemos cumprir alguns ritos próprios dos judeus, como: ensinar nas sinagogas no dia de sábado (Atos 13.42-44); fazia voto (Atos 18.18) e até mesmo defendia a circuncisão para quem era judeu, muito embora ensinasse que a circuncisão nada é para quem crer em Cristo (Gálatas 6.15). E também podemos ver que a Lei não foi abolida para o judeu, quando da escolha de Paulo para pregar aos gentios. Ele foi considerado como ministro da incircuncisão, para pregar aos gentios que não tinham compromisso com a Lei. Mas, para pregar aos judeus que tinham e tem obrigação para com a Lei, foi escolhido a Pedro que foi considerado como ministro da circuncisão, como diz: “Antes, pelo contrário, quando viram que o evangelho da incircuncisão me estava confiado, como a Pedro o da circuncisão, (Porque aquele que operou eficazmente em Pedro para o apostolado da circuncisão, esse operou também em mim com eficácia para com os gentios)” (Gálatas 21.7,8).

      E como expliquei na postagem, a circuncisão é uma das obras da Lei e que não diz respeito a nós gentios. Contudo, os judeus estão no dever de praticar esse rito, pois a Lei não foi abolida e esse rito foi dado a eles como um sinal, assim como o sábado como dia descanso semanal o qual também não cumprimos por não sermos judeus.

      Continua...

      Excluir
    2. Continuação...

      Ainda sobre a circuncisão (que cito com um exemplo de que a Lei não foi abolida), Paulo diz: "Porque em Jesus Cristo nem a circuncisão nem a incircuncisão tem valor algum; mas sim a fé que opera pelo amor." (Gálatas 5 : 6). Mas quando ele escolheu Timóteo para o acompanhar em suas viagens evangelísticas, precisou circuncidar a Timóteo em plena era da graça (Atos 16.3). Paulo precisou fazer isso para não criar problemas com os judeus, pelo fato de Timóteo ser filho de uma judia por nome Eunice. Mas quando o vemos separar a Tito, não precisou circuncidá-lo, visto ser Tito gentio, pois era grego (Gálatas 2.3).
      E quanto ao judeu praticar os ritos de sacrifícios de animais, embora seja da Lei, eles estão impossibilitados de realizá-los no momento. Não só este rito, mas todo o mandamento da Lei inerente ao templo como dízimos, ofertas em animais e primícias. Por quê? O templo foi destruído no ano 70 e, segundo a Lei, esses ritos só poderiam ser feitos no templo em Jerusalém e não em qualquer lugar. Mas se você pesquisar na internet vai ver que os judeus já estão criando gado selecionado, confeccionando utensílios e recrutando levitas para ministrarem no terceiro templo que irão construir. Isto porque, muitos judeus não aceitam Cristo como o Messias e ainda estão aguardando a vinda dele.

      E quanto a pergunta sobre Gálatas 3:10; Hebreus 10:28,29; Gálatas 5:4 e Gálatas 3:10 só serviria para nós os gentios? Não! É pra todo aquele que aceitou o plano da redenção consumado na pessoa de Cristo, sendo gentio ou judeu, mas, de alguma maneira retrocedeu ao regime mosaico como aconteceu com os crentes da Galácia.

      Abraços

      Excluir
  5. A paz irmão
    Parabéns pelo texto, agora entendo muita coisa que estava confusa em minha mente ... Fui estudando este texto e td está claro para mim! Deus continue lhe abencoando com este dom de mostrar a verdade de uma forma simples de entendermos

    ResponderExcluir