Páginas

segunda-feira, 25 de julho de 2016

Dízimo - Herança dos Levitas e um Direito dos Necessitados


INTRODUÇÃO

Quando comecei a defender a doutrina do dízimo conforme está revelado nas Escrituras, passei a sofrer retaliação e a rejeição daqueles que se diziam serem meus irmãos e amigos na fé. A instituição religiosa na qual fui obreiro por 25 anos não me aceitou mais em seu rol de membros e alguns pastores, obreiros e irmãos até me bloquearam nas redes sociais. Alguns deles me acusam de causar dissensão e divisão entre os crentes e até de querer destruir as igrejas por pregar contra o dizimo. Porém, eu oro a Deus para que eles, igual a mim, também alcancem a graça e o entendimento dessa doutrina conforme Deus a estabeleceu em Sua imutável Palavra. Por isso, tenho procurado diligentemente ensinar o que a bíblia fala sobre o dizimo e não a pregar contra ele como me acusam.

Qual seria sua reação diante de alguém que se apossou de uma herança que recebeu, ou de quem lhe privou de algo que lhe foi dado como um direito? Nesse artigo irei falar do dizimo como a herança dada aos levitas e um direito dos necessitados.

O DÍZIMO ERA SANTO PARA  DEUS E IMUTÁVEL.

Quando Deus orientou o seu povo quanto ao cuidado na observância de diversas leis, entre elas o dizimo, orientou que nada do que Ele ordenou pudesse ser aumentado ou diminuído, como diz: “Tudo o que eu te ordeno, observarás para fazer; nada lhe acrescentarás nem diminuirás” (Deuteronômio 12 : 32 ACF). No cumprimento dessa Lei, Jesus advertiu: "Qualquer, pois, que violar um destes mandamentos, por menor que seja, e assim ensinar aos homens, será chamado o menor no reino dos céus; aquele, porém, que os cumprir e ensinar será chamado grande no reino dos céus."  (Mateus 5 : 19 ACF).
 
No último capítulo do livro de Levítico, encontramos a primeira menção de dízimo na Lei. Nele vemos Deus requerer para si os dízimos de tudo o que a terra de Canaã produzia e dos rebanhos dos animais (Levitico 27 : 30 – 33). De fato, tudo pertence a Deus como o salmista disse: “Do SENHOR é a terra e a sua plenitude, o mundo e aqueles que nele habitam” (Salmo 24 : 1 ACF). Porém, o dizimo era apenas a décima parte de toda produção anual da terra, bem como a décima cabeça do gado, quando este passasse debaixo da vara do pastor, não podendo ser substituído ou resgatado (Levítico 27 : 32). Apenas o dizimo da produção anual do campo poderia ser resgatado, caso o dizimista precisasse dele, sendo que ao entrega-lo deveria acrescer a quinta parte sobre ele (Levítico 27 : 31). E esse dízimo que era santo (consagrado/separado) para Deus, Ele os deu primeiramente como herança aos levitas, como veremos a seguir.

O DÍZIMO, HERANÇA DOS LEVITAS.

Os levitas eram assim chamados por serem descendentes de Levi, o terceiro filho de Jacó com Lia (Gênesis 29 : 34). Levi gerou três filhos, a saber: Gerson, Coate e Merari, formando assim a tribo de Levi (Gênesis 46 : 11). No deserto, após saírem do Egito e a caminho da terra prometida Deus escolheu essa tribo para exercer o ofício sacerdotal em Israel. Esta escolha se deu quando os levitas se puseram ao lado de Moisés para extirpar de Israel aqueles que adoraram o bezerro de ouro, realizando assim um ato de expiação e aplacando a ira de Deus sobre Israel (Êxodo 32 : 26 – 28). Doravante, eles exerceriam o sacerdócio em Israel e dedicar-se-iam exclusivamente aos serviços sagrados no tabernáculo e mais tarde no templo. Somente eles poderiam armar e desarmar o tabernáculo e guardá-lo a fim de que ninguém que não fosse da tribo de Levi pudesse entrar nele e morrer (Números 1 : 53). Eles realizariam o serviço de sacrificar animais em oferta pela expiação dos pecados, cuidar dos utensílios, carregar a arca do concerto e tudo o mais que se relacionasse ao santuário (Números 1 : 50 , 51).

Quando Israel tomasse posse da terra de Canaã, os levitas não receberiam nenhuma herança nela, pois não poderiam sequer se afastar do santuário para lavrar a terra e assim ter o seu ganho. "Porém, à tribo de Levi, Moisés não deu herança; o SENHOR Deus de Israel é a sua herança, como já lhe tinha falado." (Josué 13 : 33 ACF). Então o Senhor que os escolheu os recompensa ordenando que as demais tribos que receberiam lotes de terra em Israel, levasse à tribo de Levi a décima parte (dízimo) de toda a produção anual, bem como o gado, conforme expliquei acima. O capítulo 18 de Números nos mostra com detalhes Deus outorgando aos levitas como herança todos os dízimos que a Ele era consagrado em Israel.

“E eis que aos filhos de Levi tenho dado todos os dízimos em Israel por herança, pelo ministério que executam, o ministério da tenda da congregação” (Números 18 ; 21 ACF).

Observe o leitor que não foi apenas uma parte dos dízimos, mas TODOS os dízimos em Israel. Deus os deu aos levitas por herança e em recompensa pelo trabalho que exerciam no santuário, o que convém dizer, era um trabalho muito árduo. Deus sendo o dono de tudo deu os dízimos como herança aos levitas e ninguém que não fosse da tribo de Levi poderia usurpar para si essa bênção. Nem mesmo os sacerdotes, que apesar de serem da tribo de Levi poderiam requerer para si esse direito. É comum ouvirmos ensinos defendendo que os dízimos eram dos sacerdotes, como maneira de justificar os atuais pastores cobrarem dízimos dos crentes. Mas isso é mais uma mentira condenável, pois os mentirosos não herdarão o reino dos céus, sendo que a bíblia diz que a parte dos mentirosos será no lago que arde com fogo e enxofre; o que é a segunda morte.  (Apocalipse 21 : 8).

O QUE DEUS DEU AOS SACERDOTES.

Arão foi escolhido para ser o sumo sacerdote e seus filhos sacerdotes com ele (Êxodo 28 : 1). Todos eram da tibo de Levi, mas não tinham o direito de receber dízimos do povo. Na tribo de Levi somente os descendentes diretos de Arão poderia exercer o sacerdócio e eles seriam auxiliados no seu oficio sacerdotal pelos demais levitas como está escrito: “E eu, eis que tenho tomado vossos irmãos, os levitas, do meio dos filhos de Israel; são dados a vós em dádiva pelo SENHOR, para que sirvam ao ministério da tenda da congregação. Mas tu e teus filhos contigo cumprireis o vosso sacerdócio no tocante a tudo o que é do altar, e a tudo o que está dentro do véu, nisso servireis; eu vos tenho dado o vosso sacerdócio em dádiva ministerial e o estranho que se chegar morrerá.” (Números 18 : 6 , 7 ACF).

Dos sacerdotes eram as ofertas alçadas, as ofertas movidas, as primícias e todas as coisas consagradas, inclusive as ofertas em dinheiro, conforme a Lei ordenava (Números 18 : 8 – 19). Mas todos os dízimos eram dos levitas como herança. E dos dízimos dados aos levitas, os sacerdotes receberiam apenas a décima parte deles, na forma de uma oferta alçada chamada de dízimo dos dízimos, como está escrito: “Também falarás aos levitas, e dir-lhes-ás: Quando receberdes os dízimos dos filhos de Israel, que eu deles vos tenho dado por vossa herança, deles oferecereis uma oferta alçada ao SENHOR, os dízimos dos dízimos. E contar-se-vos-á a vossa oferta alçada, como grão da eira, e como plenitude do lagar. Assim também oferecereis ao SENHOR uma oferta alçada de todos os vossos dízimos, que receberdes dos filhos de Israel, e deles dareis a oferta alçada do SENHOR a Arão, o sacerdote” (Números 18 : 26 – 28). Convém salientar que os sacerdotes os receberiam das mãos dos levitas e não do povo.

USURPAR A HERANÇA DOS LEVITAS ERA ROUBAR A DEUS.

Quando entendemos que os dízimos sendo de Deus, mas que Ele os deu aos levitas como herança, então, passamos a compreender o primeiro motivo pelo qual Deus se sentiu roubado no tempo de Malaquias (o segundo motivo explicarei mais a frente).
 "Roubará o homem a Deus? Todavia vós me roubais, e dizeis: Em que te roubamos? Nos dízimos e nas ofertas." (Malaquias 3 : 8 ACF).
Pode Deus, um ser sublime, santo, onipotente, onipresente, onisciente, conhecedor do passado, presente e futuro e que habita na luz inacessível ser roubado por um simples mortal? Sim, e com a seguinte condição: Deus é roubado quando seus filhos são roubados e privados de seus direitos. Em relação a esse roubo encontramos a resposta no livro de Neemias que foi contemporâneo de Malaquias. Neemias cita o sumo sacerdote Eliasibe que presidia a câmara da casa de Deus que era a casa do tesouro. Ele como sumo sacerdote e líder espiritual deveria ensinar a Lei ao povo, mas foi o primeiro a violá-la quando se aparentou com Tobias, o amonita. (Neemias 13 : 5).  Seu péssimo exemplo de liderança foi seguido pelo filho, também sacerdote. Este, igual ao pai foi infiel aos votos matrimoniais e trocou sua esposa pela filha de Sambalate o horonita e companheiro de Tobias (Neemias 13 : 28). Assim, o povo veio a imitar os passos de seus líderes. Veja que Malaquias denuncia essa infidelidade em seu livro, dizendo: “Judá tem sido desleal, e abominação se cometeu em Israel e em Jerusalém; porque Judá profanou o santuário do SENHOR, o qual ele ama, e se casou com a filha de deus estranho”. (Malaquias 2 : 11 ACF). Esse foi apenas um dos males que fez Judá mergulhar na apostasia.

E, como um abismo chama outro abismo (Salmo 42 : 7),  o sumo sacerdote Eliasibe foi mais além pondo Tobias para morar dentro da casa do tesouro (Neemias 13 : 7). Assim, os dízimos e as ofertas que eram mantimentos na casa de Deus e destinado aos levitas e aos que faziam a obra tiveram um destino diferente. Por não receberem a herança que Deus os havia dado que eram os dízimos, os levitas foram forçados a abandonar o templo e os serviços dos cultos a fim de procurarem sustentos em outros lugares (Neemias 13 : 10).

Tal ação irresponsável por parte de um sumo sacerdote fez com que o povo deixasse de levar à casa do tesouro suas bênçãos como a Lei ordenava. Por intermédio de Malaquias o Senhor censura os sacerdotes com está escrito: “Mas vós vos desviastes do caminho; a muitos fizestes tropeçar na lei; corrompestes a aliança de Levi, diz o SENHOR dos Exércitos” (Malaquias 2 : 8 ACF). Porém, Neemias restaurou a ordem em Judá trazendo de volta os levitas e ordenando o povo a voltar a trazer seus dízimos (Neemias 13 : 11). Neemias destituiu Eliasibe do sacerdócio e pôs a Selemias em seu lugar e com ele três levitas auxiliando-o porquê foram achados fiéis, a fim de distribuírem os dízimos entre os irmãos (Neemias 13 : 13). Esse foi o primeiro motivo de Deus se sentir roubado nos dízimos.

DÍZIMO, UM DIREITO DOS NECESSITADOS.

Vimos que a principio Deus destinou todos os dízimos aos levitas como herança por causa do serviço que executavam no santuário (Números 18 : 21 – 26). Mas, quando os hebreus tomaram posse da terra prometida, Deus estendeu o benefício do dizimo aos necessitados como órfãos, viúvas e até estrangeiros. Em Deuteronômio 14 : 28 , 29 se diz:

“28 Ao fim de três anos tirarás todos os dízimos da tua colheita no mesmo ano, e os recolherás dentro das tuas portas;
29  Então virá o levita (pois nem parte nem herança tem contigo), e o estrangeiro, e o órfão, e a viúva, que estão dentro das tuas portas, e comerão, e fartar-se-ão; para que o SENHOR teu Deus te abençoe em toda a obra que as tuas mãos fizerem”.

Os dízimos em Israel eram entregues uma vez ao ano aos levitas. E essa entrega não era em qualquer lugar, mas no lugar que Deus escolheu para esse fim que foi Jerusalém (Deuteronômio 12 : 5 – 14). Porém, na sua justiça e no cuidado que tem para com os necessitados, o Senhor ordenou em Sua Palavra que de três em três anos os dízimos deveriam ser recolhidos na própria casa do dizimista. No tempo da entrega, o dizimista deveria levar à sua própria casa o levita, o órfão, a viúva e o estrangeiro que habitavam em sua cidade. Apesar de Deus estender essa bênção aos necessitados, contudo o levita não deveria ficar de fora, pois, como vimos, os dízimos eram sua herança, e Deus havia ordenado a Israel o seguinte: "Guarda-te, que não desampares ao levita todos os teus dias na terra." (Deuteronômio 12 : 19 ACF). Ali na casa e na mesa do dizimista eram postos os dízimos e todos deveriam comer até fartarem-se. Em Deuteronômio 26, o Senhor ordena o dizimista fazer uma oração confessando que fez tudo conforme o Senhor ordenou fazer em relação ao levita e ao necessitado, pois somente assim a bênção de Deus viria sobre seus negócios (Deuteronômio 26 : 12 – 19).

No cuidado para com os necessitados o Senhor estabeleceu em Lei o direito inerente a eles: "E, quando fizerdes a colheita da vossa terra, não acabarás de segar os cantos do teu campo, nem colherás as espigas caídas da tua sega; para o pobre e para o estrangeiro as deixarás. Eu sou o SENHOR vosso Deus." (Levítico 23 : 22 ACF). Pela Lei, Deus fez o povo jurar compromisso com os necessitados, dizendo: "Maldito aquele que perverter o direito do estrangeiro, do órfão e da viúva. E todo o povo dirá: Amém." (Deuteronômio 27 : 19 ACF). Aqui vemos o segundo motivo pelo qual Deus se sentiu roubado em relação aos dízimos. No capítulo 3 de Malaquias e verso 5, Deus declara aos sacerdotes que o roubavam dizendo: “E chegar-me-ei a vós para juízo; e serei uma testemunha veloz contra os feiticeiros, contra os adúlteros, contra os que juram falsamente, contra os que defraudam o diarista em seu salário, e a viúva, e o órfão, e que pervertem o direito do estrangeiro, e não me temem, diz o SENHOR dos Exércitos”.

Sendo os dízimos um direito dos necessitados estabelecidos em Lei, privá-los desse direito era roubar a Deus e isso ocasionaria em atrair maldição contra si, pois Deus fez o povo jurar dizendo o amém, isto é, os hebreus estavam conscientes que se pervertessem o direito dos necessitados a maldição cairia sobre eles, como Deus determinou na Lei (Deuteronômio 27 : 19). E como de fato os necessitados também foram privados desse direito, Deus falou por Malaquias aos que o roubavam dizendo: "Com maldição sois amaldiçoados, porque a mim me roubais, sim, toda esta nação." (Malaquias 3 : 9). E qual foi a maldição senão a retenção das chuvas nos céus e a praga dos gafanhotos nas lavouras dos hebreus? Gafanhotos esses que a teologia da prosperidade transformou em demônios com o fim de extorquir o incauto e sendo mais uma diabólica mentira ensinada em muitas igrejas e que levará a quem ensina à perdição.

CONCLUSÃO

Como vimos, o dízimo era uma herança dos levitas e um direito dos necessitados. A princípio, os dízimos foram dados como herança aos levitas e fora deles, ninguém tinha o direito de receber ou cobrar os dízimos do povo. Mas os levitas encerraram o seu ministério com a queda do templo judeu no ano 70 dC. Somente nele os dízimos deveriam ser levados, pois Deus não os recebia em outro lugar. Se alguém cobra e recebe dízimos do povo não sendo levita (da tribo de Levi) está roubando a Deus, pois Ele não delegou esta herança a terceiros, muito menos aos gentios. Principalmente se cobram em dinheiro, uma vez que dizimo na bíblia era MANTIMENTO e Deus não mudou isso.

Quanto aos pobres, Jesus disse que eles estarão sempre conosco (João 12 : 8). A igreja primitiva não cobrava dízimos, sabendo que Jesus na cruz cumpriu toda a Lei e pagou toda a nossa dívida (Mateus 5 : 17 ; Colossenses 2 ; 14). Mas usava as contribuições dos que tinham para abençoar os que nada tinham (Atos 4 : 34). E muito embora esse princípio de ajuda aos necessitados tenha sido largamente difundido no novo testamento por Jesus e pelos apóstolos, sabemos que na atualidade estes não vislumbram desse direito. E pior, eles ainda são coagidos por ameaça de maldição e exclusão das instituições se não entregarem 10% de suas rendas aos líderes dessas instituições como se fossem dízimos a Deus.

Oro a Deus para que Ele abra o entendimento de muitos de seus filhos quanto a Sua verdade sobre o que era o dizimo revelado em Sua santa Palavra, antes que seja tarde demais.

"Fiz-me acaso vosso inimigo, dizendo a verdade?" (Gálatas 4 : 16).

Em Cristo,

Reginaldo Barbosa
Santa Bárbara do Pará


Fonte: Bíblia Sagrada Almeida Corrigida Fiel ao texto original (ACF)

135 comentários:

  1. Belíssimo trabalho, Reginaldo!Excelente explanação dos fatos!Parabéns!Quero acrescentar ao seu brilhante trabalho, que dízimo sempre foi produtos agropecuário pelo fato de serem matéria criada por Deus!Já o dinheiro é criação do homem!não tem ligação com o Criador!

    Abraços

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Caro Roberto, permita que eu lhe refute e refuto novamente se assim você o permitir , com todo o respeito você erra em dizer que o "dízimo sempre foi produtos agropecuário pelo fato de serem matéria criada por Deus" A palavra "sempre" é ampla alguns podem até interpretar que o dízimo sempre existiu ser eterno o que eu não acredito. Você erra em dizer que "sempre" foi produtos agropecuário o que também não acredito. Jesus ensinava por parábolas(Mt13:34) Jesus ensinou que o dízimo também era de tudo quanto a pessoa possuía e ganhava(Lc18:12) Quando Jesus menciona a palavra "dou" do verbo "dar" o dízimo de tudo quanto possuo note que era algo de valor e esse vers.(Lc18:12) não menciona produtos agropecuários. E reitero que pra Jesus dizer isso a frase "E dou os dízimos de tudo quanto possuo" está no plural e não no singular e o texto deixa claro que para o fariseu dizer isso "E dou os dízimos de tudo quanto possuo" era uma prática comum em todo Israel e não uma pratica exclusiva do fariseu. A não ser que você me mostrar na bíblia que todos os fariseus viviam de produtos agrícolas aí retirarei tudo que eu disse e reconhecerei o meu erro o que é pouco provável que você faça. "Teus, ó SENHOR, são a grandeza, o poder, a glória, a majestade e o esplendor, pois tudo o que há nos céus e na terra é teu. Teu, ó SENHOR, é o reino; tu estás acima de tudo. A riqueza e a honra vêm de ti; tu dominas sobre todas as coisas. Nas tuas mãos estão a força e o poder para exaltar e dar força a todos" (1Cr 29:11-12) "Tanto a prata quanto o ouro me pertencem, declara o SENHOR dos Exércitos" Ag 2:8. Digno é o Cordeiro, que foi morto, de receber o poder, e riquezas, e sabedoria, e força, e honra, e glória, e ações de graças.(Ap 5:12)

      Excluir
    2. OS DÍZIMOS FOI HERANÇA DE DEUS PARA A TRIBO DE LEVI E NÃO PARA A IGREJA DE CRISTO.
      20 Disse também o Senhor a Arão: Na sua terra herança nenhuma terás, e no meio deles nenhuma porção terás; eu sou a tua porção e a tua herança entre os filhos de Israel.
      21 Eis que aos filhos de Levi tenho dado todos os dízimos em Israel por herança, pelo serviço que prestam, o serviço da tenda da revelação.
      22 Ora, nunca mais os filhos de Israel se chegarão à tenda da revelação, para que não levem sobre si o pecado e morram.
      23 Mas os levitas farão o serviço da tenda da revelação, e eles levarão sobre si a sua iniqüidade; pelas vossas gerações estatuto perpétuo será; e no meio dos filhos de Israel nenhuma herança terão.
      24 Porque os dízimos que os filhos de Israel oferecerem ao Senhor em oferta alçada, eu os tenho dado por herança aos levitas; porquanto eu lhes disse que nenhuma herança teriam entre os filhos de Israel.
      25 Disse mais o Senhor a Moisés:
      26 Também falarás aos levitas, e lhes dirás: Quando dos filhos de Israel receberdes os dízimos, que deles vos tenho dado por herança, então desses dízimos fareis ao Senhor uma oferta alçada, o dízimo dos dízimos.
      27 E computar-se-á a vossa oferta alçada, como o grão da eira, e como a plenitude do lagar.
      28 Assim fareis ao Senhor uma oferta alçada de todos os vossos dízimos, que receberdes dos filhos de Israel; e desses dízimos dareis a oferta alçada do Senhor a Arão, o sacerdote.
      29 De todas as dádivas que vos forem feitas, oferecereis, do melhor delas, toda a oferta alçada do Senhor, a sua santa parte.
      30 Portanto lhes dirás: Quando fizerdes oferta alçada do melhor dos dízimos, será ela computada aos levitas, como a novidade da eira e como a novidade do lagar.
      31 E o comereis em qualquer lugar, vós e as vossas famílias; porque é a vossa recompensa pelo vosso serviço na tenda da revelação.
      32 Pelo que não levareis sobre vós pecado, se tiverdes alçado o que deles há de melhor; e não profanareis as coisas sagradas dos filhos de Israel, para que não morrais. Livro de números Cap.18 Ver.20 a 32. quando Deus manda o profeta Malaquias reprende o povo a cerca dos dízimos porque eles estava roubando a tribo de Levi e não a igreja de Jesus Cristo; que o próprio Jesus ao resgatar um povo para Se, Ele deu novo testamento no seu sangue, quando ele no penúltimo dia da sua morte ao transformar a pascoa em santa ceia Ele deu o novo testamento ao celebrar a santa ceia: Livro de Mateus Cap.26 Ver.26,27e28 26 E, quando comiam, Jesus tomou o pão, e abençoando-o, o partiu, e o deu aos discípulos, e disse: Tomai, comei, isto é o meu corpo.
      27 E, tomando o cálice, e dando graças, deu-lho, dizendo: Bebei dele todos;
      28 Porque isto é o meu sangue; o sangue do novo testamento, que é derramado por muitos, para remissão dos pecados.
      Portanto meus amigos e irmãos quem cobram os dízimos da igreja o faz de ma fé ou não conhece os textos da bíblia. qualquer outras explicações Me coloco a disposições dos irmãos e amigos.

      Excluir
    3. Prezado Pr. Claudionor , Está na sua bíblia alguém dizendo que existe somente uma ordem de Sacerdócio?? Não ! Está na sua bíblia Deus ou Jesus dizendo que cancelou o dízimo?? Não ! Percebo que você precisa estudar muito esse assunto, quero lembrar que não eram somente levitas que recebiam o dízimo(Hebreus 7:6) Quando Nabucodonosor, rei da Babilônia, conquistou Judá, os levitas praticamente desaparecem do relato bíblico, vindo a ser mencionados apenas quando o Templo foi reconstruído, sob o comando de Esdras, Zorobabel e Neemias. Desde o período de exílio, todos os membros da nação escolhida por Deus passaram a ser chamados judeus, devido a serem, nominalmente, membros da tribo de Judá, inclusive qualquer levita que tenha sobrevivido à invasão babilônica. É portanto incerto se os levitas citados no período do Segundo Templo tivessem sido descendentes de Arão, como seria de se supor, e talvez tenham sido judeus nomeados entre o povo para exercerem funções sacerdotais.
      A queda dos levitas como classe sacerdotal tornou-se evidente com o surgimento de sinagogas, onde as leis e os costumes, bem como as normas de conduta de um sacerdote, eram ensinados a todos nas comunidades judaicas, e não mais exclusivas àqueles designados para tal pela Lei de Moisés. Jesus Cristo reivindica para si autoridade sacerdotal da ordem de Melquisedeque baseado nos atos de Davi, de quem teria sido descendente. Hoje, qualquer judeu pode ser ordenado rabino após um período de estudos da lei judaica. Quando o terceiro templo for reconstruído você vai exigir o exame de DNA aos "supostos levitas" quando o dízimo começar ser entregue em Israel ? O seu discurso é sem fundamento. Aff!!

      Excluir
    4. "Porque, mudando-se o sacerdócio, necessariamente se faz também mudança da lei" (Hebreus 7.12).

      De que lei o autor aos hebreus está falando? Da lei do sacerdócio levítico que foi abolido. Como bem expliquei no post, os dízimos eram HERANÇA dos levitas. Você sabe o que é uma herança?

      Eles, os levitas ministraram até a vinda do Messias, que com sua morte na cruz, estabeleceu a nova aliança no seu sangue, como bem enfatizou o pr. Claudionor. Os dízimos faziam parte de uma velha aliança que foi suplantada por uma melhor e eterna. Com a morte de Cristo o sacerdócio foi mudado, sendo Jesus o sumo sacerdote segundo a ordem de Melquisedeque. Se você entende que temos de dar dízimos segundo a ordem de Melquisedeque, então, não é pecado eu matar um oponente meu e tirar seus bens e deles dar o dizimo a Jesus. Foi isto que Abraão fez amigo.

      E outra, não está escrito em parte alguma que Melquisedeque recebeu dízimos como sacerdote. Não esqueça que ele era também REI da Salém. E, naquela época, os reis também recebiam dízimos de seus súditos e daqueles que passavam por suas terras, como foi o caso de Abraão que passou pelo domínio de Melquisedeque trazendo os despojos de onde lhe deu o dizimo.

      Ora, se Jesus sendo sacerdote da ordem de Melquisedeque precisasse de 10% de seu salário Ele não deixaria isso escrito em alguma parte das Escrituras? Mas não fez, por que Ele mudou a Lei. Não havendo levitas, não há necessidade de dízimos. Mas, Jesus ensinou a prática da ajuda aos necessitados, como também ensinaram seus apóstolos. Mas ninguém se atreve a falar nisso né?

      Excluir
    5. Prezado,Não esqueça de avisar os levitas para não reconstruir o terceiro templo e não receberem dízimos. Não esqueça também de exigir o exame de DNA para se certificar que eles são realmente levitas. Jesus é Sacerdote da ordem de Melquisedeque (Hebreus 10:21) e os seus despenseiros são sacerdotes dessa mesma ordem de Sacerdócio e até agora ele nunca mandou matar ninguém , se você quer ser o primeiro é por sua conta e risco. Deus estava com Abraão na batalha de Sidim (Isaias 41:8) E outra, não está escrito em parte alguma que Melquisedeque recebeu dízimos como Rei.(Gn14:20) Abraão foi resgatar o seu sobrinho e seus pertences e se fez justiça , porque Deus é um Deus de Justiça. Ora, se Jesus sendo sacerdote da ordem de Melquisedeque precisasse de 10% de seu salário Ele não deixaria isso escrito em alguma parte das Escrituras? Mas não fez ?? Porque Jesus não recebia ?? porque ele não era da ordem desse Sacerdócio e a ordem de sacerdócio que estava em vigor era a ordem de sacerdócio levítica. Vamos conferir ?? Ora, se ele(Jesus o Sacerdote segundo a ordem de Melquisedeque) estivesse na terra, nem seria sacerdote, havendo já os que oferecem dons segundo a lei, (Hebreus8:4) Faça um bom proveito da sua doutrina , aproveite se puder e abra um instituto de filantropia e seja um administrador.

      Excluir
    6. Sr Anonimo,

      Seu sarcasmo tem razão de ser. Quando os levitas construírem o terceiro templo e cobrarem dízimos como a lei deles manda, eu creio que não estarei aqui para ver isso. E, mesmo que esteja não me será cobrado dízimos para dar a eles, pois eu não pertenço a nenhuma tribo de Israel. Os levitas deveriam receber dízimos apenas de seus irmãos judeus. “E os que dentre os filhos de Levi recebem o sacerdócio têm ordem, segundo a lei, de tomar o dízimo do povo, isto é, DE SEUS IRMÃOS, ainda que tenham saído dos lombos de Abraão” (Hb 7.15).

      E, quanto ao exame de DNA dos levitas, isto já está sendo feito amigo. Veja aqui. http://simisrael.com.br/site/index.php/noticias/155-genetica-judaica-a-espantosa-preservacao-da-identidade-de-um-povo.

      Aqui na minha cidade, há pouco tempo residia um judeu por nome Yosseph. Como judeu ele teve de fazer exame de DNA para comprovar sua etnia. Foi comprovado que ele era judeu e da tribo de Leví. Ele precisou viajar para Israel para participar de um treinamento para prepara-lo justamente para efetuar sacrifícios no terceiro templo. Agora, não sei se você entendeu, mas parece que não, quando responde ao pastor Claudionor, o seguinte:

      “É portanto incerto se os levitas citados no período do Segundo Templo tivessem sido descendentes de Arão, como seria de se supor, e talvez tenham sido judeus nomeados entre o povo para exercerem funções sacerdotais”.

      Ora, os levitas descendem de Levi. Levi teve três filhos, a saber: COATE, MERARI e GERSON. Arão é levita descendente de Coate. Somente os descendentes de Arão poderiam assumir o sacerdócio. "Mas a Arão e a seus filhos ordenarás que guardem o seu sacerdócio, e o estranho que se chegar morrerá." (Números 3.10). Nenhum outro levita, mesmo que fosse da família de Coate de onde veio Arão, poderia ser sacerdote. Somente os descendentes diretos de Arão deveriam assumir o sacerdócio e o dizimo não era para eles, mas para os demais levitas que os auxiliavam no ministério. Por isso, essa sua suposição duvidosa é descabida, pois os judeus, como observadores da Lei não aceitariam tal afronta de separar qualquer um levita para o sacerdócio que não fosse descendente de Arão.

      Excluir
    7. Prezado, não esqueça que não é só a genealogia dos levitas que recebem dízimos. mas aquele cuja genealogia não é contada entre eles, tomou dízimos de Abraão, e abençoou ao que tinha as promessas.(Hebreus 7:6) O DNA de Melquisedeque não era levita e ele recebeu o dízimo, assim como o Sacerdote Jesus é dessa mesma ordem de sacerdócio e não tem o DNA de Melquisedeque após a sua morte e ressurreição pode receber tudo o que é oferecido a ele pela fé(Hebreus 10:21) (Apocalipse 5:12) (Romanos 11:36) Não sou levita , Não pertenço a esse Ministério. Já disse faça um bom proveito da sua doutrina, aproveite se puder ou quiser e abra um instituto de filantropia e seja um administrador.O seu discurso é sem fundamento igual ao do " Pr.". Aff!!

      Excluir
    8. Acho que está escrito "TOMOU" e não "TOMAM", certo? Logicamente que se fala de Melquisedeque. Porém, se for para dar dízimos na ordem de Melquisedeque, eu também posso cobrá-lo, afinal, sou sacerdote com Cristo também.

      PS Não tenho doutrina. Mas também não me deixo influenciar por heresias. E não preciso criar nenhum instituto de filantropia. Basta eu cumprir com o meu dever sem tocar trombetas, como estou fazendo.

      Excluir
    9. Prezado , A bíblia Ferreira de Almeida Atualizada , mas aquele cuja genealogia não é contada entre eles, tomou dízimos de Abraão, e abençoou ao que tinha as promessas. Ele Tomou é Pretérito perfeito do indicativo. E aqui certamente recebem dízimos homens que morrem;sacerdócio do ministério da ordem dos levitas ali, porém,sacerdócio do ministério da ordem de Melquisedeque os recebe aquele de quem se testifica que vive. (Hbreus7:8) ele Melquisedeque é o sujeito do indicativo e Jesus Cristo mesma ordem de sacerdócio Melquisedeque e também é o sujeito do indicativo porque possui a mesma ordem de sacerdócio/(vive e recebe é verbo presente do indicativo Jesus Cristo) Você quer saber se também pode receber , afinal, sou sacerdote com Cristo também. Se você sabe que não é levita e você sabe que não é somente levita que recebia dízimos e você já sabe que pertence a mesma ordem de Sacerdócio de Melquisedeque ministra , é despenseiro da igreja pode receber , não há nada na bíblia e nem ninguém que o condene. E quanto instituto de filantropia eu sugeri "se puder ou quiser" a condição se não é certeza. continue com o seu dever.

      Excluir
    10. Sua linha de raciocínio é igual a do Marcelo que defende que os "ministros" do evangelho também devam receber dizimos, iguais aos levitas. Por incrível que pareça, ele ainda não apareceu por aqui. estranho...

      Mas se esse é o seu pensamento amigo, se és ministro do evangelho, então procure um emprego e vá trabalhar para viver dignamente como Paulo e os demais apóstolos faziam, pois o sala´rio do obreiro mencionado por Jesus e ratificado por Paulo em momento algum se referiam a finanças, da mesma forma como dizimo levitico nunca foi dinheiro.

      O salário do que ministra p evangelho é o alimento que ele recebe quando em missão, como diz: "E, indo, pregai, dizendo: É chegado o reino dos céus. Curai os enfermos, limpai os leprosos, ressuscitai os mortos, expulsai os demônios; de graça recebestes, de graça dai. Não possuais ouro, nem prata, nem cobre, em vossos cintos, Nem alforjes para o caminho, nem duas túnicas, nem alparcas, nem bordão; porque digno é o operário do seu ALIMENTO" (Mateus 10.7-10). Paulo aprendeu e assim também ensinou: "Assim ordenou também o Senhor aos que anunciam o evangelho, que vivam do evangelho." (I Coríntios 9 : 14); "Porque diz a Escritura: Não ligarás a boca ao boi que debulha. E: Digno é o obreiro do seu salário." (I Timóteo 5 : 18)

      Ou achas que eles estavam falando de dinheiro? Nem na lei o sustento do levita era em dinheiro, mas em alimento.

      Excluir
    11. Prezado , O dízimo das duas ordens de sacerdócios não são iguais e nem a mesma , Quando Silas e Timóteo desceram da Macedônia, Paulo dedicou- se inteiramente à palavra, testificando aos judeus que Jesus era o Cristo.(Atos18:5) Está na sua bíblia quando Paulo se dedicou todo o seu tempo a igreja ele recebia somente alimentos?? Ele tinha algum serviço externo nessa época ?? Mostre onde diz isso ?? E quanto a esse versículo isolado de (Mateus 10.7-10) que citou vejo que é puro desconhecimento das escrituras. Você não sabia que isso era uma missão local ?? E: Digno é o trabalhador do seu salário. (I Timóteo 5 : 18) O salário virou alimento?? blá blá blá , depois dessa vou até dormir. Abraço querido.

      Excluir
    12. Quem está mostrando que desconhece as escrituras é você. Ou talvez, conheça e como a maioria dos ditos ministros não a aceita, pois não é conveniente. Mas quanto a sua pergunta sobre o trabalho de Paulo, vamos lá:

      ATOS 20.31-35:
      31 Portanto, vigiai, lembrando-vos de que durante três anos, não cessei, noite e dia, de admoestar com lágrimas a cada um de vós.
      32 Agora, pois, irmãos, encomendo-vos a Deus e à palavra da sua graça; a ele que é poderoso para vos edificar e dar herança entre todos os santificados.
      33 De ninguém cobicei a prata, nem o ouro, nem o vestuário.
      34 Sim, vós mesmos sabeis que para o que me era necessário a mim, e aos que estão comigo, estas mãos me serviram.
      35 Tenho-vos mostrado em tudo que, trabalhando assim, é necessário auxiliar os enfermos, e recordar as palavras do Senhor Jesus, que disse: Mais bem-aventurada coisa é dar do que receber.

      1TESSALONICENSES 2.4-10:
      4 Mas, como fomos aprovados de Deus para que o evangelho nos fosse confiado, assim falamos, não como para agradar aos homens, mas a Deus, que prova os nossos corações.
      5 Porque, como bem sabeis, nunca usamos de palavras lisonjeiras, nem houve um pretexto de avareza; Deus é testemunha;
      6 E não buscamos glória dos homens, nem de vós, nem de outros, ainda que podíamos, como apóstolos de Cristo, ser-vos pesados;
      7 Antes fomos brandos entre vós, como a ama que cria seus filhos.
      8 Assim nós, sendo-vos tão afeiçoados, de boa vontade quiséramos comunicar-vos, não somente o evangelho de Deus, mas ainda as nossas próprias almas; porquanto nos éreis muito queridos.
      9 Porque bem vos lembrais, irmãos, do nosso trabalho e fadiga; pois, trabalhando noite e dia, para não sermos pesados a nenhum de vós, vos pregamos o evangelho de Deus.
      10 Vós e Deus sois testemunhas de quão santa, e justa, e irrepreensivelmente nos houvemos para convosco, os que crestes.

      2TESSALONICENSES 3.6-
      6 Mandamo-vos, porém, irmãos, em nome de nosso Senhor Jesus Cristo, que vos aparteis de todo o irmão que anda desordenadamente, e não segundo a tradição que de nós recebeu.
      7 Porque vós mesmos sabeis como convém imitar-nos, pois que não nos houvemos desordenadamente entre vós,
      8 Nem de graça comemos o pão de homem algum, mas com trabalho e fadiga, trabalhando noite e dia, para não sermos pesados a nenhum de vós.
      9 Não porque não tivéssemos autoridade, mas para vos dar em nós mesmos exemplo, para nos imitardes.
      10 Porque, quando ainda estávamos convosco, vos mandamos isto, que, se alguém não quiser trabalhar, não coma também.
      11 Porquanto ouvimos que alguns entre vós andam desordenadamente, não trabalhando, antes fazendo coisas vãs.

      Bom sono e tenha bons sonhos.

      Excluir
    13. Prezado , Quando Silas e Timóteo desceram da Macedônia, Paulo dedicou- se inteiramente à palavra, testificando aos judeus que Jesus era o Cristo.(Atos18:5) Está na sua bíblia quando Paulo se dedicou todo o seu tempo a igreja(período integral) ele recebia somente alimentos?? Passava necessidade ?? Ele tinha algum serviço externo nessa época ?? Mostre onde diz isso ?? O salário no teu raciocínio ilógico virou alimento?? (1 Timóteo 5 : 18) Sei passar falta, e sei também ter abundância; em toda maneira e em todas as coisas estou experimentado, tanto em ter fartura, como em passar fome; tanto em ter abundância, como em padecer necessidade. (Filipenses 4:12) depois dessa vou até dormir. Abraço querido. O salário virou alimento?? , depois dessa vou até dormir. blá blá blá , Abraço querido.

      Excluir
    14. Prezado ,Você falou eu creio que não estarei aqui para ver isso. A sua crença está errada , duas vezes , uma porque não está escrito na bíblia que os cristãos vão ser arrebatados antes do terceiro templo for reconstruído , a bíblia não dá base nenhuma para doutrina que os cristãos vão ser arrebatados antes da grande tribulação e antes da reconstrução do terceiro templo. E você só não estará aqui para ver os levitas recebendo dízimos no terceiro templo se morrer em carne antes. Tenho uma boa notícia para você , todos os crentes e não crentes que estiverem vivos vão ter que passar pela grande tribulação que é após a reconstrução do terceiro templo.(apocalipse 14:12)

      Excluir
    15. Sr Anônimo,

      Paulo como minsitro do Evangelho nunca cobrou para seu sustento. Isso não quer dizer que ele não recebia ajuda dos irmãos, pois isso é bem claro, quando ele diz: "Julguei, contudo, necessário mandar-vos Epafrodito, meu irmão e cooperador, e companheiro nos combates, e vosso enviado para prover às minhas necessidades." (Filipenses 2 : 25). E também: "Outras igrejas despojei eu para vos servir, recebendo delas salário; e quando estava presente convosco, e tinha necessidade, a ninguém fui pesado." (II Coríntios 11 : 8)

      Mas isso eram em ocasiões específicas, quando em prisões ou até mesmo enfermo sem poder trabalhar. Mais não era uma regra, como ele mesmo firma: "Mas eu de nenhuma destas coisas usei, e não escrevi isto para que assim se faça comigo; porque melhor me fora morrer, do que alguém fazer vã esta minha glória." (I Coríntios 9 : 15).

      E, quanto ao meu raciocínio ilógico, só tenho a firmar que não foi salário que virou alimento, foi o alimento que virou salário, mantimento virou dinheiro e gafanhoto virou demônio. Não é assim que vocês pregam?

      E, quanto a questão escatológica sobre o arrebatamento ser será antes, no meio ou depois, reitero que quanto a esse assunto ninguém tem 100% de certeza, por se tratar de um evento futuro. Cada um crê naquilo que acha certo. Não entrarei em detalhes sobre isso.

      Bom final de semana

      Excluir
    16. A)Ora, irmãos, rogamo-vos, pela vinda de nosso Senhor Jesus Cristo, e pela nossa reunião com ele,
      Que não vos movais facilmente do vosso entendimento, nem vos perturbeis, quer por espírito, quer por palavra, quer por epístola, como de nós, como se o dia de Cristo estivesse já perto.
      (Ninguém de maneira alguma vos engane); porque não será assim sem que antes venha a apostasia, e se manifeste o homem do pecado, o filho da perdição,
      O qual se opõe, e se levanta contra tudo o que se chama Deus, ou se adora; de sorte que se assentará, como Deus, no templo de Deus,(3º Templo que será reconstruído) querendo parecer Deus.(2 Ts 2:1-4)
      Foi-lhe concedido também poder para guerrear contra os santos e vencê-los. E recebeu autoridade sobre toda tribo, povo, língua e nação.(Ap13:7) Ele falará contra Deus e perseguirá o povo do Deus Altíssimo. Procurará mudar a Lei de Deus e os tempos das festas religiosas. O povo de Deus será dominado por ele durante três anos e meio.(Dn7:25) E, se aqueles dias não tivessem sido abreviados, nenhuma carne seria salva. Mas, por causa dos eleitos, aquele tempo (a grande tribulação)será encurtado. (Mt24:22)

      Jesus diz: E, eis que cedo venho, e o meu galardão está comigo, para dar a cada um segundo a sua obra.(Ap 22:12) Bem-aventurado aquele que guarda as palavras da profecia deste livro.(Ap22:7) O livro de Daniel < Mateus 24 < e Apocalipse são os três livros que escancaram essa verdade que os crentes e não crentes vão ter que passar pela grande tribulação e só vão ser arrebatadas no final dela no período antes da Ira do senhor venha sobre a terra , a bíblia não deixa duvidas em relação a isso. Qualquer teoria sem fundamento sem textos bíblicos específicamente sobre isso não tem fundamento. Vigie fique atento e leia muito esses três livros. Hoje muitos crentes estão despreparados para essa verdade e estão aguardando um arrebatamento secreto sem passar pela grande tribulação. Essa verdade tem que ser revelada doa a quem doer.(Apocalipse 22:7)

      Excluir
    17. B)Prezado , eu trabalho por salário e não somente por alimento (1 Timóteo 5 : 18) alimento eu posso comprar por consequência do salário.

      Em todas as ocasiões com muito ou pouco foi sustentado(Filipenses 4:19) (Salmos37:25) É Deus por sua palavra que dá 100% de certeza, mesmo por se tratar de um evento futuro. é de um interesse crucial para a humanidade. Deus não quer que seu filhos sejam pegue de surpresa.

      O terceiro templo será reconstruído em Israel.(Ap11:1-2) O anticristo fará uma aliança com Israel por sete anos, por uma semana, a última das semanas proféticas. O anticristo romperá a aliança feita decorridos três anos e meio, (3 anos e ½). “na metade da semana fará cessar o sacrifício e a oferta de manjares”.
      Isso demonstrará que o 3º Templo de Jerusalém já estará reconstruído. (“sobre a asa das abominações virá o assolador”) (Mt24:15) (Dn11:31) Dn12:11) Disso falou Jesus em Mt 24.15; No Sermão Profético, Ele mencionou o “lugar Santo” do templo. O assolador é uma referência ao anticristo. O anticristo prevalecerá contra Israel , até que ele seja destruído.
      Cristo aparecerá para destruir o anticristo e suas hostes, livrando Israel da destruição total quando toda esperança de salvação estiver perdida “e o que está determinado será derramado sobre o assolador”.
      Isso refere-se a derrota total do anticristo, ao descer Jesus em glória sobre o monte das Oliveiras, conforme, (At 1:11) (Mt 24.30) (Zc 14:11-15) Jesus virá para jugar as nações rebelde contra Deus sobre a liderança do anticristo e, a seguir, estabelecer o Milênio de paz e justiça na terra, o que será uma preparação do mundo durante mil anos sobre o governo de Cristo, o qual seguir-se-a o Juízo Final, e o perfeito e Eterno Estado do mundo, descrito em Ap caps. 21 e 22 O avanço da tecnologia é mais um dos aspectos que mostram que o cenário para a ascensão do Anticristo está sendo preparado.

      "E tu,Daniel, encerra estas palavras e sela este livro,até ao fim do tempo; muitos correrão de uma parte para outra,e o conhecimento se multiplicará."(Dn12:4) Aquele que perseverar até o fim será salvo.(Mt24:13) (Ap2:10) O arrebatamento da igreja(cristãos) acontecerá em algum momento de ocasião própria(2Ts2:6) (1Co15:52) (Ap10:7) (1Ts4:16-18) (Mt24:31) após o 3º Templo for reconstruído.

      Excluir
    18. Sr Anônimo,

      Como eu disse, em se tratando de eventos escatológicos, ninguém tem 100% de certeza de como e quando ocorrerá. Você diz que o arrebatamento será no final da grande tribulação. Quando eu estava na Assembleia, aprendi que o arrebatamento se daria antes da tribulação. Mas, um dia eu fui fazer uma cerimônia fúnebre de uma irmã que faleceu e, ao ler 1Tess 4.13 e 1Cor 15.51, tive a minha atenção voltada para um fato que, tanto o arrebatamento, quanto a ressurreição dos santos serão quase que simultâneos. Mas tanto um como outro se darão mediante o toque da última trombeta. Ora, se é última trombeta, é óbvio que antes da última outras tocarão. E, analisando as escrituras, somente o Apocalipse menciona sobre toque de sete trombetas, sendo que a última ocorre no capítulo 11, antes da perseguição aos santos, que no caso, são os judeus que serão perseguidos e vencidos, confirmando o que Paulo ensina que nós não fomos destinados para a ira (1Tess 5.9). E também o que Senhor promete em Apoc 3.10 que os que forem pacientes e guardarem sua Palavra serão guardados da hora da tentação que há de vir sobre toda a terra.

      E quanto a Daniel, a mensagem foi para o povo dele - os judeus.

      E, eu também trabalho por salário e com ele compro o que eu quiser. Mas, ser ministro de Deus não é profissão remunerada.

      Excluir
    19. Quando você estava na Assembleia você aprendeu que o arrebatamento seria antes da grande tribulação. Conforme Paulo escreve essa doutrina está correta?? Vamos conferir?? Ninguém de maneira alguma vos engane); porque não será assim (a vinda de nosso Senhor Jesus Cristo) sem que antes venha a apostasia, e se manifeste o homem do pecado, o filho da perdição, (o Anticristo.)(2Tessalonicenses2:1-4) Os cristãos de hoje tem muito a aprender com os bereanos(Atos 17:11) Dizemos a vocês, pela palavra do Senhor, que nós, os que estivermos vivos, os que ficarmos até a vinda do Senhor, certamente não precederemos os que dormem.
      (1 Tessalonicenses 4:15) Os que estiverem vivos na hora do arrebatamento da Igreja não irão a frente dos que já morreram ; e não vão ser arrebatados antes dos que já morreram , os mortos em Cristo ressuscitarão primeiro.(1 Tessalonicenses 4:16) os que estivermos vivos seremos arrebatados juntamente com eles nas nuvens
      (1 Tessalonicenses 4:17) Os 100% de certeza quem dá é Deus. Um dos pontos chave para a exibição pré-ira é que o arrebatamento vem depois que o sexto selo do livro dos sete selos é aberto (Apocalipse 6:12), quando a lua se transforma em sangue. A aflição do povo de Deus será então cortada (de acordo com Jesus em Mateus 24, Marcos 13) (Mt24:22)com a segunda vinda de Cristo e do arrebatamento, e aqueles que são deixados para trás na Terra vai enfrentar as trombetas e taças da ira de Deus (Apocalipse 16:1), daí o termo pré-ira. A ira de Deus contra os ímpios segue para o restante dos sete anos, no que é conhecido como o Dia do Senhor. (Apocalipse 15:15) A mensagem do arrebatamento é para o povo de Deus é para todos os povos e não somente para os judeus(Apocalipse 15:2-4)(Apocalipse 22:16) "Atenta para o ministério que recebeste no Senhor, para que o cumpras" (Cl 4:17) "Se alguém falar, fale segundo as palavras de Deus; se alguém administrar, administre segundo o poder que Deus dá" (1 Pd 4:11) "Quando vos ajuntais, cada um de vós tem salmo, tem doutrina, tem revelação, tem língua, tem interpretação. Faça-se tudo para edificação" (1 Co 14:26) Nem todos que se juntam são ministros do evangelho e nem todos que se juntam tem direiro(Romanos 12:8) Eu contribuo financeiramente , espiritualmente e generosidade com a igreja e com todos os pastores onde eu congrego.

      Excluir
    20. Obs. Nem todos que se juntam são ministros do evangelho e nem todos que se juntam tem direito de ser sustentado pela igreja(Romanos 12:8)

      Excluir
  2. amados estive lendo varios artigos sobre dizimo do irmão Mario Persona, qual achei muito bom a aconselho todos que tem compromisso com a palavra de uma olhada a paz.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Graça e Paz, Pastor Cesar Martins,

      Obrigado pela visita. Mande o link do artigo, por favor.

      Abraços,

      Excluir
    2. Prezado "pastor" César Martins, se não for de conhecimento seu eu quero lhe informar que Mário Persona é um escritor, consultor e professor de comunicação e marketing brasileiro porque eu mesmo não pertenço a nenhuma denominação. No dito popular ainda é (desigrejado) ele não acredita em "sistemas religiosos" igreja e provavelmente ele não acredita em "pastores" , "dízimos" , e nem em "Igrejas" E se é você for um "pastor" do sistema religioso que é o que ele chama quem pratica esses preceitos tudo o que você falar pra ele vai entrar por um ouvido e sair pelo outro. Agora se você for um "pastor" que concorda com esses absurdos que esse cidadão fala seria um melhor proveito para você se formar em filosofia.

      Excluir
  3. ATÉ JESUS QUANDO FOI APRESENTADO AO TEMPLO; DEU DIZIMO! E OFERTA, ENSINOU.NOVO TESTAMENTO ELES OFERTAVAM E DIZIMAVAM.MALAQUIAS;DIZ QUEM NÃO DÁ O DISIMO É LADRÃO. ABRAÃO DEU DISIMO.JESUS/OS APOSTOLO PROFETAS IRMÃOS. E VOC INVENTA OUTRA DOTRINA! QUE BIBLIA É ESSA? DOS TESTEMUNHA DE JEOVÁ.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Graça e paz Topázio Almeida.

      Agradeço sua visita. Vou fazer um estudo semelhante a este sobre o dizimo no novo testamento. Mas enquanto isso, preciso refutar essa sua posição de que Jesus quando foi apresentado ao templo deu dizimo e oferta. Jesus veio ao mundo para cumprir a Lei (Mateus 5.17). Quando nasceu a Lei vigorava e foi assim até sua morte e ressurreição, onde Jesus cumpriu-a por completo, pagando toda a divida que a Lei exigia (Col 2.14).

      E por estarem ainda no jugo da Lei, Maria e José quando foram ao templo apresentá-lo, tiveram que obedecer o que a Lei exigia. Você verá isso no capítulo 12 de levitico e vou postar o texto completo para não deixar dúvidas:

      Levítico, 12.1-8:

      1 Falou mais o SENHOR a Moisés, dizendo:
      2 Fala aos filhos de Israel, dizendo: Se uma mulher conceber e der à luz um menino, será imunda sete dias, assim como nos dias da separação da sua enfermidade, será imunda.
      3 E no dia oitavo se circuncidará ao menino a carne do seu prepúcio.
      4 Depois ficará ela trinta e três dias no sangue da sua purificação; nenhuma coisa santa tocará e não entrará no santuário até que se cumpram os dias da sua purificação.
      5 Mas, se der à luz uma menina será imunda duas semanas, como na sua separação; depois ficará sessenta e seis dias no sangue da sua purificação.
      6 E, quando forem cumpridos os dias da sua purificação por filho ou por filha, trará um cordeiro de um ano por holocausto, e um pombinho ou uma rola para expiação do pecado, diante da porta da tenda da congregação, ao sacerdote.
      7 O qual o oferecerá perante o SENHOR, e por ela fará propiciação; e será limpa do fluxo do seu sangue; esta é a lei da que der à luz menino ou menina.
      8 Mas, se em sua mão não houver recursos para um cordeiro, então tomará duas rolas, ou dois pombinhos, um para o holocausto e outro para a propiciação do pecado; assim o sacerdote por ela fará expiação, e será limpa.

      E quanto ao roubo no tempo de Malaquias, acho que fui bem claro no estudo e não estou inventando outra doutrina.

      Quanto ao que você disse sobre Jesus e os apóstolos terem dado o dizimo, não encontro isso em minha bíblia. Talvez minha bíblia esteja errada mesmo. Ma se tiver na sua, por favor me mostre.

      Abraços.

      Excluir
    2. Prezado Topazio Almeida , apesar de não está na bíblia que Jesus deu o dízimo ou que não deu , o meu ponto de vista referente a esse aspecto de ele ter dado ou não mesmo não estando escrito explicitamente na bíblia existe 2 hipóteses se ele não deu ou não dava é porque estava isento porque era muito pobre depois de adulto o que eu acho pouco provável. José e Maria ofereceram “um par de rolas ou dois pombos novos”. Até porque antes de Jesus se tornar adulto a escolha de animais mais baratos mostra que eles eram uma família de recursos limitados.(Lc2:22-24 (Lv12:6-8.) Como Jesus depois de adulto era solteiro e seu pai tinha profissão e ele provavelmente o ajudasse eles tinham algum recurso familiar. Os seus pais assim como ele(Jesus) tinha princípios e preceitos oriundos da lei portanto contribuir no Templo conforme as suas posse é nesses fatos que me dão base para crer nisso. Paulo e nenhum discípulo nunca proibiu nenhum dos "judeus" ou "santos" cristãos a entregar dízimo no Templo ou em uma igreja cristã. cada caso um caso são várias seitas que não são a favor do dízimo , igrejas , pastores e dízimos é só você pesquisar na internet e no youtube e verá. A paz !

      Excluir
  4. Meus amados irmãos, quero acrescentar, que estavam isentos do dízimo, "todos" aqueles que não trabalhavam com a terra!Exedmplo:ourives, ferreiro, marceneiro, cobrador de impostos, etc...A contribuição era, tão somente em produtos agropecuário, o agricultor e os que criavam animais!Sem contar que os pobres, órfãos, viúvas e o estrangeiro e os Levitas era quem tinham direito sobre os dízimos...

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Obrigado pela valiosa contribuição Roberto Nogueira.

      Muitos ainda não entendem este importante assunto. Teve amigo meu que após ler este estudo me bloqueou no face por não concordar.

      Lamentável.

      Excluir
    2. Cada um entende esse assunto a sua mameira quando não tem discernimento espiritual. Já pensou todas as pessoas com o mesmo ponto de vista referente ao mesmo assunto ? Já que o Sr. é tão Erudito deveria saber que Jesus era sustentado por mulheres , os ministros do N.T. eram sustentado pelos "santos" convertidos em Cristo. Ninguém é obrigado aceitar o que você concorda. Apenas respeite as discordâncias os vastos pontos de vistas diferente do seu. Assim como o "amigo seu" lhe bloqueou por não concordar com os seus comentários. Porque você restringe os comentários em seu blog e prove para nós que você concorda com tudo e com todos sem restrição. he he he

      Excluir
    3. Caro anônimo,

      Creio que você poderia o menos usar um pseudônimo, caso não queira se identificar. Ficava mais "chic", rsrsrsrs.

      E quanto a restringir os comentários em meu blog, é um direito que me assiste. Precisei fazê-lo, pois alguns que comentavam aqui fugiam da ética, quando não conseguiam refutar meus argumentos.

      E a propósito, quando eu publico um assunto é porque antes eu estudo e analiso os fatos para justamente não expor o meu "ponto de vista". Se você acha que nos meus escritos estou discordando e desrespeitando os "vastos pontos de vistas", lamento por você, pois, como disse antes, eu estudo e analiso cuidadosamente sobre o que vou escrever e ensinar. Portanto, neste estudo, como nos demais aqui neste blog não prevalece minha opinião pessoal e/ou meu ponto de vista, mas aquilo que Deus revelou em Sua Santa Palavra. O problema é que o assunto referente a dízimos e ofertas foi e é distorcido pelos homens que alegam obedecer as Escrituras, mas que fazem isso em benefício próprio e extorquindo o incauto. Oxalá, todos procurassem um pouco de erudição em relação as Escrituras Sagradas, como você diz que sou um erudito de forma sarcástica.

      Se quiser refutar meus argumentos, faça-o dentro da ética e procurando rebater com base nas Escrituras e não com "achismos". Quanto ao que você falou sobre Jesus ser sustentado por mulheres em seu ministério, nada tem a ver com o que escrevi, pois as mulheres contribuíam com o ministério de Jesus com aquilo que achavam necessário e não com dízimos. E quanto aos obreiros da Nova Aliança, também da mesma forma pelos crentes, mas não com dízimos.

      Neste estudo eu procurei ser claro mostrando pelas Escrituras de quem era o dizimo, pra quem Deus os entregou e mostrei as referencias exatas da bíblia. Se você não aceita, lamento.

      Excluir
    4. 1) A opção anônimo está dentro das diretrizes do blog também é um direito meu. 2) Ficar mais "chic" ou não também não tem nada haver com o assunto dízimo por você mencionando. 3)Você como "Erudito da bíblia" deveria saber que vai chegar uma época como nunca aconteceu antes na bíblia e na história da humanidade que a outra ordem de sacerdócio a de Levi vai voltar a praticar o dízimo no terceiro Templo permanecendo assim as 2 ordens de sacerdócios praticando o dízimo , uma nas igrejas fiéis a Jesus Cristo e a outra no terceiro Templo. Os anti-dizimistas , Anti Pastores e Anti templos e Anti Igrejas deveriam saber. Depois dessa notícia em primeira mão creio que muitos destes supostos religiosos "Anti-TUDO" vão ranger os dentes. A diferença das duas ordens de Sacerdócios é que uma é imperfeita "a de Levi" e "a de Melquisedeque" é perfeita (Hb7:11) 4)Por eu entrar no assunto atual e evidente "O dízimo no Terceiro Templo" e que está prestes a acontecer não vi nada a respeito desse assunto no "seu" blog ou no "seu estudo , você como "Erudito" das escrituras deveria saber , e quando isso acontecer não esqueça de criticar também os Sacerdotes , o povo de Israel e os levitas do terceiro Templo se eles repetirem aquela façanha de (Ml3:8-10) Arrependam-se e voltem de fato para Deus "Eruditos da bíblia"

      Excluir
    5. Excelente observação Anônimo. Como viu, voltei a deixar livre a caixa de comentários, mas posso voltar a moderá-lo, caso seja necessário. Mas vamos ao que interessa.

      Mas, quanto a sua observação em não encontrar nada no meu blog referente ao terceiro templo, bem como os sacrifícios que novamente os levitas voltarão a fazer nele, realmente, não escrevi nada por não julgar necessário. Porém, uma coisa eu sempre digo aos defensores da doutrina do dízimo é que: Nem mesmo os judeus que pela Lei são obrigados a dar os dízimos, não podem faz^-lo hoje por não existir mais o templo. Porém, voltarão a fazer sim no terceiro templo que aliás, será o templo em que o Anticristo se assentará como deus, querendo parecer Deus (2Tessalonicenses 2.4). Isso você não citou né? E quando o terceiro templo for erguido e os judeus voltarem a dizimarem, creio que não estarei aqui para testemunhar isso, então, não poderei ranger meus dentes como você propôs.

      Agora, você me deixou curioso quanto as duas ordens de sacerdócio praticando o dizimo nesse tempo. De onde você tirou essa ideia? Jesus não será sacerdote segundo a ordem de Melquisedeque, Ele já o é! E não somente Ele, mas eu também e todos os que creem são sacerdotes, conforme a ordem de Melquiseque servindo ao sumo-sacerdote que é Jesus, conforme está escrito:

      "Mas vós sois a geração eleita, o sacerdócio real, a nação santa, o povo adquirido, para que anuncieis as virtudes daquele que vos chamou das trevas para a sua maravilhosa luz;" (I Pedro 2 : 9). e: "E nos fez reis e sacerdotes para Deus e seu Pai; a ele glória e poder para todo o sempre. Amém." (Apocalipse 1 : 6).

      E só pra finalizar, o dizimo no terceiro templo será como era na Lei - em MANTIMENTOS e não nesse dízimos católico que hoje enriquece uns poucos em detrimento do prejuízo de muitos.

      E quanto a arrepender-se, você nem imagina o quanto tenho me arrependido sim, mas de ter sido enganado como muitos ainda estão sendo.

      Excluir
    6. 1)Não é necessário você deixar a restrição de comentários , até porque se tiver algum comentário ofensivo palavrões etc... é só excluir. Posso citar sem problema algum (2Tessalonicenses 2.4) 2) Não está na bíblia que o Terceiro Templo é do anticristo. A bíblia é clara quando diz que esse templo é de Deus como o próprio vers. diz(2Tessalonicenses 2.4) isso não uma simples idéia "Agora, você me deixou curioso quanto as duas ordens de sacerdócio praticando o dizimo nesse tempo. De onde você tirou essa ideia" ??? Isso é fato As Igrejas fiéis a Jesus Cristo já praticam o dízimo da ordem do Sacerdócio de Melquisedeque. Os sacerdotes aqui(I Pedro 2 : 9) (Apocalipse 1 : 6) se referem a todos os "santos" os que creem em Jesus cristo sem distinção de pessoas. Onde você viu alguém tendo prejuízos em entregar os dízimos na Igreja ?

      Excluir
    7. Eu não disse que o terceiro templo será do Anticristo, mas que ele se assentará neste e quererá ser igual a Deus. Isso é fato, pois Daniel profetizou e até mesmo Jesus falou sobre isso no seu sermão escatológico: "Quando, pois, virdes que a abominação da desolação, de que falou o profeta Daniel, está no lugar santo; quem lê, atenda;" (Mateus 24 : 15).

      E quanto ao tema dízimos, este estudo que elaborei fala sobre o Dizimo como HERANÇA dos levitas e um Direito dos necessitados. Era isso que os judeus faziam e quando desviavam sua aplicação para outros fins roubavam a Deus. Mas o dizimo cobrado hoje na igreja não é bíblico e não segue nem a ordem levítica e muito menos a de Melquisedeque. O dizimo cobrado nas igrejas em dinheiro é criação da igreja católica romana e não obedece os princípios bíblicos de JUSTIÇA, MISERICÓRDIA e FÉ. Aliás, a forma de dar dízimos hoje segue o principio dos fariseus que por Jesus foi censurado em Mateus 23.23.

      Nenhum cristão, por mais boa vontade que tenha paga dízimos, mas um imposto ordenado por ROMA.

      Excluir
    8. Quero frisar que o que foi censurado por Jesus "não" foi o dízimo e sim as atitudes do religiosos da época , e eles não eram justos , não tinham misericórdia e não tinham fé (Mt23:23) , mas praticavam somente o dízimo a vista do povo e não praticavam os outros preceitos que também eram importantes que estavam na lei e foram enfatizados por Jesus , se assim tivessem praticado e acreditassem no messias o que não o fizeram , pecaram contra Deus. Quando você menciona "Direito dos necessitados" Me mostre algum vers. na bíblia na época do primeiro e segundo Templo em que foram extintos ou não existiram os pobres e necessitados mesmo com o dízimo ? Após o pecado de Adão e Eva sempre existiu pobres necessitados. Isso não era só local em jerusalém nunca foi isso é no mundo todo. Art. 5, inc. VI da Constituição Federal de 88 VI - e inviolável a liberdade de consciência e de crença, sendo assegurado o livre exercício dos cultos religiosos e garantida, na forma da lei, a proteção aos locais de culto e a suas liturgias; A lei no Brasil garante para cultos religiosos independente de religião. Porque os Anti-dizimistas que criticam tanto o dízimo e não congregam nas igrejas que praticam o dízimo , porque será que não congregam nas seitas que não praticam o dízimo e que vivem sem o dízimo ? Tá aí gostaria de ver eu nunca vi. Será que não congregam nelas também é porque é feito por mãos humanas ? Se for só por causa do dízimo não tem desculpa. Virou modinha agora no youtube e pela internet Descongregados quererem ensinar congregados , na minha humilde opinião absurdo !!!

      Excluir
    9. Caro Roberto , não quero que você erre e também não quero ser induzido ao erro e possa levar outros ao erro perante isso que você citou: "Meus amados irmãos, quero acrescentar, que estavam isentos do dízimo, "todos" aqueles que não trabalhavam com a terra!Exemplo:ourives, ferreiro, marceneiro, cobrador de impostos, etc..." Não que eu duvide de você mas todos nós estamos passiveis ao erro. Se você tiver pode me mostrar o vers. na bíblia referente a isso que você citou para que eu aprenda algo com você que ainda desconheço seria excelente para o amplo entendimento de todos.

      Excluir
    10. Sr Anônimo, se os judeus praticantes do dízimo levassem em conta os princípios imutáveis de justiça, misericórdia e fé no que concerne a dar o dízimo, Jesus não teria motivos de censurar os fariseus pelo não cumprimento dessas normas importantes. Como bem expliquei, o dizimo era uma herança e um direito dos necessitados, mas houve tempos, como na época de Malaquias e Neemias que o povo apostatou de Deus e suas leis e consequentemente, a Lei, principalmente ao do dizimo, não era praticada nos propósitos pelo qual Deus instituiu em Sua Palavra.

      Se os judeus fossem fiéis a Lei, os pobres seriam bem poucos. E digo mais, não haveria a necessidade de Jesus vir para os judeus, como veio primeiramente para eles.

      E outro detalhe sr. Anônimo. Não sou "ANTIDIZIMISTA", pois não sou contra quem paga o imposto apelidado de dízimo. Tenho sim misericórdia e compaixão desses pobres que são enganados como eu fui. Também não sou contra o dízimo, pois este é bíblico. Sou sim contra esta farra que se comete nas igrejas, usando este preceito para arrancar dinheiro dos incautos. Quem paga é aceito, mas quem não paga ou deixa de pagar é excluído, como eu fui. Eu não me congrego, pois os donos das igrejas não permitem, pois me acham uma ameaça aos bolsos deles, que chamam de "obra de Deus".

      Mas não é pelo fato de não poder estar nos templos que eu seja um "desigrejado" ou congregado. Congregar é estar junto, reunido em comunhão seja em qualquer lugar. A julgar pelo seu entendimento que só pode se congregar num templo, então Jesus e seus discípulos eram "desigrejados" e "descongregados", pois Ele se reunia nas ruas, nos montes, nas praias e em muitos outros lugares. Às vezes, como um judeu, ia nas sinagogas, mas não era aceito nelas por causa de suas mensagens contra o sistema religioso vigente. Em uma delas chegou até ser expulso. Assim também o é hoje com aqueles que pregam a Sua Palavra conforme está revelada.

      Excluir
    11. Prezado Reginaldo , não quero que você pense que sou leviano e inconsequente. Não eram todos judeus que eram infiéis na lei e sim uma parte deles sem generalizar. O DIREITO AOS NECESSITADOS é um fato isso mundialmente falando , Deus instituiu o dízimo existe desde quando há necessidade e essa necessidade não é de agora é de milhares de anos atrás desde o primeiro e o segundo templo , também não é só local em israel é mundial. Agora o que não pode e é o que alguns pensam que a Igreja que vai acabar com isso a Igreja ajuda a minimizar agora resolver é só Deus(Mt6:33)(Ap21:4) A necessidade pobreza é um problema mundialmente social desde os tempos antigos. 1)dízimo não é algo apelidado como você diz é santo e pertence a Deus. 2)Você diz "que não é contra e diz que tem compaixão e misericórdia desses pobres que são enganados como você foi" Posso deduzir então que o dízimo pra você é um engano mas você não é contra ? ou não ? 3)Como é não ser um "antidizimista" como você diz que não é sem apoiar e praticar o dízimo ? esclareça melhor para o entendimento de todos. Jesus ia ao Templo e os discípulos também , É bem claro e visível no N.T. que os cristãos primitivos e convertidos inclusive os apóstolos(discípulos) se reuniam também dentro de Igrejas cristãs e sinagogas (At11:25-26) (At25:9-11) (1Co14:33) Ninguém sai arrancando dinheiro do bolso de ninguém se fizer isso é ladrão. Todos os cristãos são livres para entregar o dízimo na igreja e se quiser contribuir além do dízimo também é livre. Agora os que não aceitam esse preceito do dízimo congregue como você disse os mesmos que tem essa linha de raciocínio. nas ruas , nos montes , nas praias e em muitos outros lugares... Oriento aos anti-dizimistas assumidos e pararem de perseguir os que são a favor do dízimo. O curioso é que eu não vejo os "Eruditos da bíblia" mencionando que em vários terreiros religiosos os mestres e chefes desses terreiros religiosos cada vez que o individuo tem um desejo e quer algo que a entidade religiosa"seu deus" faça ou eles dão logo uma lista de compras que o individuo tem que comprar além de pagar o mestre ou chefe do terreiro para a entidade religiosa "seu deus" fazer o que o individuo pediu , Já participei muito disso antes da minha conversão e te garanto que o dízimo é uma ninharia em comparação a isso. Certo ou não errado ou não A liberdade religiosa é lei no Brasil. Art. 5, inc. VI da Constituição Federal de 88 VI - e inviolável a liberdade de consciência e de crença, sendo assegurado o livre exercício dos cultos religiosos e garantida, na forma da lei, a proteção aos locais de culto e a suas liturgias; A lei no Brasil garante para cultos religiosos independente de religião.

      Excluir
    12. Acredito que esse termo "Antidizimista" não cai bem. Não é melhor dizer "antidízimo"? Eu seria um "antidizimista" se fosse contra a pessoa que dá seu dízimo. Mas como disse, não sou. Oro por eles.

      Abraços.

      Excluir
    13. O termo anti-dizimista relatado por mim e aceito por outros é uma maneira resumida de dizer "os que não são favoráveis ao dízimo" eu especifico da seguinte forma em detalhes: Existe aqueles que são e assumem que são , existem aqueles que dizem que são mas não são , existem aqueles radicais que não são e além de não ser é contra todos aqueles que são a favor do dízimo. Me refiro a esse aspecto não só a respeito do dízimo como também aos anti-pastores , anti-templos , anti-igrejas , Agora se o termo não cai bem pra você respeito e farei de tudo para não mencionar isso de novo , mas vou substituir por "os que não são favoráveis ao dízimo" como o tema é amplo principalmente e indiscutivelmente para os "os que não são favoráveis ao dízimo" se tiver uma frase ou uma palavra que "caia bem" procurarei aprender e aceita-la.

      Excluir
    14. Já falei que não sou contra o dízimo, não o que a bíblia ensina. Também não contra quem pensa que paga. Sou sim contra a exploração praticada em cima da ingenuidade das pessoas que pensam estar fazendo para Deus. Volto a repetir que esse dízimo atual exigido até por força de maldição nas igrejas não é bíblico e muito menos cristão.

      Já fui claro sobre isso e não vou mais rebater seus argumentos. Fique a vontade aqui e fale o que quiser. Irei ler as postagens e, se achar bem excluírei.

      Excluir
    15. Caro Reginaldo, se até agora você não as excluiu é porque algo que eu disse é de Deus e creio ter permanecido em seu coração. lembrem-se que Cristo é o Autor da fé cristã(Hb12:2) e ele aprovou o dízimo. E o pai da fé cristã(Hb4:11) também praticou o dízimo. Você faz bem de dizer que não é contra o dízimo.

      Excluir
  5. Graça e paz!anônimo!O anonimato, já mostra insegurança!Mas vamos lá:Se os dízimos eram em produtos agropecuário,como os marceneiros, ourives, ferreiros, cobradores de impostos, etc...iríam entregar seus dízimos?Se suas rendas não provinham da terra e nem de animais?Agora, diga você, onde se fala de entregar dízimos no novo testamento? E, se possível for, em dinheiro?E mais, se os dízimos eram para saciar a fome dos Levitas, órfãos, viúvas, pobres e estrangeiros, qual o motivo de além dos dízimos, nos dias de hoje, pedirem ofertas?Agora, Mmis detalhado e fidedidno que o irmão Reginaldo explanou, impossível...

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Caro Roberto,

      Estou a finalizar mais um artigo sobre o dízimo no Novo Testamento. Estarei mostrando como esse rito foi implantado no cristianismo. Muitos não vão gostar, mas quem tem ouvidos que ouça.

      Abraços

      Excluir
    2. Caro Roberto , você citou: "Meus amados irmãos, quero acrescentar, que estavam isentos do dízimo, "todos" aqueles que não trabalhavam com a terra!Exemplo:ourives, ferreiro, marceneiro, cobrador de impostos, etc..." E ainda estou naquela expectativa referente se "exite" ou não versículo dessa afirmação sua , aguardo a sua colocação !

      Excluir
    3. Caro Roberto , permita lembra-lo que o X da questão aqui não é observar a inseguraça de um ou de outro , o X da questão é que também refutei você no seu comentário acima , referente a você afirmar "que dízimo sempre foi produtos agropecuário pelo fato de serem matéria criada por Deus!" Se você estiver errado admita o seu erro , eu estiver errado corrija-me por favor ! E ainda estou naquela expectativa referente se "existe" ou não versículo dessa afirmação sua , aguardo a sua colocação !

      Excluir
  6. Caro anônimo, graça e paz!você me refutou?Onde?qual é a passagem bíblica neotestamentária?Eu afirmei, e reafirmo que dízimo era só única e exclusivamente em produtos agropecuário!Se eu estiver errado, mostre me qual capítulo e versículo està!Esse é um assunto sério!não é pra dizer o que você acha, nem tampouco o que quer!mas apenas a verdade contida nas escrituras!quando eu escrevi que "todos áqueles que não trabalhavam na terra e com animais, eram isentos, reafirmo!caso contrário, é só me mostrar, biblicamente, meu erro!eram isentos:artesãos, padeiros, carpinteiros, cozinheiros, guardas, pescadores, mestre de obras, ourives, mercadores, músicos, alfaiates, cobradores de impostos, etc...E mais, só pra constar, quando os apóstolos iam ao templo, é necessário dizer que esse "templo" era o mesmo com altares de sacrifícios!coisa extinta pelo sacrifício único e eficaz do nosso Senhor Jesus!

    Abraços

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Este comentário foi removido pelo autor.

      Excluir
    2. Caro Roberto , Veja o seu primeiro comentário está lá em em cima na sua primeira postagem e não vi até agora nenhum versículo da sua colocação , agora eu lhe refutei sim logo abaixo da sua postagem com um versículo bíblico a sua tese que o dízimo "sempre" foi produto agropecuário , está lá na sua postagem pra todo mundo ver. Se você não admite que errou , mostre na bíblia que o dízimo sempre foi produto agropecuário ? aguardo o versículo que diz que o dízimo sempre o dízimo foi produto agropecuário se encontrar ficarei grato.

      Excluir
  7. Amado irmão anônimo!graça, misericórdia e paz!Não vou mais responder à você!Esta é a última vez!Este blog não é meu!Mas você não refutou nada!Lc18,12, Jesus está falando em parabola!"Tudo que possuo" eram os produtos que ele possuia da terra e dos animais, tanto é que um Mt23,23, Jesus, estava cumprindo a lei, e no final do vers. 23, ele diz fazei estas coisas, sem omitir aquelas!"estas coisas"eram em produtos da terra(endro, hortelã e cominho)

    Abraços

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. O interessante Roberto é que o dizimista fiel de Lucas 18,12 n~]ao foi justificado e sim o publicano pecador que não dava dízimos.

      Abraços.

      Excluir
    2. Caro Roberto , Em qual momento citei(Mt23:23) a você nesse episódio ? nenhum ! Jesus ensinava sim por parábolas(Mt13:34) Creio que você não concorda comigo quando lhe questionei e refutei mostrando o versículo bíblico(Lc18:12) porque será em ? Não quero tirar conclusões pessoais referente a esse aspecto mas no meu ponto de vista é que esse versículo que Jesus ensina que o fariseu "dava o dízimo de tudo quanto ele possuía e ganhava" como os inúmeros versículos bíblicos "o dízimo de tudo" incomoda e derruba a idéia impertinente que o dízimo sempre foi alimentos ou produtos agropecuários. O problema é que por falta de entendimento ou por falta de conhecimento insistem em não admitir que errou. Será que alguns anti-dizimistas assumidos ainda vão pensar que os fariseus só possuíam somente endro , cominho e hortelã para praticar o dízimo ? E não davam o dízimo de tudo como Jesus também ensinou que eles o faziam ?(Lc18:12) Como eu não quero errar mas também estou passivo ao erro eu creio também no vers.(Lc18:12) Onde diz que o dízimo também era de tudo , seria um erro de minha parte se assim eu não acredita-se Caro Roberto , desculpe por eu fazer uma pergunta onde você não pode me mostrar com nenhum ver. bíblico onde diz que o dízimo sempre foi produtos agropecuários. E quanto ao que você disse que não irá mais me responder sem problema gostaria que você tivesse respondido com vers. bíblico a sua afirmação para o esclarecimento de todos , mas você não o fez , errar é humano perdoar é divino.

      Excluir
    3. Prezado Reginaldo , quero salientar que esse versículo(Lc18:12) foi citado a alguns que praticavam a lei e confiavam em si mesmos se considerando justos e desprezando os outros.(Lc18:9) E não porque o publicano não praticava o dízimo. Enfim o dízimo também foi citado que era de "tudo quanto a pessoa possuía e ganhava." O publicano foi justificado porque reconheceu os seu pecados confiou em Deus e se humilhou perante Deus.

      Excluir
    4. Kkkk

      Já lhe ocorreu que Jesu nesta parábola quis passar a ideia de que aquele fariseu queria ser melhor que os demais? Enquanto uns davam só o tempero da comida do dizimo, esse dava de tudo? E não só isso, o cara era demais santo, pois nunca tinha roubado ninguém não adulterava, jejuava duas vezes por semana e ainda apontava o dedo acusando o pobre publicano. E ele foi logo entrando no templo mostrando seus atributos, típico de muitos crentes hoje.

      Mas para a lição que Jesus ensinou nessa parábola ninguém atenta, que foi sobre a humildade e que justificou o pecador que nem dizimista era.

      Triste.

      Excluir
    5. Não sei porque me lembrei agora do Marcelo.

      Excluir
    6. Prezado, acabei de dizer resumidamente o que você acabou de dizer só que abrangendo uma visão diferente da sua mas na mesma direção , leia atentamente o que eu disse e verá , Como você disse "Enquanto uns davam só o tempero da comida do dizimo (Mt23:23), esse dava de tudo?"(Lc18:12) Apesar desses 2 textos ter a mesma palavra dízimo um se difere do outro enquanto um dízimo é praticado até das coisas mínimas outro era de tudo. não se trata de dízimos diferentes e sim que seita dos fariseus tinham o costume de dar "o dízimos até das mínimas coisas" é nesse aspecto onde eu fui incisivo. E não foi por dar ou não dar o dízimo que o publicano foi justificado e exaltado por Deus.(Lc18:14) se o publicano desse o dízimo e tivesse dito tudo o que ele falou a Deus seria justificado por Deus da mesma forma , mas nunca por causa do dízimo , espero em Deus que tenha compreendido.

      Excluir
  8. Caro anônimo, misericórdia e paz vos seja distribuídas!Eu disse que não iria responder, mas pela resposta que voce deu, se faz necessário.Sabia que a igreja primitiva não entregava dízimo, até o ano de 777dc?Será que a igreja primitiva era herética?Somente no ano 777dc com a autorização de Carlos Magno, a igreja católica introduziu o dízimo no novo testamento!Será que os apóstolos e toda igreja até 777dc, não entregavam os dízimos por apego ao dinheiro?Ou será , que por uma palavra que voce inseriu em Lucas 18,12, você acaba com inúmeros capítulos e versículos que dizem o contrário?Isso que estou dizendo é história!esta em livros, inclusive na enciclopédia católica!Já ia me esquecendo...coloquei o final do versículo 23 de Mateus 23, para mostrar que, até nesse versículo, onde voces gostam de dizer que Jesus autorizou dízimos, eram em alimentos, "nunca" dinheiro ou qualquer outro bem!Sem contar que voce precisa provar o dízimo para o novo testamento, já que, somente os levitas poderiam recebê-lo!Eles não tinham herança, sua herança era o próprio Deus!E os pastores, são da tribo de Levi?Ao entregarem os dízimos eles comem e bebem dos próprios dízimos com a família?entregam uma única vez por ano?Ou será que terei que escrever :Êxodo, Levíticos, Números e Deuteronômio pra você?Não responderei mais, mas faça um favor à você mesmo, estude as escrituras, conheça bem o que lê, e seja feliz!Jesus Cristo cravou toda lei, inclusive a do dízimo, na cruz do calvário, não tente ressuscitá-lo!

    Abraços

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Caro Roberto, 1) Para o seu entendimento em relação ao dízimo bíblico não há relato bíblico e nem recomendações no novo testamento nem dos apóstolos , nem de Jesus para que a igreja não receba o dízimo. 2)Se tiver o vers. mostre-me por favor. 3)Você erra novamente em dizer que o dízimo eram em alimentos , ainda acredito que o dízimo é de tudo. 4)O pastor como ministro da palavra e despenseiro precisa ser da tribo de levi para receber o dízimo ? 5)Não se preocupe por eu citar (Lc18:12) só esse vers. não derruba a idéia já formada e cauterizada dos que afirmam que o dízimo é "só alimento" e "sempre foi produto agropecuário" e não praticam o dízimo. 6)O dízimo era o amparo e sustento no Templo e de quem dependia e ministrava a palavra. Do mesmo modo os ministros atuais que ministram nos templos e igrejas cristãs hoje tem o mesmo direito ao amparo e sustento que o Templo em Israel e os seus ministros tinham.(1Co9:13-14) E como você não vai ser humilde para reconhecer que errou em dizer que o dízimo sempre foi produto agropecuário e é só alimentos , não tenho mais nada a declarar.

      Excluir
    2. Eu falei que não ria mais rebater, mas, sinceramente, eu não posso me acovardar diante de tanta distorção da Palavra. Entenda caro Anônimo que dízimo tinha uma finalidade específica. Quando falo de dízimo, estou falando do dízimo bíblico, aquele que o próprio Deus instituiu como ato de justiça e misericórdia em sua imutável Palavra. Não me refiro a esse dízimo cobrado nas igrejas, pois como já disse antes, esse dízimo atual não é bíblico e muito menos cristão.

      1 - Não há recomendação nem de Jesus ou dos apóstolos para a igreja receber dízimos, pois tal não seria necessário, visto que a igreja é em sua maioria formada de gentios (não judeus). E o próprio Cristo levantou Paulo para ser apóstolo dos gentios. Em sua infinita sabedoria, Jesus escolhe Paulo por ser um judeu e conhecedor da Lei que era dos judeus, para mostrar a grande diferença que há na Lei e na graça trazida por Jesus. Isso é notório, pois quando lemos a história da igreja, não vemos nenhum registro de os crentes pagando dízimos como a Lei ordenava e nem ofertando nos moldes mosaicos, mas contribuindo com liberalidade, espontaneidade e com amor.

      3- Na lei o dizimo era de alimentos e, apesar de o dinheiro existir este não podia ser dado como dízimos (Deut. 14.22-29). Foi de tudo antes da Lei quando Abraão deu a Melquisedeque de TODO o despojo que trouxe da guerra. E esse TUDO estava incluso, ouro, prata, fazendas e homens, mulheres e crianças, pois um despojo de guerra era tudo isso, e por isso Abraão deu de TUDO. Mas não ficou com o restante, pois dos despojos de onde tirou esse dízimo de tudo não pertencia a ele (Gn 14.22-24).

      4- "O pastor como ministro da palavra e despenseiro precisa ser da tribo de levi para receber o dízimo?" A igreja não era apascentada por pastores, mas por PRESBÍTEROS que eram anciões com vasta experiencia ministerial e espiritual. E, por serem anciãos, não podiam mais trabalhar para o seu próprio sustento, como Paulo e seus companheiros faziam. Os presbíteros eram sustentados pela igreja, pois como verdadeiros obreiros eram dignos de seus salários. A ideia de por pastores para liderar igrejas foi criada pelas convenções humanas, copiando o modelo de hierarquia eclesiástica criada pela igreja católica romana.

      5-Lucas 18.16 é uma parábola citada por Jesus como forma de ensinar sobre a humildade em detrimento da arrogância de muitos crentes que tentam se justificar diante de pelas obras, como muitos fazem atualmente. "Porque pela graça sois salvos, por meio da fé; e isto não vem de vós, é dom de Deus." (Efésios 2 : 8); "Sabendo que o homem não é justificado pelas obras da lei, mas pela fé em Jesus Cristo, temos também crido em Jesus Cristo, para sermos justificados pela fé em Cristo, e não pelas obras da lei; porquanto pelas obras da lei nenhuma carne será justificada." (Gálatas 2 : 16). O dizimo é uma das obras da Lei (Neemias 10.29-39).

      Continua



      Excluir
    3. Continuação

      6-"O dízimo era o amparo e sustento no Templo e de quem dependia e ministrava a palavra".

      Se você está aqui se referindo aos sacerdotes está redondamente enganado e mostra que desconhece ou ignora as Escrituras. Os sacerdotes que ministravam a Palavra no templo deveriam ser sustentados pelas ofertas que se levavam no altar. Pra eles Deus ordenou dar todas as ofertas, as primícias, os primogênitos e toda coisa consagrada em Israel, inclusive ofertas em dinheiro (números 18.8-16). Mas os dízimos eram dos auxiliares dos sacerdotes que eram os demais levitas que faziam todo o trabalho pesado no santuário (Números 18.21). Em 1 Cor 9, Paulo fala sobre isso e muitos levam para o lado dizimo. Mas mesmo que Paulo estivesse falando sobre o dízimo, ele como ministro de uma nova aliança disse: "Se outros participam deste poder sobre vós, por que não, e mais justamente, nós? Mas nós não usamos deste direito; antes suportamos tudo, para não pormos impedimento algum ao evangelho de Cristo" (1Cor 9.12). Esses "outros" eram sacerdotes que na época ainda ministravam, mas Paulo rejeitou ser sustentado nos moldes da Lei igual a eles, justamente para não trazer embaraço a pregação do evangelho que é de graça e pela graça. Que exemplo o de Paulo para os ministros atuais.

      E você também será humilde para aceitar essa verdade? Acho que não!

      Excluir
    4. Prezado , fiquei surpreso por você em dizer que não ia mais rebater e resolveu me rebater diante de minhas palavras estarem distorcidas , creio que por você pensar quer todos tenham a sua mesma linha de raciocínio e que somos pessoas diferentes e temos o direito de pensar diferente e seguir linha de raciocínio diferentes mas no mesmo caminho que é o salvador Jesus. Ele mesmo não agradou a todos. Também notei por você entrar em contato comigo para "rebater as minhas distorções" percebi que você não tem palavra de rei. Pessoalmente poderia refutar toda essa lista que você postou tranquilamente sem nenhum problema, não vou refutar as suas idéias por 2 motivos 1)Porque corro o risco de algo que eu possa postar não lhe agrade e de ter palavras jogadas rumo ao vento porque podem ser excluídas como você mesmo disse. 2) Eu não posso aceitar "essa verdade" que é a sua linha de raciocínio e não a minha. Mas fica a dica: O Dízimo é Certo ou não , Errado ou não , a liberdade religiosa é lei no Brasil e um direito garantido por lei a todos nós brasileiros. Então os membros da instituição religiosa(Igreja)cristã podem praticar o dízimo em dinheiro , podem ter pastores , bispos , podem construir mais igrejas , podem batizar nas águas etc... etc... Assim estão no mesmo direito garantido por lei os chefes de outras entidades religiosas em seus "templos" , "terreiros" ou "casa dos deuses" também tem o direito de cobrar e receber de seus adeptos qualquer soma ou quantia em dinheiro por praticarem os seus trabalhos religiosos e pedirem em favor deles ao seu "deus" eles também tem seus rituais e suas liturgias e gastam muito dinheiro. Mas como vê tá na lei não é crime , a lei garante isso aos cristãos ou qualquer religião instalada no Brasil. Art. 5, inc. VI da Constituição Federal de 88 VI - e inviolável a liberdade de consciência e de crença, sendo assegurado o livre exercício dos cultos religiosos e garantida, na forma da lei, a proteção aos locais de culto e a suas liturgias; A lei no Brasil garante cultos religiosos independente de religião mesmo nessas instituições recebendo dízimo em dinheiro. Também não posso mandar lhe prender só por causa que você como outros que concordam com a sua mesma linha de raciocínio e não praticam o dizimo em dinheiro. E nem poderia a liberdade religiosa é lei.

      Excluir
    5. Perdoe-me se não fui claro o bastante. Quando ensino sobre o d´zimo como obra de Lei, me refiro a Lei de Moisés. "Porque a lei foi dada por Moisés; a graça e a verdade vieram por Jesus Cristo." (João 1 : 17).

      Mas a lei do Brasil, conforme consta na Constituição não tem o direito de modificar a Constituição Divina. A liberdade Religiosa garantida na Constituição não me dá o direito de modificar o que Deus em sua imutável Palavra estabeleceu.

      Se você quer dar 10% de seu salário a alguma instituição, ou se no caso é quem recebe estes, isso é problema seu. Mas eu não voltarei mais para esta gaiola.

      Tenha um bom dia.

      Excluir
    6. Prezado, você acabou de dizer que "Mas a lei do Brasil, conforme consta na Constituição não tem o direito de modificar a Constituição Divina." Se a própria lei é que dá a liberdade religiosa de cultuar independente da religião ,instituição, Deus ou deuses. Você não tem direito de modificar nada ,nem você e ninguém. Qualquer instituição é livre para escolher e praticar todo o livre exercício dos cultos religiosos e a suas liturgias escolhida por elas e por você é você que tem o a livre escolha. E se você segue a "A imutável palavra que Deus" deveria saber que é um ato de desrespeito seu tratar as instituições "apelidadas de Igrejas" como você diz , se referir a elas como gaiolas. Será que todas as instituições que não seguem o mesmo Deus que o seu você teria essa falta de respeito de se referir a elas com esse ar de desprezo e falta de respeito chamando-as de gaiolas ? Sendo que a própria lei garante a liberdade em seus cultos e construir o que você chama de "gaiolas" independente da religião duvido ! creio que não , você cuspiu no prato que comeu e cospe até hoje agindo dessa forma. Você precisa de fidedigna conversão em Cristo em amor e respeito , coisa que você desconhece e não tem primazia.

      Excluir
    7. Maior ato de desrespeito é chamar quem não paga esse imposto cobrado por vocês de ladrão. Na minha opinião deveriam ser presos ou então prestar serviço comunitário para aprenderem trabalhar e comprar ganhar o pão com suor do seu rosto.

      Adeus

      Excluir
    8. Prezado , a sua visão pessoal e parcial do respectivo fato não esclarece em sua totalidade. Em nenhum momento cobrei nada seu , até porque nada o que você pensa que é seu de fato é. Você só administra para outros se tiver filhos ou parentes herdarem o que você pensa o que é seu.(1Tm6:7 , Mc8:36) Declarações suas: "os que ensinam o evangelho e recebem o dízimo em dinheiro que você queria queria dizer e não o fez deveriam ser presos ou então prestar serviço comunitário para aprenderem trabalhar e comprar ganhar o pão com suor do seu rosto." A bíblia ensina assim em (Gl6:6) que o aluno deve fazer o seu professor participar das coisas boas que ele tem. Isto quer dizer que o aluno "divide" seus bens com o professor. Não é certo deixar em dificuldades de sustento também aqueles que nos instruem no evangelho. O salário (ou melhor: honorário) do obreiro deve servir para honrar aquele que o recebe e não ofendê-lo (1Tm 5.17-18) Por isto (Gl6.7-10) adverte para não zombar de Deus pela negligência ao sustento dos professores. Se investimos (semeamos) apenas nas coisas pecaminosas , só havermos de colher corrupção. Deve-se semear para o que é ligado ao Espírito Santo , e então teremos os resultados na vida eterna. Assim , é para fazer o bem a todos , começando com a família da fé , e no contexto, os primeiros a serem atendidos são os professores da Palavra de Deus. Pregar o evangelho é o trabalho mais importante do mundo. Se estamos presos no que você chama de gaiola instituição Igreja lembre-se de nos chamar na gaiola e se acreditar em nós e no que a bíblia manda já que você obedece a "A imutável palavra de Deus" ou se você estiver muito doente ou a beira da morte estaremos prontamente a atende-lo. Independente da "sua ou qualquer religião "(Tg5:14)

      Excluir
    9. Ok Anônimo,

      É exatamente assim que penso em relação aos que ministram verdadeiramente a Palavra. O cristão repartir com seus bens, considerando o trabalho que fazem. Se os ministros fizessem a obra dentro dos princípios divinos não teriam porque cobrar dos fiéis esta ajuda, pois a igreja como coluna e baluarte da verdade saberia e sabe como recompensar dignamente seus mestres. Mas o que vemos hoje? Pessoas se passando por mestres tentando se aproveitar da boa fé das pessoas, fazendo da religião seu próprio meio de vida. Eu não mais aceito isso e creio que Deus também não. Todo dia nasce uma nova igreja e pior, concorrendo os fiéis das outras, como tenho observado.

      E na verdade, eu pensava muito diferente antes e até comia no mesmo prato que cuspi como você falou. Mas precisou acontecer algo dentro da instituição que eu fazia parte para poder entender como as coisas realmente funcionam. Se você se ofendeu com o termo que utilizei como gaiola me referindo ao que hoje penso sobre a religião, é porque tenho meus motivos e sou livre pra expor minha opinião. Não é isso que a Constituição nos garante? E eu fiz, olhando para algo semelhante que aconteceu no passado, como profetizou Jeremias:

      "Como uma gaiola está cheia de pássaros, assim as suas casas estão cheias de engano; por isso se engrandeceram, e enriqueceram; Engordam-se, estão nédios, e ultrapassam até os feitos dos malignos; não julgam a causa do órfão; todavia prosperam; nem julgam o direito dos necessitados" (Jeremias 5.27,28).

      Teria João batista e o próprio Jesus faltado com respeito aos religiosos quando os tratou como "raça de víboras"? Ou mesmo nos alertado para o surgimento do que Jesus denominou de "Lobos devoradores"?

      Sei que pregar o evangelho é coisa mais importante do mundo e eu o faço com toda a alegria e gratidão ao meu Deus e não cobro por isso.

      Excluir
    10. Prezado , SE OUTROS TEM DIREITO DE SEREM SUSTENTADOS POR VOCÊS, não o temos nós ainda mais ? Mas nós nunca usamos desse direito. Pelo contrário , suportamos tudo para não colocar obstáculo algum ao evangelho de Cristo.(1 Co9:12) Paulo deixa claro para os seus ouvintes, que outros detinham direito de serem sustentados por eles e se outros detinham esse direito , QUANTO MAIS ELES. Em seguida, Paulo fala: Vocês não sabem que aqueles que trabalham no templo alimentam-se das coisas do templo , e que os que servem diante do altar participam do que é oferecido no altar?(1Co9:13) Por qual razão Paulo fala no vers.12, que "outros" tinham direito de ser sustentados por eles e em seguida Paulo menciona os levitas com seus direito no templo ? Já no vers.14 , Paulo fala da mesma forma o Senhor ordenou aqueles que pregam o evangelho, que vivam do evangelho.(1Co9:14) Ou seja , Paulo faz um contraste dos ministros "do Templo" com os ministros "do evangelho." Logo então os outros citado no vers.12 não poderia ser ministros do evangelho , porque se fosse então Paulo não deveria comprovar que os ministros do evangelho também receberam ordem de sustento. Pois no vers. 12 , Paulo está comparando os "outros" com Ele, já se os outros fossem também ministros do evangelho, não haveria lógica Paulo se comparar e ao mesmo tempo usar o exemplo no vers. 13. A não ser que eles acreditavam que os outros tinham o direito mais Paulo não , mas se Paulo era quem era o ministros a eles. Sendo assim confirmado e provado os outros no vers.12 é um exemplo citado por Paulo e detalhado no vers.13. Aqui fica claro de antemão 4 pontos essenciais. 1)Continua havendo pessoas subordinadas a sustentarem ministros. 2)Continua havendo ministros com direitos a serem sustentados por tais pessoas. 3)Essas pessoas eram CRENTES , judaicos ou gentios , mas eram crentes, pois a ordem caem aos crentes e não aos ímpios.
      4) implicitamente o versículo 12,13 indica que o sustento continuava sendo na medida de 10% Pois quando é dito que os ministros do templo detinham direito ao sustento e que os do evangelho detinham muito mais , isso significa simplesmente que eram direitos sobre o mesmo fator , ou seja , o sustento , então não há razão de modificar o sustento em si , pois na concepção dos ouvintes de Paulo , ao ouvir dele o exemplo do templo , obviamente que não somente a ideia de sustento lhe veio a mente, mais lhe veio por completa , ou seja , a ideia de que o sustentar lhe era um dever e com que se deveria sustentar.

      Excluir
    11. Bom dia Anônimo!

      Quem seriam esses outros? Sem dúvidas Paulo estava se referindo aos sacerdotes, pois eles ainda ministravam no templo, visto que esse ainda estava de pé. O templo só caiu no ano 70 dC e assim, encerrou-se completamente o ministério levita. Mas, no argumento de Paulo o dizimo não entra irmão. Quando Paulo fala do sustento dos que ministravam no templo, está se referindo às ofertas regulares e sacrificiais nas quais o sacerdote tinha o direito de comer uma parte delas. Como bem expliquei, o dizimo era exclusivo dos levitas e dos necessitados e não era para pagar salário de sacerdote, mas como recompensa pelo trabalho dos levitas.

      Quando Paulo fala que não usou deste direito para não colocar empecilho ao evangelho, ele simplesmente estava a ensinar o que Jesus havia ordenado aos discípulo quando os enviou em missão (Mt 10 e Lc 9, 10) que era dar de graça o que de graça recebeu. Se Paulo cobrasse pelos seus trabalhos de ministro, estaria retrocedendo da graça para a Lei e isso seria um grande impedimento ao evangelho. No entanto, quanto ao sustento do obreiro ele é bem claro quando diz: "E o que é instruído na palavra reparta de todos os seus bens com aquele que o instrui" (Gl 6.6). Aqui não entra porcentagem, mas boa vontade e consideração pelo trabalho do obreiro.

      Muitos interpretam equivocadamente o que Paulo escreveu em 1 Cor 9. Em hipótese alguma ele estaá se referindo a dizimos, mas às ofertas.

      Por isso Pedro escreveu na sua segunda carta no cap. 3 e vers. 15 a 17:

      15 E tende por salvação a longanimidade de nosso Senhor; como também o nosso amado irmão Paulo vos escreveu, segundo a sabedoria que lhe foi dada;
      16 Falando disto, como em todas as suas epístolas, entre as quais há pontos difíceis de entender, que os indoutos e inconstantes torcem, e igualmente as outras Escrituras, para sua própria perdição.
      17 Vós, portanto, amados, sabendo isto de antemão, guardai-vos de que, pelo engano dos homens abomináveis, sejais juntamente arrebatados, e descaiais da vossa firmeza;

      Abraços

      Excluir
    12. Prezado , ainda você não entendeu como um todo o que destaquei acima , leia atentamente antes de tirar alguma conclusão pessoal e por assim dizendo me perdoe errando no que os próprios versículos por mim destacados acima dizem por si só. Em (1 Co9) Paulo está sendo incisivo e ensinando que ele e "nós" outros ministros do evangelho que dependiam de sustento tinha o mesmo direito e em até maior medida do que os outros que ministravam no Templo "os outros" claramente Não são "Só" os Sacerdotes do Templo como você diz , aqui engloba aqueles que ministravam a palavra , não eram só os Sacerdotes que Ministravam , os levitas também , e prestavam serviços e se alimentavam e eram sustentados do que se trazia ao Templo , o vers. é claro quanto a isso(1Co9:12-14) Todos que prestavam o serviço e dependiam do sustento que era levado ao Templo aqueles que serviam no altar e aqueles que se alimentavam do que era trazido ao Templo. Tanto os Sacerdotes como os Levitas tinham a sua medida de sustento.(1Co9:12) (Ne13:10) (Ne10:38-39) Não confunda uma missão local em Israel(Mt 10 e Lc 9, 10) com a decisão pessoal de Paulo e a missão mundial dele em levar o evangelho pelo mundo , cada caso é um caso "Quando você diz "Paulo fala que não usou deste direito para não colocar empecilho ao evangelho, ele simplesmente estava a ensinar o que Jesus havia ordenado aos discípulo quando os enviou em missão (Mt 10 e Lc 9, 10)" Assim você erra gritantemente nesses textos e erra na sua conclusão de (1Co9) Erra também quando cita Por isso Pedro escreveu na sua segunda carta no cap. 3 e vers. 15 a 17: no caso desse próprio vers. citado por você diz por "Torcem" Você querer comparar um direito adquirido pelos ministros do evangelho (1Co9) com "Torcem" na carta segunda carta de Pedro no cap. 3 e vers. 15 a 17: Aí você derruba tudo o que Paulo ensina em (1Co9) Então o dever(Mandamentos) de alguns tem uma origem , pois no Templo o dever que os judeus tinham era primariamente levar o sustento de 10% era essa a justa medida que lhe vinha como dever e dela é que advinha o sustento dos Ministros , Cont...

      Excluir
    13. Cont... Prezado Quero salientar que a pergunta que Deus fala em (Ml3:8) Roubará o homem a Deus ? Do verbo roubar "Roubará" está no futuro e o sujeito da frase é o "homem" o que é um indício que Deus não está falando só exclusivamente para a nação de Israel mas abrangendo um todo em esfera global as futuras nações e gerações que viria a rouba-lo(2 Pedro 3:8) e não somente a Nação toda de Israel "vós me roubais" em não contribuir com o ministério. Não contribuir "erra" Não erreis porque é roubar a Deus(1Co6:10) (Ml3:8) Contribuir com avareza "erra" Não erreis porque é "avareza"(2Co9:5)(1Co6:10) simplificando essa frase de (Ml3:9) "vós me roubais" está no verbo presente e se refere a "nação toda" de Israel "sim, vós, esta nação toda." (Ml3:11) "por amor de vós" está no verbo presente e se refere a nação toda de Israel. Fazendo uma analogia do amor de Deus ao "homem " ao mundo e ao povo de Israel" o "amor " de Deus permanece tanto em (Ml3:11) que é o antigo testamento como no novo testamento (2Co9:7) (Jo3:16) Mas, amados, não ignoreis uma coisa, que um dia para o Senhor é como mil anos, e mil anos como um dia.(2 Pedro 3:8) Fazendo outra analogia de (Ml3:8) Roubará o homem a Deus ? Com (1 Co 6:10) Não erreis: nem os devassos, nem os idólatras, nem os adúlteros, nem os efeminados, nem os sodomitas, nem os ladrões, nem os "avarentos" , nem os bêbados, nem os maldizentes, nem os "roubadores" herdarão o reino de Deus. Os "Roubadores e Avarentos" são todos na esfera global que aparentemente seguem a Deus mas não obedecem (2) "dois" dos mandamentos do "Não erreis" e não contribuem ou contribuem com avareza. (Ml3:8) (1Co6:10) (2 Co9:5) Se tratando de contribuição e sustento do ministério no novo testamento; Como não cair no "erro" e que é Mandamento "Não erreis" ?? Então contribua com liberdade e proporcionalidade do que Deus tem lhe dado (2Co8:12) (2Co11:12) (2Co9:12-13) (Gl6:6) (1Co9:13-14)

      Excluir
    14. Bom dia Sr. Anônimo.

      Mandei no seu e-mail a explicação da demora na publicação de seu comentário.

      Só queria fazer uma observação, quanto a uma coisa que você fala aqui. Se tiver errado, por favor, me perdoe. Eu não fiz nenhum curso de teologia, na verdade, eu sequer cheguei a concluir o ensino médio, pois aos 16 anos precisei deixar de estudar para trabalhar e ajudar meu pai a criar meus sete irmãos, pois ele perdeu o emprego e não arrumou outro. Tudo o que aprendi em relação as escrituras foi lendo com a ajuda do seu Autor, o Espírito Santo. E o que tenho aprendido, tenho publicado aqui neste blog que criei, quando fui impedido de pregar na igreja que fui membro, a Assembleia de Deus.

      E a observação que faço é quanto a que você afirma que “roubará” está no verbo futuro. Pelo pouco que aprendi, eu acho que Deus está fazendo uma pergunta e depois respondendo a esta. Malaquias está usando um método conhecido como DIATRIBE, que consiste numa pergunta seguida de uma resposta. Paulo usou muito esse método em algumas de suas cartas, como na de Romanos. Veja este exemplo no capitulo 3 e vs 1 a 2 de Romanos: Pergunta de Paulo: "Qual é, pois, a vantagem do judeu? Ou qual a utilidade da circuncisão? Resposta de Paulo: "Muita, em toda a maneira, porque, primeiramente, as palavras de Deus lhe foram confiadas".

      Foi isso que Malaquias escreveu: Pergunta: "Roubará o homem a Deus?" Resposta: "Todavia vós me roubais!"

      Veja o verbo roubar no Futuro do Presente (composto) (Indicativo)
      eu terei roubado
      tu terás roubado
      ele/ela terá roubado
      nós teremos roubado
      vós tereis roubado
      eles/elas terão roubado

      Não se encontra o "roubará"

      Agora, relativamente a contribuição, eu o faço com muita alegria sim.

      Abraços,

      Excluir
    15. Prezado , 1)Eu particularmente fiquei "comovido" com a sua história difícil de infância familiar. E aguarde em Deus que você terá a sua recompensa ainda mais pelo seu esforço físico e moral.
      2)Veja bem , eu disse “roubará” e concluo que está conjugado no verbo futuro do presente. E Roubará o homem a Deus ? (Ml3:8) Do verbo roubar , conjugação "Roubará" o sujeito da pergunta é o homem" representado por ele ou ela. "Roubará" o homem a Deus??(Ml3:8) Futuro do presente ele/ela sujeito no caso aqui "o homem ". "Roubará". Roubará o homem a Deus ??(Ml3:8) O futuro do presente é usado: Para falar de ação ou acontecimento que provável ou certamente ocorrerá no futuro como acontece até hoje. "me" é pronominal pessoal e se refere a Deus "me" a mim ele próprio o "Deus todo poderoso" era foi roubado na época em (Mal3:8) "vós me roubais" e ainda continua sendo roubado.(Ml3:8) , (1Co6:10) , (2 Co9:5) "Vós me roubais" está conjugado no verbo presente e se refere a "nação toda" de Israel "sim, vós, esta nação toda." (Ml3:11)
      3)Eu não tenho a última palavra e longe de mim tal pretensão de querer ensina-lo , mas recomendo e oriento com todo o respeito a você , antes de eleborar os seus estudos aprenda e estude profundamente sobre "Revisão sistemática" e aplique- a referente a cada respectivo assunto bíblico. Assim , entenderá melhor os "princípios da interpretação bíblica." Você disse que: "eu estudo e analiso cuidadosamente sobre o que vou escrever e ensinar. " para você seria ótimo para aprimorar ainda mais "os seus estudos" e não correr o risco de sem saber , ou sem querer , "ensinar heresias ao teu próximo" , fica a dica da "Revisão sistemática" e você aprenderá muito o princípio de cada respectivo assunto bíblico , palavra bíblica , parábola bíblica , etc... e assim você terá a certeza sobre respectivo assunto e não entrará em contradições se deve ou não tal preceito(mandamento) ser aplicado. Para você não cometer o erro do "Errar" em nenhum dos mandamentos de(1Co6:10) e levar outros ao "erro" , lembre-se que o mesmo Deus quem criou "o homem" (Gn1:27) milhares anos depois(2Pe3:8) O Sujeito da frase "o homem" viria também a roubar a Deus e rouba até hoje , Roubará o homem a Deus??(Ml3:8) Diante da sua conclusão referente no quesito "minhas palavras estarem distorcidas" mencionado "no Seu comentário mais acima" referente a minha pessoa , creio que é mandamento não roubar a Deus porque a medida justa o dízimo , 10% , a décima parte ainda pertence a ele(Deus) e não a mim "o homem"(Ml3:8) (1Co6:10) (Ap10:13) Cont...

      Excluir
    16. Obrigado sr. Anônimo pela aula de português. Como disse e não minto, não conclui o ensino médio e toda ajuda para meu aprimoramento é bem vinda. No entanto, sobre a questão da frase roubará, eu ainda entendo que Deus estava fazendo uma pergunta, pra em seguida dar a resposta, pois o roubo estava acontecendo no presente e começou com os sacerdotes que depois contaminaram todo o povo com o mau exemplo.

      E um detalhe importante: Não era quem deixava de dar o dízimo quem roubava a Deus e sim quem passou a administrá-los sem ser por Deus autorizado, que no caso eram os sacerdotes.

      Mas Deus não se sentia roubado apenas em relação relação a dízimos e ofertas, mas também, principalmente por aqueles que distorciam suas palavras, levando o povo a apostatar de sua fé e entregar-se a idolatria.

      "Portanto, eis que eu sou contra os profetas, diz o SENHOR, que FURTAM as minhas palavras, cada um ao seu próximo. Eis que eu sou contra os profetas, diz o SENHOR, que usam de sua própria linguagem, e dizem: Ele disse.
      Eis que eu sou contra os que profetizam sonhos mentirosos, diz o SENHOR, e os contam, e fazem errar o meu povo com as suas mentiras e com as suas leviandades; pois eu não os enviei, nem lhes dei ordem; e não trouxeram proveito algum a este povo, diz o SENHOR." (Jeremias 23 : 30 - 32).

      Bom final e início de semana pra você e sua família com a bênção e proteção de Deus.

      Excluir
    17. Cont... Part 4)Diatribe mencionando por você , tem o significado crítica excessivamente rigorosa discurso oral ou escrito: E pode muito bem retratar da indagação ?? presente vós me roubais (Ml3:9) para nós se tornou passado e no futuro é confirmado "Roubará o homem a Deus??" (Ml3:8) (1Co6:10) (2co9:5)Lembre-se que "Não foi o próprio Malaquias que estava usando um método conhecido como DIATRIBE" como você disse. A mensagem era "de Deus" e não "dele Malaquias" porque o próprio Deus saberia que Malaquias não estaria vivo para retransmitir a mensagem que estava no presente ("vós me roubais" Ml3:9) e que se tornaria posteriormente passado do povo de Israel , e deixada como um alerta para as gerações futuras e estamos sujeitos também a tal mandamento "Roubará o homem a Deus "(Ml3:8) , "Não Erreis" (1Co6:10) (2co9:5) , como é evidente e o que deve prevalecer aqui é a palavra de Deus.

      5) Aliás , contribuo mais do que a medida do dízimo , contribuo com a minha vida em favor do evangelho porque esse trabalho é o mais importante do mundo. Também Não quero correr o risco de desobedecer o "Não Erreis" nesses esses dois (2)mandamentos "contribuindo com avareza" e Não roubar a Deus na sua justa medida 10% , não contribuindo e contribuindo com avareza ,(1Co6:10) (Ml3:8) (2Co9:5) Até porque um dia para Deus é como mil anos(2Pe3:8) e ele não muda(Hb13:8) (Ml3:6) (Tg1:17) Pois bem , como bem expliquei estão inclusos 3 classes de pessoas representados por ele "O Homem ele/ela " sujeitas ao erro do "Não Erreis" (Ml3:8) (1Co6:10) (2 Co9:5) "Os que roubam a Deus sabendo que a justa medida de 10% é de Deus" e não contribuem com a justa medida" , "Os que podem contribuir e roubam a Deus não contribuindo com nada" , "e os que contribuem com avareza".

      6)Não sou eu pessoalmente que digo que pessoas "A" ou "B" "roubará o homem a Deus" ou "contribuem com avareza" mas os versículos com relação a isso já são bem claro e "todos estamos sujeito a esses mandamentos" "Estão isentos" dos mandamentos "Não Erreis" em referência a contribuição (Ml3:8) (1Co6:10) (2Co9:5) todos aqueles que não podem e não tem condições de contribuir. (2Co8:12) Também Não quero correr o risco de desobedecer o "Não Erreis" nesses esses dois (2)mandamentos "contribuindo com avareza" e "Não roubar a Deus." (1Co6:10)(Ml3:8) (2Co9:5) Até porque um dia para Deus é como mil anos(2Pe3:8) e ele não muda(Hb13:8) (Ml3:6) (Tg1:17)

      7)Amar a Deus e ao próximo no presente , passado e no futuro incluem em obedecer os mandamentos de Deus (1Co6:10) Enfim , o cristão logicamente que não vai ensinar um não convertido a roubar o seu próximo e nem ensinar a ser avarento e nem ensinar a roubar a Deus. Aguardo a sua colocação...

      Excluir
    18. Amém sr Anônimo.

      Permita-me apenas dizer o que penso: Dízmo, Ofertas e Contribuições são três coisas diferentes.
      1 - Dízimo era dos produtos da terra destinado aos levitas e necessitados como bem enfatizei nesse artigo e com vasta referencias.
      2 - Ofertas faziam parte do sacrifício que os hebreus levavam ao altar para expiação de seus pecados. A oferta era obrigatória a todos os hebreus. Nem viúvas estavam isentas. Era das ofertas que os sacerdotes viviam.
      3 - Contribuição é o que os Novo testamento nos ensina a dar. Sem medo, sem coação, com desprendimento, de acordo com nossa prosperidade.

      Abraços.

      Excluir
  9. Agora, vou fazer-lhe uma pergunta:

    Você diz: "Não sou eu pessoalmente que digo que pessoas "A" ou "B" "roubará o homem a Deus" ou "contribuem com avareza" mas os versículos com relação a isso já são bem claro e "todos estamos sujeito a esses" mandamentos"

    Bem, sabendo que Malaquias estava falando com a nação de Israel em relação ao mandamento do dízimo. Isso é notório, quando no último capítulo ele adverte essa nação no que diz respeito a não esquecerem do que a eles foi dado como mandamento: "Lembrai-vos da lei de Moisés, meu servo, que lhe mandei em Horebe para todo o Israel, a saber, estatutos e juízos." (Malaquias 4 : 4). Mas você diz que esse mandamento também é para nós, gentios. A não ser que eu esteja conversando com um judeu aqui, já que você não se identifica. Se você for um judeu, as coisas mudam totalmente e aí, já não terá mais razão em ficarmos conversando.

    Mas, se não for judeu, a pergunta que faço é: É somente o mandamento que consta no livro de Malaquias que temos que obedecer? Porque em relação ao dízimo, há outros mandamentos, conforme vou citar aqui:

    Deut. 14.28,29:
    "28 Ao fim de três anos tirarás todos os dízimos da tua colheita no mesmo ano, e os recolherás dentro das tuas portas;
    29 Então virá o levita (pois nem parte nem herança tem contigo), e o estrangeiro, e o órfão, e a viúva, que estão dentro das tuas portas, e comerão, e fartar-se-ão; para que o SENHOR teu Deus te abençoe em toda a obra que as tuas mãos fizerem".

    Deut. 26.12-14:
    12 Quando acabares de separar todos os dízimos da tua colheita no ano terceiro, que é o ano dos dízimos, então os darás ao levita, ao estrangeiro, ao órfão e à viúva, para que comam dentro das tuas portas, e se fartem;
    13 E dirás perante o SENHOR teu Deus: Tirei da minha casa as coisas consagradas e as dei também ao levita, e ao estrangeiro, e ao órfão e à viúva, conforme a todos os teus mandamentos que me tens ordenado; não transgredi os teus mandamentos, nem deles me esqueci;
    14 Delas não comi no meu luto, nem delas nada tirei quando imundo, nem delas dei para os mortos; obedeci à voz do SENHOR meu Deus; conforme a tudo o que me ordenaste, tenho feito.

    Feito isso o Senhor ordena ao dizimista:

    "Neste dia, o SENHOR teu Deus TE MANDA CUMPRIR estes estatutos e juízos; guarda-os pois, e cumpre-os com todo o teu coração e com toda a tua alma. Hoje declaraste ao SENHOR que ele te será por Deus, e que andarás nos seus caminhos, e guardarás os seus ESTATUTOS, e os seus MANDAMENTOS, e os seus juízos, e DARÁS OUVIDOS À SUA VOZ". (Deut. 26.16,17).

    Você obedece esta parte ou apenas o que ordena Malaquias?


    ResponderExcluir
    Respostas
    1. 10)Conclusão final: você mencionou que "nós, gentios." Lembre-se o cristão que é cristão não é gentio (At11:26) "Mas respondendo o que diz respeito a sua dúvida , sobre a minha pessoa além de eu ser cristão e não gentio "Não" sou Judeu(Rm2:29) de nascimento e sendo cristão e vivendo na graça estou sujeito a obediência aos mandamentos de Deus e principalmente no que se refere aos morais e aqueles não e nem" lembra ?? que são um alerta no que diz respeito aos taís que que "não e "nem" herdarão o seu reino (1Co6:9-10) (1Jo5:2-3) (1 João 3:17)
      A lei e os profetas duraram até João; desde então é anunciado "o reino de Deus", e todo "o homem" emprega força para entrar nele.(Lc 16:16) Mas, buscai primeiro o reino de Deus, e a sua justiça, e todas estas coisas vos serão acrescentadas. (Mt6:33) Não sabeis que os injustos não hão de herdar "o reino de Deus"?? E este evangelho do Reino será pregado em todo o mundo como testemunho a todas as nações, e então virá o fim.(Mt24:14)
      Não erreis: nem os devassos, nem os idólatras, nem os adúlteros, nem os efeminados, nem os sodomitas, nem os ladrões, nem os avarentos, nem os bêbados, nem os maldizentes, nem os roubadores herdarão o reino de Deus.(1 Co 6:9,10) "nem" conjunção coordenativa serve para ligar palavras e orações negativas. advérbio exprime negação.
      Ora, aquele que dá a semente ao que semeia, também vos dê pão para comer, e multiplique a vossa sementeira, e aumente os frutos da vossa justiça;(2 Co9:10) E digo isto: Que o que semeia pouco, pouco também ceifará; e o que semeia em abundância, em abundância ceifará.(2 Co9:6) Quem é fiel no mínimo, também é fiel no muito; quem é injusto no mínimo, também é injusto no muito.(Lc16:10) Por ventura alguém "o homem ele/ela" dizer "amar a Deus e ao seu próximo" e "herdar o reino de Deus" ?? Se esses erram nos seus mandamentos sendo injustos e sendo infiéis com ele(Deus) e com o seu próximo(1Co6:9) , roubando a ele(Deus) e ao seu próximo .(Ml3:8) (1Co6:10) (Ap10:13) sendo avarento com ele(Deus) (1co6:10) (2 Co9:5) e sendo avarento com o seu próximo. (1 João 3:17) ?? Acredito que não. Esses "Não herdarão o reino de Deus"(1Co6:9-10) "Os filhos de Deus que vão herdar o seu reino" são aqueles que creem , guardam e praticam os seus mandamentos.(1Jo5:2-3) (1Co6:9-10) (2Co9:5) (1 Jo3:17) (Ml3:8) (Ml3:8) (Ap10:13)

      Excluir
    2. A palavra gentio designa um não israelita e deriva do termo latino "gens" (significando "clã" ou um "grupo de famílias") e é, muitas vezes, usada no plural. Os tradutores cristãos da Bíblia usaram esta palavra para designar coletivamente os povos e nações distintos do povo Israelita. A palavra é especialmente importante em relatos sobre a história do cristianismo, para designar os povos Europeus que, gradualmente, se converteram à nova religião, sob a influência do apóstolo Paulo de Tarso e outros. O próprio Paulo nascera na atual Turquia mas tinha sido educado no judaísmo.

      A partir do século XVII, o termo é mais normalmente usado para se referir a não judeus.

      Fonte: Wikipedia

      Excluir
  10. Prezado , vou citar as 3 partes restantes para finalizar:
    8)Respeito os seus pensamentos e estou desobrigado de aceita-los como "doutrina" assim como você está desobrigado a aceitar o que eu digo ou o que eu penso ser ou é e "deve ser praticado como doutrina" , isso é recíproco. Permita também dizer para complementar o que penso referente "aos seus pensamentos 1 ,2 e 3" citados por você. Você disse que "Dízimo, Ofertas e Contribuições são três coisas diferentes." Não vou citar versículos porque é tão fácil de entender que é desnecessário. Mas entenda que ninguém "o homem" ele/ela(Ml3:8) pode dar uma oferta com avareza , contribuir com avareza ou "roubar a Deus." no presente , no passado e no futuro se não estiver sujeito a tal mandamento.(1Co6:10) Até porque existe a oferta generosa e a oferta com avareza , a contribuição generosa e a contribuição com avareza. Se assim não fosse não seria oferta ou contribuição. E como o dízimo é de tudo a medida de 10% pertence a Deus , quem sou eu "o homem" para correr o risco de roubar em tudo o que pertence a Deus ou sendo avarento em tudo o que é de Deus ou sendo avarento com o meu próximo. O que prevaleçe é Amar a Deus e ao meu próximo e não é rouba-los e nem cometer avareza com "eles" Eles quem ?? O próprio Deus e ao meu próximo.(Mc12:33) Também "Não" quero correr o risco de desobedecer o "Não Erreis" nesses esses dois (2)mandamentos "contribuindo com avareza" e "Não roubar a Deus." (Ml3:8)(Ap10:13)(1Co6:10)(2Co9:5) "Estão isentos" dos mandamentos "Não Erreis" em referência a contribuição e a tudo que lhe pertence(Ml3:8) (1Co6:10) (2Co9:5) todos aqueles que não podem e não tem condições de contribuir ou não sabem que estão errando nos mandamentos de Deus.(2Co8:12) Independente de ser dízimo , oferta , contribuições. Quem era avarento se quiser continua ser avarento , quem era avarento na oferta se quiser continua sendo avarento na oferta , quem contribuiu com avareza se quiser continua contribuindo com "avareza" Quem quiser roubar a Deus nas ofertas continua roubando a Deus nas ofertas , quem quiser roubar a Deus em tudo pode continuar roubando a Deus em tudo e não deixa de o ser. O tempo presente , passado e futuro não muda aqueles que sabem e querem continuar roubando a Deus em tudo e sendo avarentos em tudo o que é de Deus.(1Co6:10) é o livre arbítrio dos tais. Até porque um dia para Deus é como mil anos(2Pe3:8) e ele não muda(Hb13:8) (Ml3:6) (Tg1:17) Amar a Deus e ao próximo no presente , passado e no futuro incluem em obedecer os mandamentos de Deus. Enfim , o cristão logicamente que não vai ensinar um não convertido a roubar o seu próximo e nem ensinar a ser avarento e nem ensinar a roubar a Deus e a ser avarento em referência o que é "dele Deus." (1Co6:10) Cont... Cont...

    ResponderExcluir
  11. 9) Você me perguntou: "É somente o mandamento que consta no livro de Malaquias que temos que obedecer? Porque em relação ao dízimo, há outros mandamentos, conforme você citou aqui: (Deut. 14.28,29 , Deut. 26.12-14 , Deut. 26.16,17) "Se" você citou esses versículos com base que eles que eram sustentados e os que dependiam desse dízimo especificado aqui apenas ou somente em 3 em 3 anos eu posso interpretar com base no que você citou também que os que dependiam só eram sustentados em três em três anos ?? sim ou não ?? acho que não e a terra não dá o seus frutos ou alimentos somente nesse período de 3 em 3 anos muito menos em 3 em 3 dias.(Am4:4) Independente se eram de 3 em 3 anos , 3 em 3 dias , anual etc... etc... o dízimo continua sendo de Deus. Mas sim colhemos no tempo certo o seu fruto e alimento. "Se" você citou somente quem recebe os dízimos estão sujeitos ao mandamento de sustentar os "órfãos , estrangeiros e as viúvas" Sim , aquele que recebe o dízimo está sujeito a entregar também a Deus o dízimo (dízimo dos dízimos) e a praticar a caridade e essa responsabilidade não cai somente sobre eles "Pastores" mas sim como a todos nós(Ef4:28) (Mt25:41-46) (Mc12:33) Amar o próximo para Deus não é só aquele que recebe o dízimo e tira uma parte contribuindo em missão ou e vivem do evangelho e repartem com aqueles que necessitam , mas englobam também todos aqueles que dízem amar a Deus e ao próximo e não o fazem especialmente os da família na fé.(1Jo3:18) (Gl6:10) "A religião pura e sem mácula, para com o nosso Deus e Pai, é esta: visitar os órfãos e as viúvas nas suas tribulações e a si mesmo guardar-se incontaminado do mundo" (Tiago 1:27) Contudo, se alguém não cuida dos seus, especialmente dos de sua própria família, este tem negado a fé e se tornou pior que um descrente.(1Tm5:8) Se algum crente ou alguma crente tem viúvas, socorra-as, e "Não se sobrecarregue a igreja" , para que se possam sustentar as que deveras são viúvas.(1Tm5:16) "Não sobrecarregar a igreja" é fazer a Sua parte sendo ele dizimista ou não "dentro e fora dela" e não somente dentro ou fora de forma parcial e sim total. Será que os "cristãos" não dizimistas o fazem antes que o problema chegue nela "a Igreja" , para não haver necessidade de sobrecarregar a igreja ?? Os cristãos dizimistas são ensinados a obedecer amar a Deus e aos homens e não rouba-los e nem ser avarento(1Co6:9-10) Lembrando novamente a mensagem de Deus a Malaquias não é exclusivamente para os Judeus , toda ela é aceitável como ensino a Israel e também é uma mensagem profética as nações(Ml1:14) ( Ml3:8) (Ml4:5) E com referência a outra pergunta que você fez " Você obedece esta parte ou apenas o que ordena Malaquias?? A resposta é simples , Eu obedeço a tudo o que Deus ensina e como não ficar fora do reino de Deus(1Co6:9-10) (Ml3:8) (1Jo5:2-3) (1 João 3:17) Cont... Cont...

    ResponderExcluir
  12. Reginaldo, seu estudo está completo e perfeito! Eu apenas complementaria com Neemias 10:34 a 39. Principalmente àqueles que, desconhecendo totalmente as Escrituras, tentam impor suas tradições eclesiásticas aos outros por ser-lhes conveniente. Leiam Neemias e comparem com os textos citados no artigo. Reginaldo, não é fácil convencer os "corbãnitas", deixam morrer o pai e a mãe se for preciso, mas a oferta é do "$enhor".

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Gerson Grubert , Vc obedece o "Está escrito" do A.T. e que também consta do N.T.? (1Co9:9-10) (At23:5) (Rm1:17) (Rm2:24) (Rm3:4) (Rm3:10) (Rm4:17) (1Co9:9-10) (2Co8:15) (1Tm5:18-19) (1Pe1:16) “Está escrito: "Nem só de pão viverá o homem, mas de toda a palavra que sai da boca de Deus”(Mt4:4) Antes de vc fazer afirmar coisas que não sabe leia a bíblia e converta-se ao Autor da fé Jesus Cristo enquanto há tempo.

      Excluir
    2. Gerson Grubert, Jesus é o magnífico sacerdote sobre a Casa de Deus.(Hb10:21) (Ef1:23)(1Tm3;15) (At11:25-26) (At25:9-11) (Ef4:11) (At20:28) Digno é o Cordeiro, que foi morto, de receber o poder, e riquezas, e sabedoria, e força, e honra, e glória, e ações de graças.(Ap5:12)

      Excluir
  13. Olá ..boa tarde!

    Também não acredito que o dízimo seja para nos gentios. Apostolo Paulo foi muito claro ao escrever as cartas aos Hebreus, explicando sobre Jesus que tornou-se sumo sacerdote maior que Melquisedec. Em hebreus 7:9 diz: .. E, por assim dizer, por meio de Abraão, até Levi, que recebe dízimos, pagou dízimos.
    Porque ainda ele estava nos lombos de seu pai quando Melquisedeque lhe saiu ao encontro.
    De sorte que, se a perfeição fosse pelo sacerdócio levítico (porque sob ele o povo recebeu a lei), que necessidade havia logo de que outro sacerdote se levantasse, segundo a ordem de Melquisedeque, e não fosse chamado segundo a ordem de Arão?
    Hebreus 7:9-12
    12 Porque, mudando-se o sacerdócio, necessariamente se faz também mudança da lei.
    Este costume existiu de Abraão, até Levi , nessa passagem Paulo explica que, o dizimo termina em Levi e por ser cristo sacerdote segundo a Ordem de Melquisedec, este ab-rogou (aboliu) o sacerdócio levítico com todas as suas as leis, dízimos e costumes, conforme narra Paulo na carta endereçada aos Hebreus (Hb 7, 1 - 28). Paulo arremata: "Com efeito, mudado que seja o sacerdócio, é necessário que se mude também a lei" (Hb 7.12). E ainda: "O mandamento precedente é, na verdade, ab-rogado pela sua fraqueza e inutilidade" (Hb 7, 18).
    Apostolo Paulo também esclarece em: (2 CO.3:14),
    14 Mas os seus sentidos foram endurecidos; porque até hoje o mesmo véu está por levantar na lição do velho testamento, o qual foi por Cristo abolido.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Vc obedece o está Escrito do A.T. que também consta no N.T. ? (At23:5) (Rm1:17) (Rm2:24) (Rm3:4) (Rm3:10) (Rm4:17) (1Co9:9-10) (2Co8:15) (1Tm5:18-19) (1Pe1:16) Se vc não pratica o dízimo também não deve praticar nada do que está na lei e que os discípulos foram exortados a obedecer no N.T. Não acabe só com o dízimo acabe também com o jejum , a oração , não adoração de ídolos , justiça , misericórdia e a fé coisas que estão no A.T. etc... etc... e outros preceitos oriundos da lei e antes da lei. faz me rir !!! "irmão"

      Excluir
  14. Olá boa tarde! Eu não sou contra a lei de maneira alguma! Referente Atos 23:5 que citou... apostolo Paulo usou de palavra : “Deus há de ferir-te, parede branqueada” direcionando esta palavra a Ananias o sacerdote .. achando que estava dizendo aos saduceus... sendo que na quele momento era composta de duas platéias ..de fariseus saduceus.. e motivo do seu julgamento era a ressurreição o qual estava pregando .. a questão sobre a ressurreição que os fariseus criam também , mas os saduceus não criam...
    respondendo sua pergunta, sim, claro o jejum e oração são mandamentos de Sr. Jesus como ele mesmo disse em: Mat. 6:16 E, quando jejuardes, não vos mostreis contristados como os hipócritas; porque desfiguram os seus rostos, para que aos homens pareça que jejuam. Em verdade vos digo que já receberam o seu galardão.
    Tu, porém, quando jejuares, unge a tua cabeça, e lava o teu rosto,
    Mateus 6:16,17... e também nos ensinou de como devemos orar não é mesmo?... Mas a primeira coisa que precisamos entender é o que é Lei? Pq. a lei mosaica, esta havia mais de 613 leis .. A Lei Moral, esta ainda continua e a Lei Cerimonial
    A lei moral se resume no amor a Deus e ao próximo, como é dito em Gálatas 5.14“Porque toda a lei se cumpre em um só preceito, a saber: Amarás o teu próximo como a ti mesmo”.Os princípios morais permanecem válidos no Novo Testamento. Hoje, não matamos o próximo, mas não por causa da lei de Moisés e sim por causa da lei de Cristo (Gálatas 6.2) “Levai as cargas uns dos outros e, assim, cumprireis a lei de Cristo” à qual os gálatas deviam obedecer. A lei de Cristo é a lei do amor a Deus e ao próximo.... As leis cerimoniais judaicas foram abolidas por Cristo na cruz (o significado de cada uma delas se cumpriu em Cristo).
    Bom, o assunto aqui é sobre dizimo certo? Onde o dizimo entra? cerimonial ou moral ? .. como eu gosto de estudar a bíblia e não só ler, entendi que estava totalmente amarrado ao sistema sacrificial daquele tempo, e havia vários tipos de dízimo (Lv 27.32; Nm 18.21-28; Dt 12.6-17; 14.22-28; 26.12). Estando dessa forma ligado aos sacrifícios e ao sacerdócio veterotestamentário, o dízimo como era praticado no Antigo Testamento é impraticável nos dias de hoje. Assim, ele está incluso dentro da lei cerimonial e, dessa forma, não é mais aplicável no Novo Testamento.
    Paulo resume esse comportamento da seguinte forma: “Mas os sentidos deles se embotaram. Pois até ao dia de hoje, quando fazem a leitura da antiga aliança, o mesmo véu permanece, não lhes sendo revelado que, em Cristo, é removido”. (2 Coríntios 3:14 ).

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Não existe nenhum vers. bíblico que diz que "o dízimo está incluso dentro da lei cerimonial" como vc disse. Aguardo Vers. Por favor !!! https://www.youtube.com/watch?v=MqYWEjtnmA8 https://youtu.be/MqYWEjtnmA8

      Excluir
    2. Dízimo é de tudo , Dízimo é 10% de um todo , Dízimo é sustento , Dízimo pertence a Deus , Dízimo está no verbo presente , Dízimo pertence ao mandamento moral divino , A origem do dízimo é na promessa e no sacerdócio de Melquisedeque(Rm4:16) (Hb7:6) (Hb7:11) E, se sois de Cristo, então, sois descendência de Abraão e plenos herdeiros de acordo com a Promessa.(Gl3:29) Onde há necessidade há o dízimo. Onde há fé há o dízimo. Onde há Deus há o dízimo porque pertence a ele "Deus".(Ap11:13)(Ml3:8) A Fé , a promessa e o dízimo é independente da Lei . O dízimo "décima parte" é uma "medida de cálculo"(Ap11:13) e não o produto em si ex: despojos , animais , alimentos ou dinheiro. A prática do Dízimo não é pecado. Portanto eu vejo o Dízimo "a décima parte de Deus" desde Gênesis a Apocalipse caindo por terra o seu devaneio. os roubadores , ladrões , estão fora do reino de Deus. https://www.youtube.com/watch?v=MqYWEjtnmA8 https://youtu.be/MqYWEjtnmA8

      Excluir
  15. Boa tarde! .. desculpe não responder antes, pois vi esta semana
    Mas vamos lá

    Hebreus 7:1-10
    Romanos como você comenta acima, a carta expõe aos seus leitores a essência do evangelho de Deus em Cristo. Uma mensagem que orienta o Cristão a não mais viver à sombra do legalismo judaico e sim à luz da justificação pela fé - Ninguém será justificado diante de Deus por obras da lei, segundo o pensamento de Paulo em Romanos 3: 20. ... Paulo cita isso afirmando que Abraão não foi justificado pelas obras. Novamente, Paulo usa o texto em Gálatas 3, dizendo que os filhos de Abraão são justificados pela fé, sem obras da lei (de Moisés). O texto é citado pela terceira vez em Tiago 2

    Então, Paulo o grande apostolo do Senhor, foi um ladrão? .. Paulo escreveu que Deus examina a motivação para dar e não a quantia (2 Coríntios 9:7).. Paulo também encorajou o sistema de distribuição de recursos, na 2 Coríntios 8:13-15 e em Romanos 12:13. O propósito do Velho e do Novo Testamentos em relação à riqueza não era ficar rico ou impressionar as pessoas, mas realizar a obra de Deus e compartilhar as necessidades (Deuteronômio 15, Levítico 25, Mateus 19:21 e Efésios 4:28).

    Mas o que mais me chamou minha atenção foi (Ap11:13) que você informa que tudo pertence a Deus ... não pude me conter, qual me fez rir (rsrs) .. precisamos entender o que significa as palavras: dizimo, dizima e dizimar .. e qual a sua diferença?

    A palavra Dízimo: nada mais é que: A décima parte,....o dízimo é a décima parte (de qualquer coisa) menos dos seus rendimentos. Porque a fração equivalente a dez por cento dos rendimentos chama-se Dízima. Na lei de Moisés, a qual foi por Cristo abolida (Hebreus 7.12,18, 19), o dízimo nunca foi dinheiro! respondendo sua pergunta (Deuteronômio 14.29).

    No caso da palavra Dízima: refere-se uma contribuição ou imposto equivalente a décima parte dos rendimentos.
    Como pode-se observar, dízimo é a décima parte (de qualquer coisa) menos dos seus rendimentos. Porque a fração equivalente a dez por cento dos rendimentos chama-se Dízima.
    Agora, a palavra: dizimar é outra coisa, onde entra apocalipse como você mencionou acima . O vocábulo tem relação com "dízima" ou "dízimo" mas na verdade a palavra “ Dizimar” é um verbo - do latim decimare - que quer dizer Matar, destruir em grande número A origem foi o costume de se punir uma tropa militar por indisciplina, sublevação ou outro crime militar, fazendo destacar um soldado em cada grupo de dez e executá-lo à frente de todos. Tratava-se, portanto, da execução da décima parte da tropa. Então meu querido irmão, não tem nada a haver com que “tudo pertence a Deus como você diz.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Anônimo , Abraão me obedeceu, guardou minhas ordenanças*, meus mandamentos, meus princípios e minhas leis!(Gn26:5)(Abraão OBEDECIA ORDENANÇAS ORAIS , MANDAMENTOS ORAIS , PRINCÍPIOS ORAIS PERTENCENTES A LEIS ORAIS. Sabemos que a lei cerimonial e os sacrifícios foram abolidos (Ef2:15) (Cl2:14) (Hb7:18-19) Os mandamentos morais e os vários preceitos de Deus do A.T foram adotados e mantidos no N.T. e estão em vigor. O mandamento do sábado não consta no N.T. como mandamento(Mc2:27) (Jo5:18) (Rm14:5-6) A justiça , misericórdia , fé e o dízimo são preceitos confirmados no Ministério de Jesus portanto cristão.(Lc3:23) (Mt23:23) O evangelho de Mateus Provavelmente foi escrito depois da morte de Jesus (31 d.C.) entre os anos 50-65 d.C. Portanto dentro da nova aliança. Vc obedece o está Escrito do A.T. que também consta no N.T. ? (At23:5) (Rm1:17) (Rm2:24) (Rm3:4) (Rm3:10) (Rm4:17) (1Co9:9-10) (2Co8:15) (1Tm5:18-19) (1Pe1:16) “Porque eu, o Senhor, não mudo” (Ml3:6) (Tg1:17) Um mesmo estatuto haja para vós, ó congregação, e para o estrangeiro que entre vós peregrina, por estatuto perpétuo nas vossas gerações; como vós, assim será o peregrino perante o Senhor. Uma mesma lei e um mesmo direito haverá para vós e para o estrangeiro que peregrina convosco.(Nm 15:15-16) Deus é Deus apenas dos judeus? Ora, não é Ele igualmente Deus de todos os povos? Evidente que sim, dos gentios também,(Rm3:29) Deus não faz acepção de pessoas;(At10:34) (Dt1:17) Rm2:11) E não somente por aquela nação, mas também para congregar em um só povo os filhos de Deus que andam espalhados pelo mundo.(Jo11:52) Em outras palavras, não são os filhos naturais que são filhos de Deus, mas os filhos da promessa é que são considerados como descendentes de Abraão.(Rm9:8) “Saberás, pois, que o SENHOR, teu Deus, é Deus, o Deus fiel, que guarda a aliança e a misericórdia até mil (1000) gerações aos que o amam e cumprem os seus mandamentos;”.(Dt7:9) Mas a misericórdia do Senhor é desde a eternidade e até a eternidade sobre aqueles que o temem, e a sua justiça sobre os filhos dos filhos;Sobre aqueles que guardam a sua aliança, e sobre os que se lembram dos seus mandamentos para os cumprir.(Sl103:17-18) Porquanto, nisto consiste o amor a Deus: em que pratiquemos os seus mandamentos. E os seus mandamentos não são penosos. (1Jo5:3) Quem não me ama não guarda as minhas palavras; ora, a palavra que ouvistes não é minha, mas do Pai que me enviou.(Jo14:23-24)Aqui está a paciência dos santos; aqui estão os que guardam os mandamentos de Deus e a fé em Jesus.(Ap14:12) “Está escrito: ‘Nem só de pão viverá o homem, mas de toda a palavra que sai da boca de Deus’”. (Mt4:4) A profecia não é sinal para os infiéis, mas para os fiéis.(1Cor14:22) Portanto, amados, se o nosso coração não nos condena, temos coragem diante de Deus;e recebemos dele tudo o que rogamos, porque obedecemos aos seus mandamentos e fazemos o que lhe agrada.(1Jo3:21-22) Porquanto tudo o que foi escrito no passado, foi escrito para nos ensinar(cristãos), de forma que, por meio da perseverança e do bom ânimo provenientes das Escrituras, mantenhamos firme a nossa esperança. (Rm15:4) Toda a Escritura é divinamente inspirada, e proveitosa para ensinar, para redargüir, para corrigir, para instruir em justiça; Para que o homem de Deus seja perfeito, e perfeitamente instruído para toda a boa obra.(2Tm3:16-17) OS MANDAMENTOS ORAIS E MORAIS DE DEUS CONTINUAM NO N.T. OBEDECE QUEM TEM JUÍZO. nada mais a declarar !!!

      Excluir
  16. Oláaa rsrs .. nada a declarar mesmo ......vou lhe faze uma pergunta.. já que você fala taaaato de Abrão e o dizimo que ele deu.. quero que você me responda .. já que pelo percebi você tem tempo de acessar site ......bom, se nos dias de hj se dá os dízimos tb ... suponhamos que membro da igreja, tiver seu parente seqüestrado (exemplo) e mesmo fosse ao cativeiro (fosse casa seqüestrador rico, muito rico)e matasse o seqüestrador e resgatasse o seu parente e ainda levasse todos os pertence(dinheiro, bens etc)do seqüestrador e entregasse uma parte a sua igreja ou seja (10%) e outra para igreja católica.... o Pastor iria receber? .. pois foi assim que Abrão o fez .. deu os dízimos que ganhou da gerra lutando e ainda entregou a outra parte para idolatra.. o que você me diz ?

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Anônimo , vc no lugar do Pastor iria receber ? Pergunta sem nexo tolerância 0.

      Excluir
  17. Olaa Marcelo .... realmente você tem razão, sem nexo e tolerância o rsrs

    Mas você acha que esta certo, veja o que diz Gálatas 5 : 4 Separados estais de Mashiach, vós os que vos justificais pela (pratica legalista da) Torá; da graça tendes caído

    Agora precisamos entender é que Abraão do seu trabalho nunca deu o Dízimo GÊNESIS 14 : 20

    Talvez você possa dizer: Moises nem existia e Abraão deu o dízimo,mas o dízimo que Abraão deu não foi o dízimo aos levitas,mais sim ao rei de salém porque era costume do rei cobra o dízimo naquela época veja o que diz o titulo os israelitas pedem um rei
    Não acredita ainda? Veja o que diz o livro de Samuel:

    I Samuel: 8 :(1 ao 18) leia todo o capitulo,mas eu só coloquei do verso 11 ao 18 para facilitar você;
    11 E disse: Este será o costume do rei que houver de reinar sobre vós; ele tomará os vossos filhos, e os empregará nos seus carros, e como seus cavaleiros, para que corram adiante dos seus carros.
    12 E os porá por chefes de mil, e de cinqüenta; e para que lavrem a sua lavoura, e façam a sua sega, e fabriquem as suas armas de guerra e os petrechos de seus carros.
    13 E tomará as vossas filhas para perfumistas, cozinheiras e padeiras.
    14 E tomará o melhor das vossas terras, e das vossas vinhas, e dos vossos olivais, e os dará aos seus servos.
    15 E as vossas sementes, e as vossas vinhas dizimará, para dar aos seus oficiais, e aos seus servos.
    16 Também os vossos servos, e as vossas servas, e os vossos melhores moços, e os vossos jumentos tomará, e os empregará no seu trabalho.
    17 Dizimará o vosso rebanho, e vós lhe servireis de servos.


    Bom, foi que comentei à cima sobre a diferença entre dizimo, dizima e dizimar .. pois isso fazemos todos os dias pagando os impostos neste País.


    Marcelo, agora você sabe que Abraão nunca deu o Dízimo do seu trabalho, faltamos nós estudar, mas a Bíblia.

    Comparo as pessoas que são fieis o que diz a respeito do dizimo e os Unicistas que não aceitam mudar sua opinião mesmo que a bíblia seja mais clara possível! ... comparo com os Judeus que estão a espera do Messias... ora, Deus falou através de vários profetas e todas se cumpriram e já se passaram mais de 2000 anos , mas povo judeu espera um Messias que, certamente não se trata de Jesus, o Nazareno... mas enfim.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Este comentário foi removido pelo autor.

      Excluir
    2. Anônimo , Abraão me obedeceu, guardou minhas ordenanças, meus mandamentos, meus princípios e minhas leis!(Gn26:5)(Abraão OBEDECIA ORDENANÇAS ORAIS , MANDAMENTOS ORAIS , PRINCÍPIOS ORAIS PERTENCENTES A LEIS ORAIS. ABRAÃO DEU MAIS QUE O DÍZIMO DE TUDO , ELE ESTAVA DISPOSTO A DAR O SEU FILHO CARNE DE SUA CARNE(Hb11:17) Não é a toa que ele é meu Pai na fé e o judaísmo, o cristianismo e o islamismo acreditam que ele foi um homem de fé. ONDE ESTÁ ESCRITO NA BÍBLIA QUE ABRAÃO NUNCA DEU O DÍZIMO DO SEU TRABALHO ? ONDE ESTÁ NA BÍBLIA QUE MELQUISEDEQUE FOI COBRAR O DÍZIMO DE ABRAÃO PORQUE ERA COSTUME DAQUELA ÉPOCA ? Vc ERRA , Um fato na bíblia por não estar relatado não significa que isso teria acontecido ou não. Tem algum relato na bíblia alguém indo fazer as suas necessidades fisiológicas ? Tem algum relato na bíblia Jesus beijando todos os apóstolos ? Tem algum relato na bíblia na época do primeiro e no segundo templo quando era praticado o dízimo não existia necessitados ? O que tem haver os israelitas pediram um rei e o rei que não é Sacerdote do Deus Altíssimo receber os seus direitos como rei(receber um décimo do rebanho) ? E o que tem haver um rei que não é sacerdote do Deus altíssimo receber o que é seu por direito ? (1Sm8:9) O Povo de Deus rejeitou a Deus pedindo um rei (1Sm8:4-8)Os melhores entre os vossos servos e as vossas servas, os jovens, o gado e os jumentos serão todos tomados, conforme a sua vontade, para seu uso particular. Exigirá também de vós um décimo dos rebanhos, e vós mesmos vos tornareis escravos dele.(1Sm8:16-17) Vc erra NOVAMENTE comparando um rei que NÃO ERA , NÃO É E NUNCA FOI Sacerdote do Deus altíssimo recebendo dízimo por direito daquela nação. A condição de Melquisedeque Rei e Sacerdote semelhante ao filho de Deus(Hb7:3) recebendo o dízimo de Abraão não tem nada haver com as suas postagens errôneas , absurdas e fora de contexto de posteriores gerações e numa hierarquia muito inferior. APRENDA QUE NENHUM REI OU SACERDOTE CHEGA AOS PÉS DE MELQUISEDEQUE. Somente Jesus é o da mesma ordem desse Sacerdócio. leia a bíblia. Antes de fazer perguntas sem contextos ou sem pé e sem cabeça estude revisão sistemática para vc não correr o risco de postar bobagens.

      Excluir
  18. olá .. rsrss..tem certeza que não fala das necessidades fisiológicas? !!!
    1 Samuel 3:1-9 Onde você acha estava Eli quando Deus chamou por Samuel ? ... Pois Samuel fazia tudo! Só não podia fazer suas necessidade!

    Davi teve Saul em suas mãos e não matou quando teve oportunidade

    Samuel 24.1-7
    No versículo 3 fala da entrada de Saul na caverna. Se você faz a leitura na bíblia versão Revista e corrigida provavelmente você encontrará um eufemismo "Cobrir os pés" representando o fato de Saul estar defecando na caverna. Em outras versões mais atuais da bíblia o termo já é mais específico: "aliviar o ventre", "fazer suas necessidades"... É meu irmão, não basta só ler devemos ser historiados... boa semana na paz do Senhor


    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Existindo referências ou não sobre um respectivo assunto bíblico ou não , principalmente sobre as necessidades humanas não necessita estar escrito milhares de vezes na bíblia para saber e fazer o obvio mesmo não estando relatado. Mas como o assunto é dízimo eu não vejo desculpas para não pratica-lo. O dízimo em dinheiro não é pecado. bye !

      Excluir
  19. desculpe, digo *historiadores

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. O dízimo em dinheiro não é pecado. bye !

      Excluir
  20. ora, respondi o que você me perguntou! diferente de você não responde nada do que lhe pergunto.. entrando em contradição com que você diz.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. O dízimo em dinheiro não é pecado. bye !

      Excluir
    2. Este comentário foi removido pelo autor.

      Excluir
    3. Anônimo , 99,99% dos que querem me refutar a respeito do dízimo não frequentam igrejas , não acreditam nos pastores , e alguns desses são desviados das igrejas ou nunca congregou nelas e querem ensinar no lugar do pastor como pseudos pastores virtuais com pseudo doutrina. São pseudos cristãos de rede sociais e de internet ensinando doutrinas satânicas para não praticar o dízimo , para não acreditar nos pastores e não frequentar igrejas. A pergunta que não quer calar é: Qual o nome da igreja que vc congrega ? Qual o nome do pastor ou pastores onde vc congrega ? Quais as doutrinas praticada pela igreja que vc congrega ?

      Excluir
  21. Ora, ora você é muito corioso hein!!..não importa de onde sou...mas me converti ainda bem jovem...mas nunca entrou na minha cabeça dizimo...e também não estou refutando você de maneira nenhuma!..fiz minha pastagens pq.é isso q.eu acho!...não vou para cabeça de ninguem..vc esta cultouando a Deus vc e ameaçado poq.demonios vao tirar de vc ..então não é o q,Paulo diz..dar com alegria...e sim por obrigado?...agora, se você me convencer q.estou errada, sou humilde para reconhecer ..,,mas, me convensa ao contrário!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Ora, eu lhe fiz uma simples pergunta: Qual o nome do pastor ou pastores onde vc congrega ? Quais as doutrinas praticada pela igreja que vc congrega ? Todos os irmãos que frequentam igreja , tem pastor como líder da congregação e praticam a doutrina cristã(Mandamentos de Deus e de Cristo) teriam respondido facilmente essas três perguntinhas básicas. Como eu já sabia que vc não iria responder isso é um sinal que vc não é de Deus e não é convertido.(a) A pratica da caridade e ajuda ao próximo entre os "santos" e a quem necessitasse era normal nessa época até porque no MUNDO TODO havia grande fome em escala mundial(At11:28-30) O imperador Cláudio governou de 24 de janeiro de 41 d.C. até a sua morte em 54 d.C por isso é dado tanto enfase nessa época aos necessitados. Isso não justifica após esse período a não pratica do dízimo , No N.T. não existe manifestações contraria ao dízimo. A prática do dízimo em dinheiro também não é pecado.

      Excluir
  22. rsrs...você me faz rir...acredita mesmo que só por não ter dito a minha igreja não sou de Deus ou não sou evangélica...voce é muito inocente, uma pessoa q.nao é cristã vai perder tempo em querer saber a verdade sobre dízimos???

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Ainda bem que que vc não me deu as respostas de 3 simples perguntas Qual o nome da igreja que vc congrega ? Qual o nome do pastor ou pastores onde vc congrega ? Quais as doutrinas praticada pela igreja que vc congrega ? Os cristãos que obedecem esse preceito não perdem tempo , mas os pseudos cristãos que não seguem esse preceito sim e perdem tempo ensinando outras heresias a não ter pastor e a não frequentar igrejas por exemplo simples assim. Vc é um desses ? Se não é responda essas 3 simples perguntas que fiz.

      Excluir
    2. Evangélico 100 pastor ? Evangélico 100 Igreja ? Igreja 100 preceitos ? Evangélico que se recusa a praticar o dízimo ? Pergunte ao Pastor luiz Guerreiro se tiver coragem se isso é correto pra ver o que ele vai lhe responder. Converta-se !
      https://www.youtube.com/watch?v=MqYWEjtnmA8

      Excluir
  23. Meu caro Irmão!.. Sou da Assembléia de Deus.. Você precisa enviar link para comprovar algo por outra pessoa esta dizendo!.. ja lhe disse me convença que estou errada.. sou humilde para reconhecer se estiver errada, dentro da bíblia é claro . Mas o problema das pessoas estão ai, prefere acreditar nos outros do que perder tempo ao estudar a bíblia. Me perdoe, mas uma criança ao estudar a bliblia vai entender isso claramente entre uma coisa e outra .tra Mas eu não contra o DIZIMO ou dizia (correto) mas sim, como é colocada aos membros, impondo algo que não existe, fazendo que o membros dê por obrigação e não por amor e alegria.
    Dizendo o que rouba a Deus... ora, então, a nossa salvação depende do dizimo para ser salvo? ..Preço da Cruz não valeu! .. isso é muito triste.

    Mas como diz em: 23:9 ..
    Não perca tempo falando com um tolo, porque ele desprezará a sua conversa inteligente.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Este comentário foi removido pelo autor.

      Excluir
    2. Anônima , eu acredito no pastor do vídeo quando ele ministra a palavra , principalmente quando ele declara que de Gn a Ap tudo é para mim , faça essas suas perguntas a ele se tiver coragem , abraço e boa sorte nas suas heresias "amiga" https://www.youtube.com/watch?v=MqYWEjtnmA8

      Excluir
    3. Esse suposto pastor Luis Guerreiro é da IPAD (Portugal) e me bloqueou por não suportar as refutações que fiz quanto as heresias que ele ensina.

      Ele mais um cão guloso entre outros.

      Não vale a pena

      Excluir
    4. Reginaldo Ramos , Eu sigo os mandamentos de Deus não por imposição , ou por obrigação de quem quer que seja , mas de livre e espontânea vontade. A prática do dízimo por exemplo que é o que ele ministra no vídeo não é heresia e não não é pecado. https://www.youtube.com/watch?v=MqYWEjtnmA8

      Excluir
  24. Sou pastor e abomino está mentira do dízimo em dinheiro .aja visto que é uma mentira uma falsa ..muito tempo mantida em segredo pelos homens amantes do dinheiro ��������������

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Pr. Angildo , Onde está escrito no A.T. e no N.T. que o dízimo em dinheiro é uma mentira ? Como vc mantém a pregação o evangelho pelo mundo ?(Mc16:15) Os membros da igreja onde congregamos mantém a pregação do evangelho pelo mundo e o sustento dos ministros do evangelho com dinheiro. Você se mantém e mantém a pregação do evangelho sem dinheiro ? Me diga a sua receita Pr. Angildo para manter a igreja e a pregação do evangelho pelo mundo sem dinheiro+ Quero aprender essa receita e fazer uma visita na igreja que vc congrega isso é se vc congrega em alguma. Qual o nome da igreja que vc congrega ? Me ajuda aí !!!

      Excluir
    2. Vê-se Marcelo que você não entende nada mesmo. O PR Angildo tem toda a razão. Conheço muitos pastores que realmente entendem as Escrituras. Procure fazer o mesmo e abandone essa mentira que pode lhe custar a vida eterna, pois os mentirosos não herdarão o reino de Deus.

      Excluir
    3. Congregar dentro de Igreja e receber dinheiro para o sustento dos ministros do evangelho é uma mentira ? Me ajuda aí !!!

      Excluir
    4. Sim,Marcelo, pois o sustento dos ministros dentro do contexto néotestamentário não está relacionado a valores monetários, mas a comida, igualzinho como era o dizimo na lei que era para MANTIMENTO dos levitas que cuidavam do santuário.

      O que ensinou o apóstolo dos gentios que trabalhava para não ser pesado a igreja?

      "Não sabeis vós que os que administram o que é sagrado comem do que é do templo? E que os que de contínuo estão junto ao altar, participam do altar? Assim ordenou também o Senhor aos que anunciam o evangelho, que vivam do evangelho".(1Cor 9.13,14).

      Ora, quem administravam o que era sagrado e comiam do templo? Os levitas. E quem estava de continuo no altar e participavam do altar? OS sacerdotes. E os levitas comiam dos dizimos e os sacerdotes comiam das ofertas que eram levadas no altar.

      Assim ordenou o Senhor. O que o Senhor ordenou? Digno é o operário de seu ALIMENTO (Mateus 10.10).

      Considerando que não temos mais altar e muito menos templos (com exceção daqueles que a igreja católica criou e que foi copiado pelos evangélicos), não tem porque nenhum homem autoproclamado "ministro do evangelho" querer cobrar para pregar que é mais uma grande mentira, pois o verdadeiro ministro deve dar de graça do que de graça recebeu, assim como ordenou o Senhor.

      Ah, só refrescando tua memória, pois já te falei antes, que salário de obreiro na bíblia nunca esteve relacionado a DINHEIRO.

      Excluir
    5. A)Pastor tem o direito de receber salário da igreja, pelos seguintes motivos:

      1. Cristo disse aos seus discípulos que o trabalhador é digno do seu sustento.

      "Vão! Eu os estou enviando como cordeiros entre lobos. Não levem bolsa nem saco de viagem nem sandálias; e não saúdem ninguém pelo caminho. Quando entrarem numa casa, digam primeiro: ‘Paz a esta casa’. Se houver ali um homem de paz, a paz de vocês repousará sobre ele; se não, ela voltará para vocês. Fiquem naquela casa, e comam e bebam o que lhes derem, pois o trabalhador merece o seu salário. Não fiquem mudando de casa em casa. Quando entrarem numa cidade e forem bem recebidos, comam o que for posto diante de vocês". Lucas 10:3-8

      Cristo ordenou que os seus discípulos comessem e bebessem o que as pessoas dessem, isto seria o salário deles.

      Ele não disse que os seus discípulos deveriam trabalhar fora para se manter, pelo contrário. Ele diz que quem ouve o Evangelho deve dar de comer e beber para quem prega o Evangelho.

      2. Cristo foi sustentado pelos bens de mulheres que foram agraciadas por ele.

      "Depois disso Jesus ia passando pelas cidades e povoados proclamando as boas novas do Reino de Deus. Os Doze estavam com ele, e também algumas mulheres que haviam sido curadas de espíritos malignos e doenças: Maria, chamada Madalena, de quem haviam saído sete demônios; Joana, mulher de Cuza, administrador da casa de Herodes; Susana e muitas outras. Essas mulheres ajudavam a sustentá-los com os seus bens.
      Lucas 8:1-3

      O próprio Cristo era sustentado por mulheres. Este era o seu salário.

      3. Paulo ensinou que todo pregador tem direito a ter o seu salário.

      "Não temos nós o direito de comer e beber? Não temos nós o direito de levar conosco uma esposa crente como fazem os outros apóstolos, os irmãos do Senhor e Pedro?
      Ou será que apenas eu e Barnabé não temos o direito de deixar de trabalhar para termos sustento? Quem serve como soldado às suas próprias custas? Quem planta uma vinha e não come do seu fruto? Quem apascenta um rebanho e não bebe do seu leite? Não digo isso do ponto de vista meramente humano; a Lei não diz a mesma coisa? Pois está escrito na Lei de Moisés: "Não amordace o boi enquanto ele estiver debulhando o cereal". Por acaso é com bois que Deus está preocupado? Não é certamente por nossa causa que ele o diz? Sim, isso foi escrito em nosso favor. Porque "o lavrador quando ara e o debulhador quando debulha, devem fazê-lo na esperança de participar da colheita".
      Se entre vocês semeamos coisas espirituais, seria demais colhermos de vocês coisas materiais? Se outros têm direito de ser sustentados por vocês, não o temos nós ainda mais? Mas nós nunca usamos desse direito. Pelo contrário, suportamos tudo para não colocar obstáculo algum ao evangelho de Cristo. Vocês não sabem que aqueles que trabalham no templo alimentam-se das coisas do templo, e que os que servem diante do altar participam do que é oferecido no altar? Da mesma forma o Senhor ordenou àqueles que pregam o evangelho, que vivam do evangelho. Mas eu não tenho usado de nenhum desses direitos. Não estou escrevendo na esperança de que vocês façam isso por mim. Prefiro morrer a permitir que alguém me prive deste meu orgulho. 1 Coríntios 9:4-15

      Paulo abriu mão do seu direito de ser sustentado pela igreja de Corinto, mas não obrigou os outros a fazerem o mesmo, pelo contrário, ele ensinou que salário é direito de todo trabalhador, inclusive do pregador. Cont...

      Excluir
    6. B) 4. Paulo ordenou que o discípulo deve partilhar todas as coisas boas com o seu mestre.

      "O que está sendo instruído na palavra partilhe todas as coisas boas com quem o instrui".
      Gálatas 6:6

      Tudo que desfrutamos de bom na vida, devemos partilhar com os nossos mestres espirituais.

      5. Paulo precisou ser sustentado pela igreja de Filipos.

      "Apesar disso, vocês fizeram bem em participar de minhas tribulações. Como vocês sabem, filipenses, nos seus primeiros dias no evangelho, quando parti da Macedônia, nenhuma igreja partilhou comigo no que se refere a dar e receber, exceto vocês; pois, estando eu em Tessalônica, vocês me mandaram ajuda, não apenas uma vez, mas duas, quando tive necessidade. Não que eu esteja procurando ofertas, mas o que pode ser creditado na conta de vocês. Recebi tudo, e o que tenho é mais que suficiente. Estou amplamente suprido, agora que recebi de Epafrodito os donativos que vocês enviaram. Elas são uma oferta de aroma suave, um sacrifício aceitável e agradável a Deus. O meu Deus suprirá todas as necessidades de vocês, de acordo com as suas gloriosas riquezas em Cristo Jesus. Filipenses 4:14-19

      A famosa promessa de (Fp. 4.19) foi dada a única igreja que sustentou o apóstolo Paulo quando ele estava passando necessidade.
      Este texto nos ensina que quem sustenta homens de Deus será sustentado por Deus.

      6. Paulo ensinou que pastores que lideram bem a igreja e que se dedicam ao ensino e a pregação devem receber salário dobrado.

      "Os presbíteros que lideram bem a igreja são dignos de dupla honra, especialmente aqueles cujo trabalho é a pregação e o ensino, pois a Escritura diz: 'Não amordace o boi enquanto está debulhando o cereal', e 'o trabalhador merece o seu salário' ". 1 Timóteo 5:17-18

      De acordo com a Escritura, pastor que é excelente líder, mestre e pregador deve ganhar em dobro.

      Fiz questão de colocar o contexto bíblico para que ninguém tenha dúvidas que o pastor que trabalha liderando, ensinando e pregando tem direito ao seu sustento, ou seja, o seu salário. Quando Silas e Timóteo desceram da Macedônia, "Paulo dedicou- se inteiramente à palavra," testificando aos judeus que Jesus era o Cristo. (At18:5) (At20:21) Paulo quando deixou de trabalhar provavelmente foi sustentado pela Igreja pois se dedicou inteiramente a ela. Recomendo a vc que não leia um versículo apenas mas todos os textos sobre respectivo assunto. Seus Textos 100 contexto é pretexto para heresias. Será que vc ainda vai insistir nisso quando paulo deixou de trabalhar e se dedicava inteiramente a igreja o que ele recebia era só alimentos ? Sr. Reginaldo Leia a bíblia !!! Me ajuda ai !!!

      Excluir
    7. É o que dizes Marcelo. Mas procure interpretar as carta de Paulo com uma boa dose de exegese.Talvez assim você entenda que presbítero não é cargo eclesiástico, mas tempo de vida, ou seja, só é presbítero quem já passou dos sessenta e não qualquer um diplomado com qualquer curso de teologia.

      Excluir
    8. C) Lembrando que a missão em (Lc 10:3-8) não é a mesma de (Mc16:16) Mas ambas as missões era direito de serem sustentados a diferença é que em Lc 10:3-8 a missão era local e em Mc16:16 a missão é em escala mundial. As necessidades aumentaram.

      Excluir
    9. D) Há dois textos bíblicos principais que apresentam, em forma de instrução e prescrição, as qualificações necessárias dos presbíteros: 1 Timóteo 3.1-7 e Tito 1.5-9. O assunto é extremamente importante e sempre atual para cada igreja local. O cristão consciente sabe muito bem o quanto é valioso para a igreja ter presbíteros que satisfaçam a essas referências bíblicas. São listados cerca de 21 requisitos, sendo 5 apenas em 1 Timóteo 3.1-7, 7 em Tito 1.5-9 e, 9 comuns aos dois textos. Para propiciar uma melhor visão didática, essas qualificações individuais e familiares, podem ser agrupadas sob os seguintes aspectos/segmentos: “caráter/temperamento”, “comportamento/hábito”, “habilidade/competência/maturidade” e, “situação conjugal e familiar”. Portanto, cada presbítero deve atender a essas qualificações, sendo que em algumas delas precisará contar com a colaboração da família (esposa e filhos) Não tem restrição de idade para presbítero.

      Excluir
    10. Copiou e colou de algum lugar, mas não pesquisou num dicionário bíblico que Presbítero do original grego presbyteros é uma pessoa de idade avançada: ANCIÃO, IDOSO, VELHO. Assim como Mancebo é um homem jovem e Varão é um homem adulto.

      Os presbíteros (Anciãos, velhos) eram os que por Deus autorizados a apascentar Sua igreja, como Pedro e João (1Pedro 5.1-4, 2João 1.1 ; 3João 1.1). Estes, por serem idosos, com caráter e idoneidade moral irrepreensiveis e, por causa da avançada idade que não lhes permitia trabalhar para o próprio sustento, como faziam Paulo e seus companheiros e que deveriam sim serem abençoados pela igreja que apascentavam, onde estas deveriam repartir com eles dos seus bens (Gálatas 6.6).

      Não leia somente as escrituras amigo Marcelo, estude-a e, se possível com a ajuda de um dicionário bíblico das línguas originais da bíblia como o hebraico e o grego.

      Excluir
    11. É necessário, portanto, que o bispo seja irrepreensível, esposo de uma só mulher, temperante, sóbrio, modesto, hospitaleiro, apto para ensinar; não dado ao vinho, não violento, porém cordato, inimigo de contendas, não avarento; e que governe bem a própria casa, criando os filhos sob disciplina, com todo o respeito (pois, se alguém não sabe governar a própria casa, como cuidará da igreja de Deus?); não seja neófito, para não suceder que se ensoberbeça e incorra na condenação do diabo. Pelo contrário, é necessário que ele tenha bom testemunho dos de fora, a fim de não cair no opróbrio e no laço do diabo" "Por esta causa, te deixei em Creta, para que pusesses em ordem as coisas restantes, bem como, em cada cidade, constituísses presbíteros, conforme te prescrevi: alguém que seja irrepreensível, marido de uma só mulher, que tenha filhos crentes que não são acusados de dissolução, nem são insubordinados. Porque é indispensável que o bispo seja irrepreensível como despenseiro de Deus, não arrogante, não irascível, não dado ao vinho, nem violento, nem cobiçoso de torpe ganância; antes, hospitaleiro, amigo do bem, sóbrio, justo, piedoso, que tenha domínio de si, apegado à palavra fiel, que é segundo a doutrina, de modo que tenha poder tanto para exortar pelo reto ensino como para convencer os que o contradizem" É notável que essas passagens não falam nada sobre escolaridade, cursos superiores, cursos de teologia, diplomas, certificados de seminários, etc. Muitas igrejas têm colocado tais coisas como seus próprios requerimentos, deixando de lado as exigências de Deus. "Fiel é a palavra: se alguém aspira ao episcopado, excelente obra almeja. Os pastores na sua igreja têm todas essas qualificações? São homens? Casados? Pais de famílias? Com filhos crentes? Conhecedores da palavra? Hospitaleiros? Respeitados por todos? Irrepreensíveis? Professores capazes? Amigos do bem? Têm todas as outras qualidades citadas aqui? Homens com todas essas qualificações são uma grande bênção ao povo de Deus, e serão extremamente úteis nas igrejas locais onde servem como presbíteros. Mas, pessoas que não têm essas qualificações não são autorizadas por Deus a serem pastores. A igreja que escolhe pessoas não-qualificadas como bispos está desrespeitando a palavra de Deus. Pessoas não-qualificadas que aceitam o cargo de pastor estão agindo contra o Supremo Pastor. Presbíteros não-qualificados que continuam nesse papel estão violando a palavra de Deus.

      É notável que essas passagens não falam nada sobre escolaridade, cursos superiores, cursos de teologia, diplomas, certificados de seminários, restrição de idade etc. Muitas igrejas têm colocado tais coisas como seus próprios requerimentos, deixando de lado as exigências de Deus. Não tem restrição de idade 1 Timóteo 3.1-7 e Tito 1.5-9. Leia a bíblia !!!

      Excluir
    12. Exatamente.

      No tempo que passei na Assembleia de Deus (25 anos), ví serem consagrados presbíteros com 30 anos apenas, diáconos novos convertidos (neófitos) sem qualquer experiencia ou conhecimento das escrituras como pede a Palavra e até pastores que vieram de um primeiro casamento, se divorciaram e casaram de novo para assumirem cargos e tudo porque, os tais falam em línguas estranhas.

      Excluir
    13. Por esta causa te deixei em Creta, para que pusesses em boa ordem as coisas que ainda restam, e de cidade em cidade estabelecesses presbíteros, como já te mandei:
      Aquele que for irrepreensível, marido de uma mulher, que tenha filhos fiéis, que não possam ser acusados de dissolução nem são desobedientes.
      Porque convém que o bispo seja irrepreensível, como despenseiro da casa de Deus, não soberbo, nem iracundo, nem dado ao vinho, nem espancador, nem cobiçoso de torpe ganância;
      Tito 1:5-7 As palavras “bispo” e “presbítero” são usadas porque possuem o mesmo significado. elas se unem no mesmo significado com a palavra “pastor” (At 20:28) (1Pe 2:25) (1Pe5:1-2) Anteriormente era usada para se referir a homens de idade avançada (Jo 8:9) Paulo demonstra essa mudança designando o jovem Timóteo para esse ministério.Ninguém despreze a tua mocidade, mas sê um exemplo para os fiéis na palavra, no procedimento, no amor, na fé, na pureza.(1Tm4:12) Timóteo seguiu Paulo e Silas e tornou-se um colaborador tão fiel que ele é o companheiro de Paulo mais recomendado pelo Apóstolo: (1Co16:12) (FP2:19) (2Tm3:10) Paulo consagrou Timóteo como bispo de Éfeso no ano 65 d.C. Em 49 d.C. tornou-se companheiro de Paulo em sua segunda viagem missionária (Atos 16:3), ocasião em que também fora circuncidado.Nesta época Timóteo tinha 19 anos de idade. Foi escolhido por Deus (1Tm1:18), ordenado por presbíteros e também por Paulo (1Tm4:14) (2Tm1:6) Timóteo não era Ancião, velho ou maior de 60 anos quando foi bispo. Não tem restrição de idade. Em todos os lugares ou setores existem pessoas idosas , maduras irresponsáveis como também existem jovens responsáveis e irresponsáveis.

      Excluir
    14. Sua resposta só vem corroborar o que venho dizendo. Fui mestre na Escola Dominical da AD, sempre dedicado a exposição das lições. Mesmo depois de excluído da denominação, continuei acompanhando as lições, ministrando-as nas casas, já que não podia mais ministrar nos templos. No 2º trimestre de lições do ano de 2014, surgiu a lição com o tema: Dons Espirituais e Ministeriais. E a lição nº 11, flou do assunto: O "Presbítero, Bispo ou Ancião". Veja o que o pastor comentarista Elinaldo Renovato, diz sobre o Presbítero:

      De acordo com a Bíblia de Estudo Palavras-Chave, o termo “presbítero” (do gr. presbyteros) é uma forma comparativa da palavra grega presbys, “pessoa mais velha”. Como substantivo, e no emprego dos judeus e cristãos, “presbítero” é um título de dignidade dos indivíduos experientes e de idade madura que formavam o governo da igreja local. É um sinônimo de bispo (gr. episkopos, supervisor); de professor (gr. didaskolos); e de pastor (gr. poimēn).

      “Não desprezes o dom que há em ti, o qual te foi dado por profecia, com a imposição das mãos do presbitério” (1Tm 4.14). Foi dessa forma que o apóstolo Paulo lembrou Timóteo, aconselhando-o acerca do reconhecimento do ministério do jovem pastor pelo conselho de obreiros. O Novo Testamento classifica esse corpo de obreiro de “presbitério” (do gr. presbyterion, substantivo de presbítero, um conselho formado por anciãos da igreja cristã).

      Agora, o mais interessante vem a seguir.

      Excluir
    15. “PRESBÍTEROS"

      As Assembleias de Deus, especialmente no Brasil, certamente em razão de se constituírem inicialmente de crentes de diversos grupos evangélicos, atraídos pela crença bíblica do batismo no Espírito Santo, do ponto de vista administrativo, ministerial, adotaram uma posição intermediária mais aproximada do sistema presbiteriano. Não admitem hierarquia. Não aceitam o episcopado formal, senão o conceito bíblico de que o pastor é o mesmo bispo mencionado no Novo Testamento. Admitem, entretanto, o cargo separado de presbítero. O presbítero (anteriormente chamado ‘ancião’) é o auxiliar do pastor. Porém, em algumas regiões, em campo de evangelização das Assembleias de Deus, de certo modo, é-lhe dado cargo correspondente ao de pastor, onde, na ausência deste, ele desempenha todas as funções pastorais: unge, ministra a Ceia e batiza. Entre esses, há os que possuem a dignidade, capacidade e verdadeiro dom de pastor.

      [...] Porém, na Convenção Geral de 1937, na AD de São Paulo (SP), foi debatida a questão sobre se os anciãos (presbíteros) não poderiam ser considerados pastores. Os convencionais compreenderam, citando textos como 1 Pedro 5.1, Atos 20.28 e 1 Timóteo 5.17, que, em alguns casos, parece haver uma diferença entre anciãos e anciãos com chamada ao ministério, e estabeleceram, assim, a hierarquia eclesiástica que até hoje existe nas Assembleias de Deus: diáconos, presbíteros e ministros do evangelho (pastores e evangelistas).

      [...] Nas Assembleias de Deus, embora o trabalho do presbítero tenha a sua definição, passou a ser também visto como o penúltimo cargo a ser exercido pelo obreiro, na sucessão das ordenações, antes de ser consagrado a evangelista ou pastor” (ARAÚJO, Isael. Dicionário do Movimento Pentecostal. RJ: CPAD, 2007, pp.715,16).

      Observe que os pastores da AD reconhecem que eles mesmos deliberaram mudar o conceito original de Presbítero que é ANCIÃO, para um mero cargo eclesiástico, sendo este subordinado a um pastor convencional. E, como venho dizendo, estes homens não só mudaram isso, como também mudaram o dizimo que era MANTIMENTO para DINHEIRO, como forma de garantir seus sustentos sem precisarem trabalhar.

      Não comigo. Tô fora dessa Babilõnia.

      Excluir
    16. As palavras “bispo” e “presbítero” são usadas porque possuem o mesmo significado. elas se unem no mesmo significado com a palavra “pastor” (At 20:28) (1Pe 2:25) (1Pe5:1-2) Anteriormente era usada para se referir a homens de idade avançada (Jo 8:9) Paulo demonstra essa mudança designando o jovem Timóteo para esse ministério.Ninguém despreze a tua mocidade, mas sê um exemplo para os fiéis na palavra, no procedimento, no amor, na fé, na pureza.(1Tm4:12) Ambas as palavras tem o significado de liderança e essa liderança também coube a Timóteo mesmo tão novato em aparência teve a capacidade de ser um dos líderes capaz de levar milhares a conhecerem a Cristo e por consequência converter multidões. Isso é uma obra divina e não depende de idade ou de ser ancião , velho ou maior de 60 anos para ser bispo como vc disse. Se na igreja tiver qualquer pessoa responsável que recebeu o chamado cumpre os requisitos Timóteo 3.1-7 e Tito 1.5-9 Fica claro que o maior exemplo que podemos extrair da vida de Timóteo era a sua imensa disposição em servir, e não só a Deus, mas também aos homens dentro e fora da igreja como ele fazia em todos os lugares.(Tg5:14) leia a bíblia !!!

      Excluir
    17. Exatamente.

      ANTERIORMENTE, disseste muito bem. Mas, hoje os homens mudaram tudo conforme suas conveniências né mesmo sr Marcelo.

      Não se preocupe. Eu não somente leio a bíblia, como estudo e pesquiso os significados das palavras em sua língua original. Faça o mesmo se não tiver medo da verdade.

      Excluir
  25. . Eu gostaria de acrescentar que quando o jovem governante rico se chegou a Cristo e perguntou; Cristo não disse: vende tudo, dá dez por cento ao Sacerdote e vem ser meu seguidor.

    Parabéns Reginaldo por todo o seu conteúdo!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Verdade Sayah,

      Nem mesmo quando Zaqueu decidiu doar metade de seus bens aos pobres, Jesus lhe disse: Tira primeiro os dez por cento, mas sim: HOJE VEIO SALVAÇÃO A ESSA CASA.

      Glória Deus.

      Excluir
    2. Sayah , gostaria de acrescentar que este homem de muitas posses declarou: “Mestre, tudo isso tenho obedecido desde minha adolescência”. Está claro e visível que ele obedecia os preceitos de Deus na teoria mas não amava ao próximo na prática e nem confiava na palavra do Mestre na prática(Mc10:19) Amarás, pois, ao Senhor teu Deus de todo o teu coração, e de toda a tua alma, e de todo o teu entendimento, e de todas as tuas forças; este é o primeiro mandamento.
      E o segundo, semelhante a este, é: Amarás o teu próximo como a ti mesmo. Não há outro mandamento maior do que estes.
      (Mc12:30-31) Jesus disse a este homem “Contudo, te falta algo mais importante Vai, vende tudo o que tens, entrega-o aos pobres e receberás um tesouro no céu; então, vem e segue-me!”.(Mc10:21) Diante disso, o homem abateu-se profundamente e retirou-se entristecido, pois possuía muitos bens.(Mc10:22) Ele confiava mais nos seus bens do que na palavra do Mestre ,essa é a diferença. Com certeza o Jovem rico sabia o que era o preceito do dízimo e possivelmente até praticava "tudo isso tenho obedecido desde minha adolescência”.(Mc10:20) Esse ensino de Jesus ao jovem rico não tem nada haver com o dízimo e sim com "te falta algo mais importante" a demonstração de amor ao próximo.(Mc12:31) Ele confiava mais nas suas riquezas do que na palavra do Mestre. Garantiu-lhes Jesus: “Com toda a certeza vos asseguro que ninguém há que tenha deixado casa, irmãos, irmãs, mãe, pai, filhos ou bens, por causa de mim e do Evangelho, 30que não receba, já no presente, cem vezes mais, em casas, irmãos, irmãs, mães, filhos e propriedades, e com eles perseguições; mas no mundo futuro, a vida eterna.(Mc10:29-30)

      Excluir