Páginas

segunda-feira, 10 de dezembro de 2012

Pregador, chega de historinha, pregue a Palavra

Pr. Ciro Sanche Zibordi

Resolvi atender ao insistente pedido de um leitor para assistir a um vídeo de um famoso pregador (pregador?) que gosta de fazer gracejos, contextualizar narrativas bíblicas ao extremo e manipular auditórios — não me pergunte o nome dele! Ele divagou por mais de uma hora, "fundamentando" a sua mensagem na afirmação de que Filipe, o apóstolo (Mt 10.3), foi invejado pelos outros apóstolos, que, por causa disso, o rebaixaram a diácono.

Os obreiros do púlpito e o povo presente, de modo geral, vibraram com a mensagem, haja vista o pregador ter enfatizado que — mesmo sem o título de apóstolo — Filipe fez muitos milagres, e seu ministério foi mais abençoado em Samaria do que o dos figurões em Jerusalém. Entretanto, quem examina as Escrituras neotestamentárias com cuidado sabe que o Filipe apóstolo não é o mesmo Filipe diácono!


Em Atos 1.13, Filipe, o apóstolo, é mencionado entre Pedro, Tiago, João, André e os outros. Em Atos 6.2,3 está escrito: “E os doze, convocando a multidão dos discípulos, disseram: Não é razoável que nós deixemos a palavra de Deus e sirvamos às mesas. Escolhei, pois, irmãos, dentre vós, sete varões de boa reputação, cheios do Espírito Santo e de sabedoria, aos quais constituamos sobre este importante negócio”.


Como se vê, o Filipe apóstolo — uns dos doze — não era um dos sete diáconos escolhidos dentre a multidão, sob a orientação dos doze. Entre os escolhidos havia outro servo do Senhor chamado Filipe: “e elegeram Estêvão, homem cheio de fé e do Espírito Santo, e Filipe” (At 6.5). Segue-se que o apóstolo Filipe não foi rebaixado, visto que o diácono mencionado é outra pessoa com o mesmo nome do primeiro.


Moral da história: muitos pregadores famosos (alguns são até idolatrados) estão mais preocupados em animar auditórios, fazer gracejos, dar espetáculo e gerar emoção do que estudar as Escrituras com cuidado e expô-las com graça e verdade. Lembremo-nos do que a Palavra do Senhor assevera em 2 Timóteo 4.2 (ARA): “Prega a Palavra”.


Amém?


Ciro Sanches Zibordi
http://cirozibordi.blogspot.com.br/2012/12/pregador-chega-de-historinha-pregue.html

3 comentários:

  1. Rebaixado?! O que é isso?! Por acaso o apostolado é um cargo? Esta mentalidade clériga do catolicismo domina no meio evangélico-protestante. Apóstolo, diácono, bispo, pastor e evangelista não são cargos e nem nunca foram, pelo contrário, eram funções na Igreja Primitiva. Jesus disse: "Bem sabeis que pelos príncipes dos gentios são estes dominados, e que os grandes exercem autoridade sobre eles. Não será assim entre vós; mas todo aquele que quiser entre vós fazer-se grande seja vosso serviçal; e, qualquer que entre vós quiser ser o primeiro, seja vosso servo; bem como o Filho do homem não veio para ser servido, mas para servir, e para dar a sua vida em resgate de muitos (Mateus 20:25-28).

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. "E a uns pôs Deus na igreja, primeiramente apóstolos, em segundo lugar profetas, em terceiro mestres, depois operadores de milagres, depois dons de curar, socorros, governos, variedades de línguas."(1Cor12:28) (Ef4:11) Pois a Igreja é o Corpo de Cristo; é nela que Cristo está completamente presente, ele completa todas as coisas em todos os lugares. (Ef1:23) "Não deixemos de congregar-nos, como é costume de alguns; antes, façamos admoestações, e tanto mais quanto vedes que o dia se aproxima." (Heb10.25) Porém nas reuniões da igreja prefiro dizer cinco palavras que possam ser entendidas, para assim ensinar os outros,do que dizer milhares de palavras em línguas estranhas.(1Cor14:19) "Quem tem ouvidos, ouça o que o Espírito diz às igrejas:" (Ap3:13) "DAR - VOS - EI PASTORES SEGUNDO O MEU CORAÇÃO".(Jr3:15) Confiem no SENHOR,seu Deus,e estarão seguros; confiem nos profetas dele,e tudo o que vocês fizerem dará certo.(2Cr20:20) Cuidem de vocês mesmos e de todo o rebanho que o Espírito Santo entregou aos seus cuidados,como pastores da Igreja de Deus,que ele comprou por meio do sangue do seu próprio Filho.(At20:28) Obedeçam aos seus líderes e sigam as suas ordens,pois eles cuidam sempre das necessidades espirituais de vocês porque sabem que vão prestar contas disso a Deus. Se vocês obedecerem,eles farão o trabalho com alegria; mas,se vocês não obedecerem,eles trabalharão com tristeza,e isso não ajudará vocês em nada (Hb13:17)" Não aceite nenhuma acusação contra qualquer presbítero, a não ser que ela seja feita por duas testemunhas, pelo menos.(1Tm5:19) Assim, pois, as igrejas em toda a Judéia, e Galiléia e Samaria tinham paz, e eram edificadas; e se multiplicavam, andando no temor do Senhor e consolação do Espírito Santo. (At9:31) Portai-vos de modo que não deis escândalo nem aos judeus, nem aos gregos, nem à igreja de Deus.(1Cor10:32) Porque Deus não é Deus de confusão, senão de paz, como em todas as igrejas dos santos.(1Co14:31-32) E lembre-se você só pode praticar o que está no Antigo Testamento desde que tenha contexto no Novo testamento.

      Excluir
    2. Levi Matheus , alguns pregadores virtuais não estão pregando mais o arrependimento igual a João Batista e o próprio Jesus fazia simplesmente porque erram ao pensarem que a pregação de um um evangelho fácil sem arrependimento e sem mandamento é um caminho mais fácil para o reino de Deus.(Mt11:12) (Mt16:24) (Lc14:27) (1Jo5:2-3) (1Jo2:3) Naqueles dias surgiu João Batista pregando no deserto da Judéia; e dizia: “Arrependei-vos, porque o Reino dos céus está próximo”. (Mt3:1-2) No início do seu ministério, Jesus pregou o arrependimento: Arrependei-vos, porque é chegado o reino dos céus” (Mt 4:17) e: “O reino de Deus está próximo. Arrependei-vos, e crede no evangelho” (Mc 1:15). Mais tarde ele declarou, respondendo aos fariseus: “Não necessitam de médico os que estão sãos, mas, sim, os que estão enfermos; Eu não vim chamar os justos, mas, sim, os pecadores, ao arrependimento” (Lc 5:31-32;Mt 9:12-13; Mc 2:17)

      Excluir