Páginas

terça-feira, 10 de março de 2015

Não darás Falso Testemunho

Texto Áureo:
"Não admitirás falso rumor, e não porás a tua mão com o ímpio, para seres testemunha falsa. (Êxodo 23 : 1)
 INTRODUÇÃO

Por envolver a questão da mentira, o nono mandamento se aproxima do terceiro mandamento. Aliás, o falso testemunho e a mentira são aliados inseparáveis, poderosos para, inclusive acabar com uma vida. Ele também tem ligação com o sexto mandamento, pois a palavra de falsidade tem o poder de matar uma pessoa. "A morte e a vida estão no poder da língua; e aquele que a ama comerá do seu fruto." (Provérbios 18 : 21), e: "A língua falsa odeia aos que ela fere, e a boca lisonjeira provoca a ruína."  (Provérbios 26 : 28). O nono mandamento é tão grave que aquele que o pratica tem de estar ciente do juízo que sobre ele virá, pois: "A falsa testemunha não ficará impune; e o que profere mentiras perecerá." (Provérbios 19 : 9).

I – O NONO MANDAMENTO

Abrangência, Objetivo e Contexto: "Martelo, espada e flecha aguda é o homem que profere falso testemunho contra o seu próximo."(Provérbios 25 : 18). Não darás falso testemunho tem como objetivo proteger a honra e a fé do indivíduo. Somente quem já foi vítima de calúnia e difamação, pode entender claramente o que isso significa. O catecismo maior de Westminster define o objetivo do nono mandamento que é “conservar e promover a verdade entre os homens e a boa reputação do nosso próximo,assim como a nossa própria; evidenciar e manter a verdade, e de coração, sincera, livre, clara e plenamente falar a verdade, somente a verdade, em questão de julgamento e justiça e em todas as coisas mais, considerar caridosamente os nossos semelhantes...”

E, no tocante a doutrina, este mandamento se constitui uma muralha contra os falsos ensinos teológicos. Pelo menos deveria ser assim, pois a igreja dos últimos dias tem sido bombardeada pelos mais diversos movimentos estranhos a ortodoxia bíblica. A nociva teologia da prosperidade é um exemplo disso. Iniciada nos Estados Unidos no ano de 1950, este movimento teológico teve grande aceitação no movimento evangélico brasileiro, principalmente nas igrejas néo-pentecostais, expandindo-se para as igrejas pentecostais e até tradicionais. 
A Teologia da Prosperidade é uma doutrina cristã que defende que a bênção financeira é o desejo de Deus para os cristãos e que a fé, o discurso positivo e as doações para os ministérios cristãos irão sempre aumentar a riqueza material do fiel. Baseada em interpretações não-tradicionais da Bíblia, geralmente com ênfase no Livro de Malaquias, a doutrina interpreta a Bíblia como um contrato entre Deus e os humanos; se os humanos tiverem fé em Deus, Ele irá cumprir suas promessas de segurança e prosperidade. Sendo a filosofia dessa teologia que a prosperidade financeira é resultado de uma troca, ou seja, a disposição em se investir valores financeiros no reino de Deus para se obterde volta em dobro de Deus; àqueles que não aceitam tais ensinamentos sofrem julgamentos temerários por parte daqueles que direta ou indiretamente aprovam tal teologia. Isto é de alguma maneira a violação do nono mandamento.

No contexto da lei mosaica, o nono mandamento foi dado para estabelecer a justiça no meio do povo de Israel. Quando os hebreus tomaram posse da terra prometida, Deus determinou que em cada cidade que fosse estabelecida, também fossem estabelecidos juízes que julgassem a causa do povo com justiça: "Juízes e oficiais porás em todas as tuas cidades que o SENHOR teu Deus te der entre as tuas tribos, para que julguem o povo com juízo de justiça." (Deuteronômio 16 : 18). Por representarem Deus nos julgamentos, os juízes não poderiam fazer acepção de pessoas e não receber subornos (Deuteronômio 16 : 19).

II – O PROCESSO

Responder em juízo, Falso testemunho e o próximo: "Não furtareis, nem mentireis, nem usareis de falsidade cada um com o seu próximo;" (Levítico 19 : 11).

Falso testemunho é um crime que consta na legislação brasileira que está previsto no artigo 342 do Código Penal Brasileiro, que é: "Fazer afirmação falsa, ou negar ou calar a verdade como testemunha, perito, tradutor, contador ou intérprete em processo judicial, ou administrativo, inquérito policial ou em juízo arbitral:"

Pena: Reclusão, de 2 a 4 anos, e multa (Pena com a redação dada peça Lei nº 12.850/13).



§ 1º - As penas aumentam-se de um sexto a um terço, se o crime é praticado mediante suborno ou se cometido com o fim de obter prova destinada a produzir efeito em processo penal, ou em processo civil em que for parte entidade da administração pública direta ou indireta.
§ 2º - O fato deixa de ser punível se, antes da sentença no processo em que ocorreu o ilícito, o agente se retrata ou declara a verdade.

O nono mandamento está intrinsecamente ligado ao grande mandamento que Jesus deixou à sua igreja que é amar a Deus e ao próximo. Jesus disse que desses dois, dependem toda a lei mosaica. Até porque, o amor que devotamos a Deus só poderá ser reconhecido se primeiramente demonstrarmos amor para com o nosso semelhante. João, o discípulo amado foi bem claro quanto a este assunto: “Se alguém diz: Eu amo a Deus, e odeia a seu irmão, é mentiroso. Pois quem não ama a seu irmão, ao qual viu, como pode amar a Deus, a quem não viu? E dele temos este mandamento: que quem ama a Deus, ame também a seu irmão” (João 4 : 20 , 21). Aquele que ama seu irmão, não levanta calúnia contra seu próximo. A lei dizia a mesma coisa: “Não andarás como mexeriqueiro entre o teu povo; não te porás contra o sangue do teu próximo. Eu sou o SENHOR. Não odiarás a teu irmão no teu coração; não deixarás de repreender o teu próximo, e por causa dele não sofrerás pecado” (Levítico 19 : 16 , 17).


Duas coisas nos chamam atenção nestes textos, “Não andarás como mexeriqueiro” no verso 16 e “não deixarás de repreender o teu próximo” no verso 17. O mexerico aqui se refere a “fofoca” propriamente dita. O mexeriqueiro segundo o dicionário é o maldizente ou fofoqueiro; é aquele que gosta de fazer intrigas e anda a vasculhar a vida alheia em busca de defeitos. Quando não encontra, ele inventa. É aquele que semeia discórdia entre irmãos, fato que Deus abomina em Sua Palavra: “A testemunha falsa que profere mentiras, e o que semeia contendas entre irmãos” (Provérbios 6 : 19).O mexeriqueiro é aquele que espalha infâmia do próximo com base em falsos relatos de outros mexeriqueiros, arruinando a vida alheia, quando não, destruindo grandes amizades."O homem perverso instiga a contenda, e o intrigante separa os maiores amigos." (Provérbios 16 : 28). É o falso testemunho condenado no nono mandamento.

E, quanto a não deixar de repreender o teu próximo diz respeito ao cuidado que temos de ter para com o nosso irmão, quando o vemos praticar algo que não está de acordo com a vontade de Deus. Muitos não entendem esse cuidado e, quando são repreendidos, se valem de textos da bíblia que dizem que não devemos julgá-los, porque Jesus disse: "Não julgueis, para que não sejais julgados." (Mateus 7 : 1). Porém, existe uma grande diferença entre julgar e repreender por amor, que é julgar com justiça. Jesus disse: "Não julgueis segundo a aparência, mas julgai segundo a reta justiça." (João 7 : 24). Não repreender o irmão na sua falta é ser conivente com o seu erro, podendo ser responsabilizado pelo sangue deste. "Se eu disser ao ímpio: Ó ímpio, certamente morrerás; e tu não falares, para dissuadir ao ímpio do seu caminho, morrerá esse ímpio na sua iniqüidade, porém o seu sangue eu o requererei da tua mão." (Ezequiel 33 : 8). No novo testamento, Judas, o irmão do Senhor nos dá este conselho:"E salvai alguns com temor, arrebatando-os do fogo, odiando até a túnica manchada da carne."(Judas 1 : 23).

III – A VERDADE

Antigo Testamento, Novo Testamento, O que é a Verdade?"Por isso deixai a mentira, e falai a verdade cada um com o seu próximo; porque somos membros uns dos outros."(Efésios 4 : 25).

Um dos grandes deveres do nono mandamento é falar a verdade. Quem de fato ama a Deus e ao próximo deve ter grande satisfação em sempre falar a verdade, ainda que não seja bem compreendido. Amigos de Paulo se tornaram seus inimigos porque ele lhes disse a verdade: "Fiz-me acaso vosso inimigo, dizendo a verdade?" (Gálatas 4 : 16). Falar a verdade tem sido um dos grandes desafios dos servos de Deus nestes últimos dias, pois vivemos em tempos de relativismos em todas as áreas, tanto na sociedade, como no meio religioso. De certa forma falar a verdade tem soado como uma ofensa para muitos, que não vivem de acordo com os padrões estabelecidos por Deus. Estes geralmente interpretam isso como uma forma de julgamento, por parte daqueles que tentam alertá-los de seus desvios.

Ora, se Deus é a verdade e a verdade é um atributo dEle e, toda verdade emana dEle, convém-nos falar a verdade e viver essa verdade, ainda que com prejuízos. Verdade e justiça andam juntas: "Estai, pois, firmes, tendo cingidos os vossos lombos com a verdade, e vestida a couraça da justiça;" (Efésios 6 : 14). Tiago o irmão do Senhor nos aconselha: “Irmãos, se algum dentre vós se tem desviado da verdade, e alguém o converter, Saiba que aquele que fizer converter do erro do seu caminho um pecador, salvará da morte uma alma, e cobrirá uma multidão de pecados” (Tiago 5 : 19 , 20). Jesus se identificou como essa verdade que é: A verdade que liberta o homem (João 8 : 32); a verdade que conduz ao Pai (João 14 : 6); e a verdade pela qual o homem é santificado (João 17 : 17).

IV – O CUIDADO COM A MENTIRA

As testemunhas, Os danos, O pecado da mentira: "A falsa testemunha não ficará impune; e o que profere mentiras perecerá." (Provérbios 19 : 9). A mentira surgiu no Édem, quando Satanásinduziu o primeiro casal a desobedecer o Criador dizendo que eles não morreriam se comessem do fruto que Deus havia proibido que eles tocassem (Gênesis 3 : 1 – 4). A mentira não deva fazer parte dos filhos de Deus. Na lei Deus determinou: "Não furtareis, nem mentireis, nem usareis de falsidade cada um com o seu próximo;" (Levítico 19 : 11). A mentira é oposta a verdade, mas infelizmente ela tem mais aceitação entre os homens do que a própria verdade. Segundo as Palavras de Jesus a mentira tem um pai que é o diabo (João 8 : 44). O falso testemunho tem sua força na mentira, cujo efeito pode levar pessoas à prisão e até à morte, como aconteceu com Estevão, um dos sete diáconos. (Atos 6 : 8 – 14):

8  E Estêvão, cheio de fé e de poder, fazia prodígios e grandes sinais entre o povo.
9  E levantaram-se alguns que eram da sinagoga chamada dos libertinos, e dos cireneus e dos alexandrinos, e dos que eram da Cilícia e da Ásia, e disputavam com Estêvão.
10 E não podiam resistir à sabedoria, e ao Espírito com que falava.
11 Então subornaram uns homens, para que dissessem: Ouvimos-lhe proferir palavras blasfemas contra Moisés e contra Deus.
12 E excitaram o povo, os anciãos e os escribas; e, investindo contra ele, o arrebataram e o levaram ao conselho.
13 E apresentaram falsas testemunhas, que diziam: Este homem não cessa de proferir palavras blasfemas contra este santo lugar e a lei;
14Porque nós lhe ouvimos dizer que esse Jesus Nazareno há de destruir este lugar e mudar os costumes que Moisés nos deu.

Jesus também foi vítima do falso testemunho, com acusações parecidas com as de Estevão (Marcos 14 : 55 – 58):

55 E os principais dos sacerdotes e todo o concílio buscavam algum testemunho contra Jesus, para o matar, e não o achavam.
56 Porque muitos testificavam falsamente contra ele, mas os testemunhos não eram coerentes.
57 E, levantando-se alguns, testificaram falsamente contra ele, dizendo:
58 Nós ouvimos-lhe dizer: Eu derrubarei este templo, construído por mãos de homens, e em três dias edificarei outro, não feito por mãos de homens.

E por fim, o falso testemunho poderá levar alguém a cometer o pecado imperdoável que é a blasfêmia contra o Espírito Santo. No evangelho de Mateus 12 : 22 a 32, vemos um episódio que mostra essa situação: Jesus havia curado um homem expulsando o demônio que lhe atormentava. Por inveja, os religiosos atribuíram a Belzebu a operação daquele milagre pelo Senhor. Jesus havia operado aquele milagre pelo Espírito Santo que era com Ele, por isso advertiu que: “Todo o pecado e blasfêmia se perdoará aos homens; mas a blasfêmia contra o Espírito não será perdoada aos homens” (Mateus 12 : 31). Em relação aqueles que crêem no Senhor, Jesus disse: "Se alguém me ama, guardará a minha palavra, e meu Pai o amará, e viremos para ele, e faremos nele morada." (João 14 : 23).

Hoje, Deus não habita mais em templos de pedras, mas no templo que Ele mesmo construiu. Paulo disse: "Não sabeis vós que sois o templo de Deus e que o Espírito de Deus habita em vós?" (I Coríntios 3 : 16). Sim, o mesmo Espírito Santo que estava com Jesus, hoje está com os seus servos – aqueles que lhe obedecem. Portanto, é preciso tomar o máximo cuidado quando se tratar com o semelhante e ao se proferir palavras de injúria, calúnia e outras contra os servos de Deus. Hoje, no campo religioso é muito comum dizer que tal pessoa tem demônio, quando não se concorda com aquilo que a outra prega, ou mesmo por causa das ideologias ou diferenças religiosas.

CONCLUSÃO:

Por causa daquilo que eu hoje defendo e ensino sou chamado por alguns de ladrão, anticristo, filho do diabo e até satanista. Quando eu estava na congregação chegaram até a afirmar que eu era usado pelo demônio nos meus ensinos, pelo fato de eu pregar aquilo que muitos não gostam de ouvir. Mas, antes de apontarmos o dedo para julgar o próximo, levantando falso testemunho contra este, devemos lembrar-nos das Palavras de Jesus: "Mas eu vos digo que de toda a palavra ociosa que os homens disserem hão de dar conta no dia do juízo."  (Mateus 12 : 36).

Em Cristo,

Reginaldo Barbosa

Sta. Bárbara do Pará

5 comentários:

  1. TUDO DE BOM QUE RECEBEMOS VEM DE DEUS.(Ecl5:19) (Jo3:27) (Ef3:20) (Tg1:17) (Rm8:17) INCLUSIVE A PROSPERIDADE. DEUS NÃO QUER QUE SEUS FILHOS VIVAM NA MISÉRIA AO CONTRÁRIO QUE SEJAM PRÓSPEROS EM TUDO. Satanás, entretanto, desafia a integridade de Jó, e então Deus permite que Satanás interfira na vida de Jó, resultando na tragédia de Jó: a perda de seus bens, de seus filhos e de sua saúde.(Jó1:8-22) E o Senhor virou o cativeiro de Jó, quando orava pelos seus amigos; e o Senhor acrescentou, em dobro, a tudo quanto Jó antes possuía. (Jó42:10) e cada um deles lhe deu uma peça de dinheiro, e um pendente de ouro.E assim abençoou o Senhor o último estado de Jó, mais do que o primeiro; pois teve catorze mil ovelhas, e seis mil camelos, e mil juntas de bois, e mil jumentas.(Jó42:11-12) Jesus diz: O ladrão não vem senão a roubar, a matar, e a destruir; eu vim para que tenham vida, e a tenham com abundância.(Jo10:10) CUIDADO COM FALSOS ENSINOS QUE SE LEVANTA PELA INTERNET ELES SÃO SEITAS PSEUDO-CRISTÃS http://www.ia-cs.com/2009/07/seitas-pseudo-cristas-comoidentifica.html E OUTROS TAMBÉM UMA NOVA COMUNIDADE CONHECIDOS COMO: "Sem Igreja" e "Sem Pastor" http://youtu.be/PcvBXEPOvpM https://www.youtube.com/watch?v=PcvBXEPOvpM https://www.youtube.com/watch?v=svTyDMMwpa8 https://www.youtube.com/watch?v=nWvdjjaM3ts

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Olá Marcelo,

      Certamente que você sabe muito bem quem é o ladrão que veio para roubar, matar e destruir né? Espero que saiba mesmo!

      Abraços!

      Excluir
    2. Veja todo o vídeo e deixe o seu comentário Cristo tinha uma religião? Frequentava igreja? Devolvia os dízimos? deixe o seu comentário ! https://youtu.be/wsvP3wQWtpY Veja todo o vídeo deixe o seu comentário Dízimo da Ordem do Sacerdócio de Melquisedeque https://youtu.be/gCdthr4v9RA

      Excluir
    3. Esse Vanderley do vídeo não teve argumentos para debater comigo.

      Abraços

      Excluir
    4. Discordar não é pecado , criticar não é pecado , concordo e discordo com vários vídeos dele esse é um dos que discordei https://youtu.be/hbtnypmkcr8 Existem crentes e céticos , existem pessoas que praticam doutrinas de seitas -pseudo cristãs no youtube , ateus etc. etc. Se algum crente prega algo legítimo sempre vai haver alguém ou alguns que vão discordar. Mesmo se alguém diz algo justo e correto e aprovado pela maioria isso é que vale. Isso não significa que será isento das criticas e discordância da minoria.

      Excluir